Uma arbitragem que é a cara do futebol 7x1




http://cache-assets.flogao.com.br/photos/full/131582186.jpg

Mais uma vez, num jogo do Flamengo, houve um erro inacreditável de arbitragem. Desta vez, no inicio do jogo, um pênalti escandaloso que o arbitro que vai representar o Brasil na Copa América arrebentou qualquer esquema que o Cristovão pudesse armar no Flamengo.  E quem dera se fosse só o pênalti. Para compensar (como se pudesse haver isso no futebol), expulsou um jogador do Fluminense por uma falta que era, no máximo, cartão amarelo e depois expulsou o Canteros com dois cartões amarelos num intervalo de 5 minutos, por reclamação. Uma lambança atrás da outra, um erro atrás do outro. Mais um jogo com o resultado determinado e ajudado pelo juiz.

Mas duas coisas me impressionaram em cima disso: a inacreditável reação dos diretos do Flamengo e o posicionamento dos comentaristas de televisão em relação ao pênalti marcado.

Rodrigo Caetano e o presidente Eduardo Bandeira de Mello foram parar na súmula do juiz por, no intervalo do primeiro tempo, ter ido ofender o árbitro pelo pênalti risível que foi dado. A reclamação, aos moldes de Eurico Miranda e iguais, vai de encontro com tudo o que o Flamengo passou um campeonato inteiro combatendo. Esse tipo de postura é inacreditável para quem combate o estilo futebol de várzea que, muitas vezes, os campos brasileiros viu. O juiz considerou uma ofensa ser comparado a federação carioca do rio e ele está certo. É uma ofensa lamentável, assim como é lamentável um presidente e um responsável pelo futebol achar que ir pressionar o juiz em saída de campo é solução para alguma coisa. Mandar os jogadores se portarem como homem, honrarem o Manto, ninguém vai né? Flamengo passou 30 minutos com um a mais para fazer um gol no Fluminense. Vamos olhar mais para a nossa incompetência e deixar que os responsáveis cuidem da incompetência alheia.

Outra coisa que me impressionou nesse pênalti risível que o Sandro Meira Ricci teve a cara de pau de marcar foi o posicionamento dos jornalistas. Embora unânimes em afirmar que não foi pênalti,  teve um que disse que 'entende a marcação do juiz'.   Está na hora da imprensa 7x1 se reciclar e começar a direcionar comentários para os fatos e não para entendimentos. Ainda mais se é jornalistas. Jornalistas que moldam seus comentários em 'entender' o que acontece é tão somente um bobão com microfone do que qualquer outra coisa. E tenho certeza absoluta, que se fosse para colocar  um bobão comentando, o meio de comunicação não pagaria um salário de jornalista para ele.

A arbitragem é MUITO RUIM e a prepotência desses caras junto com os jogadores brasileiros que se jogam o tempo todo, fazem caras e bocas, não entendem o principio do fair play mostram mesmo que o 7 x 1 foi MUITO pouco. E que nenhuma lição foi aprendida.

Enquanto isso, o futebol vai deixando de ser a paixão nacional. Jogadores são farsantes, juizada incompetente e ainda tem escândalo de corrupção na entidade maior do futebol. Quem é que aguenta?

A arbitragem de ontem, assim como a de muitos jogos nesse campeonato organizado por uma entidade corrupta, mostra que o 7x1 está presente no dia a dia do nosso futebol. E que, a julgar pelos erros repetidos, estão longe de acabar. Infelizmente

Saudações!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.