Fugir da responsabilidade é muito feio.


Li no Globo.com que a diretoria espera que o Andrade afaste o Pet.  O Andrade deve afastar o Pet, deixá-lo de escanteio até o contrato acabar e assim não haverá renovação. Fazendo isso, esfriando o Pet, ele fica mais fritado do que já está. Assim seria o modo certo, mas a diretoria quer que o Andrade afaste o Pet. E quem tem que tomar essa decisão é o Andrade. 

Eu até entendo que o cargo de Presidenta é um cargo político. Mas e o de diretor de futebol? É político também?? Na hora de falar merda e dizer que o Adriano tem privilégio e arrebentar com a imagem do treinador, o diretor aparece.  Mas quando ele tem que agir, se entende que há deve haver um afastamento de um jogador, não age? E joga a responsabilidade para o técnico, que é o cara que ganha para armar o time. 

Quero ver se o técnico resolver afastar quem ele acha que está com desempenho ruim se o mesmo diretor de futebol vai ficar calado. 

Queria ver o Marco Braz aparecendo na imprensa agora dizendo que ninguém pode criticar o Adriano porque ele tem privilégios.  

Irresponsável falastrão.

Espero que você tenha gostado do texto. Aproveite e confira também:

Poste um Comentário




Próximo
« Prev Post
Previous
Next Post »
0 Comentários

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!