Flamengo é campeão brasileiro depois de 10 anos!




Foram 10 longos anos longe do lugar mais alto do pódio brasileiro. Mas, na noite deste sábado (28.04), o Flamengo reencontrou a alegria e o orgulho de voltar ao posto de onde nunca deveria ter saído: o de Campeão Brasileiro de Natação. Na última noite de finais válidas pelo Troféu Maria Lenk, os rubro-negros cumpriram a missão, garantiram cinco medalhas, sendo quatro de ouro, e levaram o Flamengo ao topo do ranking nacional, com um total de 2.152,50 pontos. Pinheiros (2.070) e Corinthians (1.939,50) completaram o pódio. O Minas Tênis Clube, até então detentor do título, terminou em quarto lugar, com 1812.

"Estou muito feliz. Na última vez que o Flamengo foi campeão eu era vice-presidente. Hoje, 10 anos depois, voltamos a vencer. É o resgate da natação rubro-negra. Fui campeã como atleta, campeã como vice-presidente e, agora, estou tendo o grande prazer de ser campeã como presidente", disse emocionada Patricia Amorim. 

Nos 200m borboleta, Joanna Maranhão e Leonardo de Deus confirmaram a excelente fase e sagraram-se campeões brasileiros. Recordista sul-americana da prova, Joanna não sentiu ameaça em momento algum nos 2m09s62 de prova. A segunda colocada, com 2m17s09, foi Yana Medeiros, do Pinheiros.

"Queria ter batido esse recorde para o Flamengo. Estou exausta, estou treinando forte, mas na hora da prova respirei fundo e tentei nadar pelo clube escutando o grito da galera. Se a gente ganhar esse campeonato vai ser muito importante para a gente, por tudo que Patricia (Amorim) vem fazendo, ela merece esse título. Cheguei perto do índice, do recorde sul-americano e é o meu melhor tempo. Depois de uma competição inteira, super cansada, está dando tudo certo. Esse campeonato foi um desafio mental, estamos fazendo uma manutenção de treino e competindo", disse a aniversariante do dia. 

Leonardo de Deus também não fez por menos. Já garantido para as Olimpíadas de Londres (1m55s55 – tempo obtido na fase eliminatória do Mundial de Xangai – 2011), o rubro-negro venceu a briga pelo ouro contra Kaio Márcio, do Fluminense, ao fazer o tempo de 1m55s70.

"Foi um projeto que começou em 2010 quando a Patricia Amorim idealizou a retomada da natação do Flamengo, a natação mais vitoriosa do Brasil e dois anos depois estamos aqui. A natação do Flamengo voltou. Hoje nadei pelo time, não era para mim. Esse ouro no revezamento foi a cereja no bolo. Estou muito feliz", disse Cielo.

Nos 100m costas, Etiene Medeiros fez o quinto melhor tempo da final (1m04s19), mas subiu ao pódio para receber a medalha de bronze. Na versão masculina, Eugene Godsoe levou a prata com 54s57. Leonardo de Deus também disputou a final, mas não rendeu o suficiente para assegurar seu segundo ouro individual na noite de hoje. Leo acabou em oitavo, com 57s43.

Mireia Belmonte bateu o recorde sul-americano na final dos 400m livre. A rubro-negra fez a marca de 4m05s70 e garantiu a medalha de ouro. Na versão masculina, André Schultz não teve a mesma sorte e terminou em sexto lugar, com 3m58s90.

LONDRES 2012:
Nadadores que conseguiram ou confirmaram índice para os Jogos de Londres durante as disputas do 52º Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação – Troféu Maria Lenk:

Cesar Cielo: 50m livre (21s38)
Henrique Barbosa: 100m peito (1m00s38)
Tales Cerdeira: 200m peito (2m10s37)
Leonardo de Deus: 200m costas (1m57s38)


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.