Pré-Jogo: Ah, o Fla x Flu - Brasileirão 2012






A autora desse texto é uma amiga querida, daquelas que o FlaxFlu tem um significado especial. Portanto, nada mais justo e adequado que ela abrilhantar o post desse pré-jogo tão espcial. Com a palavra, Nívea Richa:

"Vocês sabem que o clássico de hoje é o que mais gosto. Pra mim, o Fla x Flu tem todo um charme especial (ok, pareci meio tricolor nessa, mas tá valendo). Como disse Nelson, o "Fla x Flu começou 40 minutos antes do nada". Sacou a importância?

Muitos me perguntam o porquê de gostar mais de um Fla x Flu do que de um Fla x Vas. Sei lá, talvez por ser o operariado se dando, na maioria das vezes, bem contra a elite (foram 390 jogos, 139 vitórias, 128 empates e 123 derrotas), ou por ter um paixão louca por Nelson Rodrigues e me transportar para todo Fla x Flu narrado em suas crônicas. Essa rivalidade louca, essa antipatia pelo Vaskin, sem dúvida foi intensificada na era Eurico (mais um a se preocupar mais com o Mengo do que com o próprio clube), mas o Fla x Flu...ah, o Fla x Flu.

E a sintonia é tão grande que Nelson nasceu no ano do primeiro Fla x Flu. 100 anos de Nelson, 100 anos do "Clássico das Multidões", como apelidou seu irmão Mário Filho.* Eu chamei, certa vez, Mário de "A salvação dos Rodrigues", porque mesmo não assumindo publicamente, era o rubro negro da família. Uma passagem ótima dele é  num Fla x Flu de 1959. Mário Neto pediu para comprar uma bandeira do Fluminense. Mário Filho comprou duas, uma do Fluminense e outra do Flamengo, mas com um detalhe. A bandeira do Flamengo era o dobro do tamanho. O Flamengo perdeu o jogo por 2x0 e Mário Filho, triste, não deixou Mário Neto balançar a bandeira do Flu pela janela do carro.**

Esse Fla x Flu não tem o Maracanã, não tem um Zico, não tem Nelson nem suas crônicas, mas tem o Fluminense e seus "ídolos" (desculpa, mas um clube brasileiro que tem como maior ídolo o paraguaio Romerito ou o Assis, por causa de 1 gol que fez em cima do Mengo e só, é baranga com certificado e tudo) e, lógico, tem o Mengão todo poderoso, que mesmo andando mal das pernas, vai mostrar aos Flores o porquê de termos saído das Laranjeiras para fundar o Maior Clube do Mundo.

Como disse o próprio Nelson "E diante do furor impotente do adversário, a camisa rubro negra será uma bastilha inexpugnável." Tremei tricoletes com o poder do Manto Sagrado.

Aliás, se o Fla x Flu começou 40 minutos antes do nada, pode acreditar que terminará 40 minutos depois de tudo

Saudações Rubro Negras!"

*Mário Filho foi quem também nomeou o clássico como Fla x Flu em 33. 

** Essa história está no livro "O Vermelho e o Negro" , do Ruy Castro.



Comente:



Um comentário:

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.