Abolição do rachão: trabalho ou castigo?





http://www.flamengo.com.br/site/upload/galeria/fotos/20120728120315_56.jpg
E o rachão, grande brincadeira antes dos jogos do Flamengo no Brasileirão, foi abolidoo pelo técnico Dorival Júnior.

Nada mais justo do que Dorival acabar com os rachões. Sem tempo pra treinar, correndo contra o óe com o time sem estar arrumando, primeiro a obrigação, depois a diversão. Mas que serve como um castigo pra esse time, serve. Ou não?

Dorival terá muito trabaho, é claro. E foi pra isso que ele foi contratado. Flamengo está pagando caro para ter um técnico que ajeite um time que está com fama de paneleiro e cheio de "vícios". Impossível não observar, mesmo de longe, a influência que os medalhões tem na escalação do time, mesmo eles estão mal das pernas há tempos.

Não venha me dizer que medalhões como o Ibson e Renato tem vaga num time que tem Luis Antonio, Adryan, Mattheus e Bottinelli com oopções. Todos esses quatro estão jogando melhor que os dois citados primeiramente. Até o Botti, que é o argentino mais sem sangue que eu já vi, está numa fase melhor que Ibson e Renato.

A retirada do rachão, prática que os jogadores adoram, não é uma punição. Com a falta de tempo, acaba sendo uma necessidade diante do pouco tempo que se tem para treinamento.

Então, bora trabalhar, negada! Jogador que veste o Manto tem que entender que primeiro a obrigação para depois a diversão. E rachão é diversão demais, quase um presente. E presente é o que esse time, do jeito que está jogando, não está merecendo!

É claro que a abolição do rachão é devido a falta de tempo para trabalho. Mas se fosse um castigo, você acharia merecido?


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.