Chegou a hora do goleiro Paulo Victor

Chegou a hora do goleiro Paulo Victor


Uma das primeiras iniciativas que o Vanderlei Luxemburgo teve no Flamengo foi a troca do goleiro. Já falamos em outro texto, aqui mesmo no blog, sobre o porque o Luxemburgo não quer o Felipe no Flamengo. E a escolha do treinador foi pela ordem que já estava pré-estabelecida há anos e Paulo Victor assumiu a titularidade do gol do Flamengo.

O Felipe vinha mal mesmo. Nitidamente acima do peso, com pouco reflexo e com uma preguiça de irritar, a substituição, independente do técnico ter um problema passado com ele, era iminente. Ele veio de contusão, não conseguiu recuperar a forma e os dois últimos técnicos resolveram colocá-lo na reserva. Reserva essa que o Ney Franco não manteve nos últimos jogos no comando do time. Sabe-se lá porquê.

O fato é que o Paulo Victor agora é titular do Flamengo e não em sombra alguma, diferente do Felipe que sempre teve uma sombra. É consenso que o Cesar é um goleiro novo para assumir essa vaga e o terceiro goleiro, o João Paulo, é mais novo ainda.

Paulo Victor está no Flamengo desde 2004, quando chegou com 17 anos. É tri-campeão carioca, campeão brasileiro, campeão da Copa do Brasil mas nas oportunidades que teve, principalmente no final de 2012, não conseguiu se manter.

Ele teve paciência e nesse novo rumo que o Flamengo parece estar tomando é o titular do Vanderlei Luxemburgo. É deixar de jogar adiantado, esticar o braço para as defesas e prestar atenção nas reposições de bola. Aos poucos, a torcida que contesta vai aprendendo a confiar no novo titular.

Boa sorte ao Paulo Victor e que fique, pelo menos, uns 10 jogos sem tomar gol.

Saudações!

O Flamengo no Brasileiro de Ginástica Artística

O Flamengo no Brasileiro de Ginástica Artística



Começou nessa quinta-feira o Campeonato Brasileiro Adulto, em Aracaju, Sergipe, com a presença das 13 equipes participantes.

A maior atração para o Flamengo é a estreia da Jade Barbosa, que na sua entrevista de chegada falou da ansiedade de vestir novamente o vermelho e preto. A equipe rubro-negra é composta, além de Jade, por Letícia Costa, Isabelle Cruz, Maria Cecília, Rebeca Andrade, Milena Theodoro, Thauany Araújo e Julie Kim. Os treinadores Keli Kitaura, Francisco Porath Neto e Ricardo Pereira acompanham as meninas, além da chefe de delegação Luisa Parente.

Nesta quinta-feira, em Aracaju (SE), na final do individual geral do Campeonato Brasileiro, a atleta do Cegin (PR), faturou a medalha de ouro, deixando Jade Barbosa, do Flamengo, com a prata. Maria Cecília Oliveira, também do Rubro-Negro completou o pódio.

Confira a programação completa da Ginástica Artística Feminina:

Quinta-feira (31.07) - Competição Individual Geral

14h às 14h30: Aquecimento corporal
14h30 às 16h: Aquecimento nos aparelhos
16h às 18h30: Competição I e II
18h45: Premiação Individual Geral

Sexta-feira (01.08) - Competição por equipes

14h30 às 15h: Aquecimento corporal
15h às 16h: Aquecimento nos aparelhos
16h às 17h20: Competição
17h40: Premiação por equipes

Sábado (02.08) - Treinamento para finalistas por aparelhos

8h30 às 12h: Treinamento finalistas
15h às 18h30: Treinamento finalistas

Domingo (03.08) - II Etapa Caixa - Finais por aparelhos

8h30 às 9h Aquecimento corporal
9h às 10h: Aquecimento nos aparelhos
11h às 11h20: Final salto
11h25 às 11h45: Final barras assimétricas
11h50 às 12h10: Fianl trave
12h15 às 12h35: Final solo
12h40: Premiação por aparelhos

As meninas, que estão entre as 12 melhores equipes do Mundo, se preparam para o Campeonato Pan-Americano, em agosto, e para o Mundial da Turquia, em setembro.


Com informações do site oficial do Flamengo

Um treino cheio de novidades

Um treino cheio de novidades

O argentino Canteros, em treino do Flamengo no Ninho do Urubu

Mudança por necessidade. Não estou falando da mudança de técnico no Flamengo. Estou falando da provável escalação do Flamengo contra o Chapecoense, no domingo, às 16h. Sem Léo Moura e Cáceres, suspensos, e Paulinho, poupado da atividade, o treinador lançou Luiz Antonio, Muralha, Canteros e Gabriel na equipe titular. Parece que o time do Flamengo começa a ganhar uma cara.

O time foi armado com Paulo Victor, Luiz Antonio, Marcelo, Wallace e João Paulo; Muralha Canteros e Mugni; Everton, Gabriel e Alecsandro.

Luiz Antonio foi improvisado na lateral direita, uma vez que Léo, substituto do Léo Moura, sentiu novamente dores musculares na coxa direita. Com isso, Canteros ocupou a vaga como segundo homem de meio de campo e Muralha ficou como primeiro homem, no lugar de Cáceres. Na frente, Gabriel foi posicionado ao lado de Alecsandro, já que Paulinho não treinou.

Para quem reza para que os medalhões continuem de fora, uma boa notícia: Felipe e Elano nem mesmo disputaram o coletivo na equipe reserva. O primeiro é atualmente o terceiro goleiro, enquanto que o segundo negocia a saída do clube. Mesmo caso de André Santos, que não treina desde a última semana e aguarda o acordo para assinar a rescisão.

Parece que o futebol do Flamengo vai seguindo um caminho rumo à organização. Com as coisas definidas e sem melindre, o clube vai colocando em campo o que tem de melhor para fugir da incomoda situação da tabela. O time vai criando uma cara, com jogadores em suas posições, desempenhando funções que sabemos quais são. É o primeiro passo para que as boas atuações (e vitórias) voltem ao clube.

Saudações!

Ideias de presentes para pais flamenguistas

Ideias de presentes para pais flamenguistas

http://globoesporte.globo.com/platb/files/157/2011/12/16.jpg

O Dia dos Pais está chegando. Se seu pai faz parte da Nação, você não pode deixar a oportunidade de deixá-lo todo contente, bem vestido e bem informado sobre o Mengão. Por isso, separamos algumas ideias que irão fazer você fazer o maior sucesso com o seu paizão.

Para maiores informações sobre o produto, basta clicar na imagem:

Camisa Oficial Flamengo Adidas Jogo 01 - Masculina



 









Livro - Da Lama ao Tri: A Virada Que Levou o Flamengo ao Título da Copa do Brasil 2013



 









Jogo Copos Campana 4 Peças Flamengo - Hmartin



 








Camisa Oficial Flamengo Adidas Treino Coral - Masculina













Camisa Flamengo Tricampeão da Copa do Brasil Branca - Masculina

Aprenda a nova música do Flamengo com a torcida no Maracanã

Aprenda a nova música do Flamengo com a torcida no Maracanã

http://imguol.com/c/esporte/2013/08/08/torcida-do-flamengo-no-jogo-contra-o-botafogo-no-maracana-1375979869721_956x500.jpg

Estreou com vitória. A nova música que a Nação cantou no Maracanã no clássico contra o Botafogo e que se inspira no hit argentino “decime que se siente” da Copa do Mundo é pe-quente!

Mas, você já sabe cantá-la? Olha aí a letra, mas se eu fosse você eu acompanharia com a gravação linda do Leo Magamon, direto do Maracanã.

“Acima de tudo rubro-negro
Amor maior não tem igual
Eu juro que no pior momento
Vou te apoiar até o final
Dá-lhe, Dá-lhe, Flamengo
Dá-lhe, Dá-lhe, Flamengo
Sou Flamengo com muito orgulho e com muito amor
No Maraca eu vou torcer
Arco-íris vai tremer
O Mundial vocês nunca vão ter”.



Sorriu, né? Sabia!

Saudações!

9 grandes nomes do Basquete do Flamengo

9 grandes nomes do Basquete do Flamengo
http://flamengoemfoco.com.br/wp-content/uploads/2014/06/bas_flamengo_campeao4_andredurao_95.jpg


Campeoníssimo. Se tivermos que qualificar o basquete do Flamengo, principalmente nos ultimos anos, não podemos fugir muito dessa vertente de campeão. Se demorou até 2008 para conquistar um título nacional, o que virou uma obsessão nos anos 80/90, com montagem de projetos com pessoas altamente qualificadas, nos últimos anos uma compensação que faz o rubro-negro ter orgulho o time de basquete do Flamengo.

Flamengo é eneacampeão estadual (com os títulos de 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011,2012,2013 e 2014), atual bi-campeão nacional, campeão invicto da Liga das Américas. Tem craques no elenco e apoio da torcida.

Na história, grandes jogadores passaram pelo clube, fazendo parte de seleção brasileira, participando de Olimpíadas, Mundiais e conquistando as dezenas de títulos que o Flamengo tem.

Selecionei 9 nomes de atletas que participaram de todas as épocas do basquete do Flamengo. Sinceramente, não sei se posso dizer se foram os maiores, mas só tem craque. Vamos conhecer um pouco mais sobre esses heróis?

Affonso Azevedo Évora

Participou da conquista da primeira medalha olímpica nesse esporte e a primeira em esportes coletivos do país, um bronze, nas Olimpíadas de Londres, em 1948. Évora foi dez vezes campeão estadual e três vezes campeão brasileiro pelo Flamengo. Faleceu em 2008.

Algodão

Chegou ao Flamengo jovem e não demorou muito a alçar à Seleção Brasileira, por quem começou a brilhar nas Olimpíadas de 48. Com a camiseta verde e amarela jogou as Olimpíadas de 1948 (Bronze), 1952 (6º lugar), 1956 (6º lugar) e 1960 (Bronze). Jogou os Mundiais de 1950 (4º lugar), 1954 (Vice-campeão) e 1959 (Campeão). Disputou ainda os Jogos Pan-Americanos de 1951 (Bronze), 1955 (Bronze) e 1959 (Bronze). Com o Flamengo, um histórico fantástico: entre 1948 e 1962, disputou 15 edições do Campeonato Carioca, sagrando-se 13 vezes campeão. Faleceu em 2001.

Carioquinha

Carioquinha, foi um jogador e técnico de basquete que defendeu a Seleção Brasileira e o Flamengo, como jogador. No Flamengo foi campeão carioca de basquete em 1984 e 1985. Em 1991 encerrou sua carreira jogando pelo clube da Gávea.

Duda

Já em 2004, o Duda se tornou ídolo da torcida, quando foi o líder da bela campanha da equipe no Liga Nacional de Basquete. Duda também conquistou o Campeonato Brasileiro em 2007/2008, 2008/2009, 2012/2013 e a Liga Sul-Americana de 2009 pelo Flamengo. Irmão de Marcelinho, o grande ídolo atual do Flamengo

Kanela

Foi técnico do Flamengo de 1948 a 1970 e treinador da seleção brasileira de 1951 a 1971. Com ele o Flamengo foi Campeão Carioca em 1948, 49, 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57, 58, 59, 60, 62 e 64. Com a Seleção Brasileira, foi vice-campeão Mundial em 54 no Rio de Janeiro e Bi-Campeão Mundial, em 59 em Santiago e em 63 no Rio de Janeiro. Em 70 voltou a ser vice-campeão Mundial, em Ljubljana na Iugoslávia. Em Jogos Pan-Americanos, foi Prata em 63 e Bronze em 51, 55 e 59. Foi ainda Bronze nos Jogos Olímpicos em 1960. Foi Campeão Sul-Americano com o Brasil em 59, 60, 61, 63 e 71, e Campeão Sul-Americano de Clubes com o Flamengo em 53.

Marcelinho

É o maior ídolo atual do basquete do Flamengo. Tricampeão Pan-americano, MVP da Copa América de 2005 e capitão da Seleção Brasileira de Basquete, Marcelinho foi contratado pelo Flamengo aos 33 anos, como maior reforço da equipe rubro-negra para a temporada 2007/2008. Conquistou o Campeonato Carioca de Basquete: 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012. A Liga Nacional de Basquete: 2008, 2009, 2013, 2014. A Liga Sul-Americana: 2009. A Liga das Américas: 2014.

Marquinhos

Marquinhos veio para o Flamengo em 2012 e foi o grande destaque a cconquista da Liga Nacional 2013, quando o Flamengo ficou sem o seu principal jogador lesionado, o Marcelo. Foi Campeão Carioca de Basquete 2012 e 2013, bi-campeão Nacional de Basquete: 2013 e 2014 e campeão da Liga das Américas em 2014.

Oscar Schmidt

Oscar chegou ao Flamengo já veteraníssimo, aos 41 anos, em 1999, mas ainda encontrou tempo para fazer história. Ficou na Gávea por 4 temporadas: 1999-00, 2000-01, 2001-02 e 2002-03. Na Liga Nacional, Oscar foi o maior pontuador por 8 temporadas consecutivas, de 1996 a 2003, metade delas jogando com a camisa do Flamengo. O time faturou o Bi-carioca em 1999 e foi vice-campeão nacional em 2000.

Nilo

Passou pelo Flamengo em 1984 e 1985, quando foi bicampeão do Campeonato Carioca e vice-campeão da Taça Brasil. A primeira convocação para a Seleção Brasileira de Basquetebol aconteceu em 1981, para a disputa do Campeonato Sul-Americano.

Grandes jogadores passaram pelo Flamengo mas não tiveram uma atuação destacada no clube, como Paulinho Villas Boas, Cadum, Paulinho Villas Boas. Outros só tiveram atuação destacada no Flamengo.

O ano de 2014 é histórico para essa modalidade que tem dado muita alegria a Nação. Vida longa ao Basquete.

Acesse o blog do Fla Basquete aqui no Primeiro Penta

Curta a página no Facebook do Fla Basquete

Siga o Fla Basquete no Twitter

Léo e as lesões que o perseguem

Léo e as lesões que o perseguem
http://imguol.com/c/esporte/2014/03/12/12mar2014---leo-do-flamengo-tenta-escapar-da-marcacao-dos-jogadores-do-bolivar-em-jogo-da-libertadores-1394678309162_615x300.jpg

O Flamengo tem dois desfalques para a próxima partida no Campeonato Brasileiro: o volante Cáceres, que foi expulso e o lateral Léo Moura, que levou o terceiro cartão amarelo. A semana começou com a expectativa de que o lateral Leo Moreira, que foi contratado o inicio do ano ao Atlético Paranaense pudesse substituir o capitão Léo Moura, mas ele se machucou.

Não é a primeira vez que o lateral se machuca esse ano. Pouco aproveitado no Flamengo, já passou por cirurgia e estava no departamento médico cuidando das mesmas dores musculares que o mandou de volta ao departamento médico. A sua última aparição com a camisa do clube foi em abril, ainda pelo Campeonato Carioca, quando Jayme de Almeida era o treinador.

É mais comum do que se pensa jogadores que voltam de lesão terem novas lesões. A falta de estímulo na musculatura no período de recuperação, a falta de ritmo e até o esforço feito podem fazer com que o jogador volte para o departamento médico. Por isso, é importante o jogador passar por um condicionamento físico especial antes de voltar a treinar com os companheiros que estão em outro ritmo.

Por causa dessa nova contusão do lateral Léo, ele provavelmente não substituirá o Léo Moura na partida contra o Chapecoense pelo Brasileirão lá na casa deles e  o Luxemburgo provavelmente deve improvisar algum jogador na posição, já que Digão foi emprestado para o América de Natal.

Para quem esperava, como eu, que o Léo Moreira tivesse boas atuações e que passasse a incomodar o Léo Moura na titularidade no Flamengo, vai ter que esperar um pouco mais. O vigor físico que precisamos na lateral direita ainda será o do Léo Moura.

Saudações Rubro-Negras!

Fla em Dia: ajude o Flamengo a crescer!


Nasceu, na noite dessa terça-feira, para a Nação, um projeto que tem como objetivo acabar com as dívidas do Flamengo com a Fazenda Nacional. Basicamente, através de um site, o torcedor pode emitir um DARF (Documento de Arrecadação da Receita Federal), a partir do valor de R$ 10,00 e ajudar a amortizar a dívida que o clube tem com a Receita. O primeiro valor a se pagar é de R$ 6.323.030,59 e pelo código no site refere-se a um parcelamento feito.

O FlaEmDia é uma iniciativa de um grupo de torcedores para ajudar o Flamengo  pagar suas dívidas com a receita e fazê-lo crescer.


O site do projeto que já está no ar, é limpo, transparente nas informações e fácil de acessar. Tem o valor inicial da divida que os torcedores estão pagando, o que foi confirmado com o DARF pago e o valor a confirmar, que são o valor dos DARFs emitidos e que ainda não foram pagos.

Para quem pode e quer ajudar com um valor maior, o projeto ainda tem um presente especial: um manto autografado!


É muito legal essa "obsessão" pelo pagamento de dívidas que o Flamengo tem. O esforço que o Flamengo vem fazendo para diminuir as dívidas do seu passado financeiro é louvável. Louvável porque a tendência é que a própria receita, governo de outras esferas, "apertem" cada vez mais os seus devedores. E, nisso, o Flamengo saiu na frente. O que o Flamengo faz hoje em pagamento de dívidas do governo vai virar exemplo para outros clubes (se é que já não virou).

Um diferencial desse projeto e que tem tudo para alcançar diferentes tipos de rubro-negros além da facilidade da doação, é a grana que você está dando ir direto para a Receita federal. Não passa pelo clube, nem por intermediários. Não vai para conta de ninguém. Você, que quer e pode ajudar, estará direcionando a sua grana para o local certo do que você quer ajudar. Se você acha importante esse saneamento de dívidas, o projeto Fla em Dia é o canal para você ajudar o Flamengo.

O maior desafio é chegar aos rubro-negros que não estão ligados em Redes Sociais. São aqueles que já frequentaram o Maracanã e que hoje não frequentam mais, os que moram fora do Rio de Janeiro e não tem acesso a Internet continuamente e aos que, mesmo não muito ligados no time, dariam sim R$ 10, R$ 20, para ajudar o clube. Distribuição e panfletos em jogos, principalmente fora do Rio ajudariam, contato com as Embaixadas (ou lugares que tenham grupo de torcedores que se reúnam pelo Flamengo) ajudaria e, principalmente o boca a boca. Se você tem um amigo rubro-negro, fale do projeto e da importância de ajudar o clube dessa forma. Enfatize que a grana vai direto para o governo e que pode ser qualquer valor a partir de R$ 10,00. É uma forma de se entrar em campo pelo Flamengo.

O ideal seria que o Flamengo não precisasse da nossa ajuda extra para nada. O ideal era que o clube vivesse do que ele produzisse, como venda da marca, ingressos e etc. Mas, com a dívida que o Flamengo tem e com a necessidade urgente de continuar gigante, não dá. Há um passado enorme para ser pago junto com presente que não é barato. Esse passado influi ativamente no presente e, claro, no futuro. Quanto mais rápido esse passado for quitado, mas rápido o Flamengo terá a liberdade para colocar o dinheiro que recebe no presente, para construir um futuro melhor.

Para quem teve a iniciativa para tornar esse projeto viável, meus parabéns. Para quem embarcou nesse barco do Flamengo em dia com impostos, meus parabéns. Juntos, o Flamengo será mais forte!

O que significa a contratação de Jade Barbosa pelo Flamengo

O que significa a contratação de Jade Barbosa pelo Flamengo


Um passo atrás para dar dois na frente. Dificilmente alguém será tão feliz uma definição como o vice-presidente de Esportes Olímpicos, Alexandre Póvoa,  ao falar o que significa a volta da ginasta Jade Barbosa ao Flamengo. Atleta do clube desde o cinco anos de idade, ela voltou no auge de sua forma física e em busca de grandes resultados, tanto pelo Flamengo, quanto pela Seleção Brasileira. Jade tinha saído do clube no início de 2013, o que marcou o inicio da reestruturação do clube na área.

Essa volta é simbólica e mostra o quanto a independência do futebol é levada a sério pelo pessoal dos Esportes Olimpicos. A ginástica se sustenta graças ao esforço enorme de todo o clube na obtenção das certidões negativas de débitos e a captação em  leis de incentivos fiscais. Sabe o  programa Anjo da Guarda Rubro-Negro? Olha o resultado aparecendo!

Vem mais por ai. Tem a abertura do Ginásio Cláudio Coutinho, além da futura reforma de algumas áreas da Gávea que será realizada pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC), o Flamengo se firma como um dos maiores fomentadores de atletas que poderão render medalhas ao Brasil, como deve ser. Resta saber se o clube será beneficiado pelo governo por isso.

A próxima competição que a Jade Barbosa tem é o Campeonato Brasileiro e ela já estará do lado de cá da força.

Com a palavra, Alexandre Póvoa: "Hoje temos uma ginástica autossustentável, voltamos a formar novos atletas e saímos do sucateamento dos esportes olímpicos que são imensamente maltratados no Brasil. Temos muito trabalho pela frente para tudo funcionar e, aos poucos, melhoraremos ainda mais todas as equipes. Além disso, contamos com o apoio de quem entende de esporte, como o Marcelo Vido (diretor de esportes olímpicos) e a Luísa Parente (gerente de ginástica artística)", disse Alexandre Póvoa, vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo.

Vamos pra cima deles, Mengo!!!

Está tudo errado para quem não quer ver tudo azul!

Está tudo errado para quem não quer ver tudo azul!
http://s2.glbimg.com/-ASvK40MsU4BvzB8TiSTLKjLQxJBVAOUY_AJMYxQVcrLPA5aEPR1BdzpiHhT79O-/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2012/12/11/eduardobandeira_flamengo_alexandrevidal2.jpg

O Flamengo emitiu uma nota oficial desmentindo a Revista Veja Rio sobre uma reportagem feita com base em dados fornecidos pelo Capitão Léo sobre a situação atual do Flamengo. Situação financeira, social e administrativa. E claro que, para escrever uma matéria, o jornalista tinha, além da certeza que estava escrevendo, dados que comprovassem isso, mas.... errou no tom. Veja aqui a matéria!

Errou no tom porque, em primeiro lugar, usa o tom separatista da "chapa azul". Tirando esses caras, ninguém tinha dado importância a cor de chapa de eleição. Ou você se lembra da cor da chapa da Patricia Amorim quando ganhou a eleição em 2009? Acho complicado adjetivar, seja como for, um grupo, ainda mais para jornalista. Mas sonho com o dia que vão chamar de corja quem fez todo esse passado administrativo  que o Flamengo tem. Será que pegaria bem?

Foi precipitado. E como foi precipitado em falar de esportes olimpicos, na semana em que o Flamengo trouxe de volta uma atleta olimpica, a Jade, com o recursos que só foi possível porque a Flamengo paga os seus impostos em dia. Quantos clubes no Brasil mantém essa regularidade de pagamento de impostos?  Nunca tinha visto o Flamengo receber prêmio por boa gestão. Você já tinha visto?

Ouço muito, mas muito mesmo, que a administração atual do Flamengo tem uma característica quase que unânime: a arrogância. A gente percebe isso na teimosia da manutenção do preço do ingresso, nas menagens enviadoas atráves do programa sócio-torcedor e na própria forma de lidar com assuntos do futebol, como a demissão do Jayme. O tom que o ex-vice presidente de futebol usava na maioria das suas entrevistas também era arrogante. Talvez, se tivessem levado o tom da reportagem para a arrogância do discurso, teria feito o barulho que se pretendia quando reuniu quem falou na reportagem. Aliás, chega ser engraçado ler quem reclama da arrogância dos caras: vão escutar gente que tem parcela de contribuição no caos financeiro do Flamengo?

A nota oficial do clube em resposta à matéria foi muito boa. Aliás, se o futebol do Flamengo acertasse como a pessoa que responde essas reportagens que prejudicam a imagem do Flamengo, estaríamos num a posição bem melhor no Brasileirão. Aliás, já colocaram um VP para o futebol?

Atual campeão da Copa do Brasil, Carioca, Bi Brasileiro de Basquete, Campeão da Liga das Américas, dívidas sendo pagas.... Deve estar dando tudo errado para quem não está acostumado com céu azul, sem nuvem negra para atrapalhar.

Marcelo: uma boa estreia quase apagada por uma falha grotesca

Marcelo: uma boa estreia quase apagada por uma falha grotesca



Falhas podem acontecer, mas não devem. Ainda mais nos últimos momentos de um clássico, com o Flamengo na frente do placar, querendo sair da incômoda lanterna do campeonato e sem vencer a oito jogos.  Foi esse o enredo que o destino separou para o zagueiro estreante da noite, o Marcelo.

Vindo do Volta Redonda, depois de um bom Campeonato Carioca, Marcelo chegou ao Flamengo tão quietinho que um torcedor desavisado apostaria na escalação de Frauches ou Fernando para o lugar do suspenso Chicão (Samir continua entregue ao departamento médico). Trabalhou, fez bons treinamentos e ganhou a chance do Luxemburgo num clássico onde a vitória era urgente.

Marcelo fez um bom jogo. Bem posicionado na área, cortou dois ou três cruzamentos que chegaram pelas laterais. Nos escanteios para o Botafogo, não houve desatenção. Nas bolas que teve no seu pé, rebateu para longe, usando a máxima da "bola para o mato por que o jogo é de campeonato". Exceto a fatídica bola que só não acabou em gol por causa da defesa do Paulo Victor. Se não fosse ele, salvar aquela bola no finzinho do jogo, o destino do Marcelo poderia ser como o do Erazo, que falhou nas vezes que entrou e praticamente descartou qualquer continuidade no Flamengo.

Trapalhada do zagueiro Marcelo que quase acaba no empate do Botafogo

Menos mal que tudo acabou bem e o Flamengo saiu com os três pontos, sem tomar gol, coisa que não ocorria há muito tempo.  Agora é acompanhar se no próximo jogo, contra o Chapecoense pelo Brasileirão, o Luxemburgo vai manter o zagueiro ou promoverá a volta do Chicão.

Porque Luxemburgo não quer Felipe no Flamengo

Porque Luxemburgo não quer Felipe no Flamengo

Sha
 
Campeão de Campeonato Carioca, Copa do Brasil. Quase 200 jogos pelo Flamengo. Mesmo com contrato até final de 2015, o goleiro Felipe não permanecerá depois da chegada do Vanderlei Luxemburgo. O treinador já comunicou à diretoria do clube que não contará com ele para o resto da temporada.

O goleiro sequer foi relacionado na partida deste domingo, quando o Flamengo venceu o rival Botafogo por 1 a 0, no Maracanã. Como já passou dos seis jogos permitidos para negociação para outro clube d série A do Brasil, a tendência é que o goleiro vá para algum clube europeu.

Não dá para esquecer que em 2012, quando Luxa foi demitido do Rubro-Negro, Felipe comemorou em uma rede social e destacou que sua relação com o técnico não era boa.

As atuações do goleiro vinham abaixo da média. Ele já havia sido barrado pelo Ney Franco nos jogos antes da pausa para a Copa. O blog já tinha falando da incompetência do Flamengo não ter conseguido se livrar dele. E na volta aos treinamentos sofreu uma lesão. Nitidamente acima do peso, não conseguiu repetir as atuações que já teve com o Manto. A torcida flamenguista estava cobrando muito o atleta nas últimas partidas e aprovou sua saída, na última derrota, contra o Internacional, torcedores ameaçaram o jogador ao fim do jogo.

Em sua passagem pelo clube, o goleiro realizou 188 jogos e sofreu 200 gols. Ou seja, sofreu mais de um gol por jogo.

Com a vitória, até o capitão apareceu


http://1.bp.blogspot.com/-T_G6OunwjKs/U9Wm5FvHnPI/AAAAAAAAu3Q/7q8rP-BoZYM/s1600/leo+27+07.jpg

Não foi a atuação dos sonhos do rubro-negro. Mas a vitória que trouxe uma certa tranquilidade ao Flamengo. Além de ter acabado com a marca negativa de oito jogos sem vitória e ter tirado o Flamengo da lanterna do Brasileirão 2014, finalmente o capitão da equipe falou como capitão e representou o time que estava em campo. Depois da vitória, teve até entrevista do Léo Moura!

Apesar de ser o mais antigo no clube do atual elenco do Flamengo, o Léo Moura não seria o meu capitão do Flamengo. Ausente em muitos jogos, não só pela fase que não é boa faz tempo, o Léo não tem a liderança, em campo, que um time perdido como o Flamengo estava precisa. Econômico nas orientações, na cobrança em campo e até mesmo omisso em entrevistas pós-jogo quando a situação estava mais pesada, não engoli a volta sem a faixa de capitão no segundo tempo contra o Cruzeiro, que o Flamengo estava perdendo de 3x0. Assim como não esqueci em 2009 ele mandando a torcida calar a boca quando as atuações dele mereciam toda a vaia que estava levando. Assim como merece agora, com atuações que não condiz com a história dele no Flamengo. O que foi aquele mergulho aos 48 minutos do segundo tempo no meio de campo que deu um contra-ataque para o Botafogo e causou a expulsão do Cáceres?

Com a lesão do Léo que veio do Atletico PR e com a saída do Digão para o América RN, parece que teremos improvisação na lateral direita, já que o capitão levou o terceiro cartão amarelo e não joga contra o Chapecoense.

E aí, qual é a sua preferência para substituir o Léo na lateral?

Até nunca mais, lanterna!

Até nunca mais, lanterna!
Flamengo vence o Botafogo na estreia de Luxemburgo (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)

Foi um reencontro lindo. Torcida, Flamengo e Maracanã. Difícil dar errado, dificil não dar bons frutos. Juntou boas estreias de jogadores, um técnico que conseguiu organizar um esboço do time e um adversário que vem sendo freguês para mandar a lanterna para a PQP e dar um até nunca mais.

A torcida do Flamengo se mobilizou para carregar o time no colo. Colocou muito mais gente que a torcida adversária, foi a treino na Gávea, incentivou um time que anda vacilando em campo e saiu do Maracanã com a alma lavada. Não tem rubro-negro triste na segunda-feira, depois de muito tempo.

É claro que a torcida ficou animada com a configuração de time diferente do que estava entrando em campo. A troca por um treinador que conseguiu colocar o mínimo de esquema no time, a volta de alguns jogadores que estavam machucados, como Caceres, Everton e Paulinho e a boa estreia do zagueiro Marcelo (que deu um mole inacreditável que quase sai gol do Botafogo no fim do jogo) e do próprio Luxemburgo, o Flamengo conseguiu os três pontos.

No próximo jogo, não teremos Léo Moura, que levou o terceiro cartão amarelo e Cáceres, que foi expulso depois de uma bobeira do Léo Moura no último minuto do jogo. Mas teremos lecsandro, que mais uma vez mostrou o faro do artilheiro e fez o gol da vitória.

Tomara que esses três pontos sirvam de mola para que o Flamengo saia desse lugar da tabela, na zona do rebaixamento. Nosso próximo adversário é o Chapecoense, na casa dos caras.

#VamosFlamengo

Saudações!

Cáceres mostra como se deve jogar no Flamengo

Cáceres mostra como se deve jogar no Flamengo
http://www.sambafoot.com/datas/pictures/informations/2014-03/big/info_1394927655.jpg

Flamengo entrou em campo com um cabeça de área da função e que costumava obedecer as ordeno do técnico. Totalmente diferente do Amaral, que não sei o que faz ainda no Flamengo. Pois bem, tivemos não só um jogador que cumpriu com louvor essa proteção a zaga como mostrou como se joga com o Manto.

Para quem tem dúvida de como um jogador tem que se portar num jogo com o Manto sagrado, pega a atuação do Caceres no jogo contra o Botafogo. Não é exemplo de técnica, da ordem o Luxemburgo de ser o primeiro volante e correu como nunca. Combateu como nunca. Combateu tanto que, depois de mais uma bobeira do Leo Moura no meio de campo quando tentou cavar uma falta, acabou sendo expulso.

Vontade, suor e disposição é o que todo torcedor espera quando um jogador entra em campo. O dia ruim pode até acontecer, mas essa vontade não. Com isso, o Cáceres foi o melhor jogador no clássico. Deu aula de disposição mas não o teremos próximo jogo porque foi expulso. Problemão para o Luxemburgo mas que, agora, tem uma referência e uma esperança e boas atuações para essa posição.

Uma vitória com uma boa atuação que acalma o coração do torcedor. Que os jogadores se espelhem nessa atuação do Cáceres para trazer muitas alegrias.

O que eu espero do Luxemburgo no Flamengo

O que eu espero do Luxemburgo no Flamengo
http://veja0.abrilm.com.br/assets/images/2011/5/37838/vanderley-luxemburgo-20-05-2011-size-598.jpg

Não sou fã do Luxemburgo. Nunca fui e acho que nunca serei. Mas das outras duas vezes que ele trabalhou no Flamengo, mais do que sair por desempenho ruim, saiu porque não "abaixou" a cabeça para as grandes estrelas do elenco no momento. Romário e Ronaldinho ficaram, ele saiu. Saiu e eu achava que não veria mais o Luxemburgo no Flamengo. Simplesmente porque os últimos trabalhos dele nao o credenciam mais a ser técnico de um grande clube.

Ao trocar Ney Franco e o seu desempenho horroroso que não passa de 15% pelo Luxemburgo, um técnico que não é contestado pelo seu currículo e sim pelos seus últimos trabalhos, a diretoria do Flamengo sinaliza que não estava satisfeita com o que estava tendo. Porém, muitas vezes, a mudança que se aponta tem consequências que precisam ser colocadas numa balança para não acontecer com o Flamengo de amanhã o que já acontece com o Flamengo de hoje: o acúmulo de dividas.

O último bom trabalho que o Luxa teve foi no Flamengo. Levou o Flamengo para as primeiras posições no Brasileiro numa zaga que tinha Welinton. Conseguiu controlar R10 para fazê-lo render. Colocou alguns garotos para jogar, como Thomas e Adryan. Alias, essa coisa de colocar jogadores do clube para jogar é uma coisa que o Luxemburgo faz bem.

Espero que ele consiga organizar taticamente uma equipe e que veja logo que não dá para armar o Fla como se fosse um time de masters. Vamos nos preocupar, primeiramente, em não tomar gols. Estamos tomando gols demais nos últimos jogos.

Espero que ele possa contar com quase um time que ainda pode ajudar mais o Flamengo que vem ajudando. Jogadores como Eduardo, Canteros, Caceres, Gabriel, Paulinho, Hernane, Léo e Samir serão importantes nessa retomada que o Flamengo terá e que o fará sair dessa lanterna.

Prometo que terei paciência. Não é possível que um técnico tenha um aproveitamento de 15% no Flamengo. A mudança era urgente. E, vamos combinar, acho que não tínhamos muitas opções de nomes para dirigir um time que estão numa profunda crise.

#VamosFlamengo

Uma vergonha chamada Flamengo

http://4.bp.blogspot.com/-rErCh4rvHy0/Tp-T7-EnycI/AAAAAAAAA1k/AzMQF3IQGTI/s640/Flamengo+x+Universidad+de+Chile+Vergonha+Camisa+3+Sul+Americana+FlaManolos.jpg

Não precisa nem o jogo contra o Internacional acabar. Com 4x0 e mais uma partida deplorável desse time que se insiste em mandar par campo, o que falta para quem dirija o Flamengo perceba que o caminho que está se trilhando é para ser o mais sombrio da história do clube?  E, olha, eu não estou falando de rebaixamento não, viu. Ainda não.

Flamengo com esses pseudo-jogadores que entram campo está acabando com a coisa mais valiosa que o clube tem: o tesão do torcedor em ver o Flamengo. É esse tesão que faz o cara torcer,  vibrar e dar dinheiro para essa máquina que se chama Flamengo. E, sem dinheiro, ela não movimenta né?  O que faz o torcedor dar dinheiro para o Flamengo, seja através de compra de produto, mensalidade de Socio Torcedor ou compra de ingresso não é carta melancólica  de vice-presidente que promete um timaço e entrega Elano e Erazo, muito menos diretor de futebol que promove uma gritaria ridícula e não faz porra nenhuma. O que faz torcedor dar dinheiro em para o Flamengo é time em campo. E isso o Flamengo não tem. São jogadores novos que acham que jogam mais do que realmente joga, um bando de jogador acima de 30 anos que tem mais barriga que os caras da pelada da Gavea no dia de sábado e outros que não tem condição psicológica nem técnica para estar no Flamengo.

Não adianta Flamengo pedir para torcedor apoiar, porque ele não é otário. Eu não sou otária. Quem me lê, não é otário. As pessoas estão vendo a falta de empenho, a frouxidão da diretoria e a inacreditável inércia que todo mundo está nesse período. E a inércia, por muito tempo, numa situação como ess, só causa uma coisa: vergonha.

É como estou em relação a esse time. Apesar de todo respeito que sempre terei  pelo Flamengo e as alegrias que ele já me deu na vida, não dá para curtir uma coisa que não quer ser curtida. É assim que eu vejo. Com falhas individuais, treinador perdido e sendo engolidos por adversários, esse time do Flamengo NÃO MERECE ser curtido nem apoiado. E, na boa, não rola dar energia para ajudar a quem não quer ser ajudado.

Mudem. Mudem urgentemente. A vergonha está imensa e mais do que o rebaixamento, o Flamengo caminha a passos largos para perder o respeito do próprio torcedor. Esse sim deveria ser a principal preocupação desse Flamengo vergonhoso. .

Saudações!

O piti que não deu em nada

O piti que não deu em nada
http://mundomulheres.com/fotos/2013/05/Mulher-olhando-crian%C3%A7a2.jpg

Era uma vez uma criança mimada. Daquelas que fazia a mãe passar vergonha em tudo que é lugar. Quando era contrariada, começava a espernear gritar, se jogar no chão. Visualizou?  A mãe, a cada vez que a criança fazia esse tipo de coisa, dizia que ia colocar de castigo, tirar videogame, televisão. Só que quando chegava a hora de tirar esse monte de coisas, a criança fazia ainda mais escândalo, era mais choradeira, mais grito. Cansada, a mãe abria mão do castigo para não ver aquela máquina de fazer barulho perturbando a paciência. Tenho certeza, quase que absoluta, que você já presenciou uma coisa dessa.

Se você ainda não associou o que essa história tem a ver com o Flamengo,  a mãe que não faz porcaria nenhuma, embora grite e diga que vai fazer e acontecer é a diretoria de futebol do Flamengo. Teve coisa mais patética do que aquela gritaria do Felipe Ximenes não ter acabado em nada, nem com um afastamento de jogador?  Parece que estou vendo jogador numa roda de cerveja fazer a cara que criança faz quando consegue vencer a mãe com a gritaria, com deboche e olhar de vitória. Já imaginou quantas gargalhadas foram dadas no estilo "O cara chegou agora e quer sentar na janela? Não vai acontecer naaaada!" Pois é, eu imagino e não dá para não se entristecer em ver o Flamengo exposto daquele jeito e ficar ainda mais exposto com  inoperância na punição de jogadores que nada rendem. Um jogador que é capitão do time voltar sem braçadeira e não dar nenhum tipo de explicação é mesmo coisa de criança que a mãe não tem nenhum controle: faz o que quer, na hora que quer.

Os jogadores são as crianças mimadas. A falta de empenho deles é igual a criança de esperneando em locais públicos, se jogando no chão. Não tem coo não associar. Jogam quando querem, da maneira que querem e torcedor tem que ficar satisfeito.

E os torcedores? Bem, os torcedores são as pessoas que assistem um escândalo infantil e ficam com vergonha alheia da mãe. Os mais revoltados, vão lá falar com a mãe ou tentar agir com a criança, como os torcedores que vão a treino ou tentar falar com diretoria para exigir contratação e etc. Mas a grande maioria assiste e fica com vergonha, enquanto a mãe tenta se explicar ou aplicar medidas que a gente sabe que não vai dar em nada.

A grande lição que fica disso tudo é que enquanto não houver uma mudança de atitude, continuaremos com a mesma vergonha, porque as coisas continuarão se repetindo. E essa mudança só ocorrerá quando a mãe começar a colocar o filho de castigo, o fazendo entender que quem manda é ela e não o cansaço.

Enquanto o Flamengo continuar a mercê de jogador que se escala pelo nome e ter um técnico que se rende a isso, a vergonha não acabará. Infelizmente!

Saudações!


Flamengo Masters de araque

Foi um show de horrores. Aposto que nem o mais pessimista do torcedor esperava um Flamengo tão igual ao de quarenta e cinco dias atrás.  Aposto também que nem o torcedor mais otimista consegue manter a fé numa reviravolta. A sensação de tempo perdido domina os pensamentos dos torcedores. A sensação de que nada foi feito é enorme.

Eu não esperava o time do Flamengo voando. É impossível não concordar quando o Ney Franco fala que a falta de  ritmo de jogo prejudicou o rendimento do time.  Professor de educação física que é, ele pode ser tudo, menos leigo nesse assunto. Maaaaas será que não poderia ter minimizado isso, pelo menos na escalação de jogadores mais novos?

Duas coisas nesse show de horrores de um flamengo master de araque  me chamaram atenção: a lesão de futebol de fim de semana do Samir e o esforço do Leo Moura.

Há muito tempo eu não via, no futebol profissional, uma lesão como a do Samir. Pesa a favor do departameno de fisiologia do Flamengo ser a primeira partida depois de um recesso, mesmo com jogador treinando há um mês. Pesa contra, o fato de um treinamento nao ter preparado a musculatura e do Samir ser um menino. Impossível achar normal esse tipo de lesão.

Pelo menos um jogador teve uma mudança de comportamento. Ainda não é o capitão que o Flamengo merece, mas o esforço que o Leo fez ontem para tentar jogadas foi um dos pontos altos de um time medíocre. Pena que nem o seu preparo físico nem a fase técnica sejam suficientes para dar uma nota 7 para sua atuação. Como capitão, tem que cobrar mais, tem que se mostrar e assumir a sua função de capitão, tanto dentro quanto fora de campo.  Estou sentindo falta disso.

Nosso próximo jogo é contra o Inter e já estão comparando com a Alemanha pedindo para eles terem pena. Nada disso. O Inter não é uma Alemanha. Eu  sei que se o Ney Franco continuar insistindo nesse time com jogadores perto dos masters vai complicar para o nosso lado. É nítido que um time com  Felipe, Léo Moura, Chicão, André Santos, Elano e Alecsandro não irá para frente e não terá desempenho satisfatório.

São seis jogos com o novo técnico, nenhuma vitória e um futebol de envergonhar o torcedor rubro-negro, daquele jeitinho que ficamos em 2010, 2012.

Saudações!

Flamengo não se livra de Felipe e ele volta como titular!

Flamengo não se livra de Felipe e ele volta como titular!
http://imgsapp.esportes.opovo.com.br/app/noticia_128033434835/2014/06/25/2788885/Felipe-Treino-Flamengo-Cleber-MendesLANCEPress_LANIMA20140528_0075_29.jpg

Quando estorou toda aquela palhaçada (já posso chamar assim aquele ataque quase que epilético que não deu em nada?) e os rumores quue haveriam mudanças no Flamengo, sinceramente, achei que o primeiro a subir na barca que não houve seria o goleiro Felipe.

Felipe foi afastado, claramente,  dos últimos jogos do Flamengo antes da parada para não completar os seis jogos, o que impossibilitaria qualquer negociação do goleiro para outro clube dentro da primeira divisão. Tivemos que, por alguns jogos, aturar Paulo Victor no gol, inclusive falhando em gol de adversário que o jogo terminou empatado.

Cheguei, durante um curto período na pausa da Copa do Mundo, a acreditar na chegada do Julio Cesar no Flamengo e o Cesar seria o reserva imediato. Com isso, a saída de Felipe e Paulo Victor seria uma saída legal para não ter que aturar nenhum dos dois no gol do Flamengo e nem ficar com essa dúvida de quem é o melhor para ocupar uma vaga que tira o sono de muito rubro-negro.

Flamengo não conseguiu se livrar do Felipe mesmo impedindo-o de fazer o sexto jogo antes da Copa para ser negociado. Ele já foi anunciado como goleiro titular no jogo contra o Atlético PR. Assim sendo, ele completará o número de jogos que impossibilita uma negociação nesse ano para clubes da primeira divisão.

Entre os goleiros que estão o Flamengo, prefiro o Cesar. Novato, inexperiente mas tem mais técnica e é mais arrojado que os dois que não se destacam no gol do Flamengo. Porém, entre Felipe e Paulo Victor, Felipe é o meu titular e Paulo Victor fica no banco de reservas. Não gosto de goleiro que joga adiantado e isso já é suficiente para não querer o Paulo Victor como titular.

Vamos de Felipe contra o Atlético Paranaense. Que ele se concentre no jogo e consiga ter uma atuação digna de goleiro que já decidiu título para o  Flamengo.


Flamengo não é lugar para vagabundos!

Flamengo não é lugar para vagabundos!
http://static.tumblr.com/hoggmbc/Q6qm1mehf/pqaaahw8rgsuy8l7hwsmtma3juqn9g6ncgfrt70qshpnkhgspt85smlctwjovb_lgudr2ah3ft0ib8ehm1epkiaxlowam1t1ulkovesbcvehppergqccfpcved64.jpg

Vai recomeçar a jornada do Flamengo no Brasileirão. Na penúltima posição da tabela, não resta outra alternativa ao Flamengo do que começar a vencer os jogos, principalmente os que ele tem mando de campo. Quando se tem o mando de campo, os três pontos tornam-se obrigatórios porque é assim que nossos adversários vêem quando somos visitantes. Num campeonato de pontos corridos, não há como fugir dessa regra. Não há como achar empate em casa bom resultado.

É com esse pensamento que eu espero o time do Flamengo em campo na volta do Brasileirão 2014. Se perder ou ganhar faz parte do jogo e da competição, quero que o time que portará o Manto vermelho e preto tenha a consciência, PLENA, de que o Flamengo não tem lugar para derrota. Porque jogador que se acostuma com a derrota tem que estar longe do Flamengo. Na boa, dispenso jogador que fica de bla bla bla sem ter se esforçado, sem ter trabalhado, sem ter lutado. Deixa o bla bla bla para os vagabundos. E o Flamengo, tão querido, tão vitorioso, tao amado, não foi construído e nem pode ser habitados por vagabundos.

Não faltará apoio. Tenho certeza que a torcida apoiará e abraçará um time de jogadores que se esforçam, que honram as tradições do Flamengo. Do contrário, não poderão reclamar da falta de apoio. A torcida não tolera e nunca tolerou jogador vagabundo, jogador hipócrita, que faz uma coisa em campo e fora dele fala outra completamente diferente. Uma sugestão: não está a fim de jogar no Flamengo, rala. Cai fora. Pica a mula. Deixa para vestir o Manto quem quer, quem merece e quem o honra. De novo: o Flamengo não é lugar para vagabundos.

Aos vagabundos, vida curta. Agora, caras, para quem quiser entrar na vibe de apoio ao Mengão, para que a situação melhore e que essa vice lanterna seja apenas um passado negro, vida longa. Vida longa para curtir o Mengão e aproveitar o que ele nos dá de melhor. Se sem vagabundos, a vida é em melhor, imagina sem eles no Mengão? É para curtir!

Vamos para cima deles! Vamos recuperar o tempo perdido e fazer a Nação com milhões de torcedores voltar a sorrir. Eu acredito, a gente pode, o Flamengo vai conseguir!

Saudações!


A mesma praça, o mesmo banco...

A mesma praça, o mesmo banco...
http://www.seixospedranobre.com.br/admin/arquivos/produtos/020412090706285-bancosparajardim.jpg

E vai acabando a Copa do Mundo de futebol no Brasil e chegando a hora do Mengão entrar em campo novamente pelo Brasileirão 2014. Confesso que estou ansiosa para ver o quanto estou com a impressão errada sobre um elenco que não me provoca mais nenhum frio na barriga.

Eu não esqueci dos 3x0 em cima do Cruzeiro no primeiro tempo. Não me esqueci da maneira apática na qual o time se comportou, do capitão voltando sem a sua faixa, que deveria ser portada com orgulho, do esporro do diretor/gerente de futebol falando que tinha gente fazendo corpo mole e nem do faniquito inconsolável de gente da diretoria em Redes Sociais depois do vexame que foi a nossa última apresentação o Brasileiro. Pode não ter sido histórico, mas foi uma das coisas mais bizarras que eu vi do Flamengo nos últimos tempos.

É claro que o vexame do Brasil me fez relembrar e associar os 7x1 que se levou da Alemanha com o nosso vexame contra o Cruzeiro. Não, gente, eu não estou exagerando. Assim como não se pode aceitar uma goleada histórica numa semifinal de Copa do Mundo em casa, a gente não pode aceitar jogadores daquele jeito contra o Cruzeiro. Assim como os jogadores da Alemanha não aceleraram o jogo para não fazer mais gols no Brasil, os jogadores do Cruzeiro também não aceleraram. Não é porque o jogo contra o Cruzeiro não foi um vexame histórico (para alguns!) que não tenho que ficar inconformada. Aliás, por um bom tempo, lembrarei desse jogo. E tenho a impressão que ainda falarei muito dele.

Da mesma forma que o Brasil está tendo a chance de refazer o seu futebol num fato, o Flamengo teve. O Flamengo esteve com a faca e o queijo na mão e nada fez. Parece que o Brasil vai pelo mesmo caminho. Então, para quem acha que a CBF é uma porcaria porque não muda o rumo do futebol, vamos olhar um pouco para o próprio umbigo: o Flamengo também não mudou. Permaneceu na inércia. Preferiu se fazer de cego. Afrouxou.

Não dá para achar normal um 7x1 em 90 minutos, assim como não dá para achar normal um 3x0 em 45 minutos.

Saudações!

Seja bem-vindo Canteros, o não salvador da pátria!

Seja bem-vindo Canteros, o não salvador da pátria!


Estou até emocionada! Depois de muita negociação, muito disse me disse, muita expectativa, o Flamengo anunciou uma contratação. Trata-se do argentino, Hector Canteros, que não tem como maior característica ser o salvador da pátria Flamenga. Por favor, desde já, não faça isso com o argentino de 1,76 m, 25 anos e que teve como último clube o Vélez Sarsfield, da Argentina.

Ele chega com a responsabilidade de suprir uma carência que não foi criada pela expectativa do futebol dele. O torcedor do Flamengo, que hoje olha com desconfiança a única contratação num momento do clube que esperavam 4, 5 contratações, não pode acreditar que o Canteros seja o salvador da pátria. Ele não era o craque do time, jogou poucas vezes pela seleção do seu país e os videos espalhados pelo Youtube trazem a certeza de que está longe de ser o craque que vai nos acalmar, embora seja um bom jogador.

Jogador de meio de campo, que já jogou em todas as posições, chega para ser titular de um time que carece de bons jogadores, principalmente em boa fase.

A minha torcida é para o Canteros conseguir organizar com seriedade e esforço um setor que precisa de suor. Literalmente. Pelo desempenho no Velez e no ano que ele passou no Valencia, da Espanha, ele pode ajudar o Flamengo. Não é a toa que ele chega para ser titular.

Seja bem-vindo ao mais querido, Canteros!

Julio César no Flamengo é uma boa?

Julio César no Flamengo é uma boa?

http://i1.r7.com/data/files/2C95/948E/3128/F4BD/0131/2A7E/6D26/7C8D/JCesarBahia700.jpg

Esperei baixar a poeira para falar do Julio Cesar no Flamengo. É claro que não queria ser contagiada pela importância que ele teve na classificação do Brasil na Copa do Mundo.

Não escondo que entre Brasil x Flamengo, sou Flamengo. Não sou do tipo de que curte jogo da seleção com aquele patriotismo aflorado mas entendo quem curte e quem aproveita isso. Se acho bacana com o Flamengo, por que não acharia bacana com o Brasil? Só acho que o time da CBF não merece a moral que o Flamengo merece.

Nao há como negar, porém, que histórias como a do Julio Cesar, de redenção, de superação, encanta. Me encantou e deu um certo orgulho quando o Julio que fez isso, simplesmente porque não esqueci que associaram a imagem dele falhando em 2010 ao Flamengo.

O porta voz do Mengão, um torcedor que usa redes sociais para dar notícias de bastidor e quase sempre atropela o veículo oficial do clube, já soltou que o Flamengo fez uma contra-proposta em cima do que o Julio Cesar quer para jogar no Flamengo. Mas que a negociação está emperrada porque o Julio César não deu resposta. Ou seja, é caro para o que o Flamengo pode e quer pagar. Flamengo está oferecendo pouco e, mais uma vez, parece que não vai ter o jogador o clube.

Independente do que o Flamengo quer/pode/vai fazer, acho que é um bom momento para se investir em jogador que já tenha uma identificação com o clube. Flamengo carece disso. Há dois anos, eu seria totalmente contra a vinda do Julio Cesar. Além de achar que a saída dele não foi legal, encarei como  "esbanjada" o fato dele ter dio que não encerraria a carreira no Flamengo. Com o tempo, entendi que ele a saída dele não foi por causa do Flamengo e sim por causa das pessoas que faziam o Flamengo da época (e isso aconteceu com vários ooutros jogadores).

O Flamengo precisa de jogadores que motivem o torcedor ir aos estádios, para dar orgulho. Os times de futebol são movidos por isso ontem, hoje e sempre. Não sei se o Julio Cesar é o jogador ideal para consertar o time para uma melhor campanha no Brasileirão mas é uma ótima opção para fazer um Flamengo mais forte e aproximar esse time da torcida.

Muitas vezes, na vida, a etiqueta do preço pode até assustar. E, quase sempre, esconde os benefícios que só quem está bem antenado vê.

Saudações Rubro-Negras!