5 erros que não podem ser cometidos em 2016 no futebol





http://www.mantosdofutebol.com.br/wp-content/uploads/2015/02/Terceira-camisa-do-Flamengo-2015-2016-Adidas-Rio-450-8.jpg

O ano de 2015 termina com boas notícias no futebol. A apresentação do novo técnico, Muricy Ramalho renova as esperanças de uma torcida que não pode se acostumar com os resultados ruins dos últimos anos. Já falei em outros textos e ou repetir nesse: o no de 2015 não pode ser esquecido nunca pelo Flamengo. NUNCA. É para pegar os erros, os vacilos, a forma como resolveu os problemas e NUNCA MAIS REPETIR. Muitos erros aconteceram.

Erro 1: Em época de falta de identidade com torcida, não se dispensa jogador que tenha isso.

Ao meu ver, isso aconteceu com dois jogadores nesse ano: Alecsandro e Cáceres. Independente de competência e isso é opinião, naquele momento do Brasileiro em que o Flamengo não ganhava, ficou claro que faltava jogador que pudesse falar pelo time. O time perdeu uma identidade que já não era grande e essa falta de identidade entrou em campo, com a falta de tesão estampada em campo e a testa de muitos jogadores.

Erro 2: Insistir em um capitão que não deu certo.

Um bom capitão poderia ter apagado incêndios durante o ano nesse time do Flamengo. Não sei se teríamos atuações melhores mas o Wallace, que eu tanto defendi para ser o capitão, foi uma negação. Nas entrevistas que deu não se colocou bem, foi descontrolado em alguns momentos do ano como jogar a faixa de capitão no chão ou num chute desnecessário na semifinal do carioca, no início da parada técnica. O Flamengo precisa encontrar um capitão que represente o time e que cobre seus companheiros para ter o mínimo de dignidade.

Erro 3: Preparação Física

Independente do tipo de preparação implantado e profissional atuante, a preparação física do Flamengo necessita mudar. Não dá para ter em 2016 o erro de ter um time que não tem perna para reação no jogo. Para mi, a falta de preparo físico influi, diretamente, na falta de vontade do time.

Erro 4: Contratação de jogadores que não venham para ser titulares

Não dá mais para aturar jogador de médio porte vindo para o Flamengo para não ter rendimento. Espero que 2015 tenha sido a dead line desse tipo de contratação e que em 2016 tenhamos jogadores melhores para vestir o Manto.

Erro 5: Não aliviar em punição para jogador não comprometido

Isso não é difícil de identificar. E não é só no Flamengo que acontece. Mas parece que, no Flamengo, a insistência nesse tipo de jogador é maior. Tão maior que acontece um fato repetitivo que detona a imagem do clube. O que aconteceu com o Bonde da Stella foi u exemplo disso. Não era novidade que os jogadores, mesmo sem rendimento, estavam na farra. Era notório a falta de ímpeto em campo. Mas teve que acontecer um fato, ir parar nos jornais para que a diretoria tomasse uma providência. Providência que foi aliviada depois de uma semana.


Há outros erros, mas acho que corrigindo esses 5 teremos um 2016 muito melhor. Quero um gerente de campo, para trabalhar com o Rodrigo Caetano. É pedir muito?

Vou seguir falando desse ao de 2015 em mais alguns posts. Não deixe de acompanhar.

Saudações!

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.