Pós-Jogo: A torcida merecia um resultado melhor




Flamengo x Grêmio - Campeonato Brasileiro (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Com 60 mil no Maracanã, num jogo de sábado a noite e no final do primeiro turno, o Flamengo não conseguiu a sua sexta vitória seguida no Brasileiro. E o pior: perdeu com um gol nos acréscimos num mole do Marcelo com o João Paulo. Lamentável, Mengão, lamentável. Os 60 mil, certamente não mereciam isso!

O jogo começou parecendo que o grêmio jogava em casa. Partindo para cima enquanto o Flamengo tentava ajeitar o meio de campo com o toque de bola do Mugni e sem a velocidade do Everton, eu fiquei com a impressão que o Fla estava chamando o time do Grêmio para o campo de ataque para partir no contra-ataque. Mas aí pensei: é o Arthur que vai puxá-lo? E embora mandasse no jogo, o Grêmio nem levou tanto perigo assim para que justificasse o domínio que ele estava tendo.

A esperança que o Flamengo melhoraria veio logo no início do segundo tempo, com o Flamengo partindo para o ataque. O Marcelo teve sua chance que explodiu no eito do goleiro do Grêmio, o Alecsandro teve uma cabeçada para fora e uma bola que tentou pegar num sem pulo e até o Eduardo da Silva, que entrou no lugar do moroso Arthur teve a sua. Pena que o zagueiro do Grêmio chegou primeiro que ele na bola. Mesmo com a entrada do Gabriel, o Mengão não chegou a fazer uma pressão que dê para a gente se lamentar que a vitória não veio. Mesmo com todo o esforço do incansável Márcio Araújo, da seriedade do Chicão na zaga e a tentativa de organizar o time que o Eduardo da Silva teve, não deu para o Flamengo levar os três pontos. Numa jogada pela esquerda da defesa que o João Paulo pediu falta inexistente, o Marcelo levou um drible imbecil e o Amaral ficou como bonecão de posto igual tio café com leite em pelada de garoto, o Grêmio, que passou o segundo tempo atrás de uma bola, conseguiu o seu gol já nos acréscimos.

O  Flamengo não jogou mal, mas será que jogou para ganhar a partida? O resultado não foi injusto, assim como o empate também não seria injusto. Estava claro que o time que vacilasse, sairia com a derrota. O Flamengo vacilou.

Acabamos o primeiro turno de uma forma muito melhor do que a maioria. A peteca não tem que cair, o Flamengo tem que continuar trabalhando, que novas vitórias virão. O Flamengo jogou futebol e abriu a possibilidade de ganhar e perder jogos. Antes, não jogávamos futebol, então, a probabilidade de perder era imensa.  

Vem aí o segundo turno, com muito mais emoção que esse primeiro. A única certeza que eu tenho é que nem no pior momento eu vou te abandonar, Flamengo. Ah tem outra: a Nação é espetacular. Chamada à luta, não se esconde jamais.

Nosso próximo desafio é contra o Goiás, na casa dos caras. Bora fazer um esforço maior para trazer esses três pontos.



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.