Pós-Jogo: Cariacica, nossa casa!




https://4.bp.blogspot.com/-OuTnkKvmRRQ/V9DqepHWNAI/AAAAAAAALn4/xj2r-nSbHVE5-PqP2R9vpkkR2Hv7yEH8ACLcB/s640/everton%2Bgabriel.jpg

Não foi uma boa partida do time do Flamengo. Embora tenha começado o jogo bem, a vitória conseguida com um gol do Fernandinho quase no fim do jogo trouxe um alivio danado para a Nação, que já via o seu adversário direto na tabela virar o jogo contra o São Paulo.

A história desse jogo vai ser contada de trás para frente. Começar a falar desse jogo com a imensa festa da torcida que encheu o Kleber Andrade e que tem a incrível marca de 6 jogos e 6 vitórias é mais do que justo. Que energia boa esse estádio trouxe para o Flamengo e para o Fernandinho. Em uma semana, dois gols decisivos de um jogador que é muito contestado pela torcida, inclusive por mim. Os gols do Fernandinho vem salvando o ano do Flamengo. E como futebol é momento, a gente já sabe que pelo menos uma substituição é garantida no segundo tempo: coloca o Fernandinho!

Se o Fernandinho já tem substituição garantida para entrar no segundo tempo, um jogador que vem perdendo cada vez mais espaço é o Cirino. A forma como ele entra em campo e a impressão que sequer suja a camisa no jogo já está dando vergonha. Vergonha porque parece que o Flamengo tem que colocar para jogar porque se não não o negocia. Como não rende, fica parecendo aquele filho pereba do treinador, que só joga porque o pai manda.

Se o Cirino vai mal, quem vai muito bem com o Manto sagrado é o Rever. O zagueiro, que assumiu de vez a braçadeira de capitão, fez outra partida muito boa. A segurança que ele dá a zaga aparece até mesmo quando o Rafael Vaz (caindo) dá as suas pixotadas. Embora o gol da Ponte Preta tenha saído de um contra-ataque que ele não voltou porque estava no ataque tentando fazer gol na cobrança de escanteio, a seriedade que o Rever impôs na zaga faz parte desse bom rendimento do time no campeonato.

O Flamengo tomou um gol da Ponte Preta num contra-ataque. Ganhando de 1x0, pressão danada e os dois zagueiros subiram ao ataque para tentar fazer o gol de escanteio. A boa reposição do goleiro deles achou o atacante mano a mano com o Márcio Araujo. Aí, amigos, é aquela coisa do Marcio Araujo: ele finge que combate e a gente torce pra bola ir pra fora. Mas a bola não foi pra fora e o Muralha não conseguiu pegar.

O empate não abalou o Flamengo, mas o gol no inicio do jogo, do Gabriel, acomodou o time. o Flamengo, que começou o jogo em cima da Ponte Preta teve mais umas duas ou três jogadas boas na primeira etapa. E só. Tiveram momentos que o Flamengo deixou a Ponte Preta jogar e pressionar no campo de defesa. Isso não pode acontecer dentro de casa. Menos mal que saímos do primeiro tempo com vantagem no placar, com gol de cabeça do Gabriel.

Gabriel fazendo gol de cabeça, Fernandinho marcando o gol da vitória.... Se te falasse que isso aconteceria há duas semanas, você teria me chamando de fanfarrona?

E se  te contasse que um estádio no Espírito Santo acabaria se transformando na casa do Flamengo numa disputa de titulo do Brasileiro? Você teria me mandado um #ForaDani?

O fato é que o Mengão mantém o Cheirinho de Hepta forte, na cola do Palmeiras. Eu quero estar na liderança da trigésima oitava rodada. Vamos Flamengo!

O nosso próximo desafio pelo Brasileiro é contra o Vitória, na casa deles, no sábado.

Saudações!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.