Flamengo e Estados Unidos: viva as Olimpíadas do Rio!






Bandeira de Mello e Póvoa (ao centro) com membros do Comitê Olímpico dos EUA

Já não é novidade para ninguém que o clube do Flamengo passará por boas transformações por causa da RIO 2016. Com o investimento do comitê americano, que usará a estrutura do Mengão para os seus atletas,

O investimento no Flamengo é de US$ 1,2 milhão (R$ 3,7 milhões em valores atuais). O montante contempla as reformas dos ginásios, obras complementares e uma espécie de intercâmbio entre atletas para troca de experiências. Ao assinar o acordo, o Rubro-negro não apenas exigiu melhorias nas instalações, como acesso ao "know-how" dos americanos nos esportes olímpicos.

O ginásio Hélio Maurício teve os vestiários reformados, ganhou nova iluminação e foi a primeira obra entregue. O local será utilizado preferencialmente para os treinos dos times de basquete. Já o ginásio Togo Soares será concluído no fim de abril e contará com treinos de vôlei e handball. O destaque da reforma é a parte visual.

Nos últimos dias, as obras no centro de lutas foram iniciadas. O espaço será ampliado e deve ser concluído no prazo de até três meses. No local, funcionava o judô do Flamengo. No acordo firmado ainda na administração Patrícia Amorim não estava incluída a utilização do ginásio Cláudio Coutinho, atingido por um incêndio em novembro de 2012. O compromisso foi reavaliado e a nova perspectiva empolgou os dirigentes. O parque aquático não faz parte do contrato. O Flamengo está liberado para procurar delegações interessadas em utilizar o espaço para treinamento durante os Jogos Olímpicos de 2016. Porém, há a possibilidade de igualar ou superar uma possível proposta para também alugar o local no período determinado.

Mãos à obra!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.