12 de setembro de 2014

Elias: vaias ou aplausos no reencontro?


>






http://extra.globo.com/incoming/10532907-199-239/w640h360-PROP/eliasflamengo.jpeg.jpg

Não é segredo para ninguém que tenho sim um carinho especial pelo Elias. Por mim, ele estaria no Flamengo. Foi um jogador sério, comprometido, eficiente e ganhou um título, teve nuances de idolatria, principalmente depois daquela campanha para o filhinho dele doente. Moleque fofo e carismático, despertou o carinho da Nação. A não ser que ele faça uma papagaiada em cima do clube, tem o meu respeito. E, por esse respeito, não o vaiaria, por exemplo, se estivesse no Maracanã no jogo contra o Corinthians.  Mas daí a aplaudir e gritar seu nome? Sei lá, estranho!

Entranho porque o Elias, por mais alegrias que tenha nos dado, está no passado e do lado de lá. Está longe da condição de ídolo do Flamengo. Vamos parar com essa carência de achar que qualquer um que jogue um ano no Flamengo e vá bem tem que ser ídolo. Além do mais, ele preferiu jogar no time adversário, que enfrenta o Flamengo. Como é que você vai dar força para isso e gritar  nome dele ou aplaudi-lo? 

Não consigo entender quem diz que vai aplaudi-lo e se quiserem usar os comentários para me explicar, eu até agradeceria, para não aparecer injusta. Mas, sinceramente, aplaudir e nomear Elias como ídolo do Flamengo está muito mais para carência do que para eficiência do rapaz dentro de campo.

Saudações!


Espero que você tenha gostado desse texto! Segue no Instagram!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Postagens mais visitadas

Todos os posts deste blog