Pós-jogo: Finalmente, a primeira folha da tabela!




ENGATOU A QUINTA! (Romildo Jesus/Futura Press)

O jogo acabou com a vitória, mas o Flamengo, com essa mania de não decidir o jogo quando este oferece oportunidade, ainda vai matar muito torcedor do coração. Para quem acredita que para ser Flamengo só com sofrimento, eu vou falar uma coisa: não aguento mais sofrer. Vamos dar um pouquinho de tranquilidade para a mulambada que te acompanha todos os jogos, Mengão?

Antes dos 15 minutos de jogo, Flamengo e Vitória tiveram a sua chance de abrir o placar: o Flamengo com um chute na trave do Everton e o Vitória com uma isolada de bola do Dinei dentro da pequena área. A partir daí, foi uma alternância de ataque num jogo que, no geral, foi muito corrido. o Flamengo fez o primeiro gol do jogo depois de uma cobrança de escanteio do Everton na cabeça do zagueiro Marcelo. Uma pena que minutos depois, num lance de sorte, o Caio, aquele que foi do Botafogo, numa bola rebatida da zaga do Flamengo, fez o gol de empate.

O segundo tempo do Flamengo foi de se elogiar. Mesmo fora de casa (viu como não é difícil?), Flamengo partiu para cima do Vitória atrás da quinta vitória  seguida no Brasileirão. Depois de um cruzamento do Mugni, o Juan, que foi lateral do Flamengo, colocou a mão na bola e o juiz marcou penalti. Numa cobrança excelente, Alecsandro se manteve artilheiro do Flamengo no Brasileirão e colocou o time na frente do placar. Esse gol do Alecsandro deu a vitória do Flamengo, graças ao Paulo Victor. Usando o mesmo critério do pênalti do Juan, o juiz marcou pênalti para o Vitória numa bola do Marcelo na defesa. Vale lembrar que é o segundo pênalti que o Marcelo faz, em dois jogos seguidos. Só que, diferentemente do que aconteceu contra o Coritiba, desta vez não acabou em gol. Numa cobrança do Juan defendida pelo Paulo Victor, o Flamengo manteve o placar até o fim do jogo e, finalmente, foi para a primeira folha da tabela.

O jogo poderia ser mais tranquilo, com o Flamengo definindo-o em algumas jogadas, principalmente após o primeiro gol e no inicio o segundo tempo. Há de se colocar o Paulinho em ritmo de jogo urgentemente e controlar a ansiedade do Marcelo em entrar em certas bolas. A bola do pênalti não foi a única que ele colocou a mão no jogo. No primeiro tempo, aconteceu um lance bem parecido.

Ganhamos mais uma no Brasileirão e estamos na primeira folha da tabela, depois da quinta vitória seguida. Tão importante quanto isso, nesse jogo, foi o resgate do espírito do Flamengo ir em busca do resultado. Não é tão difícil ir para cima do adversário, mesmo na casa deles.

Nosso próximo adversário no Brasileiro é o Grêmio, no Maracanã. Antes disso temos a partida contra o Coritiba, que vale a classificação na Copa do Brasil. É difícil mas não é impossível.

Saudações!


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.