O caminho irreversível da Botafoguetização

O caminho irreversível da Botafoguetização

http://urubunews.com.br/wp-content/uploads/2011/11/torcida.jpg

Maracanã, 1997. Era uma noite de quarta-feira, o jogo era contra o Botafogo, quando um amigo, revoltado porque o Flamengo não jogava nada, começou a xingar o time. Ele não xingava pouco não. Xingava muito. Xingava tanto que em poucos minutos ficou sem voz. Em 20 anos de amizade, eu nunca vi os olhos dele com aquela raiva. Quando ele finalmente sentou, já cansado de tanto esbravejar, um cara que estava atrás da cadeira falou: pra que vir ao estádio pra xingar e importunar quem quer assistir o espetáculo?

O amigo ficou quieto. Eu também fiquei. Mas, nesse jogo, o Flamengo perdeu para o time reserva do Botafogo. E foi a única vez que chorei de tristeza no Maracanã. Lembrei desse fato quando conversava com esse amigo sobre a reação da torcida do Flamengo nos jogos atuais.

Meu amor pelo Flamengo cresceu com a torcida jogando junto com o time. A união, que tanto me encanta, nos faz praticamente imbatíveis. Se não imbatíveis, entramos em vantagem porque os adversários tremem quando veem a Nação apoiando o Flamengão! APOIANDO! E disso, nem os jogadores que passaram e nem os atuais, podem reclamar. Foi lindo ver o Flamengo perdendo de 4x1 e a torcida no Engenhão dizendo que amava o Flamengo, dizendo que o apoiava.  Isso é lindo, pessoALL. Não tem como não se emocionar. E a Nação.... Ah, essa Nação que sempre me emocionou, cantando numa só voz...

O grande problema é que esse tipo de coisa é exceção nos estádios. Há o apoio, mas não é da mesma forma de outrora. Se em 1997 um único torcedor que xingava corria o risco de ser criticado por outro, hoje em dia o cara que não xinga é criticado. Ou estou errada?  Vai dizer que você nunca ouviu dizer que o cara que não xinga, que não reclama, não ama o Flamengo como o cara que xinga. Afinal de contas, vivemos num mundo que reclamar é o que importa. Nao importa como e nem o porque. O importante mesmo é reclamar, de tudo e de todos!

PARA MIM, o processo de BOTAFOGUETIZAÇÃO* de parte da torcida do Flamengo é irreversível! A reclamação exaustiva sempre das mesmas coisas fazem do torcedor um reclamador em potencial, com uma energia negativa que o Flamengo não merece. Ou será que merece?

Se isso é certo ou errado?  Quem sou eu para JULGAR o jeito CERTO de alguém torcer pro seu time de coração. Cada um torce do jeito que quiser. Se quiser xingar, que xingue. Se quiser bater palma quando tudo está ruim, que bata. Se quiser vaiar com o time invicto no campeonato, que vaie! Não tenho nada a ver com isso. Mas você está respeitando o FLAMENGO como um grande amor merece?

Eu não tenho o direito de julgar o jeito de torcer dos outros. Mas colocar adjetivo, eu posso, né?


*O termo BOTAFOGUETIZAÇÃO eu copiei do genial Daniel Bonn. Um rubro-negro como poucos, que reclama e que xinga, mas que, principalmente, respeita o Flamengo.


#RonaldinhoNaReserva? Só quando o Messi chegar!

#RonaldinhoNaReserva? Só quando o Messi chegar!
http://www.vipcomm.com.br/site/upload/flaronaldinho_apo_310312001.jpg


Antes de começar a ler esse post, duas coisas precisam ser colocadas:

1) Não estou satisfeita com as atuações do Ronaldinho Gaúcho no Flamengo.

2) Esse post não tem a intenção de ser uma cruzada em defesa do Ronaldinho.

Esclarecido isso, eu consigo entender quem pede o Ronaldinho na reserva, pela insatisfação pelas atuações dele e pela pseudo-dedicação que ele apresenta. Estamos disputando um campeonato como a Libertadores e ele não consegue desenvolver o time, que deveria ser função dele. E as desculpas que se apresenta para ele não treinar em alguns momentos servem como estopim de uma torcida que está se especializando a reclamar de tudo e de todos.

Ronaldinho chegou no Famengo no ínicio de 2011 e muitos tiveram a esperança do Ronaldinho do Barcelona vir junto. O Ronaldinho que foi campeão do mundo também. "O melhor no maior do mundo" foi o slogan de chegada. A expectativa foi grande mas perdas que o Flamengo teve (e incluo aqui o dinheiro que o Flamengo deixou de ganhar por causa do contrato confuso com a Traffic) foi gigantescas. Tanto que iniciamos 2012 com um Ronaldinho desitenressado, cheio de imbrólios e histórinhas pra ver se ficava ou não no Flamengo e com o peso 100% do salário na folha de pagamento do time.

O 2011 de R10 não foi ruim. Voltou ao time da CBF, foi artilheiro do time no ano, foi campeão carioca e levou o Flamengo a Libertadores. Nada mal. O Flamengo tinha totais condiçoes do Hepta e as causas dele não ter vindo foi culpa do R10?

O 2012 está ruim. O time não se encontra em campo e as críticas sobre ele crescem, mesmo depois do cara ter colocado o Love duas vezes na cara do gol em um jogo de Libertadores. Assim como colocou o Luiz Antonio. Assim como colocou o Léo Moura. Mas aí, a jogada não acontece e o torcedor não lembra, mesmo, da assistência que foi dada porque o lance foi perdido. A defesa falha, o time não tem padrão tático,  mas o Ronaldinho tem que estar na reserva. É...

Agora me diz... Vai adiantar colocar o R10 na reserva para dar exemplo para os garotos da base que estão subindo para o profissional. Deve adiantar pôr o R10 na reserva porque ele tem que dar o exemplo, mesmo que a bagunça seja generalizada e exista MUITO ANTES dele chegar. Vai adiantar colocar o R10 na reserva porque o cara que vai entrar  vai fazer um time sem esquema tático jogar. O R10 não consegue, mas o substituto vai conseguir fazer isso.  Deve ter um Messi no Flamengo e eu não sei.

Tacar pedra na Geni é mole. Quero ver é criar um jeito de fazer a Geni jogar, assim como todo o time do Flamengo!

Pré-Jogo: Flamengo x Bangu Carioca 2012







Mais uma partida pelo Carioca que precisamos ganhar pra nos classificarmos para a semifinal. Embora todo mundo desdenhe do Cario porque quase sempre ganhamos ou porque acham que a Libertadores é prioridade, quando o Flamengo perde ou joga mal, a reação é de desespero, revolta. Coisa de quem está muito preocupado.

Nosso adversário é o Bangu, líder do outro grupo e time que faz as vezes de Flamengo fazendo o VICE PRA SEMPRE estar no seu lugar de dever e de direito.  Claro que, como todo adversário, temos que ter o devido respeito, mas é o Bangu. Tenho certeza que não tem um Neymar do outro lado, muito menos um adversário que vá bater de frente com o Flamengo.

O time que o Flamengo entrará em campo provavelmente é: Felipe; Léo Moura, Welinton, González, Júnior César; Willians, Muralha, Luiz Antonio, Bottinelli; R10 e Love.

Dê o seu palpite para o jogo contra o Bangu

Nesse time, acho discutível a presença do Júnior César. Ou o Magal treina muito mal ou então o Júnior César treina muto bem. Porque se a titularidade do Júnior César dependesse do que ele anda fazendo em jogos oficiais, ele já estaria na reserva há, pelo menos, uns 5 jogos.

Acho que esses caras ganham muito dinheiro e tem muita estrutura para serem poupados sempre. Se eles estivesse fazendo a parte deles e jogando como se deve, poderiam ter o bônus de um descanso a mais. Mas eles não estao merecendo. Simples assim!

Então é entrar em campo com toda a postura de quem veste o Manto tem que ter. Se isso está esquecido, que tal uma palestra com um Rondinelli da vida? Fica a dica!

#VamoPraCimaDelesMengoooo!

Dê o seu palpite para o jogo contra o Bangu

Elenco Atual: João Felipe, lateral







 Nome: João Felipe Antunes // JOÃO FELIPE
Natural: Porto Alegre, RS.
Nascimento: 11 de Março de 1992
Posição: Lateral
Número: 34


Histórico no Mengão:

João Felipe chegou ao Flamengo em 2010, ainda nas divisões de base, contratado junto ao Internacional. Após boas atuações nas divisões de formação rubro-negras, o jovem lateral direito ganhou a chance de integrar o elenco profissional já em 2011. Tem contrato com o clube até março de 2013.


Redes Sociais Oficiais:


Saiba mais sobre ele: 

Pós-jogo: Olímpia x Flamengo Libertadores 2012



http://www.flamengo.com.br/site/upload/galeria/fotos/20120329020520_13.jpg

O título do #Lulucast do jogo de ontem resume bem o que foi o jogo contra o Olímpia no Paraguai. Enquanto o Flamengo não aprender que Libertadores não é Campeonato Carioca ou Copa do Brasil em termos de campo do adversário, arbitragem, ritmo de jogo e importância, cotinuaremos jogando um futebol meia boca que permite que adversáro mediano faça 3 gols em 14 minutos, que não tem esquema tático e o pior: não empolga uma torcida que está doida pegar esse time do colo pra levar ao título.  Em um jogo MEQUETREFE, com MUITAS falhas individuais principalmente nos gols dos caras e SEM ESQUEMA TÁTICO, fomos batidos por um time que não tem nada demais, não tem sequer um craque.

Já no post pré jogo falei que os jogadores do Flamengo precisavam aprender como se jogar Libertadores. O juiz não marca falta que no Carioqueta marca-se, os jogadores adversários não estão preocupados se vão machucar adversários e a torcida não é torcida que pede Negueba no meio do segundo tempo. Lá, os caras apoiam os 90 minutos transformando o estádio em um caldeirão. Para o adversário, num inferno.  Para um time sem esquema tático, um derrotado.

E ontem, as individualidades, ao invés de salvarem o Mengão, o jogaram para a derrota. Para mim, a falta do David Braz e a falta de cobertura do Luis Antônio foram determinantes no primeiro gol, a furada do González com o pulo de libélula do Willians para o segundo gol e a mal posicionamento dos cabeças de área numa bola na entrada da área pelo terceiro gol.

Veja os Melhores Momentos desse jogo

Veja as imagens (fotos) dessa partida

Estamos em terceiro no grupo, a dois pontos de quem está na nossa frente e dois na frente de quem está atrás. Ainda enfrentamos um adversário que está na nossa frente dentro da nossa casa. Nosso próximo jogo é contra um adversário que está atrás e fez apenas um gol em 4 jogos na Libertadores. Mesmo dentro da casa deles, não há como não pensar em vitória. Depois da partida lamentável que fizemos ontem, a NECESSIDADE por uma boa atuação e uma vitória é eminente. O time PRECISA dessa boa atuação para acreditar que a Libertadores está querendo o Flamengo. E o time do Flamengo precisa abraça-la, entendendo como se joga e como se conquista.

Nem pensei, AINDA, na possibilidade do Flamengo não se classificar. A classificação não é impossível e espero que esse tropeço sirva para unir os jogadores e que eles se transformem num time.  Porque quando um grupo de Homens se juntam e colocam o Manto, a parada é mais embaixo. Sai a individualidade e entra o coletivo. E o coletivo funciona MUITO BEM com o vermelho e preto.

Vamo Flamengo. Não foi na dificuldade que aprendi a te amar mas é na dificuldade que, mais do que nunca, como sempre, estarei contigo.

E estar contigo é acreditar até o fim.

VEJA AS NOTAS:



Lulucast #76 Já passou da hora de aprender a jogar Libertadores!

Lulucast #76 Já passou da hora de aprender a jogar Libertadores!


Parece que o time do Flamengo não aprendeu a jogar Libertadores e continua vacilando na competição. É assim que podemos classificar o jogo contra o Olímpia. Uma derrota indesejada, mesmo sendo na casa deles, e que complicou a nossa vida no campeonato.

Sem a @CrisMarassi, mas com @NivinhaFla , @Cissa_Morena e @Dani Souto, o #Lulucast 76 falou sobre do jogo contra o Olímpia no Paraguai, a atuação de nossos jogadores e o próximo jogo contra o Bangu.

Agora escute o #Lulucast:



Baixe o MP3 do Lulucast #76

#Lulucast disponível nos blogs:

Pré-Jogo: Olimpia x Flamengo Libertadores 2012




O Flamengo enfrenta o melhor time do seu grupo fora de casa com toda a força máxima possível neste momento. Ou seja, não há jogador suspenso (até porque na Libertadores nao tem suspensão por cartão) e os jogadores que estão machucados não são titulares absolutos. Tivemos sorte de não ter jogador machucado no jogo do Carioqueta.

Por isso, dei graças a Deus pela dupla Muralha/Luis Antonio ter entrado tão bem nesse time do Flamengo. Os garotos parecem não sentir a responsabilidade e vem melhorando jogo após jogo. Estão tão bem (e não ótimo) que acho que o Willians, insubstituível em outra, vai sobrar já já nessa região do meio de campo do Flamengo, mesmo com o nosso técnico gostando do time com muitos cabeça de áreas.

Embora eu não ache o empate um resultado ruim, fui acostumada pela energia flamenga a não querer menos que a vitória. Mesmo sabendo que essa fase do campeonato é importante terminar entre os dois primeiros, que jogo fora de casa é mais díficil, que é Libertadores, não consigo ter essa visão de boleiro. Minha visão é de torcedora.

O Flamengo não é um time, não tem esquema tático definido. Mas os jogadores que estão nesse time estão fazendo a diferença ultimamente. E assim seguimos fazendo o caminho contrário da maioria das equipes de futebol. Sem esquema, nada de time. O Flamengo sobrevive graças ao talento individual e isso, num esporte coletivo, é péssimo a longo prazo.

Mais do que nunca, como sempre ultimamente, dependeremos do talento individual do jogador, que no Flamengo é uma tríade: Vagner Love, R10 e Léo Moura.

Continuo torcendo, fervorosamente, para que os jogadores que entrem em campo percebam o que é Libertadores e como ela é jogada. Com raça e determinação, como essa competição merece e exige, não tenho dúvidas que o resultado será favorável. Não tenho dúvidas que teremos uma vitória na casa do adversário.

#VamoPraCimaDelesMengooooooooo!


Provável escalação do Flamengo: Felipe; Léo Moura, David Braz, González e Júnior César; Willians, Muralha, Luis Antonio e Thomas; R10 e Love.


Elenco Atual: Galhardo, lateral





 Nome: Rafael Galhardo de Souza // GALHARDO
Natural: Nova Friburgo.
Nascimento: 30 de Outubro de 1991
Posição: Lateral.
Número: 22


Histórico no Mengão:

Teve sua primeira oportunidade entre os profissionais no dia 20 de agosto de 2009 em uma partida contra o Cruzeiro no Maracanã.

O jovem lateral Rafael Galhardo é considerado uma das gratas surpresas da geração dos nascidos em 1991. Contratado pelo Flamengo junto ao Friburguense quando ainda era da categoria mirim, Galhardo conquistou rapidamente o seu espaço e a admiração da diretoria rubro-negra, bem como a dos torcedores que acompanharam sua trajetória nas categorias de base do Mais Querido do Brasil.

Figurinha conhecida na Seleção Brasileira de base e promessa iminente, Rafael Galhardo acabou estreando pelo Flamengo no ano de 2009, em partida contra o Cruzeiro e em seu primeiro ano de profissional já conquistou o Campeonato Brasileiro 2009 jogando três partidas da competição.

Apesar da dificuldade de manter uma sequência como titular do Fla em virtude da presença do ídolo rubro-negro Léo Moura, Galhardo sempre se destacou pela sua polivalência e facilidade de atuar tanto como lateral, quanto como meio-campista, o que o credenciou a se manter no clube para trabalhar com o experiente Vanderlei Luxemburgo.

No ano de 2011 a competência de Galhardo foi valorizado pelo então treinador da Seleção Brasileira Sub-20, o ex rubro-negro Ney Franco. Parte da equipe que disputou o pré-olímpico da categoria no Peru, Galhardo foi usado algumas vezes pelo time que se sagrou Campeão e faturou uma vaga para os Jogos Olímpicos de Londres no ano de 2012, retornando com moral ao clube para o decorrer da temporada.


Redes Sociais Oficiais:



Saiba mais sobre ele: 

Elenco Atual: Digão, lateral

Elenco Atual: Digão, lateral







Nome: Rodrigo Longo Freitas // DIGÃO
Natural: Rio de Janeiro.
Nascimento:12 de março de 1993
Posição: Lateral


Histórico no Mengão:

É um promissor lateral-direito revelado nas divisões de base do time Mais Querido do Brasil, o Flamengo.

O jovem lateral Digão, como é conhecido o jogador, está no Flamengo há alguns anos. Jogador caracteristicamente apoiador, é mais um atleta que honra a tradição rubro-negra em criar bons laterais. Existe um consenso de que o atleta é o sucessor natural de Rafael Galhardo no Flamengo.

Campeão Juvenil de 2010 vestindo a camisa do Flamengo, Digão ganhou uma chance de disputar a tradicional Copa São Paulo de Juniores no ano de 2011, e foi também neste ano, que em virtude da convocação de Galhardo para a Seleção Brasileira Sub-20, o jovem lateral ganhou a sua primeira chance como jogador profissional do Mais Querido do Brasil, sob a batuta do multicampeão treinador Vanderlei Luxemburgo.


Saiba mais sobre ele: 

O assunto mais importante da semana

http://3.bp.blogspot.com/-XKVNYiGiHls/TuW448F_LdI/AAAAAAAAEd8/xeCsYMemHmQ/s1600/flamengo+campeao+mundial+1981.jpg

Embora a maioria discorde de mim, o assunto mais importante da semana para o Flamengo é o jogo de quarta-feira, as 22h, contra o Olímpia, pela Libertadores 2012. E como a Libertadores me fascina, talvez por remeter a um dos momentos mais lindos da história campeoníssima do Flamengo, é sobre esse assunto que eu vou falar.

Não posso negar que estou entalada com aquele empate mequetrefe contra esse time do Paraguai dentro da nossa casa. O mole que o Flamengo deu, os dois pontos perdidos me faz ter uma sede nesses três pontos a serem disputados que estou perguntando: já é quarta, as 10 da noite?

Além da vitória desse jogo nos trazer uma tranquilidade no grupo da Libertadores, porque pularemos de novo para a liderança, vai fazer com o que o time comece a acreditar do que é capaz e acho que isso está faltando ao time do Flamengo como conjunto.

A coisa mais importante da semana de um clube de futebol são sempre os jogos que ele disputará. É para o campo é que deveriam estar ligados todos os holofotes da semana do Flamengo. E junto com o holofotes, toda a preocupação da Nação.

Contratação de ex-jogador que não quer fazer nada por ele? Deixa pra depois!

Heroísmo é o cacete!

Heroísmo é o cacete!


Mal pude acreditar quando eu li alguns veículos classificando a vitória contra o VOLTA REDONDA como heróica. Não sei se é o ano de 2012 e a tal profecia que o mundo vai acabar mas eu não consigo ter esse endeusamento sobre uma coisa que é obrigação. Com o elenco que o Flamengo tem, em termos de diferença técnica e principalmente da folha salarial, passar o rodo no Volta Redonda deveria ser igual criança de 10 anos escrever o seu nome: facinho, facinho.

Creio eu que esse adjetivo de heróico tenha vindo porque jogamos com um jogador a menos já que o Luis Antonio foi expulso (num lance que me lembrou a ressonância magnética por causa da bolinha de papel que acertou a cabeça do Serra na eleição passada de tão exagerado que foi) perto do fim do primeiro tempo. Com 11 em campo, o Flamengo levou o primeiro gol e chegou a estar perdendo e o pior: não jogando nada.

Jogar nada não é novidade pro Mengão dos últimos tempos! Em 2011 foi assim mas, no Estadual do Rio, levamos o título de forma incontestável.  E não tinha esse endeusamento.

Por favor, era o Volta Redonda, gente! Nada de heroísmo, nada de partida difícil. Se o jogo foi dificil, o Flamengo complicou. E se complicou e depois descomplicou, não é heroísmo... É apenas um resgate das coisas voltando ao lugar. E coisas voltando ao lugar, contra o Volta Redonda não precisa ter heroísmo... Ou precisa?

Temos que, desde já, colocar as coisas no eixo. Colocar cada macaco no seu galho, cada herói no seu lugar e cada resultado no seu devido patamar.

Senão, daqui a pouco,  será considerado normal e correto jogador do Flamengo fazer aviãozinho de papel em comunicação interna do clube.

Elenco Atual: Léo Moura, lateral






Nome: Leonardo da Silva Moura // LÉO MOURA
Natural: Niterói.
Nascimento: 23 de outubro de 1978
Posição: Lateral-direito.
Número: 2


Histórico no Mengão:

Chegou ao Fla, logo garantiu a titularidade e vem, desde então, consagrando-se como ídolo, participando ativamente de diversos títulos que o clube conquistou, incluindo a Copa do Brasil de 2006 e o Brasileirão de 2009.

O lateral conquistou aos 28 anos o primeiro título de sua carreira: a Copa do Brasil de 2006. Foi uma coroação para o bom trabalho feito no ano anterior e apenas o início de uma história com a camisa do Flamengo, que se consolidaria ainda mais nos anos seguintes. Em 2007, 2008 e 2009 foi um dos principais personagens da conquista do tricampeonato estadual, sempre marcando em várias ocasiões.

No ano de 2007 ele foi fundamental na arrancada do Flamengo no Brasileirão, tirando o time da zona do rebaixamento, levando para o terceiro lugar da competição, garantindo a vaga da libertadores no ano seguinte.

No Brasileirão de 2009, teve grandes atuações e foi um dos pilares da conquista do hexacampeonato brasileiro, escrevendo definitivamente seu nome da história do clube. Na temporada seguinte, ultrapassou a marca de 300 jogos pelo Fla e continua, firme e forte, dono da posição.

Em 2010, na estréia do Flamengo na Libertadores, contra o Universidad Católica o Flamengo, o time perdeu um jogador logo no começo do jogo. Em uma falta do lado esquerdo Leo Moura bateu uma falta com perfeição, abrindo o placar ainda no primeiro tempo, e ainda no segundo tempo em um contra-ataque, leo moura partiu com a bola e com um belo toque deixou Adriano na cara do gol para fechar o placar, sendo o jogo mais lembrado pelo jogador até hoje. No Campeonato Brasileiro de 2010, o Flamengo ficou apenas em 14º lugar, escapando da posibilidade de ser rebaixado no fim do campeonato, assim como toda equipe, o jogador não teve grande atuações, fazendo apenas um gol durante toda competição.

No inicio de 2011, Leo Moura voltou a exibir seu grande futebol que o consagrou, conquistando mais uma vez o Carioca, sendo mais uma vez o melhor Lateral Direito da competição. Atualmente ele é um dos destaques da equipe no Campeonato Brasileiro, assim como Ronaldinho, Vagner Love e Renato além do maior roubador de bola no time, Willians.

Redes Sociais Oficiais:


Saiba mais sobre ele: 

Elenco Atual: Marcelo Carné, goleiro






 Nome: Marcelo Henrique Passos Carné // MARCELO CARNÉ
Natural: Rio de Janeiro.
Nascimento: 06 de Fevereiro de 1990
Posição: Goleiro.


Histórico no Mengão:

Foi revelado nas categorias de base do Bangu, aos seis anos de idade, o goleiro Marcelo Carné chegou à Gávea em 1999, após passar em um teste, para o qual sua mãe o levou. Porém, sua história no Flamengo poderia ter começado um ano antes. Atuando pelo time do Mauã, Marcelo foi sondado pelo rubro-negro, mas seu treinador não lhe contou do interesse do Flamengo.

Contudo, finalmente realizou o sonho de atuar pelo Flamengo, e, se destacou tanto, que começou a ser convocado para as Seleções Brasileiras nas categorias de base. No ano de 2007, consagrou-se como titular tanto no Flamengo como na Seleção Brasileira. Infelizmente, não teve uma boa campanha junto com a Seleção, tanto nos Jogos Pan-Americanos de 2007 como no Mundial da categoria.

Em 2007 foi o último ano do goleiro Marcelo na categoria de juvenil. Em 2008, o jogador foi promovido à equipe de juniores do Flamengo, e em 2010 chegou a equipe profissional do clube.

Em 2011 foi emprestado ao Boavista para a disputa do Campeonato Carioca de 2011, e assim adquirir experiência.

Ainda em 2011 com a promoção do goleiro César para o profissional, logo foi emprestado ao Duque de Caxias para a disputa do Campeonato Brasileiro de 2011 - Série B.

Em 2012, no mês de dezembro o Flamengo anunciou seu retorno ao Boavista, novamente por empréstimo.

Ainda em 2012, Marcelo Carné voltou ao Flamengo para ser quarto goleiro do clube.

Redes Sociais Oficiais:


Saiba mais sobre ele: 


Elenco Atual: César, goleiro






 Nome: César Bernardo Dutra // CÉSAR
Natural: Rio de Janeiro.
Nascimento: 27 de Janeiro de 1992.
Posição: Goleiro.


Chegou ao Flamengo depois de ser formado no Sendas, para ser Campeão da Copa São Paulo de Juniores em sua versão 2011.

Histórico no Mengão:

O goleiro César é considerado uma das grandes promessas do Flamengo para os próximos anos. Ex-jogador de futsal, o jovem arqueiro teve uma passagem pelo Fluminense, mas foi recusado nas categorias de base do Botafogo e do Vasco da Gama, partindo desta forma para o Sendas, onde ficou até Dezembro de 2009, partindo naquele ano para o Mais Querido do Brasil, o Flamengo.

Fã do capitão do hexa, o goleiro Bruno, César aprendeu com o ídolo e evoluiu bastante dentro do clube e foi já em 2010 que foi eleito o melhor o melhor goleiro da SuperCopa Eurofarma de Futebol Junior, disputada em Barueri. Obstinado, o jogador continuou a evoluir e a vislumbrar uma oportunidade no badalado time principal do Flamengo.

A consagração de César veio em 2011. Titular do Mengão na Copa São Paulo de Juniores, acabou sendo eleito como melhor goleiro do tradicional torneio, bem como um dos destaques da Copinha. Sua atuação foi definitivamente imprescindível para que o clube faturasse sobre o Bahia a sua segunda taça naquele torneio e acabasse coroando mais uma geração de talentos. Não por menos, ainda naquele ano, o Flamengo decidiu promovê-lo a treinar com o multicampeão Cantarelli entre os profissionais.

Redes Sociais Oficiais:


Saiba mais sobre ele: 


Elenco Atual: Paulo Victor, goleiro.






Nome: Paulo Victor Mileo Vidotti// PAULO VICTOR
Natural: Assis.
Nascimento: 12 de janeiro de 1987
Posição: Goleiro.
Número: 27

Foi revelado nas categorias de base do Flamengo e que, desde o ínicio de 2007, treina entre os goleiros profissionais do elenco.

Histórico no Mengão:

O jovem goleiro Paulo Victor ou Russo, como é conhecido na Gávea, começou a carreira na cidade de Assis, e chegou ao Flamengo no ano de 2004, aos 17 anos. Desde então, ganhou o Campeonato Carioca de Juniores três vezes, em 2005, 2006 e 2007, além de ter conquistado diversos títulos, como a Taça OPG no ano de 2006 e esteve no banco de reservas durante a disputa da Copa Record, no ano anterior, em 2005.

O jovem goleiro estreou no time principal do Mais Querido do Brasil nos idos de 2006, mais precisamente numa partida amistosa contra o Volta Redonda. Naquela ocasião, Paulo Victor que entrou no lugar de Marcelo Lomba, mostrou que tinha potencial e fez com que o então técnico rubro-negro Ney Franco o promovesse ao time profissional para treinar com Bruno, Diego e Marcelo Lomba.

Mesmo figurando como quarto goleiro da equipe principal, Paulo ainda voltou a disputar mais uma competição pelos juniores no ano de 2007. Ele foi o guarda-metas titular da campanha da equipe na Taça Otávio Pinto Guimarães, que pôde contar com jogadores nascidos em 1987.

No ano de 2008 chegou a ser emprestado ao América RJ para a disputa do Campeonato Carioca, mas retornou logo depois e continuou sua busca por um espaço na equipe rubro-negra, que aliás, se tornou um tanto menos árdua no ano de 2010 quando o goleiro Diego se desligou da equipe, fato que acabou trazendo Paulo Victor para a posição de terceiro goleiro. Foi ainda no ano de 2010 que Paulo Victor se tornou a primeira opção de reserva, após o desligamento do goleiro Bruno do quadro de jogadores do clube. Nesta temporada, Paulo Victor também disputou algumas partidas pelo time Sub-23 durante o Campeonato Brasileiro da categoria, e finalmente defendeu o clube em uma partida oficial do Campeonato Brasileiro.

Admirado pelo experiente treinador Vanderlei Luxemburgo, Paulo Victor se tornou em 2011 o reserva imediato do goleiro Felipe, ganhando assim a vaga deixada por Marcelo Lomba que à época houvera sido emprestado a Ponte Preta.

Redes Sociais Oficiais:

Saiba mais sobre ele: 



Mais notícias nas Redes Sociais: 


Siga no Twitter


Curta no Facebook

Elenco Atual: Felipe, goleiro.





 Nome: Luiz Felipe Ventura dos Santos // FELIPE PAREDÃO
Natural: Rio de Janeiro.
Nascimento: 22 de fevereiro de 1984.
Posição: Goleiro.
Número: 1

Antes de jogar pelo Flamengo, atuou no Vitória (BA), São Caetano (SP), Bragantino (SP), Portuguesa (SP), Corinthians (SP) e Braga (POR).

Histórico no Mengão:

Após a curta passagem pelo Braga, onde foi titular mas acabou não agradando, acertou a sua volta ao Brasil em 17 de dezembro de 2010, para jogar pelo Flamengo. O contrato acertado foi de um ano. O Flamengo possui a opção de compra dos direitos federativos de Felipe tanto no meio quanto no fim de 2011 (ele pertence a um grupo de empresários e ao Braga-POR).

Houve também uma cláusula que prevê rescisão de contrato em caso de problemas disciplinares. Uma exigência da presidente Patrícia Amorim a partir do caso do goleiro Bruno. A contratação foi uma aposta do técnico Vanderlei Luxemburgo. Sua estréia foi no dia 9 de Janeiro de 2011 em um amistoso contra o Londrina em que terminou empatado em 0 a 0 e ele agarrou um pênalti.

Porém, logo mais tarde Felipe viria a cair nas graças da torcida rubro-negra ao ser o herói da classificação do time para a final da Taça Guanabara, ao defender duas cobranças de pênaltis diante do Botafogo, o que também levou a torcida a voltar a se lembrar das boas atuações de Bruno, que também se tornou herói por defender cobranças de penalti diante do rival alvinegro. Felipe também viria a se sair bem mais tarde contra o Fluminense, que valeria mais um passaporte do Flamengo para a final de um turno do Campeonato Carioca, dessa vez o segundo, a Taça Rio. Mais tarde o Flamengo viria a se consagrar campeão dos dois turnos e assim, consequentemente, campeão carioca de 2011. Na despedida de Petkovic, Felipe também ganhou destaque por fazer quatro defesas importantes e evitar que o Corinthians, seu antigo clube, saísse com a vitória do Engenhão e estragasse assim a despedida do sérvio. Por essas quatro defesas importantes, foi eleito a "muralha da rodada".

Após uma temporada emprestado pelo Braga, de Portugal, o Rubro-Negro acertou a compra de 100% dos direitos do goleiro, com o contrato de 4 anos.

Redes Sociais Oficiais:


Saiba mais sobre ele: 



Mais notícias nas Redes Sociais: 


Siga no Twitter


Curta no Facebook

Brasília x Flamengo

Brasília x Flamengo
Antes de mais nada, peço desculpas pela ausência de postagem falando sobre os últimos jogos do FlaBasquete. Mas, é que eu estava com algumas problemas pessoais que estavam me impossibilitando de escrever. Mas, agora, eu voltei com tudo. Então, vamos lá...

O Flamengo perdeu o jogo desse sábado para o Brasília por 93 x 74. Foi um jogo onde nada deu certo para o Flamengo, ao contrário do time de Brasília, que teve o seu badalado trio (Nezinho-Alex-Guilherme) em dia inspirado. No primeiro turno, o time de Brasília aprontou aquela palhaçada de jogar com o time reserva para protestar, já que alegaram que a quadra estava escorregadia e isso poderia lesionar os atletas do time deles. O Flamengo não ligou pra isso, jogou com o time titular e massacrou os pela-saco de Brasília.

Porém, nesse último jogo, o time rubro-negro jogou desfalcado de seu principal jogador, Marcelinho Machado, que fraturou um dedo. Com isso, Duda entrou em seu lugar, mas, nem de longe, manteve o ritmo de seu irmão e o primeiro quarta terminou 25 x 16 para o time da casa.

No segundo quarto, o time de Brasília ampliou mais ainda a vantagem sobre o time rubro-negro, chegando a abrir 16 pontos de vantagem. Mas, o final do segundo quarto terminou com 46 x 32 no placar. No terceiro quarto, as bolas de três do time de Brasília começaram a cair e Alex começou a se destacar. Com isso, o time da casa chegou a abrir 22 pontos de vantagem no placar. Mais uma vez, o time de Brasília terminou o quarto à frente do placar, com 76 x 59 ao final do terceiro quarto. No quarto final da partida, o time rubro-negro nem tentou reagir e apenas jogou esperando o cronômetro zerar. O cestinha da partida foi Nezinho (argh) com 28 pontos, seguido de Guilherme, com 26 pontos. Pelo lado rubro-negro, o cestinha foi Davis Jackson, com 21 pontos. O próximo jogo do FlaBasquete é nessa quinta-feira, às 19: 00 horas, contra o Limeira, no Tijuca Tênis Clube.

Lulucast #75 Mais uma vitória rumo a semifinal

Lulucast #75 Mais uma vitória rumo a semifinal



Com uma goleada sobre o Volta Redonda, mesmo com um jogador a menos a maior parte do tempo, o Flamengo continua o seu caminho para chegar a semifinal da Taça Rio.

Com o time completíssimo com  @CrisMarassi, @NivinhaFla , @Cissa_Morena e @Dani Souto, o #Lulucast 75 falou sobre a vitória sobre o Volta Redonda, a carta de recomendação do gerente de futebol, Jairo dos Santos, e sobre o nosso próximo jogo pela Libertadores com o Olímpia.

Agora escute o #Lulucast: 


Baixe o MP3 do Lulucast #75

#Lulucast disponível nos blogs:

Notas Volta Redonda x Flamengo Carioca 2012




Em mais um jogo que terminamos o jogo com um a menos, o Flamengo ganhou do Volta Redonda dentro da casa deles. Mas esse jogo deixou claro como a nossa defesa é frágil. A falha no segundo gol comprova isso!
Love brilhou... E o Mengão saiu com mais três pontos!

Mas vamos as notas, de 0 a 10!

Por que os jogadores do Flamengo precisam de uma "cartilha"?

Por que os jogadores do Flamengo precisam de uma "cartilha"?


Lembro-me de uma cartilha que recebi. Não sei se foi a primeira, mas não foi a última.  A primeira cartilha que eu tive idéia de ter recebido foi por causa do meu aprendizado a leitura. Minha mãe queria acelerar o processo e eu tinha, em casa, todo dia, para brincar, ter que fazer um pouquinho daquela cartilha. Era a cartilha e o caderinho de caligrafia. Durante a minha vida, recebi outras cartilhas. A que eu me lembro mais foi a de um estágio. Naquela cartilha, estava escrito tudo o que eu não poderia fazer e tudo o que eu poderia fazer. Eram 16 ítens, alguns rísiveis de tão óbvios, mas enquanto alguns sacaneavam os tópicos, eu pensei: se estava lá, deveria ter algum motivo.  Gente surreal merece recomendação surreal. Foi uma lição que a cartilha do estágio me ensinou.

Não vejo nada demais no gerente de futebol do Flamengo, o Jairo dos Santos, ter criado uma "cartilha" e ter feito circular entre os jogadores do Flamengo itens para um bom comportamento. Está fazendo o trabalho dele, colocando ordem num departamento que parece não ter ítens a serem seguidos, ou seja, não tem regras. Quanto mais simples são essas regras, mais parece mesmo que o ambiente estava tumultuado. Quanto mais complicadas de se seguir, maior nível de organização um lugar tem.

Não achei estranho o Joel não ter aderido a tal circular e nem a reação dos jogadores. Ou você acha mesmo que qualquer pessoa ou ato que tente tirar os jogadores e o próprio técnico no nível de acomodação que eles estão será bem recebido?

Mas tenho certeza de uma coisa: se eu fosse jogador do Flamengo, teria vergonha do meu empregador precisar fazer uma "cartilha" de bom comportamento, que deveria ser obrigação de um atleta, teria vergonha de receber uma circular me pedindo força de vontade.

Segue a cartilha:

http://s2.glbimg.com/dE9G9uYwl4upUvpKfluxkdQXo8Cgp_UnM5hqakemUyFjM3q6KPBg-ccfg0SEwd0l/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2012/03/23/carta_flamengo_rep_60.jpg

Pré-Jogo: Volta Redonda x Flamengo Carioca 2012

 


Depois de uma semana sem vê-lo, eis que o Mengão entrará em campo, neste Sábado, contra o Volta Redonda, precisando VENCER ou VENCER no Carioqueta.  E vai com o time titular. Com o time titular, não tem pra ninguém. Trituraremos o time da camisa preta e amarela.

Provavelmente entraremos em campo com: Felipe, Léo Moura, David Braz, Welinton, Júnior César; Willians, Muralha, Luis Antonio, Botinelli; Thomas e Love.

Nesta partida não jogam o Gonzalez, suspenso com três cartões amarelos,  e Ronaldinho, que levou dois jogos de suspensão pela expulsão no Fla-Flu.

A semana foi de muito trabalho, com volta a Gávea para a reliazação de treinos mais variados como na caixa de areia e na piscina.  Com uma semana de treino completa, veremos em campo a volta do Flamengão master ultra poderoso que tritura os adversários. Ou, pelo menos, que o padrão tático do time tenha evoluído. 

Dê aí o seu palpite para o resultado do jogo...

Cadê o muro do tijolinho? Ninguém sabe, ninguém viu!

http://2.bp.blogspot.com/_GXJbj9JWGwQ/TNn8rHXbOVI/AAAAAAAAFPY/ybd-3acdOsk/s400/Projeto-Flamengo-Credito-Reproducao-Oficial_LANIMA20101109_0042_17.jpg

Alertada pelo amigo Caio Faria, percebi que cessaram as vendas dos Tijolinhos pela página do Flamengo. Procurei e não achei nenhuma nota sobre isso. Será que alcançamos o número de tijolos vendidos necessários para fazer o muro de homenagem aos torcedores?

Conheço algumas pessoas que não compraram esse tijolinho, uma campanha feita pelo Flamengo para arrecadar dinheiro para construção do CT, porque alegavam que não dariam dinheiro para as pessoas que administram o clube. Embora eu não concorde, consigo entender a linha de pensamento dessas pessoas.

Aliás, como não concordar depois de ver como o processo foi conduzido? Muitas pessoas não receberam o certificado, que chegou com um número e feito de uma forma que qualquer estudante de design é capaz de reproduzir, tanto em desenho quanto em impressão. Houveram tantas reclamações de não recebimento que em determinado momento, mesmo você pagando o frete para que o certificado viesse registrado, a empresa responsável pela entrega reenviou para TODOS, mesmo pra quem já havia recebido, novo certificado.

Embora o site tenha colocado, depois de alguma insistência, toda a "matemática" do recebimento, gasto e etc dessa campanha, o torcedor que ajudou pagando R$ 252,00 para ver o CT do Mengão ganhar forma, ficou a ver navios. Chegou a ser instalada uma câmera para que o andamento das obras fossem acompanhados mas esse "link" pouco funcionou. Ou seja, não houve nenhuma preocupação da administração do Flamengo em dar satisfação a sua torcida (e não só aos que compraram esses "tijolos") sobre as obras do CT.  E hoje, depois de revirar o site oficial, não achei nenhum link que pudesse me dar satisfação sobre o andamento dessas obras.

Espero que isso tudo aí em cima não tenha relação com a volta dos profissionais a treinar na Gávea. Se antes estava com medo da volta do Flamengo a 2007 com o Joel, Kleberson e Rômulo, agora eu estou APAVORADA.  O retrocesso do Flamengo não é só na administração do futebol, mas na estrutura do futebol.

Será que a administração do Flamengo será tão incompetente a ponto de me fazer sentir saudades do Luxemburgo pelo uso do CT do Ninho do Urubu?

Lulucast #74 Zzzzzzzzzzzzzzzz!




E o filho do Kleber novamente resolveu a parada e o Flamengo ganhou de 1x0 do Friburguense. LuluCast mesmo com esse jogo morno e com essa vitória magrinha estava com time completo (@CrisMarassi, @NivinhaFla , @Cissa_Morena e @Dani Souto ) e com um convidado especialíssimo, o Rondi Ramone.

E como nosso convidado é um especialista em música, pedimos uma dica para um som legal. A banda escolhida foi de mulheres, a Slits. Como ele mesmo denominou, a música detona as mulheres que vivem aceitando a submissão, ao contrário das Lulucast, que adotaram uma postura de vanguarda e criaram um projeto foda dentro de um ambiente masculinizado que é o futebol!

Ouça aí:


Agora escute o #Lulucast: 


Baixe o MP3 do Lulucast #74

#Lulucast disponível nos blogs: