Ah, Gabriel... Obrigada por me fazer sorrir!





Há imagens que marcam. Talvez por ser um observadora relaxada, uma amante de bons momentos, uma otimista nata e estar feliz com a vitória do Flamengo contra a Chapeconese, a comemoração do Gabriel, após o gol, me comoveu.

Não foi a comemoração que todo mundo foi abraçá-lo...

http://og.infg.com.br/in/16371644-b76-71b/FT1086A/315/fla1.jpg

http://www.lancenet.com.br/fotos/Flamengo-Chapecoense-FotoPaulo-SergioLANCEPress_LANIMA20150606_0246_3.jpg

Essa, eu tenho certeza que muitos comemoraram juntos. E vibraram. E pensaram 'uau o time quase todo foi comemorar com ele'. Essa comemoração comum nos gols, importante para o Flamengo, todo mundo viu.

O que eu não sei se esse povo todo viu foi a comemoração que me encantou, aquela que me fez abrir um sorriso num sábado que o sorriso insistia em não sair.

O que fez essa torcedora observadora, relaxada, otimista e encantada sorrir foi a comemoração do Gabriel após o gol, enquanto voltava para o campo de defesa para reiniciar o jogo. A comemoração solitária de quem sabia, exatamente, o valor daquele gol.


http://og.infg.com.br/in/16371705-a8a-5ca/FT1086A/230/2015060616298.jpg

Nesses tempos que ando cobrando mais vibração do que qualquer outra coisa, a comemoração solitária do Gabriel foi como um carinho na minha alma rubro-negra.

E quem não gosta de carinho? Eu adoro!

Saudações!


Comente:



Um comentário:

  1. Boa análise...
    Gosto do Cabriel, nunca foi chupa sangue.
    Espero que reencontre seu bom futebol, será um grande reforço...
    SRN.

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.