Vizeu é o substituto imediato do Guerrero no Flamengo

Vizeu é o substituto imediato do Guerrero no Flamengo
http://smgbrasil.com.br/wp-content/uploads/2016/12/Vizeu1.jpg


Felipe Vizeu entrou e fez gol no último jogo do Flamengo no Carioca. Jogo esse que nem teve pós-jogo aqui no blog mas para quem assistiu até o final ganhou estrelinha na caderneta de rubronegrismo. e jogo chato e ruim.

Eu sei que tem que se dar chance para todo o elenco jogar, que os jogadores precisam mostrar trabalho e que os titulares tem que ser poupados. Sei que o Carioca é uma ótima oportunidade para se ter isso e apoio. Mas eu preciso ver o Damião no lugar do Vizeu nesses jogos?

Eu não consigo entender o Vizeu fora do time para o Damião entrar. Nem a justificativa de que o Damião precisa mostrar trabalho porque o contrato dele está vencendo, me convence. Mas se tem uma posição que o garoto precisa jogar, é essa de atacante. E a gente precisa de um atacante que substitua o Guerrero com segurança.

Então, se teve uma coisa para se ter conclusão do horroroso jogo de quarta-feira é que o Vizeu é o reserva imediato do Guerrero. Nada de Damião.

Sei que o post está atrasado mas é isso!



Zico estreia canal no Youtube. Inscreva-se!



Zico e Diego (Foto: Isabella Pina)

Grandes estreias merecem grandes comemorações. E em dia de estreia de video do novo canal do Zico, eu não poderia deixar de fala sobre esse novo passo do galinho: ele virou Youtuber. E já tem quase 15 mil assinantes a hora do almoço do dia seguinte.

O seu canal de vídeos, Zico10, vai ter de tudo, segundo palavras do próprio Zico. Vai ter futebol, comida e muito bate-papo, com ele entrevistando convidados e falando sobre a vida dos convidados e contando suas próprias histórias.

Você pode assistir o primeiro video falando, justamente, do Brasileiro de 1987.



A história do domínio da bola na bunda é sensacional. Hahahahahahahha!

Inscreva-se no canal do Zico clicando aqui!

Sinal de alerta ligado!

Sinal de alerta ligado!
http://coletivometranca.com.br/wp-content/uploads/2016/02/size_810_16_9_placa-alerta.jpg

Antes de você começar a ler esse texto, acho importante você saber que sou a favor do trabalho do Zé Ricardo. Não vejo outro técnico que vá desenvolver o trabalho do jeito que o Flamengo está montando em todas as esferas do futebol. Não acredito num técnico "caindo" de paraquedas nesse momento de montagem e desenvolvimento de CT com todas as características de estatísticas que tempos, por exemplo. Mas isso é só uma opinião, como muitas outras. Você também tem a sua.

Dito isso, depois das últimas exibições do Flamengo, principalmente nos primeiros tempos dos jogos, é preciso acender o sinal de alerta. Nada daquele desespero de ter que mudar tudo porque tem coisas no time que funcionam bem.  Flamengo vem perdendo pontos por falhas individuais e é complicado culpar esquema de jogo quando isso acontece (se lembra do jogo contra o Fluminense no ano passado? E a falha do Rever no jogo contra o Vasco?). Porém, não dá para isentar o pessoal que não está fazendo o time do Flamengo jogar o que pode. Há algumas coisas que tem que melhorar para que o Flamengo tenha um desempenho melhor.

PARA MIM, a maior falha que eu vejo no esquema do Zé é a falta de proteção a zaga na entrada da área. PARA MIM, isso desequilibra todo o resto. Foi desesperador no jogo contra o Vasco, um time inferior, mesmo com o Flamengo sem 3 jogadores dito titulares, ver os dois cabeças de áreas, Arão e Márcio Araujo, sempre atrás da bola. E não era só correndo atrás da bola. Era LITERALMENTE atrás da bola, da linha da bola. Jogando assim, não há zaga que aguente sem tomar gol. Sabe o 5 clássico, aquele cara tipo Leandro Ávila, Mauro Silva, Mancuso? Falta nesse time do Flamengo. Eu nunca vi time de futebol ganhar campeonato sem uma proteção na entrada da área decente.

Eu colocaria o Cuellar urgente no time do Flamengo. Colocava junto com Romulo e Arão no meio de campo. Com as características que o Romulo e o Arão tem, o Flamengo não jogaria com 3 volantes plantados e daria mais liberdade para os nossos laterais, que são bons no apoio, avançarem. A ideia de dois pontas abertos está deixando buracos no meio de campo simplesmente porque eles não voltam e não dá para exigir isso 90 minutos. Nem com todo o aparato que o Flamengo, como clube, dá aos seus jogadores.

Obviamente, isso é uma opinião de torcedora. Mas é preciso acender o sinal de alerta porque há times mais complicados do que o Vasco pelo nosso caminho. O Flamengo não vem se apresentando bem como time e isso independe de ter pelo caminho juiz ruim que criou um novo órgão no corpo humano: a mãorriga! Não estou falando de RESULTADO. Estou falando de DESEMPENHO.

Acredito que o Zé Ricardo e a sua comissão técnica tem toda competência para fazer o Flamengo jogar mais do que vem jogando. Simplesmente porque o time do Flamengo pode jogar muito mais.

Vamos Flamengo. Saudações!

O pequeno grande gesto do Réver

O pequeno grande gesto do Réver


O Rever chegou ao Flamengo e logo deu conta do recado. Jogador que foi campeão em outros clubes, tranquilo, soube com competência conquistar a confiança da torcida. Conseguiu trazer confiança para a zaga do time. Além disso, conquistou a braçadeira de capitão, que caiu bem demais nele.

A gente vinha sofrendo com os últimos capitão do Flamengo antes do Juan (que foi antes do Rever). Jogadores que achávamos que iriam ser grandes capitães não foram e não conseguiram entender o que esse posto significa, vide Léo Moura e Wallace.

Temos um capitão que é um dos principais jogadores do time. Porém, um gesto do Rever que já vi acontecer em mais de um jogo  acontece quando o Juan, capitão antes dele, entra em campo. Ele entrega a braçadeira para o Juan, no meio do jogo, deixando claro que o Juan é o capitão quando está em campo.

Sei bem que é um gesto pequeno e que poderia passar desapercebido.  Mas não dá para ignorar o grande gesto que é um jogador em campo passar a braçadeira para outro em campo. Quantos jogadores você já viu fazendo isso?

Saudações!


Ederson tem a minha torcida!

Ederson tem a minha torcida!


Parece que está chegando a hora do Ederson voltar a jogar. Mais do que se recuperar de uma lesão pontual parece que as lesões passadas irão sempre influenciar no organismo dele. Então, todo o cuidado é pouco.

Eu lembro a porrada que o Ederson levou no jogo contra o Vasco no Maracanã pelo Brasileirão de 2015 (sim, em 2016 não teve Fla x Vasco no Brasileiro porque eles estavam na segunda divisão). Numa jogada que sequer falta foi marcada, não sei como ele conseguiu levantar.

Depois teve a pancada do Fágner que nem falta foi marcada mas foi tão forte que fez o técnico do Flamengo, normalmente calmo, ser expulso por reclamação. Essa última pancada custou alguns meses na recuperação dele, descrença de boa parte da torcida e uma queda do desempenho do time. Ederson vinha bem no Brasileiro de 2016.

Oportunidades não irão faltar para fazer ele ter um bom ano pelo Flamengo. O clube jogará  campeonatos como Estadual, Primeira Liga, Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores neste ano.

Ederson tem a minha torcida e acredito ue ainda vai dar alegrias ao torcedor.

Saudações!

Vizeu neles!




Poderia começar esse post pelo gol da vitória marcado no acréscimos pelo Felipe Vizeu mas há coisas que o jogo contra o Resende demonstrou que não se pode ignorar. Uma delas eu já adianto logo: Vizeu não pode ser, nunca, reserva de Leandro Damião.

O Flamengo levou o time alternativo até Volta Redonda para enfrentar o Resende. Depois de uma semana que teve viagem ao Chile pela Libertadores e jogando no sábado, nada mais justo esse descanso para o time dito titular. Eu não consigo entender quem critica esse tipo de escolha. O Flamengo precisa descansar fisiologicamente os jogadores e colocar outros para jogar. Me parece tão óbvio que eu não vejo sequer argumentos para opinião contrária.



Passamos o jogo inteiro jogando bola na área para achar o Leandro Damião. Mas como achá-lo se ele mesmo não se encontra? Espero que a escalação dele como titular seja mesmo só pra queimar lenha porque sempre que o Vizeu entra, o atropela. No Brasileiro do ano passado já foi assim. O menino voa em campo, dá movimentação ao ataque, joga com alegria e é reserva de Leandro Damião. Complicado, viu?

Há outra coisa que eu queria falar é sobre o desempenho do Rômulo. Ele entrou em campo como titular e acho que o Zé quer dar mais ritmo de jogo a ele. E está precisando. O Rômulo, como jogador, joga muito mais do que vem apresentando, principalmente nas últimas 2 partidas. É preciso analisar o porquê desse desempenho abaixo para que ele possa render mais.

Por último, não posso deixar de falar da boa atuação dos zagueiros, Juan e Donatti e do goleiro Tiago que salvou algumas bolas lá atrás.

Três pontos na conta, é o que importa nesse Cariocão que deveria ser para colocar os jogadores para jogar. A gente precisa ver Rene, Rodinei, Cuellar e os meninos da base em campo.

O Flamengo volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h45, para enfrentar o Bangu.

Vencer Vencer, Vencer!



Demos mole!



O título do pré-jogo falava da importância de se ter cuidado na estreia fora de casa na Libertadores. E o time não teve o cuidado de se precaver num lance que é o ponto forte da equipe adversária. Então, mesmo jogando melhor, mandando na maior parte do tempo no jogo, perdendo gols inacreditáveis, o Flamengo e deu para a Católica por 1x0 no segundo jogo da Libertadores 2017. Com o resultado, o time está em terceiro lugar no grupo da competição.

O jogo

O jogo começou com a surpresa da escalação do Marcio Araujo na cabeça de área. Com isso, o meio de campo foi formado por ele, Arão, Romulo e Diego. E isso fez o Flamengo jogar futebol, ir para cima do adversário mesmo na casa dele. Só que não converteu esse domínio em gol. E domínio, para o futebol, só vale alguma coisa quando é transformado em gol. Guerrero teve pelo menos umas 5 chances de chutes ao gol, Arão perdeu um gol na cara do goleiro... Foi um festival de ataques desperdiçados.

O Flamengo não voltou para o segundo tempo com o ímpeto do primeiro. Administrando a posse de bola, ainda teve uma cobrança de falta do Diego que carimbou a trave e um Guerrero isolado no ataque. As substituições feitas travaram, ainda mais, o time do Flamengo. Gabriel, Berrio e Leandro Damião não melhoraram o time. E num lance isolado, depois do Dieg cometer uma falta bba pelo lado esquerdo da defesa do Flamengo, os caras fizeram o gol numa cobrada ensaiada. Berrio não acompanhou a movimentação do atacante fortão deles e o gol da vitória saiu da forma que eles mais estão acostumados. A partir daí, o time foi um bando em campo e ainda teve a expulsão do Berrio num lance que o juiz errou na avaliação da jogada.



Atuações

Muralha - Sem culpa no gol, salvou o time em pelo menos duas vezes durante o jogo inclusive numa recuada de bola bisonha do Rafael Vaz. Nota 8

Pará - Não teve grandes dificuldades na defesa, precisa se entender com Arão e Berrio pela direita pra ser mais efetivo no ataque. Nota 5

Rever - Um xerife na defesa, excelente nas antecipações e na calma de sair com a bola jogando. Nota 7

Vaz - Bisonho. Nota 2.

Trauco - Teve uma noite mediana. Não teve problemas na defesa e não subiu ao ataque para triangular com o Everton. Nota 5

Marcio Araujo - Grande surpresa da escalação, a correria fez bem ao time. Pena ue não consiga manter a orientação do técnico. As suas antecipações deixaram por 2 u 3 vezes a defesa exposta. Nota 7

Romulo - Precisa encontrar o seu futebol. Ainda lento e ruim nas antecipações. Nota 5

Arão - Perdeu um gol na cara do goleiro e não conseguiu dar andamento as jogadas de ataque pelo lado direito. Nota 6

Diego - O melhor do time no primeiro tempo, não conseguiu manter o ritmo no segundo tempo. Colocou bola na trave mas fez a falta que originou o gol deles. Nota 7

Everton - Sumido e apagado, fez um jogo de ida e volta sem aparecer na transmissão. Nota 4

Guerrero - Teve chances de gol e não converteu. Atacante 9 não pode ter 5 chances de fazer gol e não fazer nenhuma. Nota 5

Gabriel - Nem vi que estava em campo. Nota 4

Berrio - Não acompanhou o cara no lance do gol, não conseguiu desenvolver jogadas e foi expulso igual a um juvenil num lance bobo. Nota 3

Leandro Damião. Deu uma cabeçada fraca, na mão do goleiro. Nota 4

Zé Ricardo - Embora tenha escalado o time com cabeça de área a mais, fez o time jogar. Porém, suas substituições travaram um time que já não estava bem no jogo. Nota 5

Para terminar

O Flamengo deu mole no jogo contra a Catolica. O que espero é que sirva de lição e de amadurecimento para um time que tem tudo para dar alegrias à Nação. É preciso criar uma casca para que não haja desespero quando sofrer um gol, como foi ontem.


O que vem pela frente

Pela segunda rodada da Taça Rio, o Flamengo enfrentará a equipe do Resende, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, no sábado. A partida terá início às 18:30h.


Saudações!


Poderia ter sido mais fácil, Fla Basquete!




Não acompanhei o jogo do Fla Basquete contra o Macaé. Porém, quando vi que em certo momento do jogo a diferença estava acima dos 15 pontos, confesso que relaxei e só procurei saber o placar do jogo depois. Definitivamente, não posso relaxar com o Fla Basquete.

Fora de casa, o time conseguiu a vitória contra o Macaé, mas pela diferença de 2 pontos. O placar final do jogo foi 82x80. O cestinha da partida foi Marquinhos, com 23 pontos, um a mais que o rival Anthony. Marcelinho com 13 pontos. Rafael Mineiro assinalou 12 pontos. Ronald Ramon com 11 pontos e 7 assistências.
O resultado manteve o Flamengo na liderança do NBB, que tem uma breve pausa para o "Jogo das Estrelas". No próximo jogo, no dia 22 de março, o Flamengo viaja a Fortaleza para encarar o Basquete Cearense.

É preciso ter cuidado na estreia fora de casa!




Vamos para o segundo jogo da Libertadores 2017. Desta vez, fora de casa, contra a Universitad Católica, no Chile. E não teremos moleza. Todos os ingressos para a torcia deles foram vendidos. Isso significa que teremos que superar time e caldeirão, típico de Libertadores.

Assim como foi com o San Lorenzo aqui, o time do Flamengo deve sentir a atmosfera. E não estou fazendo uma previsão pessimista, até porque nosso time tem condições de sair do jogo com um bom resultado.

Nosso time:

Além de ter jogadores experientes, que já jogaram em campos sul-americanos de muitos países, gosto da unidade de time que o Flamengo está formando. Se não fosse o posicionamento do Rômulo e Arão, que muitas vezes eles parecem vendidos em triangulações adversárias, meu coração estaria mais calmo.

Do time que entrou em campo na estreia da Libertadores, não teremos o Mancuello, que ficou no Rio para tratamento. A dúvida do time titular está aí: vamos de Gabriel ou Berrio?

Nosso adversário:

O time da Universidad Católica é bicampeão chileno, empatou com o Atletico PR fora de casa, lutando até o fim pelo resultado. Venceu no final de semana por 4x1 e tem bons jogadores. Ou seja, é um time enjoado, que vai usar o fator casa para derrotar o Flamengo.

É para os três pontos!

Todo cuidado é pouco, principalmente nos minutos iniciais do jogo. Cuidado com cartões e possíveis expulsões e entradas mais violentas. Embora eu não goste muito de usar a palavra "guerra" para um esporte, é mais ou menos isso que o Flamengo deve esperar. Ou você espera moleza?

É o segundo passo de uma longa, espero, caminhada. Vamos com calma, inteligência e

Falta vira boa opção pra fazer gol no Flamengo




Não sei se vocês perceberam mas ontem tivemos outro gol de falta. Já no final do jogo, Lucas Paquetá pegou a bola e cobrou a falta no ângulo, dando números finais a goleada em cima da Portuguesa. Um dado importante é que foi o terceiro jogo seguido que o Flamengo faz gol de falta.

O Flamengo tem histórico de bons batedores. Um dos gols mais épicos dos últimos tempos da história do Flamengo saiu numa cobrança de falta que deu o título para o clube em 2001. E fazia tempo que não tínhamos um desempenho tão bom.

O primeiro gol de falta foi do Guerrero contra o Fluminense. O segundo gol de falta oi do Diego contra o San Lorenzo. O terceiro foi do Lucas Paquetá. O curioso é que são jogadores diferentes, em posições diferentes marcando gols.

Para quem acompanha os vídeos da FLATV, no canal do Flamengo no Youtube, esse desempenho pode não ser novidade. Há vídeos demonstrando os jogadores batendo falta no treinamentos.

Segundo o técnico Zé Ricardo, há mais jogadores que treinam cobranças. Guerrero, Diego, Vaz, Donatti, Rodinei e Cuellar foram citados pelo treinador na coletiva após o jogo contra a Portuguesa. Então, já prevejo mais gols de faltas durante o ano.

Assista os últimos três gols de falta:


Gol do Guerrero contra o Fluminense:



Gol do Diego contra o San Lorenzo:



Gol do Lucas Paquetá:



Cobrança de falta e escanteio são situações de jogo que devem ser aproveitadas. E com essa média de um gol por jogo nos últimos três jogos mostra que o Flamengo entendeu isso.

Saudações!

Da goleada, uma certeza: esse é o time do Carioca!

Da goleada, uma certeza: esse é o time do Carioca!
flamengo leandro damião gol (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Acredito que, nessa altura do campeonato, já deu para perceber que o time dito titular do Flamengo não pode entrar em campo toda quarta/fim de semana e jogar todos os compromissos em todos os campeonatos. É preciso descansar os titulares e dar chance aos que vem atuando pouco. E foi justamente isso que o técnico Zé Roberto fez na estreia do time na Taça Rio. Jogando com o time reserva, o Flamengo sapecou uma goleada de 5x1 em cima da Portuguesa.

O time do Flamengo teve o mérito de procurar a vitória desde o inicio, principalmente pela direita do ataque. Rodinei teve uma boa atuação e era por ali que o Flamengo se criava para fazer os gols da vitória. Leandro Damião, em tarde inspiradíssima fez três logo no primeiro tempo. No segundo tempo, Juan e Lucas Paquetá, numa linda cobrança de falta, deram números finais ao jogo. A Portuguesa descontou quando ainda estava 2x0.

Algumas coisas a se destacar nesse jogo, além dos 3 gols do Damião. Juan voltou a marcar com o manto, Rene precisa deixar a "timidez" de lado e Marcio Araujo achou o seu lugar: jogar no time reserva do Fla. Jogou bem, né? E quase ia fazendo um golaço numa tabelinha com o Gabriel, ainda no primeiro tempo.

O grande acerto da noite foi o Zé Ricardo poupar os titulares para o jogo contra o Universidad Católica na próxima quarta-feira, pela Libertadores, no Estádio San Carlos de Apoquindo, no Chile. E, de quebra parece que achou o time para disputar o Carioca até as finais. O time que entrou ontem é competitivo e está cheio de jogador querendo, verdadeiramente, mostrar trabalho.

Agora é focar na Libertadores, no jogo de quarta. Vamos Flamengo!

Assista os 5 gols do Flamengo contra a Portuguesa - Carioca 2017

flamengo leandro damião gol (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Tivemos goleada com o time alternativo no Carioca. O Flamengo venceu a Portuguesa por 5x1 em tarde/noite de gala de Leandro Damião e começou a Taça Rio com vitória. Os chamados titulares descansaram para o jogo de quarta-feira da Libertadores.

Assista os gols: 

1º gol do Leandro Damião



2º gol do Leandro Damião



3º gol do Leandro Damião



Gol do Juan



Gol do Lucas Paquetá



Flamengo vence Vasco em clássico em Manaus pelo NBB



Parece mesmo que #ElesTremem. Depois de ganhar no futebol, foi a vez do Flamengo ganhar o Vasco no basquete. Com uma boa atuação nos rebotes, o Flamengo levou a melhor por 94 a 86 depois de uma partida equilibrada nos três primeiros quartos e de domínio vermelho e preto no período final.

Marquinhos foi o cestinha do Flamengo com 24 pontos, além de ter seis rebotes e sete assistências. Outros destaques do Flamengo foram o pivô Olivinha, com seu 14º duplo-duplo em 23 jogos. Ele anotou 16 pontos e pegou 11 rebotes.

Veja os melhores momentos.

Na próxima rodada, na quarta-feira, dia 14, o Flamengo vai até Macaé encarar o time da casa, às 19h30, no Ginásio Poliesportivo. O time é líder do NBB com 17 vitórias em 23 jogos (73,9% de aproveitamento).

Com o Diego, a 10 não joga, ela desfila!




Nada tenho contra o Ederson. Pelo contrário, acho que ele ainda pode dar alegrias ao Flamengo e torço para que a sua recuperação seja completa. Ele tem potencial para isso e já mostrou um pouco no Brasileiro de 2016. Porém, eu estava com saudades do Manto 10 desfilando em campo num jogo do Flamengo. Sim, com o Diego, a 10 não joga, ela desfila.

O espetacular gol de falta que o Diego fez e que abriu a porteira para a goleada na estreia da Libertadores não poderia ser mais emblemático. Poderia falar apenas da semelhança com o talento do maior camisa 10 que tivemos na cobrança de falta mas eu vou definitivamente além. Vou além porque o Diego não cobra só falta bem. O Diego faz questão de participar do jogo, em todos os momentos. Ele tem a noção exata do que a bola perdida pode causar, do que um carrinho na lateral pode inflamar a torcida e que o time precisa dele para ir além nas partidas. Adivinha quem tinha essa exata noção em campo também?

Sei bem que é quase uma heresia comparar alguém com Zico e que o Diego ainda precisa ganhar títulos e ter muitas outras boas atuações para começar a brincadeira. Mas que é muito bom ver a 10 sendo decisiva de novo, ah isso é!

Que o Diego, esse #homaodaporra herde logo a 10 e que o Ederson, querido, fique com a 7. Vamos fazer a 10 desfilar em campo, sempre. A mulambada merece!

Olá, Libertadores. Esse é o Flamengo!



Eu não ia ficar para o jogo do Flamengo na Libertadores. Escrevi num post o quanto era ruim depender da falta de planejamento do Flamengo em relação aos seus jogos. Para quem está fora do Rio, esse tipo de coisa é essencial para programar, inclusive, férias. Mas diante da possibilidade de ver essa estreia num ano que o time está bem, perdi uma passagem (porque o valor do reembolso é maior do que eu teria que receber), comprei ingresso, comprei a volta e vivi uma noite épica da minha vida. A estreia da Libertadores de 2017, amigos, jamais esquecerei.

Eu jamais vou esquecer daquele segundo tempo. No primeiro tempo fraco,  o Flamengo não conseguiu jogar. Embora o Diego buscasse o jogo, os pontas e laterais não desenvolviam as jogadas. O gol no terceiro minuto do segundo tempo numa cobrança de falta magistral do Diego facilitou demais a goleada épica da estreia da Libertadores.

Contando com o cansaço do San Lorenzo e com golaços de Trauco e Gabriel, o Flamengo teve o grande mérito de não se acomodar no jogo. Essa falta de acomodação transformou a estreia nessa vitória maravilhosa que ficará como referência de bom jogo desse time. É justo que fique. Se a gente tende a exaltar as falhas e as atuações ruins, a gente tem que exaltar a atuação de ontem. Foi uma grande vitória. Foi uma grande atuação no segundo tempo.

Com a atuação de ontem, o Flamengo se apresentou a América em 2017. Muito prazer, Libertadores!

O Flamengo assumiu a liderança isolada do Grupo 4 da Libertadores com 3 pontos. Atlético-PR e Universidad Católica estão empatados na segunda colocação com 1 ponto, e o San Lorenzo é o último, sem pontos. Na próxima quarta-feira (15/03), voltamos a jogar na Libertadores contra o Universidad Católica, no Chile. Antes, encara a Portuguesa-RJ, no sábado, pelo Campeonato Carioca.

Veja os inscritos e a numeração do Flamengo para Libertadores 2017



O Flamengo soltou a numeração e os jogadores inscritos para a primeira fase da Taça Libertadores da América 2017.

São 30 atletas, numerados de 1 a 30. Diego  vai ser o camisa 10 e o Ederson será o 7. herdando o número do Marcelo Cirino, que não foi inscrito na competição. Outro jogador que não foi inscrito foi o atacante Adryan. Zé Ricardo preferiu o Matheus Sávio.

O Flamengo poderá mudar 3 inscritos apenas nas oitavas de final da competição.  Depois, apenas nas semifinais, pela última vez, mais três jogadores. Apenas goleiros podem ser substituídos a qualquer momento da lista de jogadores.

Com ajuda do GE.

Gabriel não pode ser a primeira opção no banco de reservas



Não há titulo mais direto para o que vai ser falado nesse post. E olha que  nem sou daquelas torcedoras que acha Gabriel um inútil. Acho que ele tem a sua importância tática, a disposição dele "encanta" técnicos, ele era titular nas melhores atuações desse time no ano de 2016 mas não dá para ele ser sempre a primeira opção no banco de reservas.

O jogador teve seu contrato renovado até 2019 e vai, provavelmente, passar de 200 jogos com o Manto Sagrado. É uma marca para se respeitar, independente das suas atuações e pelo fato de que não joga para ao torcida. É o tipo de jogador que joga para o time e o técnico, que é quem manda, gosta disso. Tem a sua importância.

Porém, quando o time está perdendo ou precisando fazer o placar, esse tipo de jogador é o que o torcedor não quer ver em campo. Com o time perdendo, eu quero jogador que mude o panorama, que parta pra cima, que faça a diferença. E o Gabriel, definitivamente, não é esse tipo de jogador. Então, como concordar dele ser a primeira opção de um jogo como o de ontem? Enquanto o Berrío não entrou no jogo, o time continuou com a lentidão que já vinha antes, não fazendo nenhuma diferença no jogo.

Num jogo como o de ontem, manter o Gabriel como primeira opção no banco para entrar na partida é prolongar a forma como o Flamengo estava jogando. E pelas atuações que ele anda tendo e pela forma que vem atuando, não pode ser essa primeira opção.

Saudações!

Sinal de alerta ligadíssimo!



O Flamengo enfrentou o Fluminense pela final da Taça Guanabara e acabou perdendo nos pênaltis depois do jogo terminar empatado no tempo normal por 3x3. Nos pênaltis, os 2 zagueiros (Rever e Vaz) perderam suas cobranças. Numa tarde de domingo com bom futebol, o comportamento das torcidas e dos times em campo aqueceram o coração de quem ainda acredita que o futebol carioca respira.

Porém, pior do que a derrota e a perda do título da Taça Guanabara, foi a forma como o Flamengo se apresentou. Dois gols do Fluminense saíram de falhas horrorosas de todo o sistema defensivo. Além disso, o time não conseguiu se virar com o Diego bem marcado pelo Fluminense. Mancuello não existiu, Trauco e Rômulo fizeram as piores atuações com o Manto e Everton não foi bem. Falhando na defesa e mal no ataque, o 3x3 no final do jogo foi um alento para uma atuação ruim.

É claro que essa atuação ruim do time deixou o meu alerta ligado para a estreia da Libertadores, que será na quarta-feira. Estou falando desde o inicio do ano que precisa-se ajustar o posicionamento de Arão e Romulo.  O Rafael Vaz tem que parar com a mania de querer sempre lançar e não voltar rápido dos lances de ataque. A maioria das vezes, ele fica que nem criança indo atrás da bola, quando ele tem que voltar pra defesa. Se não voltar rápido, vai acontecer de novo o que aconteceu no terceiro gol do Fluminense: um buraco no meio da defesa que facilitou a ação do atacante.

Nas cobranças de penaltis, não gostei da atuação do Muralha, que teve um desempenho ruim. Rever e  Vaz, que erraram as cobranças, também cobraram mal. Definitivamente, ontem não foi o dia dos defensores do Flamengo.

É hora de deixar essa derrota para trás e focar na estreia da Libertadores. O Fluminense foi um bom teste para que pudéssemos observar pontos que não devem ser repetidos para termos uma boa performance. É hora do Zé Ricardo listar esses pontos, passar para a equipe e os jogadores obedecerem as futuras determinações.

Vamos lá, Mengão. A Libertadores está chegando.

Saudações!