A primeira vez a gente não esquece




O dia foi bem complicado. Enquanto a sobrinha e a mãe estavam no hotel tirando foto com jogador do Flamengo, eu torcia para a minha noite compensar o meu dia. Ansiosa em ver o Flamengo, parecia que o dia 1 de outubro não chegaria a noite. Mas a noite chegou. Ô, se chegou.

http://photos-c.ak.instagram.com/hphotos-ak-xap1/1689936_795143443875946_862283752_n.jpg

Foi a primeira vez que vi o Flamengo de forma Off Rio. Foi a primeira vez que vi um estádio que não tinha a maioria de torcedores do Flamengo. Mas não foi a primeira vez que vi a torcida do Flamengo calar a do adversário. E a torcida do Flamengo calou a do América, que estava em maioria no Arena das Dunas, de forma espetacular.

Estava com saudades de ver o Flamengo no estádio. É outro nível. Renova a minha energia, traz felicidade. Curtir o Flamengo, definitivamente, me faz bem. Aquele bem que faz os olhos brilharem, a pele arrepiar e o rosto sorrir.

Fui no setor norte, exclusivo para torcedores do América. O mais perto da área que reservaram para o Flamengo.  Procurei sentar perto de gente com camisa verde, azul e preta. Cinco minutos depois que sentei, uns integrantes da torcida do América se colocaram na frente, começaram a gritar palavras ofensivas e todo aquele bla bla bla. Mudei de lugar, fui mais pra cima, mais perto do setor do Fla e assisti a prisão dos que foram provocar  torcida do Flamengo. Pensei comigo: tenho que ficar quieta. Agueeeeentaaaa coração.

Óbvio que não sei quanto tempo demorou desse meu pensamento e o meu primeiro grito do VAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAMO FLAMENGO! Mas durou o tempo suficiente para eu avaliar que estava em segurança graças a polícia do Rio Grande do Norte.  A partir daí, foi diversão pura, genuinamente rubro-negra. Daquelas de emocionar esse coração rubro-negro, carente demais de ver o Flamengo de perto.

Diversão sem a soberba de torcedor que acha que, porque pagou ingresso, pode xingar jogador, pode ficar em pé o tempo todo, sem torcedor que acha que quem torce para o Flamengo é a vergonha do Nordeste e, principalmente, com o Flamengo ganhando com um gol perto de onde estava. Quase que mandei um "vem neném" para o menino Biotônico Fontoura vir comemorar o gol comigo.

Quanto ao jogo, o Flamengo se poupou em campo. O menino Gabriel foi o melhor em campo, o Alecgol lutou demais entre os zagueiros do América,  Marcelo se posiciona melhor do que o Samir, o Léo Moura acha que é o dono do time e o Eduardo da Silva é lindo!

Mengão venceu e levou a vitória para o jogo e volta, no Maracanã. O gol feito na casa do adversário é importante na Copa do Brasil. Agora é se concentrar no Brasileirão, que sábado já tem jogo contra o Santos, dentro de casa.



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.