A primeira rodada e a vergonha que é o Carioquinha 2015







Aaaaah se não fosse a força da torcida do Flamengo! Talvez por isso é que federação esteja de olho na grana que o Flamengo pode dar. E vou te falar que pelo que andei lendo e sabendo não há ingresso a R$ 10,00 que salve o vexame que é um campeonato organizado por uma Federação que está de olho no que os outros devem cobrar, mas não diminui a sua taxa em cada borderô.

A falta de segurança que proporcionou a invasão de torcedor/marginais ao vestiário do Macaé foi só o cartão de visitas de um campeonato que não revigora, em nada, as contas dos clubes cariocas. E, assim, o campeonato vai morrendo, a torcida vai perdendo o interesse, o público é cada vez menor e se não fosse o dinheiro de transmissão de televisão, pelo menos a metade dos clubes ditos pequenos não estariam disputando esse campeonato. O abuso maior vem daí mesmo: o trem pagador é o Flamengo e ainda querem determinar o quanto ele vai ganhar. Tem jeito um campeonato organizado por gente que pensa assim ter algum tipo de sucesso?

Alias, até mesmo a televisão não vende o produto que compra. Ou você vê jogos de médios e pequenos sendo transmitidos pelo pay per view. A transmissão só ocorre em jogos que tenham Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo. Esses quatro times são os pilares de um campeonato que a federação ganha mais do que eles e ainda querem mandar no preço do espetáculo.

A falta de segurança em Macaé é apenas a ponta no iceberg da falta de estrutura que os estádios apresentam. É claro que isso não é justificativa para a agressão e muito menos para a invasão de marginais. Mas falta segurança, faltam bons gramados, faltam estádios com iluminação e, como se sujeitam a migalhas dadas para a federação, faltam bons times para fazer frente aos ditos grandes. Vocês viram o estado do gramado do jogo do Fluminense?

A falta de bons times pode se resumir nos resultados dos jogos: no sábado, nenhum dos dez times em campo conseguiu fazer mais de um gol por partida.

A pergunta que fica é: você ia querer o seu time gastando horrores pagando salário de jogador caro para jogar num campo esburacado, num campeonato que não se pode rentabilizar como o clube acha certo e ainda por cima ficar sujeito a medidas da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro? Pensa bem! Ia querer?

A primeira rodada veio a calhar para mostrar que o trem pagador é o Flamengo. Somados o publico dos jogos de Fluminense, Vasco e Botafogo, não deu o público do jogo do Flamengo. E o clube TEM QUE usar isso para conseguir, pelo menos, estipular o preço dos ingressos que acha justo.

Toda essa história se transformou numa guerra. O Flamengo querendo determinar o preço que acha justo para colocar o seu time (que ele paga o salário) em campo e a Federação querendo ditar preço achando que o problema é o preço do ingresso, quando a organização do campeonato é uma vergonha.

A impressão que eu tenho é que essa guerra está apenas começando. E ainda vai render muitas notas oficiais. Dos dois lados.


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.