A diferença entre o Sócio Torcedor e o Sócio do Clube de Regatas do Flamengo





Direitos e deveres. A balança que rege a sociedade como um todo parece não estar bem estabelecida pelas bandas do Mengão. A confusão entre direitos e deveres dos dois tipos de sócios que o Mengão tem parece que vai dividir a Nação em dois. Mas, nesse ínicio,  é normal e pode ser considerada uma vitória. Parabéns aos envolvidos que estão fazendo a diferença criando mais uma forma de arrecadação para o Flamengo. Talvez, a mais importante para o time, se o discurso de aplicar a grana em contratações persistir.

E como tudo é novo, a discussão sobre direitos e deveres sobre essas duas modalidades só irá crescer. Em momentos de pico, como o que estamos vivendo agora, com a corrida para ingressos à uma final, mesmo que não seja de futebol, a tendência é que cada vez mais se estabeleça diferença entre esses tipos de torcedores.

PessoALL, sócio torcedor é para a pessoa que CONSOME Flamengo. É quem vai a jogos, compra produto oficial, participa do dia a dia do "Flamengo esportivo".  É aquele que quer ver o time melhor em campo/quadra/piscina e que o desempenho esportivo de quem carrega o CRF no peito importa e muito.  E para que tudo isso aconteça, ele se disponibiliza a contribuir com uma mensalidade em troca de benefícios. No caso do Mengão, há descontos em ingressos, em produtos de supermercados, em produtos oficiais. Aliás, as ações do Nação Rubro Negra levando sócios torcedores aos estádios é para bater palmas.

O outro tipo de sócio é o do Clube de Regatas do Flamengo. Para ser sócio dele, você pode comprar um título do clube, entrar como Sócio Contribuinte ou Socio Off Rio. Cada título tem as suas características e valor para associação. Veja aqui maiores detalhes.  O sócio do clube pode usar as dependências do clube sem moderação (mas com educação, claro!). Tem piscina, quadra de tenis, quadra de futebol, quadra de volei, basquete, espaço, estacionamento seguro. Tudo que um clube social oferece. Para isso, a pessoa paga uma mensalidade, assim como eu todos os outros clubes sociais de dezenas existentes no Rio de Janeiro.  Por isso, há centenas de pessoas que são sócias do Flamengo que não são Flamengo pois usam o clube para atividades esportivas e sociais. Para essas pessoas, privilégios referentes ao "Flamengo esportivo" não interessam. Símples assim.

É claro que a grande maioria de sócios do Flamengo são Flamengo e estão interessados no desempenho dentro de quadra/campo/piscina/mar. Mas eles não são unanimidade.  A pessoa é sócia do CLUBE! Paga a mensalidade para a SEDE SOCIAL!

O sócio torcedor tem muitos benefícios que esses sócios do Clube de Regatas do Flamengo, os que se preocupam com o rendimento esportivo do Mengão, querem ter. Até porque, antes da criação do Nação Rubro Negra, quem tinha benefícios de compra antecipada de ingressos, por exemplo, eram esses sócios do clube.  E acho que isso ainda gerará muitas discussões: até que ponto o sócio do clube social, que paga a mensalidade para usar a Gávea, pode ter privilégios em cima do sócio que paga para ter benefícios que torcedor comum não tem.

O fato é que o sócio do Clube de Regatas do Flamengo tem uma vantagem imensa para o sócio torcedor. Enquanto o sócio torcedor aproveita os benefícios que ele paga para ter ajudando a, teoricamente, melhorar o desempenho do time em campo (discurso usado pelo próprio veículo oficial do clube!), quem tem o poder de decisão é o sócio do clube. Quem decide como isso tudo funciona e funcionará é o sócio do Clube de Regatas do Flamengo pois ele tem o poder do voto. O poder do voto é a estrela no peito, é quem encaminha o futuro do Flamengo como um todo. Vota pela sede social e pelo "Flamengo esportivo". Tem peso dois. É a cereja do bolo!

A migração entre sócio off-rio e sócio contribuinte pode até ocorrer para o sócio torcedor, dependendo das vantagens oferecidas.  É uma possibilidade que não seria absurda, dependendo do objetivo que o torcedor tenha com o Flamengo.

Enquanto não encontrarem um denominador comum e regras claras para que não haja grandes reclamações dos dois tipos de sócios, o Flamengo segue se fortalecendo com a contribuição de todos.  Até porque ter um Flamengo forte é um desejo dos dois tipos de sócios, não?! :P


Comente:



5 comentários:

  1. Discordo, Dani. A questão é mais profunda do que isso. É preciso olhar o estatuto do clube, entender suas modalidades de sócio e lembrar um pouco do cenário. No início do ano, antes do surgimento dessa versão de Sócio Torcedor, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, veio a público pedir que o torcedor se tornasse sócio do clube e, caso fosse sócio, honrasse o compromisso quitando mensalidades atrasadas. Na semana desse pedido, fui ao Clube e me tornei Sócio Proprietário. Meu investimento foi o equivalente a 14 anos de Sócio Torcedor. Dois meses depois, o Clube lançou esse programa e me foi dito que eu não teria os mesmos direitos que esses novos sócios. Eu não me tornei sócio para usar o clube. Eu atendi a uma convocação do presidente e, para isso, optei pela opção que dava mais dinheiro ao clube pra ajudar da melhor forma que eu pude. E o Flamengo, simplesmente, ligou o f... pra quem teve a mesma atitude que eu. Resultado: se eu tivesse esperado e optado por pagar 40 por mês teria agora mais benefício do que tendo feito o que fiz... Isso é certo?

    ResponderExcluir
  2. Mas Rodrigo, você discorda do que?

    ResponderExcluir
  3. Discordo de que esteja certo privar o sócio do clube dos benefícios dados ao torcedor, Dani. Sempre que generalizamos, temos a chance de sermos injustos com alguém. Como vc disse, muitos sócios do clube não são rubro-negros. Por outro lado, muitos sócios do clube são rubro-negros que decidiram ajudar o clube antes mesmo de haver um plano de Sócio Torcedor. E essa parcela não poderia, nunca, ser negligenciada. Se tem alguém que merece benefício de torcedor é o cara que, antes de todo mundo, decidiu ajudar o Mengão virando sócio de alguma forma e, para isso, buscou uma das formas exigentes. Quando a gente decide tratar com diferença os dois "tipos" (do clube e torcedor), partimos da premissa errada. Se todas as modalidades existissem e uma pessoa optasse por uma delas, entenderia perfeitamente que essa pessoa não tivesse todos os benefícios, porque não se pode ter tudo e o voto é um direito pra lá de compensador. Mas, uma vez que o plano torcedor veio depois, não se pode esvaziar as outras modalidades tirando delas todos os benefícios ligados à paixão pelo Flamengo. Como disse, foram os que primeiro tentaram ajudar. Trata-se de gratidão. O Flamengo, ao criar essa divisão, não teve gratidão ao torcedor que acreditou antes de tudo.

    ResponderExcluir
  4. * formas existentes.

    ResponderExcluir

  5. Mas Rodrigo... Eu não disse que era certo privar os socios do clube. O que tem no post é o que esta acontecendo e se vc perceber, tento, o maximo possivel, me manter afastada do que é certo ou errado nessa historia. Inclusive no texto eu falo que haverá ainda muitas discussões sobre essa historia justamente por isso: os beneficios hoje gerados sao para o SOCIO TORCEDOR. Somente!

    Por isso q perguntei do que vc discordava.

    Enfim, é esperar para ver de o Flamengo dê os beneficios para os socios do clube. Mas eu acho MUITO DIFICIL!

    Bjs e valeu pela visita!

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.