Estrutura e conhecimento para o Flamengo Olímpico




Piscina olímpica Pequim 2008 (Foto: Getty Images)

Não é novidade para ninguém que há uma melhora em estrutura dentro da Gávea. E essa estrutura ainda será melhorada. A parceira com o  Comitê Olímpico dos Estados Unidos (Usoc) está confirmada e ele será hóspede do clube, que usará as instalações rubro-negras como centro de treinamento. Em troca, os americanos fornecerão recursos para eventuais melhorias na infraestrutura.

Uma das meninas dos olhos dessa melhora  é a construção da piscina "Myrtha", considerada a mais moderna do mundo. A piscina será custeada por uma empresa do ramo de cimento, por meio de recursos do programa do ICMS e pela Confederação Brasileira de Clubes, já que o clube conseguiu um lugar entre os três melhores projetos avaliados pela CBC. O material garante impermeabilização perfeita. A piscina é revestida por uma base de aço inoxidável, com acabamento em PVC. Modelos deste tipo foram usados no Mundial de Barcelona, em 2013, nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e também nos Jogos de Pequim, no Cubo D'água, em 2008.

Além do legado da estrutura e não só no parque aquático,  haverá também um intercâmbio entre profissionais, o que facilitará o desenvolvimento dos treinadores que lidam com os atletas do Flamengo.

Sem dúvidas, o esporte olímpico do Flamengo atingirá outro patamar e continuará ajudando a desenvolver o esporte no Brasil.


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.