A pior noite da vida de um treinador




http://3.bp.blogspot.com/-7uhfnH2P1sk/VFreDQeHm0I/AAAAAAABMEc/AOgVlRlO2g8/s1600/Luxemburgo%2B-%2BAtletico-MG%2BFlamengo.JPG

Acho que ontem foi a noite mais infeliz da carreira de treinador do Vanderlei Luxemburgo. Além de perder a classificação que estava na mão, com o Atlético fazendo 3 gols em 35 minutos, colocou em cheque todo o trabalho que fez no Flamengo desde a sua chegada. Ele ainda tem crédito pelo trabalho feito até agora, mas colocou em cheque uma coisa que a grande maioria sequer imaginava.

Não dá para engolir nem entender as substituições que foram feitas. Não me venham com explicações que o Elton entrou para prender o zagueiro deles na área? Prende como se os laterais não avançaram? Prender como se não havia cruzamento na área em nenhum momento? Prender como se o desempenho do Elton, em todos os jogos que ele entrou, vem sendo pífio. Não dá para dar uma de professor pardal numa semifinal de Copa do Brasil.

Fico na dúvida se o professor Pardal colocaria o Mattheus um jogo como o de ontem. Além de não estar jogando continuamente, não ter tido bom desempenho em nenhum jogo do ano, tem as características totalmente diferentes de como o time do Flamengo joga e precisava no jogo de ontem. Estava claro que o Flamengo tinha que matar o jogo no contra-ataque, foi assim que o Flamengo abriu vantagem. Mudar isso, num segundo tempo na casa do adversário? E Mattheus sofre de um mal que parece que assola esses meninos que vem da base do Flamengo: não tem sangue.

Por ser sem sangue é que o Luiz Antonio é uma unanimidade na torcida do Flamengo no dia de hoje. Não é cornetagem, não é implicância, muito menos 'caça às bruxas'... É apenas, infelizmente, comprovação dos fatos. Fatos esses que o Luiz Antonio desfila em campo e que dá razão, jogo após jogo, do torcedor não querê-lo no time. O cara pode até ser pereba para jogar no Flamengo mas ele tem que ter sangue, ele tem que mostrar disposição, ele tem que suar em campo. Nem preciso saber desenhar para mostrar isso sobre o Luiz Antonio. Basta ver a atuação dele no jogo contra o Atlético.

A pior noite na vida de um treinador, de qualquer esporte, é quando ele influi negativamente no resultado de um jogo. Ontem, o Luxemburgo errou e engessou o time do Flamengo com as substituições. Deu campo para o adversário e o Flamengo, que já não fazia uma boa partida, viu o Atlético se classificar.

Mesmo depois dessa noite, não dá para questionar o trabalho do Luxemburgo, que é muito bom. Ele fez um time que só perdia e jogava mal sonhar com um título e jogar bem. Ele achou uma forma desses caras jogares como um time e isso tem que ser reconhecido.

Bola para frente! Como já escrevi no pós-jogo, há males que tem que servir para o bem. Que peguemos essa derrota como lição e que ela traba mais do que ensinamentos, que ela traga evolução.

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.