Bastidores da despedida de Julio Cesar










Fui ao jogo. Chorei no jogo. Chorei depois dele. Chorei bem depois dele. Já escrevi que a despedida de um ídolo como foi a do Julio Cesar é muito raro.

Com essa carga de emoção, só o Juan, no fim do ano e não sei se será tão emocionante quanto a do Julio. E olha que o Manto do ano tem o número 4, em homenagem ao zagueiro.

Eu achei que já tinha visto todas as imagens possíveis, até ver o vdeo da FLA TV. Já assistiu?






Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.