Eduardo Bandeira de Mello é xingado pelo presidente da Federação do Rio




Eduardo Bandeira e Michel Assef Filho, Ferj (Foto: Vicente Seda) 


Depois da nota oficial que o Flamengo soltou sobre o Campeonato Carioca e a Federação, foi convocado uma reunião na sede da Federação Carioca de Futebol e o desfecho não foi nada agradável. Além de não se chegar a um consenso, o presidente da federação, exaltado, xingou o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, que saiu da reunião quando foi ofendido.

O presidente falou sobre a reunião:

- O desfecho não foi nada positivo. Estou acostumado a me relacionar com pessoas educadas e de alto nível. Além das injustiças e das intenções em nos prejudicar, o presidente (Rubens Lopes) partiu para ofensas pessoais. Não considero que emitimos uma nota ofensiva e nem mal educada, que foram os termos que ele usou quando estava mais calmo. O Flamengo irá à Justiça. O presidente da federação se emocionou e usou até palavras de baixo calão, coisas que não posso reproduzir. Falou coisas da minha mãe. Me retirei porque não posso conviver com isso - disse o dirigente.

O grande problema é que a Federação achou ofensiva a nota lançada pelo Flamengo e Fluminense falando que jogarão o Estadual mas sobre protesto. Além das críticas à postura da Ferj, a nota de Flamengo e Fluminense falava na criação de uma liga independente, e Bandeira disse que a ideia ainda está sendo estudada por Flamengo e Fluminense.

A criação da Liga é uma saída para os desmandos da federação carioca de futebol. A questão é: o titulo dela será respeitado? Acho que o Flamengo não precisa de outro 1987 na história, né?

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.