Pré-Jogo: Flamengo x Ceará - Brasileiro 2020



O panorama poderia ser completamente diferente. Incrível como entregamos de bandeja a disputa do Brasileiro de 2020.

Neste domingo, às 16h, o Flamengo jogará contra o Ceará, no Maracanã, na corda bamba. Com 49 pontos, depois de dois vacilos inacreditáveis nos últimos dois jogos, na quarta posição da tabela (foi ultrapassado pelo Inter, do Abelão), o time está a sete pontos do líder São Paulo.

O técnico Rogério luta para diminuir as falhas individuais do time e dar mais consistência ao ataque. Essa história de arame liso precisa acabar! O Flamengo roda, roda, roda mas não consegue converter a sua superioridade na posse de bola em gols. Foi eliminado assim da Libertadores, perdeu um jogo contra o Fluminense. É uma mistura de falta de ímpeto, com preciosismo e falta de sorte que não dá nem pra ter um único motivo da inoperância do time.

A gente precisa torcer não só para o nosso time, mas para o time alheio vacilar. Aliás, eles vacilam, mas o Flamengo vacila junto. Com isso, vai trazendo quem estava abaixo da tabela para a confusão de cima.

O Rogério deve manter o time que começou a partida passada. Não vejo nenhum problema com o time titular, mas não dá para aguentar as substituições depois dos 40 minutos tirando os craques do time para colocar garotos que não conseguem dar dois passes certos.

Vale lembrar que o Ceará venceu o duelo do primeiro turno por 2 a 0, no Castelão, e não perde há quatro jogos fora de casa.

Gabigol, Gerson, Gomes, João Lucas, Renê e Rogério Ceni estão pendurados.

É vencer ou vencer.  O jogo é às 16h, no Maracanã. Vai pra cima deles, Mengoooooo!

Time do Flamengo x Esperança




O time arame liso do Flamengo, que tem uma folha salarial acima de R$ 20 milhões perdeu para um time comandado por Marcão e Airton. Se faltam palavras para falar, de novo, sobre a falta de objetividade e desempenho do time comandado pelo Rogério Ceni, apenas isso bastaria.

Espia a comemoração do Airton no final do jogo, com a vitória consolidada. Espia as substituições que o cara fez, quando o Rogério desmontou a zaga do nosso time, que tá lutando, jogo após jogo, pra se consolidar. Espia a vontade e a disposição, concentração e seriedade que time do Fluminense teve o TEMPO TODO. Espiou? Não é preciso fazer muito, né? O time com a folha salarial de mais de R$ 20 milhões, maior arame liso da história, o time de medalhões que acham os "pica da galáxia" não conseguiu nem garantir um ponto, que seria importante na tabela, quiçá a vitória.

O time do Flamengo brinca de perder oportunidades dentro de campo e, por consequência, na tabela. Sabe o que é pior? Não tem UM culpado. A soma da falta de objetividade e resultados tem tantos tentáculos que nem um polvo daria conta.

O jogo contra o Fluminense escancarou (o do Fortaleza já tinha também, mas a esperança é uma porcaria) que os jogadores já estão de férias, que o técnico não tem domínio sobre o elenco, inclusive pelas substituições que faz, que não há time que resista aos dirigentes oba-oba e que o torcedor é quem sofre. Quem se emputece é o torcedor (e o Arrascaeta).

Temos um próximo jogo contra o Ceará e vamos continuar torcendo pelo Flamengo num campeonato que ele insiste em entregar. A esperança é a última que morre, mesmo o time do Flamengo fazendo força para ultrapassá-la.

Até a próxima!

O que tenho pra hoje é SAUDADE!

Para descrever o ano de 2020, poderia focar nos três títulos que ganhamos no ano ou nos vacilos inacreditáveis que tivemos após o recesso da pandemia. 

Aliás, ninguém  me tira da cabeça que a pandemia causada pelo Covid 19 afetou demais a condição física dos nossos jogadores (embora não possa provar, tenho fé que sairão estudos comprovando que o virus afetou o desempenho fisiologico dos atletas). 

Porém, não há nenhuma palavra que descreva mais o Flamengo de 2020 do que "saudade". 

Tem torcedor que tem saudade do time de 19. Da disposição de 19. Do desempenho de algum jogador especifico. 

Eu tenho saudade de ver o Flamengo de perto. Do calor do Maracanã. Do meu apoio. Da minha voz,  unida a milhares, que empurra o time pra frente. Da minha certeza. Do meu amor. Da minha vida.

O que tenho pra hoje é SAUDADE. Saudade do que vivi e quero viver de novo. Saudade de cantar ao mundo inteiro, a alegria de ser rubro negra! Mesmo com essa saudade, conte comigo, Mengão. Estarei sempre contigo!  

Feliz 2021, meus amigos queridos Que  seja o melhor ano de nossas vidas!

O que eu espero do Rogério Ceni no Flamengo?




Rogério Ceni foi anunciado como novo técnico do Flamengo, no lugar do Domenec. Sabe o que eu espero do Ceni? Nesse primeiro momento, que acerte a defesa e que não coloque o Bruno Henrique para marcar lateral na defesa.

Nem adianta negar o meu ranço com o cara. Afinal, o nome desse blog é referente a um assunto que ele jogou confete para a torcida do São Paulo em vários momentos. Não vou entrar no mérito do que  acho dele porque nem cabe nesse texto.

Mas ele realmente tem uma oportunidade de ouro de dar um upgrade na carreira. Ao pegar um elenco como o Flamengo, que é superior ao que vinha dirigindo, pode provar se se transformou num técnico capaz de gerenciar campo e vestiário, assim como lidar com as questões internas que sempre incendeiam o Flamengo.

Toda sorte do mundo ao Rogério Ceni. Que ele consiga ser vitorioso como treinador do Flamengo como foi jogador do São Paulo.

Aliás, você já agradeceu hoje o Zico não inventar de ser treinador no Brasil?

Saudações!


Domenec foi embora e não deixará saudades!




Entusiasta que sou dos treinadores que chegam ao Flamengo para fazer o time melhorar, acreditei no trabalho do Domenec. Acreditei que os 5x0 na Libertadores teve influencia da COVID no elenco (e a gente sabe que teve!). Acreditei que os 4x1 do São Paulo foi um acidente de percurso, que poderia não ter acontecido se jogadores não tivessem perdido pênaltis no jogo e acreditei que as falhas individuais dos zagueiros tinham influência direta nos resultados que fizeram a gente não assumir a ponta da tabela do Brasileiro.

Aí, veio o jogo contra o Atlético Mineiro. TODO mundo sabia como o Flamengo não poderia entrar em campo. Todo mundo viu como jogaram os times que o Atlético não conseguiu jogar. O Domenec fez o contrário. A goleada não foi por acaso e a demissão do Domenec não foi aleatória. Nao tem como deixar um técnico que toma de 4 em dois domingos seguidos, contra adversários que lutam pelo título. Não é amadorismo, muito menos precipitação. Há coisas que não devemos normalizar e levar goleadas é uma delas.

Boa sorte do Domenec mas, por aqui, ele não deixará saudades. Na ansiedade de implantar o seu estilo, implantar um rodízio na zaga dando moral pra quem não está bem e não aproveitar boas características de jogadores do time, ele arrebentou a continuidade de um trabalho campeão. O futebol cobra. E não costuma demorar.

Saudações!

Diego é mesmo INSPIRADOR!


Diego lançou um documentário sobre a recuperação da lesão mais complicada da sua carreira. O documentário mostra os bastidores, o apoio da família, o trabalho incansável e, claro, os momentos de alegria, da conquista da Libertadores. É emocionante, com um testemunho verdadeiro de fé e dedicação. Como bem disse a esposa dele,  o Diego é inspirador. 

Eu vibrei com a contratação do Diego, me entristeço quando ele não corresponde e torço demais para que a dedicação que ele tem eleve o nível do Flamengo como um todo. 

Durante muito tempo, mas muito tempo mesmo, eu esperei por um jogador que fizesse jus a uns 20 mantos número 10 que tenho nos cabides do armário (sim, manto a gente coloca em cabide, como roupa de gala). Depois de um tempo, desisti. Teve o Pet, o Imperador em 09/10 que quase me despertou a 10 de novo mas foi por pouco tempo. Até que chegou o Diego. 

Esperei um tempo considerável para ter um jogador rodado que tivesse tesão em jogar pelo Flamengo e respeitasse o clube como ele merece. Esperei um bom tempo para elogiar declaração e posicionamento de jogador fora das 4 linhas. Saca orgulho de capitão do time é ainda com a 10? O Diego me fez sentir isso de novo, pela primeira vez depois de muito tempo. Ele é diferenciado. 

Diego não é o craque do time, não é titular no meu time ideal mas ele é o 10 que morro de orgulho, que euquis no Flamengo. 

Na reestruturação do Flamengo, que sempre desejei, apoiei, contribui e sonhei, ele foi o primeiro a vir da Europa e abrir uma porta pra outros que, inclusive, foram campeões junto com ele da Libertadores. 

A partir do Diego, veio a importação de bons jogadores (do exterior), cada um sendo a peça de um mosaico inesquecível, vencedor: o verdadeiro time de craques, o Flamengo de19. 

Eu poderia, como fisioterapeuta, falar da incessante busca pela recuperação, retratada no documentário.

Eu poderia, como professora de educação física, ressaltar o quanto é importante ter um atleta como a 10 do Flamengo, não um simples jogador de futebol. 

Mas eu terminarei esse texto como a Dani, torcedora do Flamengo, que bate palma pro Diego e qualquer outro jogador que respeita o Flamengo como eu respeito.

O documentário está bem legal e está no canal da Fla TV, no YouTube

Saudações!