Carioca 2013: uma gota no oceano








O que é uma gota para um oceano inteiro? É assim que eu vejo, especificamente, esse Carioca de 2013.

Depois de muitas notícias sobre penhoras, gestão, dívidas, administração de pessoal, marketing, patrocinio, eis que o Flamengo entra em campo, literalmente, e passaremos a misturar os assuntos. Já estava mesmo na hora de falarmos de chutes, cabeçadas, carrinhos, golaços e performance de jogadores dentro de campo.

Embora eu queira o Flamengo arrebentando em campo como está arrebentando fora dele, a minha expectativa para esse carioca não é alta. Talvez porque eu esteja mais preocupada com o futuro se abrindo escancaradamente de forma espetacular do que com o presente que o passado esteja sendo consertado, embora saiba que o presente é importantíssimo.

Flamengo entra em campo contra o Quissamã, com um time misto, sem os reforços e com alguns jogadores que podem fazer parte do time titular durante o ano fora. Foi uma escolha que a comissão técnica fez e não acho que esteja errado. Vamos acertando um time que vem com uma nova estrutura, com novos jogadores e com uma nova filosofia fora de campo que influi no desempenho dentro de campo. A paciència parece mesmo ser a palavra da moda no Flamengo.

Estamos com um oceano à frente. E o melhor: com uma embarcação que se fortalece cada vez mais!


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.