Flamengo pode ter menos dinheiro do Estadual em 2016





http://og.infg.com.br/in/15203432-970-687/FT1086A/420/2015012777455.jpg-G6021US8M.1.jpg

Não é novidade para ninguém que a Federação de Futebol do Rio de Janeiro e o Flamengo nadam se estranhando. Depois da conturbada relação que foi escancarada na época do Carioca deste ano e da decisão do Flamengo disputar outro torneio paralelo ao Carioca de 2016, essa arenga teve mais um "round".

Numa assembleia com todos os associados à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro   ficou aprovado duras sanções para clubes que participarem de competições não oficiais na temporada de 2016 sem a autorização da entidade. Isso significa que entrará menos dinheiro no bolso de Flamengo e Fluminense. A medida visa evitar que clubes enfraqueça o Estadual do Rio com a escalação de equipes alternativas.

Flamengo e Fluminense não foram representados por nenhum dirigente na reunião que ficou decidido que quem disputar campeonato paralelo vão levar multa correspondente ao valor da cota integral de televisão e serão proibidas de disputarem todas as competições das categorias de base. A medida atinge diretamente a dupla Fla-Flu, que pretende disputar a Liga Sul-Minas-Rio, competição ainda não incluída no calendário oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro lançou nota sobre a repercussão da medida dizendo que "a aprovação ou veto de dispositivos do Regulamento Geral das Competições coube exclusivamente aos filiados presentes na Assembleia Geral"

Está na hora do Flamengo romper com clubes que querem sustentar a falácia que é a Federação de Futebol do Rio de Janeiro. Ou será que sem Flamengo e Fluminense, a Federação terá uma boa parte do dinheiro que promete a eles?

Com ajuda o O Globo.

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.