O Fla x Flu por @BrunaLugatti

O Fla x Flu por @BrunaLugatti

Hoje, da ala leste observei admirada o belo mosaico xadrez feito pela torcida do FluminenC. Não entendi muito bem as cores, azul e branco. Líder e podendo abrir uma boa vantagem e a torcida... Cadê?

Já do lado do Flamengo a história mudou. Uma torcida linda, cantando do início ao FIM, apoiando o time a todo momento. Definitivamente a atual diretoria não merece a torcida que tem. Jogos quarta-feira e domingo e a torcida lá, lotando o estádio.

O jogo foi um baile do Flamengo! Um baile! Mas, como nada é perfeito, O Mais Querido pagou muito caro pela pontaria fail.

No futebol existe uma máxima que diz: quem não faz, leva! E o Flamengo levou. Levou um belo gol do Frederico (arrgghhhhh), num dos POUQUÍSSIMOS momentos que o FluminenC viu a cor da bola. Mérito deles! Futebol é isso. Gol.

No mais, Felipe assistiu o jogo de camarote.

Sobre a arbitragem prefiro não falar. Eu lá sou botafoguense pra colocar a culpa na arbitragem? Eu não! Principalmente hoje que o Flamengo aniquilou os tricoletes no segundo tempo. Tanto que Frederico e Cia. resolveram apelar pro migué. Mas não posso deixar de pedir que revejam o jogo, porque imagens falam por si só.

Hoje o Flamengo abusou das chances de perder gol. Infelizmente. E o placar não mostra chances perdidas, só gol.

Só acho que os tricoletes devem ter medo. Nem todos os adversários vão errar tanto como o Flamengo errou.

Vamos continuar na torcida! Flamengo é Flamengo! É gigante!!!! Não é time de terceira.

Ah, hoje no Engenhão foram 12 contra 12.

Dá-lhe Grêmio!!!!!

SRN!

Lulucast #106 - Faltou pontaria




Jogamos melhor, dominando os flores mas eles foram muito mais efetivos do que a gente. O resultado foi uma derrota que deixou muito rubro negro orgulhoso da evolução do time.

Sem @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla, @Cissa_Morena, e @DaniSouto, mais um Lulucast ao vivo e em video falou da derrota em cima do Fluminense, sobre o Vagner Love e a aamrelada no penalti e sobre nosso próximo jogo, contra o Baheeeea.

Assiste aí:






#Lulucast disponível nos blogs:


Destaque RN: Alcindo

Destaque RN: Alcindo




Alcindo Sartori (Medianeira, 21 de outubro de 1967) é um ex-futebolista brasileiro, que foi ponta-direita do Flamengo, durante a década de 80. Alcindo foi revelado nas divisões de base do Flamengo e, como jogador profissional, teve o privilégio de jogar ao lado de craques como Zico e Júnior.

Apesar de ter sido um atacante veloz, Alcindo não conseguiu conquistar um lugar no time titular do Flamengo, virando reserva de Bebeto e Renato Gaúcho, durante a conquista da Copa União de 1987. Finalmente, em 1990, o ponta deixou a Gávea e foi jogar no São Paulo. Sua carreira no São Paulo, contudo, foi bastante curta, visto que, no ano seguinte, já vestia a camisa do Grêmio.

Após duas temporadas no Grêmio, à convite de Zico, transferiu-se para a recém-criada liga japonesa de futebol, a J-League. Seu clube era o Kashima Antlers, o mesmo de Zico, aonde Alcindo acabou virando ídolo. Em duas temporadas pelo Kashima, Alcindo disputou 71 partidas, tendo marcado 50 gols.



Nos três anos em que ficou no Japão, além do Kashima Antlers, Alcindo também defendeu as cores do Verdy Kawasaki e do Consadole Sapporo. Então, atendendo ao interesse do Corinthians, em 1996, Alcindo fez suas malas e retornou ao Brasil.

Infelizmente, o sucesso esperado no Corinthians acabou não acontecendo, e depois de ainda passar pelo Fluminense, em 1997, Alcindo decidiu voltar ao Japão, terra que o acolhera tão bem, para tornar a jogar pelo Verdy Kawasaki.

No final de sua carreira profissional, Alcindo atuou pelo Cabofriense e pelo CFZ, este último sendo o time criado por Zico.



Títulos no Flamengo

Campeonato Carioca: 1986
Taça Guanabara: 1988, 1989
Taça Rio: 1986
Taça Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro: 1986
Troféu Centenário de Fundação do Linfield Football Club: 1986
Campeonato Brasileiro: 1987
Taça Euzebio de Andrade: 1987
Torneio EL Gabón: 1987
Torneio Internacional de Angola: 1987
Troféu João Havelange: 1987
Taça Governador Jader Ribeiro: 1988
Troféu Colombino: 1988
Copa Kirin: 1988
Copa Porto de Hamburgo: 1988
Troféu Classico das Multidoes: 1989
Troféu Seis Anos da Rede Manchetes de Televisão: 1989
Copa Marlboro: 1990
Copa do Brasil: 1990
Torneio de Verão de Nova Friburgo: 1990
Taça Associação dos Cronistas Esportivos de Sergipe: 1990
Copa Sharp: 1990
Torneio Quadrangular de Varginha: 1990

Lulucast #105 - Nosso Flamengo voltou!




Com uma apresentação digna de Flamengo, nosso time ganhou os 3 pontos e ainda lavou a alma de muito rubro negro.

Sem @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla, @Cissa_Morena, e @DaniSouto, mais um Lulucast ao vivo e em video falou da vitória sobre o Atlético, a importância da torcida no Engenhão e sobre nosso próximo jogo, contra o Fluminense.

Assiste aí:




#Lulucast disponível nos blogs:


Vitória maiúscula

Vitória maiúscula

Que atuação! Que jogo! Que vitória!

Quando eu digo que com a Nação ao lado do time, tudo fica mais fácil... Dificilmente essa união não traz vitória para o Flamengo.

Nem em todo meu otimismo que muitas vezes é exagerado, eu imaginaria uma atuação como essa do Flamengo. Determinado, motivado, incentivado e incendiado, o Flamengo dominou o time que era o grande líder do campeonato, saiu do Engenhão com os três pontos, na primeira folha da tabela e elevou a auto-estima do torcedor!

Falando do jogo, time sem Ibson, com Amaral ao lado de Cáceres e atacantes funcionando, o Flamengo de Dorival dominou o Atlético de Cuca. Ronaldinho não conseguiu jogar, o zagueiro dos caras facilitou nossa vitória e o melhor jogador em campo, o lateral direito Wellington Silva, jogou no nosso lado.

Falando da torcida, que show! Que espetáculo. Que altruísmo para esquecer que o time vem mal das pernas e apoiar como se fossemos líderes do campeonato.

Uma vitória com a cara do Flamengo que pode ser qualificada com três palavras: raça, amor e paixão.

Mengão, confesso que estava com saudades desse jeito que só você me faz sorrir.

Carta ao Ronaldo (por @Cissa_Morena)

Carta ao Ronaldo (por @Cissa_Morena)

Amanhã terei um novo encontro contigo.  Sim, já estivemos perto várias vezes, inclusive naquele dia lá na Gávea, no dia da sua apresentação, quando éramos por volta de 20 mil Rubro-negros indo te receber como novo ídolo do Flamengo.  Parece que faz tanto tempo né?  Pois é.

Agora o encontro é diferente, você estará num outro time.  Muitos o chamam de traidor, outros de mercenário.  Sua passagem pelo Maior do Mundo foi meteórica.  Durante sua lua de mel, ganhamos o Estadual com o Bonde Sem Freio.  Ficamos inúmeras rodadas invictos e ainda tiramos muita onda em cima do Grêmio. E aí está o problema: se vc trocou seu time de infância pelo Maior e Melhor do Mundo, porque razão não faria isto outra vez?

Veja bem, não tiro suas razões: trabalhar sem ganhar nem relógio hoje em dia o faz.  Epa, tem pessoas que ainda o fazem! Eu já fiquei 4 meses sem receber e não faltei um dia ao trabalho.  Você mesmo tem um exemplo próximo: Deivid, ficou muito mais tempo que ti, mas cumpriu a parte dele.  Será que ele ou eu somos otários?  Ou será que preferimos sermos corretos? Sei o seguinte, em todos os empregos que passei, poderei voltar a qualquer momento pois deixei amigos em todos!

Não vou falar desta diretoria omissa pois não vale a pena!  Ela teve muita culpa na sua saída, mas vamos combinar que você poderia ter feito de uma outra maneira, muito mais digna.  Você estava em fim de carreira e nós te carregamos no colo.  No final, você jogou a Diretoria e a Nação no mesmo saco e isto não foi correto!  Não se mexe com 40 milhões de pessoas e se sai impune!

Nesta quarta nos encontraremos de novo, vou pra apoiar o meu Time de Coração!  Eventualmente até poderei te vaiar, coisa que nunca o fiz enquanto você vestiu o manto! Aliás, você não deve saber mas quase apanhei dentro do Engenhão por defendê-lo enquanto parte da torcida o vaiava, naquele jogo em que até gol teu teve...um dos últimos.

Queria só te dizer mais uma coisa:  você pode até ser Campeão com o Galo, o que não acredito, mas saiba que nunca será amado como poderia ser pela Maior Torcida do Mundo!  Pergunte ao Galinho, Pergunte ao Maestro, Pergunte ao Andrade o que isto significa, o que a Nação faz com seus ídolos! Aliás, não pergunte não!  Você não merece se dirigir a estas pessoas.

Perdeu playboy!

#SRN

 (por @Cissa_Morena)

Elenco Atual: Liédson

Elenco Atual: Liédson




Na primeira vez que o Liédson passou pelo Flamengo, em 2002, não levei muita fé na sua chegada. Jogador franzino, vinha numa fase que não era legal do Flamengo e, por ser desconhecido, aumentou ainda mais minha desconfiança.

Após ter sido revelado pelo Poções, que disputa apenas o Campeonato Baiano, Liédson passou pelo Prudentópolis, do Paraná. Esteve também por pouco mais de um mês no Inter de Santa Maria, do Rio Grande do Sul. Não se sabe ao certo o que acarretou a dispensa do jogador por parte do clube gaúcho. O principal motivo que foi veiculado na mídia foi que pelo seu estilo franzino, o Inter-SM não acreditou que Liédson poderia jogar na segunda divisão do Gauchão. O preparador físico do clube à época, Luiz Fernando Nunes, afirmou que o atleta havia participado apenas de um recreativo e com tênis de corrida ao invés de chuteiras.



Em 2002, jogou o Campeonato Brasileiro pelo Flamengo e deixou boa impressão, já que em apenas 29 partidas disputadas chegou a marcar 15 vezes. O clube fez uma campanha fraca e teve risco de rebaixamento, apesar disso se destacou com a camisa rubro-negra e teve atuações decisivas para deixar a equipe fora da degola. Em 2003, o jogador saiu de forma conturbada do Flamengo, alegando não ter recebido algumas pendências financeiras e iria vir a deixar o clube de forma litigia com um imbróglio na justiça. Mas qual é a novidade dessa história?

Liedson saiu do Flamengo, brilhou no Corinthians e no Sporting, se naturalizou português e quando estava em baixa no Corinthians, depois da sua volta de Portugal, chegou ao Flamengo no dia 2 de agosto de 2012.

Liédson acertou seu retorno ao Flamengo após dez anos, assinando um contrato até o fim de 2013. O jogador já afirmou que voltar a jogar no Rubro-negro é uma satisfação muito grande. Em sua primeira passagem, o jogador deixou uma boa marca com 14 gols em 24 jogos na campanha do Campeonato Brasileiro de 2002. Fez seu primeiro gol com a camisa do Flamengo em 2012 contra o Atlético Goianiense em uma partida valida pela 26ª Rodada do Brasileiro,no qual o Flamengo venceu por 2x1 no Serra Dourada.

Algumas curiosidade:
  • Em 2006 foi publicada em Portugal a biografia do jogador, chamada "Liedson, a Minha História", escrita pelo jornalista português João Almeida Moreira
  • Antes de se revelar como grande jogador de futebol, Liedson trabalhava na mercearia do seu pai.
  • Quando jogava pelo Flamengo, era chamado de Liédshow;
  • Liédson é conhecido entre os sportinguistas como "Levezinho";
  • No seu primeiro jogo no Sporting, o seu nome nas costas da camisa tinha o 'S' ao contrário, como um 'Z', o que o próprio Liédson tomou como um amuleto e passou a usá-la assim por algum tempo;
  • "LIEDZON RESOLVE" era o lema de uma das faixas, que os adeptos do Sporting começaram a carregar a todos os jogos do Sporting;
  • Liédson marcou seu centésimo gol com a camisa do Sporting, em 2008, numa partida contra a Roma, válida pela UEFA Champions League;
  • Em 22 de outubro de 2008, Liédson tornou-se o melhor marcador da história do Sporting em competições europeias, marcando o seu 19º gol no jogo da UEFA Champions League entre Shakhtar Donetsk e Sporting (0 a 1);
  • Em 18 de janeiro de 2009, Liédson tornou-se o melhor marcador estrangeiro na história do Sporting ao marcar 3 gols num jogo pela Taça da Liga contra o Paços de Ferreira (5 a 1);
  • Em 2009, Liédson deu entrada para a requisição da cidadania portuguesa e, em seu primeiro jogo com a camisa da Selecção Portuguesa, marcou um gol contra a Dinamarca, o que manteve-a na luta por uma vaga na Copa do Mundo FIFA de 2010;
  • Seu primeiro poker (4 gols num jogo) foi vestindo a camisa do Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro de 2003, contra o Vitória (4-0), no Estádio do Pacaembu.
  • Pelo Sporting, seu primeiro poker aconteceu na temporada 2009-10, contra o Belenenses (4 a 0), no Estádio do Restelo.


Com ajuda da Wikipédia



Videos: Atlético -GO x Flamengo - Brasileirão 2012



O Flamengo acabou com a sequencia de 7 partidas sem vitória e fianlmente passou dos 30 pontos no Brasileirão 2012.

Veja os videos do jogo.

Melhores Momentos:



Gols do jogo:



Bastidores do jogo:



Torcida do Flamengo em Goiânia:

Três gols da mesma forma: foi falha do Felipe?



Os últimos três gols que o Flamengo levou, no Campeonato Brasileiro, de Santos e Grêmio, foram parecidos. O atacante está na cara do goleiro Felipe e dá um toque por cima. Pega o goleiro saindo do gol e como a zaga do Flamengo não tem cobertura, a bola entra.

Veja os 3 gols:






A pergunta que fica é: isso é falha do goleiro?

Estamos acostumados a ver os goleiros falharem em lances bisonhos, como saídas de gols desencontradas ou chutes defensáveis que acabam em gol. Geralmente quando não estão incluídos nesses lances, a maioria das pessoas não considera falha do goleiro. Mas chegar sempre atrasado, dando a oportunidade dos atacantes concluirem colocando a bola por cima, não é falha?

A ação do Felipe nos três gols é muito parecida. Chega atrasado nas três bolas e a impressão que dá é que sem chance de defesa, seja qual for a jogada tentada pelo atacante. Sai no desespero, no susto de ver o atacante a sua frente do que qualquer outra coisa.

Não deve ser fácil para um goleiro ter uma zaga como a do Flamengo para orientar e "defender". Mas será que é fácil para a zaga confiar num goleiro que parece desligado no jogo?

E você? Acha que isso é falha do goleiro?

Destaque RN: Renato Gaúcho

Destaque RN: Renato Gaúcho






Se eu tivesse que definir o Renato Gaucho em uma só palavra eu usariia o "polêmico". Craque de bola, atacante fanfarrão e irreverente, no futebol de hoje seria o rei das redes sociais. Duvida?

Renato Portaluppi, também conhecido como Renato Gaúcho (Guaporé, 9 de Setembro de 1962), é um treinador e ex-futebolista brasileiro. Chegou ao Mengão em 1987, e formou uma grande dupla de ataque com Bebeto. Caiu na graça da nação e fez o gol da vitória na semifinal do campeonato brasileiro de 1987. Nesse ano, o Mengão foi tetra campeão!  Naquela ocasião, Renato foi eleito o melhor jogador do Brasileirão de 1987, recebendo a Bola de Ouro da Revista Placar.



Trocou o Rio de Janeiro pela Itália em meados de 1988, onde foi jogar pela Roma. Retornou ao rubro-negro já no ano seguinte. Atuando ao lado de Bobô e Gaúcho, Renato sagrou-se campeão da Copa do Brasil de 1990. Também em 1990, foi convocado para ir a Copa do Mundo da Itália. No entanto, na Seleção de Lazaroni, Renato foi reserva de Careca e Müller. Entrou na partida contra a Argentina, nas oitavas-de-final, mas o Brasil não oconseguiu reverter o placar adverso de um a zero e acabou eliminado.

Em 1991, deixou o Flamengo novamente, transferindo-se para o Grêmio, onde teve rápida passagem. Logo depois, acertou sua transferência para o Botafogo.

Veja os títulos que o Renato ganhou no Flamengo:
  •  Campeonato Brasileiro: 1987
  • Taça Euzébio de Andrade: 1987
  • Torneio Internacional de Angola: 1987
  • Torneio El Gabón: 1987
  • Troféu João Havelange: 1987
  • Taça Guanabara: 1988
  • Copa do Brasil: 1990
  • Copa Marlboro: 1990
  • Torneio Quadrangular de Varginha: 1990
  • Torneio de Verão de Nova Friburgo: 1990
  • Copa Sharp: 1990
  • Taça Associação dos Cronistas Esportivos de Sergipe: 1990
  • Troféu Raul Plassmann: 1993
  • Taça Libertad: 1993
  • Copa Rede Bandeirantes: 1997
  • Torneio Cidade de Brasília: 1997
  • Taça Cidade de Juiz de Fora: 1997

Lulucast #104 - Melhora, mas sem 3 pontos!




Mais um resultado broxante. Empatamos um jogo que poderia ter sido pelo menos uns 3x1. Flamengo melhorou, mas não conseguiu os 3 pontos e continua em uma situação delicada.

Sem @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla, @Cissa_Morena, e @DaniSouto, mais um Lulucast ao vivo e em video falou do empate contra o Grêmio, o apoio do Vagner Love a Patricia Amorim e sobre o jogo contra o Atlético/GO.

Vai perder?




#Lulucast disponível nos blogs:


Patrícia Amorim é o Eurico Miranda de saias?

Patrícia Amorim é o Eurico Miranda de saias?

As eleições estão chegando. Seja a eleição municipal, que engloba a escolha do prefeito e vereadores, quanto a eleição do clube para presidente precisa ter a atuação de rubro negros. É a oportunidade, talvez única, de um rubro negro comum, que não é sócio, decidir o futuro do seu time de coração.

Depois da reportagem da ESPN, sobre o guarda-roupa (cheio de cabides) de empregos que a Patricia transformou o seu gabinete da Camara dos Vereadores do Rio de Janeiro, não há como não fazer uma alusão ao Eurico Miranda, dirigente vascaíno que foi Deputado Federal pelo Rio e era muito criticado por, entre outras coisas, fazer coisas só pro Vasco. Pela reportagem, os atos da Patrícia como vereadora envolvem o Flamengo e só o Flamengo. Eu até poderia achar isso espetacular, uma política defedendo o Flamengo, mas e aí?  É justo mesmo? Você, que tanto critica a ação de politicos do seu país envolvendo corrupção dentre outros assuntos com imagens em Facebook e posts em Redes Sociais, acha justo isso?

Eu não acho justo e nem digno de uma instituição com os pilares que o Flamengo tem e construiu ao longo da história ser envolvido com matéria de canal esportivo por assinatura falando sobre nepotismo na Camara dos Vereadores. Entendeu como os assuntos se misturam? O Flamengo se fez gigante sem precisar disso. Quem disse que pra continnuar gigante precisa disso?

Patricia disputa eleição para ter, pela quarta vez seguida, o mandato de vereadora. E o rubro negro "comum", que não é sócio do clube, tem o poder de acabar com o guarda vestido de empregos da Presidente do Flamengo. Quem sabe, perdendo de MUITO a eleição para vereadora do Rio, ela não larga do Flamengo. Vou contra uma corrente que acha que ela perdendo eleição pra vereadora focará no Flamengo.  Pra mim, perdendo a eleição pra vereadora,  não vai ter mais saúde fisica nem mental, muito menos motivação para passar mais três anos como presidente de um clube que os torcedores a odeiam. E isso pra mulher pode acreditar que conta muito. Portanto, não vote na Patrícia achando que você está ajudando o Flamengo. E se você conhece alguém que vote, convença a não votar.

É esperar e ver se o fim da Patricia vai ser como o do Eurico Miranda. Mas a pergunta que não quer calar é: Patrícia Amorim é o Eurico Miranda de saias?

O preço duplo dos medalhões


No Brasil, pagar duas vezes pela mesma coisa, é senso comum. As pessoas até reclamam, fazendo um protesto uma vez o outra, mas acabam enfiando a mão no bolso e pagando. Há um tempo atrás, tinha um imposto chamado CPMF que era retirado da minha conta bancária e diziam que era pra melhorar a saúde do Brasil. E, ainda assim, eu tinha que pagar o plano de saúde no fim do mês, porque o sistema de saúde do SUS (o que a CPMF deveria financiar) não entende com a qualidade que se deve. O brasileiro paga impostos atrelados à produtos e serviços que não deveria pagar escola pra filho, plano de saúde pra familia e nem pedágio pra viajar. Logo, paga duas vezes pelo mesmo serviço pra ter um apenas. E esse serviço, muitas vezes, é de boa qualidade.

Com o Flamengo, está sendo diferente. Flamengo paga duas vezes por alguns jogadores, com salários e regalias internas que derrubam treinadores (por exemplo) mas não o serviço é uma porcaria.. Além do serviço porcaria, os medalhões estão arrebentando com um time que não é pra estar na posição que está na tabela. E sabe por que isso não acontece? Porque simplesmente eles deixaram de se importar com o bem comum. Cada um olha pro seu umbigo e está bom demais. Se o treinador coloca para correr demais ou tira do time titular, é a hora de tirá-lo do cargo. Aí entra setorista de veículo de comunicação, vazamento de briga em vestiário, xilique no meio de jogo reclamando de companheiro, cara fechada dizendo que a situação é difícil e o raio que o parta.

Na verdade, estou cansada com as pessoas que fazem o Flamengo de hoje e que, nem de longe, lembra o Flamengo que apaixonou tantas pessoas. Pagar duas vezes por um serviço não é legal, basta a vida! Mas eu não farei como o Marco Aurélio na novela Vale Tudo. Não darei uma banana para as coisas que não me agradam. Não darei banana e nem abandonarei aquele que paga duas vezes pelo serviço mal feito.

Seguirei o curso, levarei nosso hino como mantra em busca da coisa que me faz ter prazer: ver o Flamengo brilhar.

Lulucast #103 - Negueba 2 x 0 Flamengo






Quem não faz, leva. O jogo de hoje foi mais uma prova disso. Flamengo jogou bem, dominou o Santos em muitos momentos, mas em 2 minutos, em dois erros do Negueba, o Santos fez 2x0 nos 5 minutos finais e ganhou o jogo na Vila Belmiro.


Sem @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla, @Cissa_Morena, e @DaniSouto, mais um Lulucast ao vivo e em video falou da derrota para o Santos e como esperam o jogo contra o Grêmio.

Participação sow da Galera na madrugada!

Vai perder?




#Lulucast disponível nos blogs:


Ser Flamengo: o título que eu não acreditava




No PENTA TRI, o ano que eu tive medo de perder o título para o Botafogo foi em 2007. O time deles tinha um futebol envolvente, com Lucio Flavio, Jorge Henrique, Dodô e Zé Roberto estavam numa fase ótima enquanto no Flamengo tinha um meio de campo que poderia ser formado por Jailton e Clayton. Lembra-se disso? E você reclamando, hoje, do Muralha! Botafoguenses confiantes, tive paciente botafoguense apostando comigo, acredita?

Quando o Botafogo fez o segundo gol, virando o jogo, devo ter olhado pro céu e chamado por São Judas. Devo ter virado pra ele e falado: pro Botafogo, São Judas?

Foram alguns minutos de sofrimento para que, num chute, de um certo camisa 10, de um certo menino da Gávea, de um certo Renato Augusto, entrasse de maneira certeira no gol do Botafogo, empatando um jogo que, sinceramente, eu não esperava. Comemorei MUITO esse gol. Comemorei porque estava tudo pra eles. Se eles ganhassem, Jorge Henrique seria craque, Cuca seria revolucionário da motivação esportiva por não ter levado o time pro vestiário no intervalo, Bruno não teria a história mágica que teve no Flamengo e Renato Augusto não teria sido o jogador mais caro que o Flamengo vendeu pro exterior.

Mas o Mengão ganhou com Léo Moura e Juan dando aula como laterais devem jogar, com Souza colocando o Botafogo no seu lugar, com Bruno consolidando o lugar de goleiro mais especial no coração da galera e com Jailton e Clayton num meio de campo.

Muitos títulos ou até mesmo jogos personificam o que é a essência do Flamengo que, muitas vezes, me faltam palavras para descrever.  Mas, te garanto: a sorte, a vitória, o entusiasmo, a raça, a disposição, o inacreditável não acontece à toa.  Nunca aconteceu, não acontece e nunca acontecerá!

Esse título não foi o que mais comemorei. Mas, com certeza, foi o mais improvável e aquele que, com certeza, mais ganhei apostas!

Relembra aí:



Tenho certeza que você também tem o seu jogo inesquecível. Mande para o email blog@primeiropenta.net que a gente publica na seção "SER FLAMENGO"

Lulucast #102 - Vexame. Até quando?




Com mais um vexame do Flamengo, perdemos a nona seguida para o Coritiba. Com um time sem vontade, desorganizado e com ex-jogadores, o #Lulucast103 só poderia ter um tom: o de Revolta!

Sem @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla, @Cissa_Morena, e @DaniSouto, mais um Lulucast ao vivo e em video falou da derrota para o Coritiba e tudo que envolveu essa derrota vergonhosa!

Vai perder?




#Lulucast disponível nos blogs:

Um até breve

Um até breve


A manutenção de um blog temporal como é o Primeiro Penta, demanda, acima de tudo, estado de espírito para fazê-lo para manter a qualidade de conteúdo.

O Primeiro Penta é uma empreitada solitária de uma rubro-negra apaixonada, que perdeu o pique de estar, jogo após jogo, atenta a todos os detalhes para trazer pra vocês. Assim sendo, a partir desse jogo, as colunas que eu chamo de temporais, que acontecem por causa de um evento, estão, temporariamente, suspensas. Ou seja, não haverá mais o pré-jogo, pós-jogo, atuações dos jogadores e palpites. Esse tempo é necessário para que elas voltem, talvez, reinventadas.

Ficam as atualizações de fotos, pelo Flamengo Fotos, as atualizações de vídeos, pelo Flamengo Vídeos e o Lulucast.

As seções que eu chamo de atemporal, como o Elenco Atual, Destaque Rubro Negro, Fala Nação estarão por aqui, talvez com uma periodicidade menor, assim como qualquer texto sobre o cotidiano do Flamengo (e se conheço o clube que amo, teremos muitos textos, sobre muitos assuntos!).

É isso! É um até breve, colorido de vermelho e preto, para que haja uuma melhora de contéudo que vocês merecem.

Fala Nação com Sabrina Bernardo




Fala Nação é uma seção do Primeiro Penta que conversa com um(a) rubro negro(a) sobre sua vida de torcedor e sua história com o Flamengo.

A convidada de hoje é a Sabrina Bernardo, rubro negra que tem mais de 14 mil seguidores no Twitter e uma das organizadoras do evento "Birita do Urubu".

Sabrina falou de momentos inesquecíveis como torcedora, de como é ser uma rubro negra numa família vascaína, como surgiu e é organizado o "Birita do Urubu" e muito mais.

Assiste aí e comenta falando o que você achou:



O twitter da Sabrina é @SabrinaDoRio

Lulucast #101 - Flamengo pagou o pedágio na Ponte!




E tinha uma ponte no caminho do Flamengo no Brasileirão de 2012. Com uma atuação pra nã se repetir nunca mais, o Flamengo perdeu, dentro de casa, para a Ponte Preta e piorou a sua classificação na tabela.

Sem @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla, @Cissa_Morena, e @DaniSouto, mais um Lulucast ao vivo e em video falou da derrota para a Ponte, a influência ds acontecimentos com a Patricia Amorim na atuação do time e nosso próximo jogo, contra o Coritiba.
Vai perder?




#Lulucast disponível nos blogs:

Pós-Jogo: Flamengo x Ponte Preta - Brasileirão 2012



http://www.flamengo.com.br/site/upload/galeria/fotos/20120905211457_795.jpg

FU-DEU!

Como senão bastasse um time perdido, fraco, sem poder de reação e com um monte de palhaço que se acha o time do inicio da década de 80 do Flamengo, o técnico que seria a salvação da lavoura, seria o equilibrio, o cara que iria colocar esses putos no trilho, está perdido.

Com uma atuação digna de time de segunda divisão, que não condiz, em hipótese alguma, com as tradições de um time como o Flamengo e nem de como é o Flamengo, os três pontos que deveriam ser nossos foram pro adversário em mais um jogo pra eu esquecer da minha vida de torcedora.

Dorival ousou e ousou mal. Mudou demais o time para começar o jogo. Estando sem Gonzalez e Cáceres, não tinha nada que tirar jogadores que estavam acostumados com o time do Flamengo. Sendo assim, com quase metade do time modificado, o Flamengo, óbvio, não se encontrou em campo e foi essa coisa horrorosa!

Não tem muito o que falar e, no momento, é melhor não falar mesmo! O negócio é trabalhar para retomarmos o rumo do trabalho equilibrado.

Dorival agora tem que fazer igual a piloto na última volta de uma corrida, que leva na ponta dos dedos para a vitória. No caso, Dorival tem que, na ponta dos dedos, mudar o mínimo possível para que o Flamengo termine 2012 sem grandes sustos. O ano de 2013, com pré temporada e elenco que ele escolheu, será o ano para ele trabalhar como deve

Veja as notas: