Remo tecnológico




http://s.glbimg.com/es/ge/f/original/2011/09/10/fabianabeltrame_flamengo1_silviapontes62.jpg

A tecnologia, que está em vários esportes olímpicos, chegou ao Remo do Flamengo. Um dispositivo desenvolvido em parceira com a UFRJ, que mede vários fatores relacionados ao barco e ao atleta, pode ser o diferencial em resultados para a modalidade. Acoplado à embarcação e com sensores ligados ao remador, o equipamento conta com um sistema GPS que registra em um cartão de memória dados precisos e detalhados do movimento do atleta, como o trajeto percorrido, a velocidade do barco e o número de remadas por minuto. Essas informações podem ser acessadas em um computador pelo técnico e pelo atleta. O resultado é imediato, com o treinador podendo intervir no atleta treinando para ganho de performance no treino

Essa parceira já é desenvolvida desde 2010 e com os dados fornecidos, os remadores podem focar o treinamento nos seus pontos fracos, indicados pelos números, e melhorar sua performance. O sistema está em fase de aprimoramento e deve ser finalizado em dois anos.

A tecnologia é mais um benefício para a modalidade, que firmou parceria com o Comitê Olímpico Britânico, que irá promover intercâmbio entre atletas estrangeiros e rubro-negros além da utilização de 21 novos ergômetros.


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.