O protagonista da semifinal entre Flamengo e Vasco






Assim como foi no primeiro jogo da semifinal entre Flamengo e Vasco, o protagonista do jogo não foi nenhum jogador.  Não foi nenhum técnico. Foi o juiz.  Porém, diferente do jogo passado que teve reclamação para o dois times, no segundo jogo o Flamengo tem muitos mais motivos para reclamar.

O mesmo jogador que fez penalti em cima do Pará e o juiz não marcou, saltou no ataque do Flamengo e o juiz marcou. O cara que fez o gol no pênalti não levou cartão amarelo ao comemorar com a torcida, num lance que é recomendação da FIFA para acontecer. Alecsandro levou o cartão amarelo quando comemorou contra o Fluminense. Eu poderia, ainda, falar das inúmeras faltas que ele não marcou para o Flamengo, mas acho que o protagonismo dele já foi definido  nesses lances que contei acima.

O juiz foi mal, assim como foi o juiz do outro passado. Não acredito em coincidências, não com tantos lances inacreditáveis e decidindo uma vaga na semifinal como foi.

A vida seguirá. Mas eu espero que o protagonista de ontem não seja o protagonista de amanhã e que os erros desses protagonistas de araque nunca superem as bolas na rede nas conversas e gozações da segunda-feira.





Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.