Romário faz Senado mudar número do gabinete 4 do Senado para 11







  
 
Está uma confusão danada! Por uma exigência do Romário, que queria ser alocado num gabinete com o número 11, camisa que o consagrou no futebol, a Ala Nilo Coelho, uma das mais nobres do Senado, está numerada assim: 1, 2, 3, 11, 5, 6, 7, 8, 9 e 10.  A alteração numérica tem causado problemas para Álvaro Dias (PSDB-PR), dono do último gabinete do corredor. Secretárias e assessores do tucano são abordados diariamente por entregadores e visitas que param ali, em busca do gabinete de Romário.

A exigência virou um problema institucional. A primeira alternativa foi oferecer a Romário um gabinete na torre principal, com o final 11. Ele não aceitou justificando que precisaria de um gabinete com saída facilitada, pois não gosta da ideia de ficar preso dependendo de elevadores. Foi então que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), envolvido em sua campanha de reeleição, acabou autorizando uma gambiarra: fez um ofício transformando o gabinete número 4 em número 11.

Tomara que o 11, que deu tantas alegrias em campo para o Flamengo dê alegrias ao povo brasileiro com trabalho e dedicação.


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.