Renato fora é um desfalque ou um reforço?




http://contenti1.espn.com.br/foto/pequena/bf114e1c-e04d-3a05-b50a-51f8b839dc4f.jpg

Eu não lembro qual foi o último jogo que o Flamengo entrou em campo sem o Renato, excluindo, claro, as vezes determinadas por suspensão por cartão. Titular absoutissimo  do Flamengo desde o seu retorno, em 2010, depois do Léo Moura, acho que é o jogador que mais desperta o amor x ódio da nação.

Qual é o rubro ngero que nunca reclamou que o Renato não era substituído? E da lentidão do passe do meio de campo? E das jogadas que deixaram de ir a diante porque Renato não é um craque, apenas um bom jogador?

Mas aí, tem o outro lado. Qual é o rubro negro que quando tem uma falta perto do gol não pensa no Renato e no seu canhão com a perna esquerda? E da esperança que ele consiga desempenhar o papel que todo treinador quer que ele desempenhe, no auxílio ao lateral esquerdo? E do sangue nos olhos que falta, muitas vezes, a muito jogador que veste o Manto?

A pergunta que está no titulo desse post não é a toa. É pra pensar se o time do Flamengo sem o Renato é melhor do que o time com o Renato. Não sei se você tem a sua resposta, mas eu tenho a minha e inclusive já falei sobre o Renato no final do ano passado, depois de uma partida tenebrosa que ele fez no Brasileirão.

O reforço que o Flamengo ganhará sem o Renato, dependendo do jogador que será escalado em seu lugar, pode ser fundamental para que o time que vai a campo mude sua postura. Precisamos de velocidade, passes rápidos e não de uma enceradeira.  Será que o Renato pode dar isso ao time do Flamengo atualmente?

Do que adianta ter uma Ferrari, se o motor dela é de um fusca?




Comente:



Tecnologia do Blogger.