A cavada do Mattheus




http://imgs-srzd.s3.amazonaws.com/srzd/upload/m/a/mattheus_flamengo.jpg

Eis que o Mattheus, através de seus empresários, pai e sei lá mais quem, conseguiu a valorização que tanto almejava quando esse bafafá todo de Juventus, Flamengo e não-renovação começou. Eu, que achava que ele estava na sua razão quando aceitou uma proposta (?) da Juventus para ir jogar na Itália e não renovar com o Flamengo, continuo com a mesma opinião.  Com a antiga diretoria, ele não foi valorizado, não renovaram com ele como fizeram com as outras promessas e o que ele ganhava se comparando com o 4º goleiro (que falou mal do Flamengo em Rede Social) da época era ridiculo. E ele levou em consideração esse tratamento e não a vontade da atual diretoria de renovar para tratar toda essa questão com a Juventus

Porém, como toda história estranha tem o desfecho mais estranho ainda. Quem acompanha o futebol sabe que um clube de grande porte da Italia, como é a Juventus, tem as suas formas de contratar jogadores novos. E Mattheus não está nem em evdência nem mostrou um grande futebol que justificasse tamanho interesse. Ser filho de quem é não faz de Mattheus um craque dentro do Flamengo, quiça em clube italiano. Como se não bastasse isso, simplesmente o Flamengo e o jogador anunciaram um acordo e que ele ficará no Flamengo até 2016, com as bases estabelecidas parecidas com o que fazem com outras promessas, segundo a imprensa. Ou seja, depois de um estardalhaço, meses sem treinar, sem participar de jogos e atividades mais efetivas, o que os empresários conseguiram foi um aumento que a direitoria do Flamengo já havia sinalizado. E o Bebeto conseguiu manchar, ainda mais, sua imagem com uma parcela da torcida.

O que eu tenho certeza é que o Mattheus vai ter mesmo que mostrar ao que veio. Se a cornetagem da galera com jogadores vindos da base é grande, com ele será enorme.  Por outro lado, o motivará a ser o melhor sempre.

Essa cavada, a busca da valorização, sempre tão utilizada no futebol, pode ser benéfica ou maléfica.  E só o tempo dirá o quanto ela valeu a pena.


Comente:



Um comentário:

  1. Tão viadinho quanto o pai, tão mercenário quanto o pai, porém ruim de bola, o que não era o pai

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.