Pós-Jogo: Botafogo x Flamengo - Carioquinha 2015








Flamengo perdeu para o Botafogo com um gol aos 37 minutos do segundo tempo, num chute que bateu na trave bateu na perna do Paulo Victor e entrou. Poderia jogar toda a culpa do mundo no Paulo Victor que não reagiu, mas, pelo jogo que o Flamengo fez, não dápara fazer isso. Não dá porque o time do Flamengo, apesar de dominar as ações do jogo, não foi efetivo. E o Botafogo foi tão efetivo que Paulo Vicotr salvou o gol ja no meio do segundo tempo (com a ajuda do Léo Moura) e eles meteram duas bolas no travessão. Nosso lance que proporcionou a defesa mais dificil do Jafferson foi uma cabeça do zagueiro deles para trás. Tem certeza que a culpa é do Paulo Victor?

O Luxemburgo começou o jogo com um esquema que não vem dando certo nos últimos três jogos. O Flamengo, que vinha jogando bem, mudou a sua forma de jogar e passou a jogar mal, com uma performance muito parecida com a do ano passado, só que sem o contra-ataque mortal. Sem o contra-ataque, o Flamengo passa a ser até um time com maior dominio do jogo (como foi contra o Brasil de Pelotas e contra o Botafofo) mas não consegue colocar esse dominio no placar, que é o que interessa.

Com menino Samir se machucando logo no primeiro tempo, Canteros passando a bola para os amigos imaginários e Alecgol não conseguindo concluir um cruzamento, penamos no primeiro tempo.  Com esse time do Flamengo, não consigo entender o Artur Maia na reserva. Não um jogo com campo grande, que a gente tem um jogador veloz, rápido como o Cirino para ir atrás dos passes do Artur Maia. Não com um time que, teoricamente, não vai jogar recuado.

Os destaques para esse jogo vão para o Cirino, que correu demias no primeiro tempo, para o Jonas, que foi impecável na marcação e para o Pará, que se desdobrou na lateral esquerda e fez boas jogadas, enquanto o Gabriel povoava aquele lado. Depois que o Gabriel saiu, perdemos o lado esquerdo e o direito, com Léo Moura se poupando como sempre, ficou um espaço livre, mas inutilizado.

Hoje não deu para o Mengão ganhar. Não conseguimos transformar o dominio em gols e fiquei com a impressão que poderíamos ter ganhado esse jogo. Mérito total do Botafogo que achou o gol num lance que o Paulo Victor foi o retrato do Flamengo em campo: quando tentou reagir, não deu tempo.

O Flamengo perdeu a primeira no Carioca, acabou a invencibilidade no ano. O time vai ter o amistoso para a despedida do Léo MOura na quarta-feira contra o Nacional do Uruguai e depois, pelo Carioca,  volta a campo sábado, quando enfrentará o Friburguense, no Maracanã.

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.