O marido da presidenta


Depois de alguns resultados lamentáveis do futebol do Flamengo, começaram a avalanche de comentários sobre a Presidenta.  E a minha opinião sobre ela é o comentário de uma torcedora que sabe o que os jornalistas falam, não que os jornalistas sabem. 

A eleição da Patricia Amorim se deu um dia após o Flamengo ser campeão brasileiro. Quando herdou o time campeão brasileiro, o ano de 2010 já estava mais ou menos programado. O orçamento já estava feito, tinha poucos contratos vencendo e tudo se encaminhava para 2010 com a programação feita com um time que não era campeão brasileiro de 2009.  

Com a vinda do título, jogadores se valorizaram e em um clube que precisa de recursos por causa de dívidas passadas, que não foram feitas pela Presidenta, é óbvio que a tendência é que esses jogadores que tenham ofertas saiam para outros clubes. O Flamengo perdeu, do time titular mesmo, o Zé Roberto e o Airton, que não eram jogadores do Flamengo em si. Se quiser considerar o Everton, pode incluir.  E para a disputa da Libertadores, teve a chegada maior do Vagner Love, dentre outros jogadores. Ela renovou com o técnico campeão brasileiro, abonou o artilheiro do campeonato e renovou com o titular que fez o gol do título. 

Veio a Libertadores, ela afroxou o comando, o VP de futebol falou merda demais, errou ao demitir o técnico campeão brasileiro e está assessorada por nomes que causam arrepio  em qualquer rubro negro que acompanha o dia a dia do clube. Dentre um desses assessores está o marido da presidenta. Tricolor assumido, Fernando não sei lá o que, está em reuniões no Flamengo e dizem que tem influência em decisões importantes dentro do clube. 

Vivemos em um país machista e muito por isso há muita gente achando que o cara, por ser tricolor, prejudica o Flamengo com opiniões contrárias ao sucesso do clube. Saca só como é legal é esse pensamento. Como desenho de Tom e Jerry que o Tom não quer que o Jerry chegue no topo da mesa aí fica tirando a cadeira que o Jerry sobe. E assim, o Jerry nunca chegará ao topo da mesa, porque tem sempre alguém sabotando.  É assim que, na cabeça de muitos, está acontecendo no Flamengo. O marido da presidenta, porque é Fluminense, está escolhendo o Super Helinho ( como se ele não fosse vice presidente geral) para VP de futebol por saber que ele não entende nada de futebol. Acreditar nisso é a mesma coisa que acreditar que a Patricia, como presidenta, pode mudar estatuto e o planejamento total do Flamengo, porque ela é presidenta. 

Com todo o respeito a quem se diz entendido em futebol, a Presidenta não entra em campo quando um jogador está de cara pro gol e dá o passe errado pra área. Com todo o respeito a pessoas que sabem mais do que eu (e com certeza sabem coisas que talvez fariam mudar minha opinião), não é a Presidenta que manda beijinho pra torcida em sinal de deboche, não é a presidenta que escala e substitui mal, que não cumpre contrato até o final e bla bla bla. Os ninjas do futebol irão falar que quem colocou o técnico foi ela, que quem não pune é ela. Eu concordo, maaaaaaaas... Qualquer pessoa que ela colocar em qualquer cargo pode cometer erros. Esses erros serão da presidenta?? Serão do marido da presidenta? Ou as pessoas que cometem o erro tem que ser apontados também?

Acreditar que essa fase que o Flamengo vive no futebol é culpa da Patrícia e fazer piada relacionada com o marido dela exarcebando o fato dela ser mulher e por isso é controlada por ele é além de ser escroto, é ser burro. Não quero ver tricolor no futebol do Flamengo e quero mais que esse tal marido vá para Laranjeiras. O que eu não concordo é com a burrice de torcedor que acha que o marido, que é tricolor, está mandando no Flamengo. 

Não isento a Presidenta da responsabilidade dela não. Colocou um técnico que está se saindo com um estagiário, foi fraca com a postura do Adriano, está demorando muito pra definir o futebol como se o futebol do Flamengo não fosse importante.  Já escrevi que está na hora de diretoria acordar. O time que temos não é ruim, mas com as cabeças de bagre que temos no banco, não chegaremos longe no Brasileirão. 

PessoALL, mente aberta! Vamos cobrar ações da diretoria com reforços, manutençao de bons jogadores no elenco e coibição de posturas inadequadas. 

Para terminar esse assunto, de Presidenta, seu marido e toda essa escrotice que envolve esse assunto, queria que me respondessem a duas perguntas: Se a mulher o Delair fosse a um almoço onde assuntos do Flamengo iriam ser discutidos e membros que participassem desse almoço achassem ela nociva para o Flamengo, ela participaria? Se ela participasse, a mulher do Delair mandaria nele?? 

Seja um seguidor deste blog


Espero que você tenha gostado do texto. Aproveite e confira também:

Poste um Comentário




Próximo
« Prev Post
Previous
Next Post »
0 Comentários

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!