#SóSeEnganaQuemQuer





Para escrever esse texto tive que me lembrar do dia 3 de dezembro. Se você não relacionou o Flamengo a data, foi o dia da eleição que elegeu as pessoas que estão no Flamengo e tirou a turma da Patricia Amorim. Estava no Rio e recebi a ligação da Marcellinha, do Falando de Flamengo perguntando se eu ia na Gávea. Mesmo com um montão de coisas para fazer, me mandei para lá. Acompanhei a tarde e noite daquele dia que ainda está na minha lembrança. E que, definitivamente, mudou o rumo do Flamengo.

Flamengo vinha sempre no mesmo caminho. As práticas se repetiam, mesmo que se mudasse o presidente. Está na hora do rubro regro parar de jogar a culpa num único mandato e cair na real do que um presidente fez, qualquer outro faria. Simplesmente porque o Flamengo não mudava o rumo. E hoje estamos pagando por isso.

Embora saiba que 2014 está chegando e que temos que preparar um time para o ano que vem, já que esse ano mesmo foi de limpeza e para se ter paciência, não dá para não se irritar da forma como essa limpeza está sendo feita. Ainda mais porque a gente só limpa um lugar quando tem material para fazê-lo. No caso do Flamengo, o material seria o dinheiro para pagar as rescisões.  É notório que Love, Alex Silva, Ibson, Liedson vieram para o Flamengo por um valor bem acima do que eles valiam no mercado quando vieram. Aliás, esse é o ônus do Risco Flamengo, quando jogadores não queriam vir jogar no Fla porque sabiam que não iriam receber. A diretoria fazia uma oferta maior para eles virem - se lembra que falei lá em cima do mesmo caminho que os vários presidentes seguiram durante anos - e eles fechavam com o Flamengo.  Essa oferta incluia luvas, salários, bônus e multas. E, por causa disso, o Flamengo de hoje sofre para dispensar alguns desses jogadores e enxugar a folha salarial do clube, já que são jogadores mais bem pagos do clube. Para completar essa relação de jogadores, ainda tem o Renato Abreu que foi dispensado sem nenhum tipo de acordo e explicação.

Ou seja, o futebol do Flamengo está fer-ra-do com as escolhas que fez de dispensar jogadores que tinham o pior custo-benefício. Tirando o Love que foi bem encaminhado e resolvido, o Flamengo paga uma mensalidade ao Ibson, vai para a justiça pela forma que está tratando o Alex Silva e Renato e tem que resolver o caso do Liedson que não será reintegrado ao grupo. O dinheiro, que já é escasso, vai ficar mais escasso ainda. E, sim, pode-se discutir, amplamente, se essas escolhas foram acertadas ou não, mas é coisa para outro post.

Ah, péra. Mas porque o Wallim, VP de futebol, prometeu, tem que fazer contratações "do nível de seleção", aquelas que "o Flamengo merece".  Se essas contratações não vierem, o "Flamengo vai ser rebaixado", "vai ser uma vergonha", "vou quebrar a Gavea", "rebaixamento vai chegar".

Como eu não quero ser enganada, sei que o Wallim prometeu não vale de nada. Não é porque ele prometeu que o Flamengo contratará jogadores caros, nem sairá do rumo que se preconizou lá no início da caminhada, bem antes do dia 3 de dezembro.

A pessoa que acredita em promessa de dirigente de futebol deve ser do mesmo tipo que acredita que o Vasco tri-campeão em cima do Flamengo. Ou que acredita que gigante é rebaixado e fica, ano a ano, com neurose de zona de rebaixamento, mesmo o seu time não tenha entrado nela. E vai se enganando, porque sempre acontece ao contrário.

Enfim, a realidade do Flamengo está exposta. #SóSeEnganaQuemQuer!



Comente:



2 comentários:

  1. Alberto Rosa Fioravanti Filho19 de julho de 2013 09:10

    Excelente texto!
    #EuNãoMeEngano
    SRN...

    ResponderExcluir
  2. Esse blog, têm que dar mais notícias.

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.