O Flamengo e o Macaranã





Antes que você me corrija, a troca do "c" pelo "r" no título é proposital. Acredito que o Maracanã, aquele que conhecemos, foi-se embora em sua estrutura mas nunca acabará em nossas lembranças. Saca aquela frase de que o Maraca é eterno? Pois é!

Depois da reforma bilionária, o novo estádio Mário Filho está (quase) a disposição para que o futebol volte a habitá-lo até a próxima reforma. Só que, para isso, o consórcio que ganhou a licitação precisa de dois clubes "grandes" do Rio de Janeiro com contrato assinado para utilizá-lo. Se não tiver esses dois clubes, a licitação não sai e o Macara não pode ser utilizado. Legal, né?

Dos quatro times grandes do Rio, logo de cara, o Vasco não tem o interesse porque tem o seu próprio estádio e o Botafogo também não teria, já que tem o Engenhão. Teria porque o Engenhão, um estádio construído há apenas 6 anos, numa história inacreditável, foi interditado e só reabrirá em 2015, provavelmente. Qualquer ligação da interdição do Engenhão com a licitação do Maracanã não é coincidência. Simplesmente porque coincidências não existem, mas isso não é lugar para falar disso!

A grande verdade da história é que o Macaranã DEPENDE do Flamengo para sobreviver. Nenhum dos clubes, com todo o respeito a bons momentos que o Fluminense viva e a torcida do Botafogo que não consegue nem povoar o Engenhão, fará do Macaranã um lugar lucrativo, que valha a pena o investimento da própria licitação. Aliás, se compararmos o valor que o consórcio pagará com o que foi gasto é outra coisa inacreditável.

Flamengo, meu querido, assuma o seu lugar de líder e não facilite as coisas para esses caras. Se necessário for, não use o Macaranã e use como apelo para criar um sócio torcedor para o tão sonhado estádio do Flamengo. Já perdemos uma oportunidade imensa de não ter um estádio aproveitando a energia da Copa por falta de força politica, embora a antiga mandatária fosse vereadora. Use os estádios que estão ficando prontos Brasil a fora, use para jogos pequenos o estádio de Moça Bonita, reforme o estádio da Portuguesa para jogos de médio porte. Crie alternativas, use a criatividade mas não entregue a alma para jogar num estádio que, de antigo, só tem o nome: Mario Filho.

A hora de marcar posicionamento, pensar no clube e começar a fazer bons negócios para entrar dinheiro em jogos que temos o mando de campo é agora. Chega de jogos deficitários e ingressos que tem que ter o preço lá em cima porque há despesas a pagar. O Flamengo é do povo e tem que jogar para o povo. Se o estádio Mario Filho não foi feito pro povo, não é problema do Flamengo. A solução do Flamengo é jogar para o povo, é ganhar no muito porque a torcida do Flamengo representa o muito. Essa balela de ganhar dinheiro com ingresso a R$ 80,00 é coisa de torcedor que vai uma vez a estádio a cada três meses, quiçá no ano!  O torcedor do Mengão não é assim!

Endureça o jogo, Flamengos! Eles precisam/necessitam da maior torcida do mundo dentro do Macaranã para fazer o estádio render.

Sem a gente, eles não serão nada!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.