Flamengo Masters de araque




Foi um show de horrores. Aposto que nem o mais pessimista do torcedor esperava um Flamengo tão igual ao de quarenta e cinco dias atrás.  Aposto também que nem o torcedor mais otimista consegue manter a fé numa reviravolta. A sensação de tempo perdido domina os pensamentos dos torcedores. A sensação de que nada foi feito é enorme.

Eu não esperava o time do Flamengo voando. É impossível não concordar quando o Ney Franco fala que a falta de  ritmo de jogo prejudicou o rendimento do time.  Professor de educação física que é, ele pode ser tudo, menos leigo nesse assunto. Maaaaas será que não poderia ter minimizado isso, pelo menos na escalação de jogadores mais novos?

Duas coisas nesse show de horrores de um flamengo master de araque  me chamaram atenção: a lesão de futebol de fim de semana do Samir e o esforço do Leo Moura.

Há muito tempo eu não via, no futebol profissional, uma lesão como a do Samir. Pesa a favor do departameno de fisiologia do Flamengo ser a primeira partida depois de um recesso, mesmo com jogador treinando há um mês. Pesa contra, o fato de um treinamento nao ter preparado a musculatura e do Samir ser um menino. Impossível achar normal esse tipo de lesão.

Pelo menos um jogador teve uma mudança de comportamento. Ainda não é o capitão que o Flamengo merece, mas o esforço que o Leo fez ontem para tentar jogadas foi um dos pontos altos de um time medíocre. Pena que nem o seu preparo físico nem a fase técnica sejam suficientes para dar uma nota 7 para sua atuação. Como capitão, tem que cobrar mais, tem que se mostrar e assumir a sua função de capitão, tanto dentro quanto fora de campo.  Estou sentindo falta disso.

Nosso próximo jogo é contra o Inter e já estão comparando com a Alemanha pedindo para eles terem pena. Nada disso. O Inter não é uma Alemanha. Eu  sei que se o Ney Franco continuar insistindo nesse time com jogadores perto dos masters vai complicar para o nosso lado. É nítido que um time com  Felipe, Léo Moura, Chicão, André Santos, Elano e Alecsandro não irá para frente e não terá desempenho satisfatório.

São seis jogos com o novo técnico, nenhuma vitória e um futebol de envergonhar o torcedor rubro-negro, daquele jeitinho que ficamos em 2010, 2012.

Saudações!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.