Que sirva de exemplo para a Nação






Depois de um jogo que você acha que o seu time foi prejudicado pelo juiz, fica uma ressaca danada né? Aquela coisa que poderia ser melhor, que alguém lhe tirou alguma coisa que era seu de direito. E com os erros que vem acontecendo dessa juizada horrorosa que temos no país, essa sensação tende a aumentar cada vez mais. Eu entendo.

Nos olhos dos adversários, vira gozação. Nos olhos dos jogadores e dirigentes pode virar desculpa para um trabalho mal realizado. Para os torcedores, está virando caso de choradeira interminável.

Um time anda se especializando nessa choradeira e, como coincidências não existem MESMO, esse time é dirigido pelo cara que é a personificação do chororô desde os tempos de Botafogo: o Cuca. E isso ficou mias gritante depois do jogo de ontem do Flamengo.  Ronaldinho simulou falta e colocou uma foto em rede social choramingando que foi penalti mas não citou a falta que ele também se jogou e o juiz caseiro marcou. Se fosse gol, os atleticanos iriam estar rindo da malandragem do seu jogador?

A verdade é que, nos jogos que o Atlético Mineiro não tem competência de ganhar, a culpa é da arbitragem e a torcida se acha no direito de gritar vergonha. Vergonha foi aquele pseudo mosaico com R49. Se quiser, a Nação te ensina como se faz um mosaico decente, atleticanos! Aliás, deve ser triste pro Ronaldinho, como torcedor do Atlético Mineiro, nunca ter visito o time dele ganhar um Campeonato Brasileiro. E enquanto tiverem essa postura importada do Botafogo pelo Cuca, de reclamações e chororô eternos, não passarão de um time que foi campeão da série B.

O Atlético Mineiro não teve competência pra ganhar do Flamengo, com um jogador a menos desde o primeiro tempo, com o Wellington Silva sendo expulso por ter feito das faltas pra lá de discutíveis. Pegue o lance da segunda falta e observe como o jogador do Atlético TROPEÇA em suas próprias pernas. Flamengo jogou com um a menos, com o Ibson jogando mal, quase sem lateral esquerdo, todo instável no campeonato, com os caras disputando o título  e ainda assim, não conseguiram fazer mais do que um ponto no campeonato inteiro. Chora galinhada! Se o Wellington Silva não tivesse sido expulso, ganharíamos o jogo. De novo!

Portanto, que sirva de exemplo para a nossa torcida o quanto esse chororô com a arbitragem e esse posicionamento de se colocar como pobre coitado em tudo é deplorável. Isso é coisa pra time que é campeão da série B, o que definitvamente não somos. Juizes erram para todos os lados e o (pseudo) favorecimento pro Fluminense passa muito mais perto da INCOMPETÊNCIA do Atlético Mineiro e do Grêmio de não definir situações dentro do próprio campeonato do que compra ou não de juizes de futebol. 

Se você quer ser como um Atlético Mineiro, fique com o exemplo deles e fique com esse choro com a arbitragem. Mas se você não cede o lugar do Flamengo, de gigante do futebol, observe o exemplo deles e veja como essa postura é ridícula.

Bora pegar eles como exemplo, pelo menos pra isso?


Em tempo: Assisti o jogo pelo canal PFC. A narração assim como os comentários sobre o jogo e a arbitragem foram vergonhosos. E olha que não costumo reclamar muito disso. A falta de qualidade nos comentários, incluindo ai justificativas plausíveis para os lances é de questionar, e muito, o famoso padrão Globo de Qualidade.



Comente:



Um comentário:

  1. Perfeito tudo que você disse Dani. Quanto a transmissão, assisti pela Globo e como sempre me incomoda muito a vibração do senhor Luís Roberto nos lances contra o Flamengo. Até da possível cera do Paulo Víctor nos minutos finais ele reclamou. Já o Marsiglia, ah o Marsiglia, sem comentários. Esse aí afirma que foi penalti, coisa que ele não tinha culhão pra fazer/marcar na época de juiz. SRN.

    @Deco_Flamengo

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.