Pós-Jogo: eterno freguês facilita o toma lá, dá cá!




nixon flamengo gol atlético-mg série A (Foto: Adalberto Marques / Agência Estado)

Assim é o futebol. Dias após do Flamengo ter levado uma goleada (para quem considera 3x0 goleada) no Campeonato Brasileiro, o Flamengo dá uma goleada no mesmo Campeonato, com adversário diferente. O adversário em questão é um grande freguês. Ainda bem que eles existem e, do Flamengo, são vários! Flamengo lhe serviu uma goleada com todos os ingredientes para fazer a segunda-feira do rubro negro mais vermelha e preta.

A vida Flamenga é mais fácil e mais alegre quando o Flamengo se impõe em campo. Não interessa a qualidade do time nem do adversário. Quando o Flamengo se impõe, joga para frente e ainda com uma torcida que o apóia, como é no Mané Garrincha, é difícil não fazer um bom jogo. E geralmente um bom jogo vem com vitória. Nesse caso, com vitória com V maiúsculo!

O primeiro indício de uma tarde diferente veio com a barração do Cadú, que vinha mesmo destoando dos seus companheiros. Embora eu ache que ele deva jogar para diminuir o prejuízo, a impressão que deu é que hoje jogamos com igualdade de condições numéricamente em campo.

E como isso facilitou a atuação do time. Marcando em cima, pressionando o Atlético Mineiro no campo deles, chegamos aos 2x0 (com gols de Nixon e Eleias) e mantemos até quase o fim do jogo, quando o Paulinho fez o terceiro gol.

Flamengo ganhando bem, torcida apoiando e eterno freguês no seu devido lugar. Dizem que estamos na pior, mas, pelo menos por hoje, acho que estão enganados. Curtirei essa vitória do Flamengo como se não houvesse o amanhã. Porque, mesmo no amanhã, o Atlético Mineiro vai ser nosso freguês.

Saudações rubro Negras!




Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.