#JuntosPelaPrimeiraLiga




http://zh.rbsdirect.com.br/imagesrc/17889149.jpg?w=640

Nunca escrevi sobre a Primeira Liga e todo o movimento que a cerca. Como é uma coisa nova a cada dia, com a bagunça que a CBF instituiu no futebol brasileiro, com federações e suas exigências surreais, a impressão que tenho é que escrever sobre algo num dia é correr o risco de no outro dia estar defasado.

Porém, como seu inicio está próximo e o Flamengo está no olho do furacão em relação às notícias, é importante tecer alguns comentários, principalmente por causa do movimento que os clubes participantes estão nas redes sociais, com a hashtag #JuntosPelaPrimeiraLiga.

A campanha surgiu com os torcedores dos clubes e praticamente todos os clubes compartilharam mensagens em relação à campanha. A Primeira Liga  é formada por quinze clubes dentre os quais 12 deles vão participar da primeira edição do torneio regional, a Copa Sul-Minas-Rio.

Essa campanha, a  "Juntos pela Primeira Liga", é uma resposta à decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de proibir a realização da Copa Sul-Minas-Rio, a Primeira Liga, que tem sua primeira rodada mantida para esta semana, com jogos na quarta e na quinta-feira. A CBF, mostrando um total desespero justamente por ver na Primeira Liga uma possível ameaça, divulgou nota oficial vetando a realização da competição.

Enquanto a CBF proíbe o torneio dizendo que visa "harmonizar e democratizar o futebol brasileiro, pondo fim aos (seus) entraves, conflitos e antagonismos", os clubes tentam demonstrar sentimento de amizade nas redes sociais.  A união para que essa pressão dê certo e a CBF acabe cedendo, mesmo que isso signifique a quebra de seu monopólio no futebol brasileiro. Os clubes precisam estar unidos e as torcidas precisam consolidar essa competição, indo aos estádios e atraia patrocinadores para os jogos. A TV teria interesse, o dinheiro disso tudo consolidaria a competição e o futebol brasileiro não teria a ditadura que é hoje. Com a CBF ameaçando punição, essa união é ainda mais importante.

Caso haja punição àlgum clube, principalmente para Flamengo e Fluminense (por causa da Federação Carioca que está endurecendo a liberação das partidas), a ideia é que todos os outros clubes não joguem o Brasileiro, causando um baita prejuízo para a CBF.  Eu duvido que a CBF tenha peito para punir Grêmio, Internacional, Flamengo, Fluminense, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Atlético Paranaense e Coritiba.

A grande questão é: você confiaria num clube como São Paulo que não honra com o que assina para uma questão dessa? Eu não confio! Então é bom ficar de olho para outro 87 não surgir.
Saudações!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.