Ofertas do Black and Red Weekend, mulambos!


E aí, mulambo? Tem se divertindo muito? Tem, né? Eu te entendo. Ô se entendo. A gargalhada está mais fácil, o povo de lá do lado da força anda cabisbaixo e você está com todas as gozações possíveis e imagináveis na ponta da língua. É bom demais ter o Flamengo na nossa vida. CURTA-O, CURTA-O, CURTA-O!

Mas se você acha que essa sua vida de trollador está perto do fim só porque a quarta-feira está se distanciado, vou te informar, desde já, que você está enganado(a).  Se ontem foi a Black Friday, hoje começa o Black and Red  Weekend.  Vem comigo que te explico!

É público e notório o desespero dos secadores para ter um fim de semana digno. Enquanto o povo da turma que chora acaba com as unhas e dedos tentando se agarrar a um grupo que não lhe pertence, o povo da floricultura e da marquise anda tentando fugindo de um grupo que lhes pertencem.  Então, para você aproveitar o seu Black and Red Weekend, resolvi descrevê-lo como ele será:



Manhã/Tarde de sábado e domingo:

Não desperdice a oportunidade que a Black Friday não deu. Por acaso, você já mandou mensagem de BOM DIAAAAAAAA ou BOA TAAAAARDE ou BOOOOOA NOOOOOITE para todos os antis? Já mostrou para seus amigos o quanto você é legal e atencioso (a)? Aproveite a manhã de sábado para "zapear" seus contatos (seja em telefone, em rede social ou agenda  de papel) e mostrar todo seu lado sociável. Oportunidade única, estilo Black Friday.

Verifique, por gentileza, se há manto disponível. Separe-o. Tire o atraso do sono, compre comida para o Black and Red Weekend.

Noite de sábado - 19:30 - Oferta 1 do Black and Red Weekend
"NEGOCIE SUA DÍVIDA"

Os flores entram em campo. HAHAHAAHAHAH! A favor deles, um time que pensa no mundial e com jogadores que não colocarão a perna em dividida. Saca a maria mole do saco de Cosme e Damião? Será o Atlético Mineiro. A nossa possível sorte é a perebice imaculada do time da floricultura. Se não fosse o Rafael "Tatoo" Sóbis" nesse bando, a gente já estava comemorando o rebaixamento desses eternos devedores de série de acesso. Tem como ser menor do que esses pélas? Tem, infelizmente.

Tarde de Domingo - 17:00 - Oferta 2 do Black and Red Weekend
"DENOREX"

Nada é menor que o Fluminense, a não ser o Botafogo. O time que acha, mas não é. O time que do acha que vai, mas nunca vai. É igual a Denorex, parece grande, mas é. Até o Val é campeão da Copa do Brasil, mas o Faísca, nééééécas de pitibiriba. Triste sina da estrela solitária, que de tão solitária já deprimiu e só chora. Os chorões, vulgo cavalo paraguaio, enfrentam o Coritiba, que luta contra o rebaixamento. Na casa deles. Com a torcida daquele jeitinho. Tá certo o Botafogo em pensar na Sul Americana. Protege o coração do técnico e não cria expectativa. Mais vale uma Sul Americana na mão do que uma Libertadores voando. Vooooou, vooooooou, voooou, voooooou!  Valentões da Internet, agora chooooooooora!

Tarde de Domingo - 17:00 - Oferta 3 do Black and Red Weekend
"VAI CAIR"

Se um é pouco, dois é bom, três é demais, não poderia de oferecer a oferta "vice pra sempre". Apesar de parecer ter a missão mais fácil da tarde/noite com um jogo com ingresso só mais caro que promoção da Marquise a R$ 1,00, o Vaskin enfrenta o lanterna do campeonato, no Maracanã.  Sei lá, mas se o Naútico jogasse com o sub-15, traria os três pontos pra Recife. Fico imaginando com deve ser a vida do vascaíno... Deve ter saudades da época que o Vakin era sempre vice do meu mengão. Ali, a segunda divisão ainda não os rondava. A eles, só um recado: O VASCO VAI CAAAAAAAAAAAAAAAIRRRRRRRR! Segura a fila da marquise, rapaziada!

OFERTA ESPECIAL - BRINDE DO WEEKEND

No mesmo horário que a turma que tenta fugir da segunda divisão entra em campo, tem o Brinde do WEEKEND: Mengão em campo. Flamengo entra em campo para nada mesmo, mataaaaaaando o Renato Gaúcho de inveja que sempre quis brincar no Brasileirão. Nós vamos brincar no Brasileirão, contra o Vitória, no Barradão. Vitória briga por vaga na Libertadores não podemos dar mole. Mas, vem cá, você tá preocupado com isso? Vai caçar os nomes na agenda de telefone, do celular, no faceboo, no raio que o parta, vai!

O fim de ano perfeito está se aproximando. Uma etapa, com a gente campeão da Copa do Brasil já foi. Falta agora o Bosta fora da Libertadores, Vaskin e Flor rebaixados.

AI AI AI AI AI AI AI AI... ESTÁ CHEGANDO A HORA!

Uma noite para entrar na história do Flamengo

Uma noite para entrar na história do Flamengo


Foi épico. Recorde de publico e de renda, quebrando tabús e refazendo uma relação entre torcida e time que o Flamengo tinha perdido.  No ano da volta do Maracanã, o Flamengo, o campeão, voltou! Foi a redenção de um time que, desacreditado, foi esculachado. Foi a redenção de um clube que tenta, com a força do seu maior patrimônio, o que será o maior título da sua história: a sua própria recuperação financeira, moral e administrativa.

Ninguém disse que seria fácil. E não foi a toa que na semana de um título nacional que não tínhamos desde 2009, recebemos a notícia que foram pagos mais de R$ 80 milhões em passivos, da dívida do clube. Mais do que o título da Copa do Brasil, mais do que comemorar os gols, eu agora comemoro as vitórias do Flamengo fora de campo. Podem dizer que nem CND nem borderô entram em campo, mas eles ajudaram, e muito, a noite épica que tivemos no Maracanã.

E que noite maravilhosa! A comunhão entre time e torcida, a fé que a Nação tem em 11 homens que portam o Manto e o imenso amor que faz pessoas se deslocarem milhares de quilometros para estarem mais perto disso tudo não dá para ser esquecido, não dá para ser ignorado. É para ser festejado e MUITO!

Que a noite de hoje entre na história do clube não só pelo título conquistado. Que a noite de hoje entre na história do Flamengo como a solidificação de um novo Flamengo, da caracterização de um novo caminho que foi escolhido e ainda tem muitos frutos para dar. Que esse título seja apenas o início de uma bonita estrada. A estrada que vai nos levar para as maiores alegrias que o Flamengo pode nos dar.

Há quase um ano, um povo azul que se fundiu ao vermelho e preto cantava, com o coração cheio de esperança num futuro bacana, "o campeão voltou". Naquela segunda-feira, era impossível não acreditar que num futuro melhor.

O futuro chegou e a esperança se concretizou. Seja bem-vindo de volta, nosso Flamengo campeão.

Dia 27 de novembro - o dia da redenção rubro-negra!

Sabendo que era impossível e/ou improvável, Flamengo foi lá e fez!

Sabendo que era impossível e/ou improvável, Flamengo foi lá e fez!


Deu a lógica. Num jogo que o Flamengo levou do jeito que quis e definiu nos últimos momentos, o titulo da Copa do Brasil é nosso. Tri-campeão. Flamengo era favorito, jogou melhor o primeiro jogo, fez a melhor campanha do campeonato e jogava em casa com a torcida do seu lado. Qual era o seu medo, mulambo?

Isso aqui é Flamengo. Certamente, dentre muitas coisas que isso significa, a facilidade em ganhar algo não está no rol de coisas que combinam com ele. Será que está aí o grande segredo dessa paixão rubro-negra que fez um país parar para ver um jogo de futebol?  Será que aí está o motivo de quem não faz parte dessa Nação sempre tenha impressão que o "hoje não" é mais corriqueiro que o normal porque, no fim, o "é campeão"?  Ah, o Flamengo que desafia a lógica e, por desafiá-la, deixa mulambos mais apreensivos que o normal.

Difícil explicar a lógica do Flamengo. Se eu te falasse, em julho, que o Flamengo seria campeão nacional com zagueiro de 18 anos, Hernane artilheiro de Campeonato, jogador vindo da base como craque do jogo final, Elias fazendo gols decisivos e com um técnico colocado de emergência no cargo, você me internaria no hospício, né?  Nem o mais fanfarrão dos rubro-negros, daqueles que apostam em 3x0 em jogo decisivo ou que diz que Obina é melhor que Eto, seria capaz de ter tamanha criatividade para fazer essa combinação. Pois é, o Flamengo foi lá e fez essa combinação dar certo e transformar em título. A lógica do Flamengo é fazer o improvável, é testar a nossa fé para nos fazer sorrir logo depois.

O Flamengo, fazendo o improvável, levou milhões de rubro-negros espalhados pelo mundo ao êxtase. E eu, que sou mais uma nessa linda Nação,  não sou diferente. Estou felizona. Mesmo. São em momentos como esse que o canto no "é meu maior prazer, vê-lo brilhar" fica mais gostoso de cantar, que o vermelho e preto fica mais usual e que meu orgulho fica aumentado. Não sei se sou Flamengo por causa das alegrias e da emoção indescritível que ele me faz sentir. Só sei que é bom demais ser Flamengo e fazendo o impossível, como foi nesses últimos dois meses, a minha felicidade só aumenta.

É bom demais ser campeã. É bom demais se emocionar com o Flamengo. É bom demais SER FLAMENGO!

A cretinice na montagem na faixa de Tri-Campeão do Flamengo

A cretinice na montagem na faixa de Tri-Campeão do Flamengo
https://pbs.twimg.com/media/BZ85DDPCAAEYKOA.jpg

Não vi a polêmica da montagem das faixas acontecendo. E esperei mais de 24 horas depois de saber do ocorrido para escrever alguma coisa. Sabe por quê? Por que torcedor, de cabeça quente, perde a razão. Como sou torcedora, não estou imune a isso, escrever de cabeça fresca é sempre melhor.

As notas oficiais, tanto a loja que foi tirada a foto, quanto o site que a publicou  negaram a autoria dessa montagem ridícula e cretina. Embora a gente não saiba quem fez a montagem, a gente sabe o motivo: provocar o bla bla bla que só o Flamengo provoca, ainda mais em final de Campeonato. É pública e notória a intenção de muitos à atribuição ao Flamengo um favoritismo a fim de gerar um oba-oba e desestabilizar o próprio time/clube na final, que é importantíssima para o seu futuro.

Porém, a montagem em questão beneficia mais o site do que a loja. Como o site sobrevive de visitas e quanto mais polêmica, maior a quantidade de acesso. No caso, o site ganhou em triplo: na notícia, no desmentido da polêmica e num editorial que usou a loja como escudo.

Não foi a toa que o site que publicou a montagem lançou um desmentido e o editorial. Diria até que esse site está mais sujo que poleiro de galinha. E que continue assim.

Quanto a loja, teve o seu bônus (embora eu acredite que o ônus foi maior!). Uma matéria, no mesmo site, teve uma foto bacanuda com o nome da loja, mais parecendo uma propaganda como qualquer outra coisa.

Como não vi nenhuma foto de jogador de Fut 7 com a faixa de tri-campeão, o site não assumiu e acredito (minha opinião!) que a loja teve mais ônus que bônus, essa polêmica serviu para abrir os olhos dos torcedores (e dessa blogueira) para a intenção de matérias publicadas, principalmente em semana decisiva de campeonato. Hoje, mais do que nunca, o questionamento se faz necessário para que a idéia de alguns (no caso, o adesivo da faixa), não seja colocada como opinião de muitos (os torcedores do Flamengo).

Olho aberto, Nação!

Troca de ingressos com horários estendidos: bola dentro do Flamengo

Troca de ingressos com horários estendidos: bola dentro do Flamengo
http://imgs-srzd.s3.amazonaws.com/srzd/upload/f/l/flamengo.torcida.cb.620.jpg

A venda de ingressos parece mesmo ser um calcanhar de aquiles desse 2013 do Flamengo. Mais o que a venda, a necessidade de busca deles, pois não dá para imprimir em casa, como a grande maioria dos eventos que você faz a compra online, faz torcedores penar em filas, muitas vezes, inacreditáveis.

A bola dentro do Flamengo na troca de ingressos para torcedores (ou sócio-torcedores) diz respeito a modificação do horário para tal. Se antes havia uma reclamação que a troca só poderia ser feita em horário comercial (ou quase isso), agora o clube, além de disponibilizar um posto permanente de troca de ingressos, na Gávea, que ficará aberto até as 18h de quarta-feira, dia da decisão da Copa do Brasil, estendeu o horário em vários outros postos para facilitar a vida do torcedor.

Tomara que o clube comece a entender que quanto mais facilitar a vida do torcedor em relação ao ingresso (e isso vai além do preço dele), maior será a possibilidade desse torcedor frequentar jogos do Flamengo, não só em finais como a que acontecerá nesta quarta-feira, contra o Atlético-PR, no Maracanã.

Os problemas que houveram e que geraram filas na sede do clube ou em outros lugares são inevitáveis, enquanto houver essa coisa de trocar ingresso e não poder imprimir em casa. Chateia, aborrece, atrasa, mas acontece sendo a venda fosse organizada ou não. Porém, tem gente que trocou ingresso no Maracanã, agora a pouco, sem fila.

Além da Gávea, outros 23 postos de troca de ingressos estão disponíveis para a torcida do Flamengo. De acordo com o site do clube, quem não puder retirar seu ingressos, deve mandar um representante com uma carta escrita a próprio punho pelo comprador autorizando a retirada, o comprovante de compra e uma cópia do documento de identificação. É obrigatório a apresentação do cartão de crédito utilizado para a compra ou de uma cópia.

Parabéns por entender e disponibilizar os mais diferentes horários para troca de ingressos.

Saudações!

Flamengo está pronto para a final da Copa do Brasil

Flamengo está pronto para a final da Copa do Brasil
http://www.flamengo.com.br/site/upload/galeria/fotos/20131120222440_174.jpg

O Flamengo venceu o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro e tirou um peso das costas, podendo se preocupar apenas com a final da Copa do Brasil. Decisão essa que teremos força máxima, ou quase máxima. A única ausência, que ainda não foi confirmada, pode ser o zagueiro Chicão. Porém, ele foi substituído tão bem pelo Samir (que voltou depois de um período se recuperando de contusão), que, para muitos torcedores, não chega nem ser um desfalque.

Astral lá em cima, lojas de material esportivo vendendo produto oficial "a rodo" e até uma faixa bandida fora de hora de tri-campeão já pintou por aí.  É mesmo difícil segurar rubro-negro numa final. A empáfia, aquele ar superior que todos nós temos fica mais evidente. O torcedor, aquele que sempre paga a conta, pode fazer o que quiser. O que não pode é a euforia de fora de campo passar para dentro do campo. Dentro dele, como o jogo não começou, não ganhamos nada. Começar o jogo como campeão não significa que o acabaremos como campeão. E é o final que importa, não o começo.

Flamengo é favorito. Não por ter faixa pronta, não por ter o resultado "favorável" do primeiro jogo, não pelo oba-oba dos torcedores. O Flamengo é favorito porque fez a melhor campanha da Copa do Brasil, porque se mostrou um time copeiro e com destaques que vão fazer a diferença nos 90 minutos finais de um campeonato que resgatou o que tem de mais lindo e que só quem é Flamengo entende. Se nem sempre ganha o favorito, eu, sempre, serei mais Flamengo numa final do que qualquer outro time.

A nossa esperança está com Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir (Chicão), André Santos; Amaral, Elias, Luiz Antonio e Cadu; Paulinho e Hernane. Sem mistérios, sem dramas, sem bla bla bla.

Estamos prontos. Time na ponta da língua, confiança em cada gargalhada de zoação emitida e, acima de tudo, muita fé em São Judas Tadeu. Calça a chuteira, Santo!

VAMOS FLAMENGO! VAMOS SER CAMPEÕES, VAMOS FLAMENGO!

O quanto os desfalques podem prejudicar o Basquete do Flamengo

O quanto os desfalques podem prejudicar o Basquete do Flamengo


No sábado a tarde, o Flamengo perdeu a sua primeira partida no NBB, para o Pinheiros que estreou o jogador Leandrinho, que volta de recuperação de lesão. Nem a boa fase do argentino Laprovittola foi capaz de impedir nossa derrota.

O que ficou marcado foi os desfalques que tivemos para esse jogo. Além de Benite que se machucou contra o Palmeiras e ainda não tem previsão de volta, o Flamengo tem a ausência dos importantíssimos Marquinhos e Marcelinho, que se recuperam de lesão.

Fico imaginando um time que é montado no inicio de temporada e tem três desfalques desse tipo. Contrata-se mais jogadores ou espera os três jogadores, de seleção, se recuperarem para o restante da temporada? Quem poderia ser substituto do Marquinhos, grande destaque da conquista passada ou do Marcelinho que, embora muitos torçam o nariz, é um grande ídolo do basquete rubro-negro?

Como a grana é curta e parece que Marquinhos e Marcelinho estarão em breve em quadra, o Flamengo não contratará mais ninguém.  Porém, ainda deve passar por algumas dificuldades até conseguir suprir esses desfalques.

Provavelmente, esse inicio de NBB não será igual àquele que se passou!

Saudações!

Dia difícil para os peregrinos do rebaixamento à Série B

Dia difícil para os peregrinos do rebaixamento à Série B
Paulinho comemorando gol pelo Flamengo (Foto: Bruno de Lima)

Os peregrinos que já começam o Campeonato Brasileiro já falando em rebaixamento tiveram um duro golpe depois da vitória do Flamengo sobre o Corinthians. Matematicamente, o Flamengo não tem mais chance de ir para a segunda divisão e agora é só se concentrar na final da Copa do Brasil.

Num dia chuvoso, quase 30 mil pessoas foram ao Maracanã ver o Flamengo, com gol improvável de Paulinho (num chute fora da área), marcar o gol da vitória. Vitória essa que foi garantida, mais uma vez, pelo goleiro Felipe, fazendo defesa salvadora quase no último lance do jogo, no chute do emerson Sheik.

Nessa orientação tática que o Jayme deu ao time do Flamengo, se houvesse na direita a mesma força ofensiva da esquerda que temos com o Paulinho na direita, seria muito mais fácil de criar jogadas de ataque. No jogo de hoje, durante muitos momentos o Cadu foi bem, mas a falta de velocidade e o arranque para partir para cima faz com que o jogo do Flamengo fique bem mais lento. E isso irrita a torcida.

Jogo morno, quase sem emoção mais que os três pontos vieram. Chegamos a 48 pontos e afastamos, definitivamente, o perigo do tal rebaixamento, que é igual caviar... nunca fui, nunca vi, eu só ouço falar.

Vamos focados para o jogo do ano, a final contra o Atlético Paranaense, pela Copa do Brasil. O título será nosso!


No ritmo do argentino que dá show, Flamengo vence Palmeiras no NBB

No ritmo do argentino que dá show, Flamengo vence Palmeiras no NBB
Basquete NBB Palmeiras x Flamengo (Foto:  Fábio Menotti/Ag. Palmeiras)

Sabe aqueles jogadores que ignoram a pressão da torcida adversária? Fi assim que o argentino Laprovittola se comportou em muitos arremesos dados no jogo contra o Palmeiras pelo NBB 6. No ritmo dele, o Flamengo venceu mais um jogo na temporada 2013/2014, desta vez por 84 a 71. O argentino, claro, foi o cestinha do jogo com 30 pontos.

Embora o placar do jogo engane, com a diferença de 3 pontos, o Flamengo teve uma certa dificuldade no primeiro tempo (primeiro e segundo quartos), onde o jogo foi disputado ponto a ponto. No terceiro quarto, que muitas vezes o Flamengo entrava desligado, foi a vez do Palmeiras bobear. Assim, o Flamengo abriu 10 pontos. Com essa diferença, que ora aumentava, ora diminuia, o Flamengo levou o jogo até o final, com uma atuação excelente do argentino que vem dando show.

A nota triste da partida ficou com a lesão do Benite, com uma torção no joelho que pareceu ser grave.

O próximo jogo do Flamengo, que tentará a uqarta vitória na ocmpetição é contra o Pinheiros, sábado, as 16h. Parece que o Leandrinho estreará no time deles.  A partida, que terá transmissão ao vivo do SporTV.

A covardia e a violência contra torcedores do Flamengo no Paraná

A covardia e a violência contra torcedores do Flamengo no Paraná


Atlético PR e Flamengo fizeram um jogo bacana na primeira partida final de Copa do Brasil. Disputado, leal e com respeito em campo, os torcedores que foram ao estádio puderam ver duas equipes disputando um título na bola. E a torcida do Flamengo... Ah, essa dá show em qualquer lugar que vá.

Muitos torcedores saíram do Rio para o jogo e desde cedo era possível ver os aeroportos (do Rio e de Curitiba) com rubro-negros desfilando seu amor pelo Mengão. E, quando eu fico sabendo de histórias de violência e covardia em saída de estádio, passo a admirar ainda mais esse pessoal que, literalmente, está com o Flamengo aonde ele estiver.

Infelizmente, antes e depois do jogo contra o Atlético PR, os torcedores foram vítimas de emboscada pela torcida deles, com direito a chuva de pedras e agressão a senhor no meio do caminho. E a polícia? Bem... A polícia do Paraná chegou depois dos torcedores passarem por apuros para escoltar os torcedores até um local seguro.

"...os caras vieram na covardia, com pedra, pau etc. Foram pra cima do povão, senhor de idade, mulher. Depois chegou uma escolta." 


"Deram porrada em pai de familia na frente dos filhos... Bateram em pessoas q foram apenas torcer."

Até poderia colocar mais mensagens com relatos de quem passou pelo perrengue, mas o que adianta?  Não venha me dizer que a polícia não sabia que isso poderia acontecer, que não tem como coibir isso. Essa historinha de que policia não pode agir contra marginais era na década de 80 que não se tinha uma gama de aparato tecnológico e técnicas de segurança. Em pleno 2013, acredito muito mais em preguiça do que qualquer outra coisa. É mais fácil colocar um cara que ganha R$ 2000, (se ganhar!) com um escudo para proteger torcedor do que focar em estratégias de segurança pública.

O que os torcedores (?) que fizeram isso esquecem é que tem o jogo de volta. E eles serão 7 mil dentro de universo que terá mais de 60 mil pessoas. A proporção é igual mas a diferença é enorme. O que eles não entendem é que despertaram, num monte de torcedor, a sede da vingança, da pancadaria e da "volta". Entendeu o por que marginais tem que ser mantidos fora de estádio?  Simplesmente, se transforma numa história sem fim. Aí o pai de familia que está no Rio de Janeiro a trabalho, mas quer levar o filho ao Maraca para ver o Atlético, fica a mercê desta guerra inútil de torcida e que foi provocada pela torcida do Atlético ontem.

Mas eu entendo. Os torcedores do Flamengo que foram ao estádio ontem deram show, calando um estádio com uma torcida apreensiva e boquiaberta que viu o Flamengo se impor como gigante que é. O que eu espero é que a torcida do Flamengo se comporte bem e que o mico da final fique para essa cambada de marginal que envergonha o futebol brasileiro com covardia e violência nos estádios.

Vamos pra cima deles, Nação. Na bola. No grito. Nas palmas. Porque assim, o Flamengo é muito mais forte e ninguém nos derrotará.

Jogando como time grande, fica mais fácil!

Jogando como time grande, fica mais fácil!
 Flamengo empata com Furacão e consegue vantagem para segundo jogo (Foto: Felipe Gabriel/ LANCE!Press)

Cara, como é bom ver o Flamengo numa final. Como é bom ter esse friozinho na barriga, a sensação de que uma furada é maior do que ela é e comemorar um gol como se fosse o do título. Ah, Mengão, estava com saudades disso!

Flamengo foi até a "casa" do Atlético PR para a primeira partida da final da Copa do Brasil e, graças a São Judas Tadeu, tudo o que falaram durante a semana não se concretizou. O Furacão não foi a campo, marcou mal, cansou no meio do segundo tempo, foi anulado pelo Flamengo, a torcida deles foi engolida pela nossa e a pressão do caldeirão não aconteceu.

O que eu vi nesse jogo foi a inoperância do Flamengo no ataque, não conseguindo armar uma jogada de contra-ataque, perdendo a oportunidade de encerrar esse confronto na casa deles. Porém, não há como negar que foi um belíssimo resultado.  O time do Flamengo não se "apoquentou", jogou como time grande e deixou o coração dessa torcedora aqui cheia de esperança no título na próxima quarta-feira.

Não há nada ganho. Não há nada perdido. Os últimos 90 minutos dessa decisão serão jogados no Maracanã lotado, com 65, 70 mil pessoas impulsionando esse time que tem surpreendido muita gente. Jogando como time grande, sou MUITO mais o Flamengo. Somos favoritos, temos a melhor campanha do campeonato. Vitória simples ou empate em 0x0 o título é nosso. O regulamento é esse e podemos, aos 45 minutos do segundo tempo, jogar com ele.

Quanto aos torcedores que estiveram no estádio hoje, que fantástico. Que sensacional. Que magnífico. Um dia eu ainda encontrarei palavras para descrever o que é isso.

Não desça da posição que alcançou, Mengão. Sonhando alto, como time grande e tendo postural como tal, o caminho fica mais fácil e o tri fica mais perto.

Vamos para cima deles, Mengo!!!

5 motivos para acreditar na vitória contra o Altético-PR


Eis que está chegando a hora da grande decisão da Copa do Brasil. Foi suado, foi sofrido, mas quase desacreditado o Flamengo chegou a uma final de Campeonato Nacional. Confesso que, esperando um ano de reconstrução, essa final é uma grata surpresa. A conquista do título será excepcional.

Pela frente, temos o Atlético Paranaense, um time que, assim como o Flamengo, não chegou nessa final a toa. Com uma programação diferente, iniciando a temporada com time sub-23 e com o time dos profissionais fazendo uma pré-temporada decente, nesse fim de ano em que todos os times estão capengando das pernas, o Atletico parece que sobra em campo. Eles estão lá em cima da tabela do Brasileirão e estamos no meio. Será que, por causa disso, é impossível vencer na casa deles, num estádio que colocará pressão em cima do Flamengo desde o ínicio? Não, não é! Acredito que é possível conseguirmos essa vitória que será importantíssima para o jogo de volta, no Maracanã.

http://3.bp.blogspot.com/-udI7J_-ADU4/Ulf9KZl0GMI/AAAAAAAAcqU/EDfEz3JmqCw/s1600/leo+moura+amaral+hernane+elias.jpg

Sabe por quê?

- Elias pode não estar jogando nada em jogos comuns, mas em jogos decisivos ele vem  estraçalhando os adversários. Não tem como esquecer o gol em cima do Cruzeiro e o segundo gol no Goiás, que tranquilizou aquele jogo que poderia se complicar, principalmente porque eles começaram ganhando. Contra o Atlético-PR é jogo decisivo. É hora do Elias aparecer e fazer a festa da galera.

- Amaral vem combatendo, de uma forma incrível, todos os destaques dos nossos adversários. Ele vem ganhando a maioria dos embates e, com a seriedade que lhe é peculiar, é difícil não acreditar em outra boa atuação. Sem os destaques deles anulados, resultado para nosso lado fica menos difícil de acontecer.

- A zaga do Flamengo, nos últimos jogos, vem surpreendendo muita gente com a bola atuação. Wallace e Chicão parece que se acertaram e, para ficar perfeito, basta tomar cuidado com a bola aérea, que foi nosso calcanhar de aquiles contra o Goiás.

- Podem falar o que quiser, mas os laterais do Flamengo, vitoriosos, podem fazer a diferença. Léo Moura com sua disposição pontual e André Santos com a precisão nos cruzamentos podem fazer a diferença. Experientes, sabem muito bem a hora de atacar/defender e trazem equilíbrio a defesa.

- A "dupla" de ataque, formada por Hernane e Paulinho, aprontando a correria que já foi vista nessa Copa do Brasil (como esquecer o jogo contra o Botafogo?), são muito perigosos. Paulinho é um cara que não desiste nunca, típico mulambo "encarnado" e Hernane é o homem-gol, que está doido para fazer gol fora do Maracanã. Como não acreditar que ele fará um golzinho?

http://imguol.com/c/esporte/2013/09/25/25set2013---andre-santos-comemora-ao-lado-de-paulinho-dir-depois-de-abrir-o-placar-para-o-flamengo-contra-o-botafogo-na-partida-de-ida-das-quartas-de-final-da-copa-do-brasil-1380159505651_1920x1422.jpg

Listei 5 motivos e poderia listar mais alguns. Poderia falar da força que o Flamengo tem em qualquer final que disputa, poderia falar que os jogadores parecem estar fechados com o técnico, mas isso já é tão Flamengo, tão evidente que é como vestir o Manto. O adversário deve tremer ao saber que enfrentará o tie rubro-negro com CRF no peito.

Vamos para cima deles, Mengão. Vamos com seriedade, minimizando erros e com a alegria que está na sua história. O Atlético Paranaense não é nenhum bicho papão. E, se fosse, a pergunta que não quer calar é: você tem medo de bicho papão?

Saudações!

Ótimo jogo para 2014

Ótimo jogo para 2014
http://www.mantosdofutebol.com.br/wp-content/uploads/2013/09/terceira-camisa-do-Flamengo-2013-2014-Preta-escudo.jpg

Quando fiquei sabendo que o Flamengo iria jogar contra o Grêmio com o time reservas, com um monte de jogadores que não são utilizados, não pensei na derrota eminente. Achei que, como franco atirador e com jogadores que teriam que mostrar serviço, a disposição poderia compensar a falta de entrosamento de um time que não joga junto. O jogo foi horroroso e no final, mais uma vez, o Flamengo tomou um gol que definiu o placar. Não foi o primeiro mas espero que seja o último.

Fora o ódio imenso que estou do Nixon displicente e Paulo Victor adiantado, esse jogo serviu para observar quem é que pode ou não compor o elenco para 2014. Se a diretoria de futebol já está pensando em 2014, favor observar esse jogo. E muito bem.

Se muito torcedor lamentou quando viu a escalação do Flamengo para esse jogo contra o Grêmio, eu lamentei cada passe errado do Gabriel, cada corrida desnecessária e ineficiente do Bruninho, cada dominada de bola do Val e a nulidade do Diego Silva. E como lamentei também as besteiras que o Nixon fez e o Paulo Victor adiantado no lance do segundo gol.

Mais do que a derrota para se lamentar, é para se ter a certeza que alguns jogadores não podem vestir o Manto. E que isso seja resolvido para o próximo ano. Espero que esse jogo tenha servido para isso.

Que o nosso 2014 seja sem jogador de base tentando se dar bem em cima de goleiro veterano com um mergulho inacreditável e nem dar passe para gol do adversário, laterais que consigam exercer sua função com o mínimo de eficiência, goleiros que nos dê segurança e reforços desconhecidos que mostrem serviço. Que o nosso técnico ouse, arrisque e substitua para o ataque, sempre!

Ainda bem que quarta-feira tem final, jogo da Copa do Brasil. Espero que tenhamos de volta a disposição de um time que encantou a torcida num ano que tinha tudo para ser blergh.

Vamos para cima do Atlético Paranaense, Mengão!

Pós-Jogo: Péssimo ensaio geral para a final

Pós-Jogo: Péssimo ensaio geral para a final
http://cdn.foxsports.com.br/sites/foxsports-br/files/img/notes/materia/620x465/sao-paulo-flamengo-640x480-divulga%C3%A7%C3%A3o-Miguel-Schincariol-aopaulofc.net.jpg.jpg

Era um jogo para o Flamengo fazer os retoques para a final da Copa do Brasil, já que a comissão técnica declarou que os titulares jogariam contra o São Paulo e domingo, contra o Grêmio, o time seria misto/reserva. Sabe o ensaio geral de um show, onde o tudo é feito procurando aproximar o grande momento? Pois é, o Flamengo teve essa oportunidade e foi um fiasco.

O time foi o que vai, provavelmente, começar o jogo contra o Atlético, o campo, reduzido e acanhado, é parecido com o que vai se enfrentar na quarta-feira mas espero, sinceramente, que a postura seja totalmente diferente.

Toque de calcanhar, jogadores cavando falta, uma má vontade monstra de correr atrás do placar e jogadores achando que farão o gol a qualquer momento é tudo que não quero ver o Flamengo fazendo. Até porque isso se aproxima do Flamengo de Mano e Jorginho e disso eu quero distância.

Num campo acanhado, o Flamengo não conseguiu desenvolver o jogo que deu certo nos últimos jogos, com o Paulinho pela esquerda com o André Sntos. O lado direito do Flamengo foi nulo, com Luiz Antonio errando muito. Para completar a noite, levamos gol de penalti do Rogerio Ceni num lance duvidoso e um gol num passe de calcanhar ridículo do André Santos para o Ganso, que deu assistência para o atacante dos Bambis.

Não dá para relevar uma atuação horrível como essa. Não há final de Copa do Brasil e nem alivio por não estar mais tão ameaçado do rebaixamento que justifique o espírito de Ibson de muitos jogadores.  Pelo menos, ainda tem uma semana para Jayme enxergar que é preciso fazer algo para o Flamengo jogar melhor em campos menores.

Esse time não se fez com toque de calcanhar, com passe de efeito e, muito menos, de jogadores preguiçosos. Esse time do campeonato brasileiro eu dispenso. Quero o da Copa do Brasil.

Saudações!

Pré-Jogo: Vamos ganhar três pontos da bambizada!

Pré-Jogo: Vamos ganhar três pontos da bambizada!
Jayme de Almeida treino do Flamengo (Foto: Richard Souza)

Mengão entra em campo para mais uma partida do Campeonato Brasileiro, dessa vez com um adversário direto para subir na tabela e solidificar, de vez, a permanência na primeira folha da tabela. Com a vitória, passamos o São Paulo e nos aproximamos da parte de cima da tabela. Se não há chance de Libertadores pelo Campeonato Brasileiro, vencer é importante para manter o astral do time lá em cima para a final da Copa do Brasil.

A comissão técnica do Flamengo decidiu entrar com o time titular para essa partida do São Paulo. O ritmo de jogo e de competição é importante para jogadores que vem sendo sempre poupados, como Léo Moura, Chicão e Elias, por exemplo. Jogando com o São Paulo, mesmo que eles sejam poupados no próximo jogo,  tem uma semana para descansar e se recuperar. Não há como negar que a prioridade é mesmo a final da Copa do Brasil.

O principal problema do Flamengo nos últimos jogos tem sido a bola alçada na área. Os dois gols que sofremos no Goiás foi da mesma forma, mudando apenas os jogadores envolvidos. O Jayme parece ter treinado e exigido maior atenção dos jogadores em relação a isso.

Rumo aos três pontos porque a nossa preocupação tem que ser só o jogo de amanhã. Pensando um jogo de cada vez a vitória virá em todos.

Bambizada, nos aguarde!

Você teria um desgosto profundo se faltasse um Flamengo no mundo?


http://1.bp.blogspot.com/-sDLj63PXHr4/UTZwL5uJ3wI/AAAAAAAAAXc/Khj7RcWiYXI/s1600/o_flamengo_escudo-4882578.jpg

CAAAAAARACAAAAA!!!

Mengão classificado para final, no ano que o Maraca voltou a ser nosso, com a  torcida levando um time desacreditado nas costas e o sorteio favorecendo a última partida da final ser em casa. Poderia estar radiante, mas depois que a diretoria decidiu abaixar o desconto do Sócio-Torcedor e elevar os valores dos ingressos de forma abusiva, só consigo pensar no gordinho do Internacional e no seu não, não, não, que m que fizeram...!

Não sou sócia-torcedora e nem estudante. Logo, se fosse na final da Copa do Brasil no Maracanã, pagaria o preço cheio, aquele que não aparece no título do post no site oficial do Flamengo e que eles tentam, sempre, esconder. Ultimamente nem informação de ingresso cheio eles colocam mais no site oficial. Se o sócio-torcedor sofre com compra de ingresso, imagine o que não é...

Entendo os que estão se sentidos traídos com esse valor inacreditável do ingresso, pois apoiaram o Flamengo no momentos mais difíceis desse ano que tinha tudo para terminar de uma forma totalmente diferente. Entendo também aqueles que acham que o ingresso mais caro vai contra a história de mulambos do Flamengo. Mas não entendo quem qualifica o torcedor que estará no Maracanã no dia 27 como "modinha", de "riquinho não sabe torcer" e que "o flamengo não precisa de torcedor que vai só a jogo decisivo". Para um clube que se orgulha da dicotomia de ser chamado de favelado mas que está situado num bairro nobre do Rio de Janeiro, esse discurso separatista me assusta.

O aumento, justificável mas abusivo, não é culpa de quem pode pagar por ele. E ele só existiu porque o Flamengo, depois de algum tempo, chegou a uma final. Ganhá-la, com o Maraca cheio, será épico.

Aos que teriam um desgosto profundo se faltasse um Flamengo no mundo, estamos juntos, indo ou não ao Maraca o dia 27. Aos que não teriam, senta e chora. É hora de utilizar o secador, seus incompetentes!

Estreias no Fla Basquete, no Beach Soccer e o título carioca no Fut 7

Estreias no Fla Basquete, no Beach Soccer e o título carioca no Fut 7

O fim de semana foi de estreia, decisão, vitória e derrota para o Flamengo em diferentes competições. o FlaBsquete, orgulho da nação, começou sua caminhada no NBB 6 com vitória em cima do arquirival Brasilia.

A outra estreia que tivemos no fim de semana foi a do Mengão no Mundialito de Clubes de beach Soccer, que está ocorrendo em Copacabana. De virada, acabamos perdendo para o Corinthians.

Mudando o tipo de futebol e indo para o Fut 7, conseguimos conquistar o título carioca em cima do Botafogo.

E no torneio OPG, tradicional na categoria juniores, estamos muito próximos da final. Veja com mais detalhes cada desepenho:


Fla Basquete

Nicolás Laprovittola basquete Flamengo x Brasília NBB (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

A estreia do Flamengo no NBB contra o eterno rival Brasilia não foi fácil. Além de não ter Marquinhos e Marcelinho, seus dois maiores pontuadores, não tinha o reforço Jerome Meyinsse no garrafão. Apesar de contar com uma diferença de 19 pontos num determinado momento do jogo, o Flamengo teve que contar com o talento do armador argentino Nicolás Laprovittol e do apoio da torcida para frear a reação do Brasilia e ganhar o jogo por  por 84 a 82.

O próximo compromisso do Flamengo será no sábado, no ginásio do Tijuca, contra o Goiânia

Fut 7

Futebol7 Flamengo x Botafogo final entrega troféu  (Foto: Davi Pereira)

No segundo jogo da decisão do Campeonato Carioca de futebol 7, deu empate de 4 a 4. Porém, como o Flamengo ganhou o primeiro jogo (ontem) por 6 a 1,  garantiu o seu sexto título em 2013, na Vila Olímpica do Salgueiro, na Zona Norte do Rio.

Beach Soccer

Os dois times de maior torcida do Brasil se encontraram em um dos duelos de rivalidade mais acirrada no futebol de areia. A torcida do Flamengo lotou a Arena montada em Copacabana  para jogo contra o Corinthians e eles arrancaram a vitória, de virada, por 2 a 1, no jogo de abertura da terceira edição do torneio.Valei lembrar que o Flamengo perdeu um penalti falando dois minutos para acabar o jogo.

Juniores

No Juniores, a grande final do Torneio Otávio Pinto Guimarães deste ano está desenhada. Caso uma grande surpresa não aconteça na última rodada - que será realizada na quarta-feira (13) e no sábado (16) -, Flamengo e Botafogo irão decidir o título da competição. Depois de vencer suas partidas neste sábado, a dupla está a um empate de se classificar para a final.  Os garotos do Rubro-Negro atropelaram o America e venceram por 6 a 1. Isso levou o Fla aos 13 pontos no Grupo E, três a mais que o segundo colocado, o Serra Macaense, que venceu o Bangu em Moça Bonita. A equipe de Macaé, agora, precisa vencer o Flamengo por cinco ou mais gols de diferença para ir à decisão.


Vai começar o NBB, com Flamengo atrás do tri-campeonato!



Vai começar mais uma edição da NBB. Bi-campeão, o Flamengo é um dos favoritos e se reforçou com estrangeiros.  Dezessete equipes duelarão por quase sete meses pelo título de campeão brasileiro. Todos reforçados, os times prometem fazer da sexta edição do NBB a mais acirrada de todas. Quem duvida que o título vem pro Mengão de novo?

Do time campeão da quinta edição do NBB, o Flamengo não conta mais com Kojo, Caio Torres, Duda, Feliz e Alexandre Paranhos. Por outro lado, chegaram três reforços de muito peso: o armador Laprovittola, o pivô Cristiano Felício (ambos jogam em suas seleções nacionais) e o pivô Meyinsse. O técnico continua o mesmo. Veja nosso elenco:
Imagem da GloboEsporte.com

Na fase de classificação da sexta edição do Novo Basquete Brasil, as 17 equipes se enfrentarão, todas contra todas, em turno e returno. Depois de todos esses confrontos, os 12 clubes mais bem classificados avançarão aos playoffs.

Os playoffs serão divididos em oitavas, quartas, semifinais e final, sendo que os quatro primeiros da fase de classificação não precisarão jogar as oitavas de final, ou seja, vão direto para as quartas. Todas as fases serão disputadas em melhor de cinco partidas, com exceção da grande decisão, que será realizada em um jogo apenas.

Bicampeão, o Flamengo desponta como um dos favoritos. Caberá ao atual dono da taça abrir os serviços em casa, diante da sua torcida, no clássico contra o tricampeão Brasília, às 10h (de Brasília). Amanhã começa a caminhada para o Tri-Campeonato.

Vamos lá, FlaBasquete, orgulho da Nação!

*Com ajuda do Globoesporte.com

A melhor campanha da Copa do Brasil é do Flamengo

A melhor campanha da Copa do Brasil é do Flamengo
http://imguol.com/c/esporte/2013/10/24/carlos-eduardo-andre-santos-elias-e-hernane-comemoram-gol-do-flamengo-sobre-o-botafogo-pela-copa-do-brasil-1382617898340_1920x1080.jpg

Se for pela melhor campanha, somos favoritos contra o Atlético. Se for pelo melhor momento, eles são os favoritos. E aí, qual você escolheria para ser favorito?

O Flamengo, nas 12 partidas que realizou até agora na edição de 2013, conseguiu dez vitórias, um empate e perdeu uma vez, contra o Cruzeiro, nas oitavas de final. Com isso, os flamenguistas chegam na finalissima com aproveitamento de 86%.

Por outro lado, o Atlético na Copa do Brasil mostrou que é possível jogar com o regulamento debaixo do braço para decidir a competição nacional. Com rendimento de 66%, o Furacão, comandado pelo técnico Vagner Mancini, conseguiu, nos 11 jogos que disputou, seis vitórias, quatro empates e uma derrota.

No Campeonato Brasileiro, eles estão melhores do que a gente e disputam vaga na Libertadores, enquanto estamos no meio da tabela. Mas na Copa do Brasil,  copeiro que é, confio no Flamengo. E você?

Chegou a hora do sócio-torcedor do Flamengo arrecadar!

Chegou a hora do sócio-torcedor do Flamengo arrecadar!
http://www.nossoportal.net/wp-content/uploads/foto-JPG_151031.jpg

Depois de alguns meses de sócio-torcedor, ele é o quarto maior do país. No embalo da final da Copa do Brasil e de olho na prioridade de compra de ingresso que o programa oferece, milhares de torcedores aderiram o programa e isso fez com que o Flamengo ultrapassasse o Corinthians, segundo a página do Futebol Melhor.

Acho um excelente resultado e que prova mesmo que a melhor propaganda para qualquer coisa relacionada ao Flamengo passa por um time competitivo.  Bastou ter um time que chegasse a uma final de campeonato, que fosse mais competitivo, para um programa que tem como um dos únicos atrativos a prioridade na compra de ingresso, junto com 50% de desconto do valor do ingresso tivesse uma alta taxa de adesão. E, por causa dessa prioridade, pessoas que já são sócios há mais tempo estão pensando em fazer upgrade para garantir seu lugar na final.

Sabe-se que muita gente que está aderindo tentará cancelar no mês seguinte, mesmo o pagamento sendo em planos de 6 meses. Tomara que não consiga. Porém, não deixa de ser dinheiro entrando para o Flamengo. A intenção não é ajudar dando dinheiro? Então está valendo! E que, um dia, se entenda que esse programa pode dar muito mais ao clube do que vem dando.

Depois de um tempo no mercado, o sócio-torcedor do Flamengo não agregou nenhum benefício do plano inicial.  Em muitos momentos, o esforço para tentar fazer alguma coisa diferente é elogiável, como ingressos de graça em jogo em Volta Redonda ou pessoal do plano mais caro ver o jogo com o presidente. Depois de um tempo, entenderam que o reclamar não tem a ver com o ajudar e não se escondem de reclamação/insatisfação de sócio em Rede Social. Se a atuação deles não é perfeita, é muito melhor do que o próprio oficial do clube, que anda se escondendo até mesmo em jogo oficial, soltando tuites aos 15 minutos, 30 minutos, 45 minutos e em gols.

Finalmente, com a boa atuação do time em campo, chegou mesmo a hora do programa de sócio-torcedor explodir, porque a procura do único produtos que eles oferecem será imensa. Arrecade, Nação Rubro Negra. E aja para minimizar a perda dos que pularão fora do programa depois da final da Copa do Brasil e agradar a quem está, desde o inicio com vocês.

Os mulambos se superaram!

Os mulambos se superaram!
Fla vence Goiás e está na final da Copa do Brasil (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)

"Sabendo que não era impossível, foi lá e fez."

É clichê, pode ser piegas mas isso é Flamengo. Diz aí, mulambo, se você imaginava o Flamengo numa final de Campeonato Nacional em 2013, apontados, como muitos o ano da reconstrução. Diz aí se você imaginava que um time montado com peças desprezadas em outros times, com diretor de futebol escolhendo reserva de Corinthians, buscando jogador caro na Rússia e garimpando no interior paulista iria te fazer sorrir e comemorar tanto.  Se fosse em qualquer outro time, isso era caso do rebaixamento. Mas no Flamengo.... AAAAAAAH FLAMENGO!

Desculpa, mas não há quem segure a comunhão entre Nação e time. Não há quem não jogue quando a camisa 12 do Flamengo entra em campo. Não há quem não se sinta motivado para correr quando aqueles braços se levantam juntos com "somos uma nação, não importa onde estejas, sempre estarei contigo."

O jogo de ontem foi só mais um exemplo disso. Zagueiros que eram da reserva num time que hoje está atrás da gente no Brasileiro, artilheiro que chegou no Flamengo como mais um perna de pau, cabeça de área "esquecido" que consegue parar o craque adversário, laterais que torcedores reclamam que não tem fôlego para jogar, mas são responsáveis pelas melhores jogadas e um magrinho que não sabe chutar (que eu critiquei e muito) que leva a zaga adversária a loucura...  Querem mais o que para, finalmente, acreditar que o Flamengo é especial?

O jogo contra o Goiás, mesmo com eles saindo na frente, nunca saiu do controle do Flamengo. Goiás estava 1x0, torcida empurrando o time para frente e time tocando a bola para encontrar a melhor oportunidade. Recuava a bola para o goleiro se fosse necessário. Nada de desespero. E eu, que há um mês atrás reclamava que esse time era capenga na parte emocional, tenho que bater palmas para quem "recuperou" a confiança desse grupo. Tocando a bola, fazendo um gol de cada vez, viramos o jogo e assim permaneceu até o apito final.

A verdade é que, quando o time vai bem, fica difícil criticar um ou outro jogador. E não é oba-oba, gente. É porque esses caras estão se superando. Eles estão colocando o que uma galera bem pedindo a um bom tempo: o coração na ponta da chuteira. O pique que o Luiz Antonio deu, no fim do jogo, na ponta direita do ataque atrás de uma bola sem pensar, simplesmente, porque está ligado no jogo me faz sorrir e constatar mesmo que o espírito é esse. Assim, é difícil o Flamengo não conseguir o que quer.

Palmas para esse grupo que conseguiu dar a volta por cima, independente qual seja o resultado da final. Para muitos, o "pior time" que o Flamengo já colocou em campo está na final de um campeonato que "muitos melhores" não conseguiram. Para mim, é o time que está me fazendo curtir o Flamengo adoidado e me deixando insuportável. ADORO ISSO!

A última partida da final será disputada no Maracanã, contra o Atlético Paranaense. Quem duvida que os mulambos se superarão mais uma vez?

Saudações!


Somos favoritos e não é a toa. Não é oba-oba, é realidade!

Somos favoritos e não é a toa. Não é oba-oba, é realidade!
http://l1.yimg.com/bt/api/res/1.2/bFUkrfvCbyVuGoQf0aqrXQ--/YXBwaWQ9eW5ld3M7Y2g9NTczO2NyPTE7Y3c9OTYwO2R4PTA7ZHk9MDtmaT11bGNyb3A7aD0zNzc7cT04NTt3PTYzMA--/http://l.yimg.com/os/publish-images/sports/2013-08-22/af9b7994-72b3-4c76-9f9d-f788f7352547_uoli.jpg

Flamengo entra em campo com favoritismo exalando. Com uma mão na classificação. Com uma vantagem bacana. Com a torcida confiante. Sabe o que isso significa?  Festa. Nada mais, nada menos. Muitos dizem que o oba-oba pode atrapalhar o time. Porém, o que eu vejo é o oba-oba da torcida. Agora me diz: como estar confiante e otismista num jogo esse colocando o oba-oba para escanteio? Não dá! A torcida pode tudo!

Não vejo oba-oba na diretoria nem na comissão técnica e muito menos em jogadores. Admitem, sim, que a vantagem é boa, como realmente é. Mas que não ganharam nada e que tudo será disputado em campo. Eles tem razão. O Goiás não chegou nas semifinais da Copa do Brasil a toa (assim como o Flamengo não chegou). Eles também não estão em boa posição no Brasileirão a toa. É preciso de tomar cuidado, mesmo com os desfalques que estão sendo anunciados. Porém, não é a toa que temos o favoritismo.

Esse favoritismo que eu digo que é do Flamengo não significa que nos classificaremos e muito menos que a raça e a disposição não tenha que entrar em campo. São Judas Tadeu estará ao lado do time, a torcida o empurrará e a noite será daquelas de bater no peito e falar: "é bom demais ser Flamengo."

O Maraca estará lotadão e os sei lá quantos mil lugares que não foram comercializados sob alegação de proteção a torcida do Goiás (???), estarão preenchidos. A venda de ingresso, mais uma vez, como sempre, foi uma bagunça, os cambistas atuaram de forma vergonhosa e o Flamengo continua tendo uma sorte danada do amor do torcedor suportar desrespeito e falta de consideração na venda de um produto do clube, que é o ingresso.

Não somos favoritos por causa de oba-oba, muito menos porque somos time gigante. Somos favoritos porque conquistamos essa vantagem em campo, com suor, com raça e com competência. Estamos com uma mão na classificação e temos uma vantagem porque ganhamos o jogo de ida, quando ninguém esperava. A torcida está confiante porque o time vem fazendo por onde. Vem mesmo. E quando isso acontece, com a união de torcida e time, é díficil segurar o Flamengo.

Humildade, determinação, raça. Jogue como Flamengo, time. Porque é como Flamengo que queremos essa classificação!


O quarteto incansável do Flamengo



A mudança de calendário, com a Copa do Brasil até o fim do ano (antes ela acabava no meio) e a Copa das Confederações no meio dele,  acabou apertando o calendário dos clubes que foram chegando as fases decisivas da Copa do Brasil. E como o Flamengo é um desses clubes, o recurso de se poupar alguns jogadores tem acontecido.

Porém, há um quarteto que a gente pode chamar de "os incansáveis". Com atuações equilibradas, sempre com disposição, eles não saem do time, seja do titular, seja do time misto: Wallace, Amaral, Luiz Antonio e Hernane. E eles vem sendo destaques nesse fim de ano no Flamengo.

De zagueiro desprezado no Corinthians a capitão em clássico regional, Wallace vem, com seriedade, trabalho e muito suor, melhorando sensivelmente a defesa do Flamengo. Os sustos em bola aérea diminuíram e vez ou outra ele ainda arrisca ir ao ataque. Difícil, hoje, imaginar a zaga sem ele. É ele e mais um.

Depois que o Jayme entrou como técnico, Amaral não saiu mais do time. Primeiro homem do meio de campo, tradicional e trombador, Amaral deu a proteção a entrada da área que o Flamengo não tinha. Incansável na marcação, só precisa não entregar a bola ao adversário com a facilidade que ele entrega.

Luiz Antonio completou 100 jogos num jogo que foi a característica das suas atuações pelo Flamengo: muita luta e disposição. A gente pode reclamar que ele some do jogo, que parece meio relapso e muitas vezes peca pela displicência. Mas ele encarna, principalmente em jogos decisivos, aquela coisa de rubro negro que não desiste nunca e que acredita até o último momento.

O Hernane chegou totalmente desacreditado no Flamengo e se transformou no maior jogador de ujm elenco que tinha tudo para passar desapercebido. Flamengo não ganha dinheiro com o Brocador se não quiser. O folclore foi criado e  Hernane é um jogador/personagem que traz ao Flamengo a máxima que "gol de canela também vale". Incansável, chamado de caneleiro, é artilheiro e faz a alegria da Nação. Tem coisa melhor?

Eles estão em todas, não são poupados e não se pode reclamar que falta disposição. Juntos, formam a espinha dorsal de um time que está em ascensão e que vem surpreendendo muita gente. Nada mais justo que tenham a vaga de titular!

Quarta-feira o quarteto incansável do Flamengo estará em campo. Quem duvida?

Pós-Jogo: Em terra de Brocador, não se cria Flor!

Pós-Jogo: Em terra de Brocador, não se cria Flor!
Hernane gol Flamengo x Fluminense (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Você já parou de rir?

Como se não bastasse ter empurrado um rival ladeira abaixo e encostá-lo de vez no muro  dos que podem ser rebaixados, o gol contra nos momentos finais do jogo  devem ser lembrados por um bom tempo. E, claro, lembrados com risos e mais risos. E olha que estou dando de brinde não falar que o Flamengo estava com time misto em campo.

O FlaxFlu foi um jogo sem graça, até o Gum roubar o gol que seria do Brocador, aos 44 do segundo tempo. Nem com a corda no pescoço o Fluminense atacou o Flamengo. Nas vezes que chutou ao gol, o Paulo Victor foi tão seguro que perigo mesmo só em bolas que eram resvaladas pela defesa. Aliás, como a defesa esteve bem, principalmente nas bolas aéreas. Mesmo jogando com um time que tem os grandalhões Gum e Leandro Euzébio, não houve um escanteio que a mulambada pudesse reclamar de González e Wallace.

O Flamengo no ataque também não tem muita coisa para se falar, tirando uma bola no inicio do segundo tempo que Hernane treinou para fazer o gol e fez cosplay de Elias contra o Náutico, num cruzamento de Rafinha, não há grandes coisas para se falar. Amaral, mesmo desatento em alguns momentos do jogo, dá  uma segurança na entrada da área que antes não tínhamos e os laterais, reservas, não complicaram. Gabriel não aproveitou nova chance que teve e o Cadu continua cadenciando o jogo e os contra-ataques.

Fiquei sabendo que o Flamengo receberá uma intimação para prestar esclarecimentos ao Ministério do Meio Ambiente sobre "despetelamento" de flor no Maracanã. No bem me quer / mal me quer do domingo a noite, o Flamengo não teve dó da turma da floricultura e complicou a vida deles no Brasileirão. #ForçaGuerreiros! Definitivamente, não dá para criar flor em terra de Brocador.

Quanto a nossa vida, parece que os pessimistas de plantão, aqueles que falam em rebaixamento na quinta rodada do Brasileirão terão um fim de ano difícil e sem assunto. E continuarão, pelo menos, até a quarta rodada do campeonato que vem (ou seria terceira?).

Quarta-feira tem jogo importantíssimo para o Fla, o mais importante do ano. Chegar a final de um Campeonato Nacional é um presentão para uma mulambada que não largou o Flamengo, mesmo nos momentos mais difíceis do ano. E serão dois jogos seguidos contra o mesmo adversário. Nossa próxima partida no Brasileirão, final de semana que vem, é contra o Goiás. Quero vitória nos dois. E você?

Saudações!

É para fazer descer a ladeira

É para fazer descer a ladeira

Clássico. FlaxFlu. Poderia ser um jogo tranquilo, quase no final de um campeonato que já tem campeão quase que definido. Porém, o que nos interessa mesmo é a parte debaixo da tabela. Sabe aquela coisa que o Fluminense tem que pagar a série B? Então...

O Flamengo tem uma oportunidade, talvez única, de empurrar o co-irmão ladeira abaixo. Caso faça bem me quer e mal me quer no jogo de logo mais e arranque as pétalas de flor que ainda restam na turma do povo colorido, provavelmente o técnico deles não ficará no comando e abrirá uma crise na Floricultura que poderá levar, porque não?, a série B.

Do nosso lado, temos que afastar esse incomodo bla bla bla dos pessimistas de plantão, do povo que só busca coisa ruim para falar do Flamengo. É chegada a hora de dar uma definição na tabela de classificação para que possamos olhar com mais carinho para a Copa do Brasil. É hora de subir a ladeira do Brasileirão.

O jogo de hoje vale troféu da patrocinadora em comum, a adidas. Quem ganhar o jogo, fica com ele até o próximo jogo entre as equipes. Jogo que vale troféu, Mengão tem que entrar em campo "mordendo". :P




Vamos pra cima deles, Mengão! Com disposição e raça, traga a vitória!

Estarei sempre contigo.

FlaBasquete é eneacampeão carioca e já pensa no NBB 6

FlaBasquete é eneacampeão carioca e já pensa no NBB 6

O Flamengo se sagrou, na quarta-feira passada, pela nona vez consecutiva o Campeão Carioca de Basquete Masculino Adulto.  Estava concentrada no jogo contra o Goiás, mas esse feito bacana não poderia ser esquecido.

O time do Flamengo coroou uma campanha perfeita (100% de aproveitamento em oito jogos) com uma bela vitória, por 82 a 71, sobre o Macaé e levantou o troféu do Estadual. Laprovittola, um dos "gringos" contratados para essa temporada, foi um dos destaques da final, junto com Marcelinho, que anotou 18 pontos.

Com o ótimo início de trajetória de Meyinsse e Laprovittola, o Flamengo fica ainda mais forte para cumprir os outros dois objetivos da temporada: conquistar o inédito título da Liga das Américas e levantar o troféu do NBB pela segunda vez consecutiva.

Por falar em NBB, já está a venda os ingressos para a estreia do Flamengo no campeonato contra o Brasília, que será dia 9 de novembro na Arena da Barra da Tijuca.

E tem novidade boa para você que gosta de acompanhar o basquete do Flamengo.  Há poucas semanas, estreou no portal GloboEsporte.com o blog do  Garrafão Rubro-Negro, que sempre é muito preciso, rápido e eficiente nas informações do basquete do Flamengo.

Siga as Redes Sociais do FlaBasquete do Primeiro Penta:






-->