É o que temos para 2013, amigos!





Terminamos a "primeira etapa" no Brasileirão no meio da tabela. E sabe qual é a nossa sorte? O campeonato está nivelado por baixo, com o Flamengo estando a 4 pontos da Zona da Libertadores. Ainda assim, nos cinco jogos, em dois empates e numa derrota tivemos chances claras da vitória, que não veio por (óbvio) falta de gols. 

Isso não significa que jogamos bem ou que estava tudo bem porque não estava. O Flamengo vinha desorganizado, rendendo menos do que poderia e com erros pontuais que causavam as derrotas. Foi assim no estadual e foi assim nesse ínicio de Brasileiro. Quando perde-se um jogo com um erro de um zagueiro, uma simples falha, é azar. Quando perde-se dois ou três jogos por falha da zaga, o erro é de quem não ajeita o sistema defensivo e de quem não tira do time quem está falhando. Foi assim com o Alex Silva no Carioca e agora com o Renato Santos no Brasileiro. Tirou-se quem estava falhando, o desempenho da zaga melhorou. Nada contra o Renato Santos que, inclusive, é titular do meu Flamengo atual. Mas saca do time, recupera condicionamento e volta pro time. Nada de queimar o rapaz por causa disso.  Todos os jogadores têm momentos ruins. Todos nós temos no nosso trabalho. Está na hora de não complicar o que já está dificil.

Está dificil porque o ELENCO do Flamengo não está correspondendo. Costumo falar que o TIME do Flamengo não é ruim, embora não seja essa cocada toda. Mas o elenco dá um aperto no coração. Muitos jogos esse ano me deu um arrepio ao ver o banco do Flamengo e pensar: se tivermos perdendo de 2x0, quem desse banco mudará o jogo?  E deu, também, vontade de chorar, confesso!

O elenco do Flamengo não está assim à toa. Aposto que se os caras da diretoria pudessem escolher, ao invés de contratar jogador do XV de Piracicaba (e não encare isso como critica aos jogadores, até porque eles estão com um bom desempenho!), eles contratariam jogadores de fora, que chegariam com festa para torcida no Estádio de Remo ou Campo da Gávea, "bombando" o Flamengo com supercraquesreconhecidoseunâmimes. Só que não dá! Não dá para pagar dívidas, contratar jogador, pagar salário alto, recuperar credibilidade e fazer todo mundo feliz. Assim como na vida, que temos que fazer escolhas diariamente, os caras que lá estão fizeram uma escolha por uma diretriz que foge das despesas altas porque foram incorporadas despesas antigas, que são altas, no dia a dia. Eles se elegeram com esse discurso, de recuperação fiscal/financeira/administrativo para fazer um Flamengo forte. Eles entendem que, sem isso, seriam mais do mesmo e Flamengo continuaria com os mesmos problemas de sempre, que conhecemos muito bem, desde calotes a fornecedores a processos e mais processos em todo tipo de justiça.

E esse tipo de coisa influi, claro, no que temos em campo. A história do Flamengo tem grandes jogadores, muitos dos quais não poderíamos pagar e que resultou em dívidas astronômicas. Dívidas que atrapalham o dia a dia e que impedem a formação de um time melhor. Não existe milagre.  Contaram com a grana dos patrocínios que chegaram graças a competência de quem lá está (não vamos esquecer o tempão sem patrocinio master) para recuperar a credibilidade do Flamengo e poderem "barganhar" melhores negócios.  E esses negócios chegarão ao clube, não tenho dúvidas.

Por isso, é tão importante a grana do Sócio Torcedor. É o dinheiro que entra para o futebol, para bancar o que é mais caro. Embora o discurso de associar a reclamação ao desempenho do time a inscrição no programa seja inacreditável e beire ao ridículo, consigo entender o "desespero" dos caras. Sem essa grana, não há como mudar o panorama que temos hoje e, pelo tom da agressividade das mensagens emitidas, eles sabem que está aquém do Flamengo.

Com um time aquém do que o Flamengo merece, provavelmente teremos um ano aquém da história do Flamengo. Então, é ano para perrengue, é ano para ganhar de 1x0 com gol de bunda, é ano para a gente, a Nação, carregar o Flamengo, no grito e no bolso. MAIS DO QUE NUNCA, COMO SEMPRE!

Não temos o melhor time do campeonato e para termos a melhor campanha tem que mudar muita coisa, desde elenco a pensamento da diretoria em relação ao futebol (e inclui aí a flexibilização do que é pensado hoje). Mas se tiver que passar esse perrengue, se tiver que comemorar gol de bunda como se fosse de bicicleta ou apoiar mesmo quando a vontade for de xingar  para ter o Flamengo que eu acredito, sem os problemas de outrora, estou disposta a pagar esse preço.

Cuidado com o rebaixamento, oriente a motivação extra aos jogadores e na torcida em jogos certos da Copa do Brasil e o Flamengo terminará 2013 como sendo o primeiro ano do resto de nossas vidas, cultivando o futuro melhor que foi nosso passado.

Não saia do prumo, Flamengo. Meio ano já foi, falta só meio ano.

As reclamações são válidas, a cornetagem sadia faz parte do jogo, mas o bem querer do Flamengo deve estar acima disso tudo.  E parece que há muita gente torcendo contra, só para ter razão!

Saudações!


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.