Ter um ídolo como o Zico é um privilégio





Você já pensou para pensar como a sua vida de orgulho rubro-negro seria se o Zico não existisse?  Pausa para você pensar. Pensou?  Não? Pensa mais um pouco!

Se você chegou aqui é porque você pensou. Eu te digo que a minha vida seria menos orgulhosa sim. Você pode até achar demagogia, pode achar exagero, mas a relação com o Zico extrapolou o campo. Ele não é só ídolo dentro de campo, é ídolo fora de campo. E ele mostra, fora dele, exatamente como um rubro-negro deve se portar: sem desrespeitar os abnegados, segue com o seu rubronegrismo pelo mundo, sem esquecer o Flamengo.  Isso é lindo demais. Enquanto ídolos de outras torcidas precisam sacanear os adversários, o Zico enaltece o rubro-negro. Enaltece com carinho, com sorrisos e, claro, com muita coisa feia dentro de campo para aquecer o coração da mulambada de todas as idades.

Ele não é Deus por acaso. Não é por acaso que uma Nação elege um Deus e comemora o nascimento de Messias em pleno 3 de março. Não é por acaso que ele desperta todo esse meu amor e idolatria. Não é qualquer pessoa que desperta isso em mim. Acho que por ninguém eu ficaria quase um mês inteiro pedindo para as pessoas curtirem e comentarem posts no Facebook para ganhar uma promoção e poder jogar futebol com Ele, no Rio de Janeiro. Foi a primeira promoção do tipo que participei e provavelmente será a única.

A mulambada está em festa. Entre na festa também. Vista a sua camisa 10 e saia nas ruas de vermelho e preto. Ter um ídolo como o Zico é um privilégio. Um privilégio que temos que comemorar.

Parabéns Zico!




Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.