A lesão do Rever e a falta de planejamento










A grande baixa do clássico contra o Vasco foi a contusão do zagueiro Rever. Se já estávamos com falta de zagueiro depois da lesão do Juan, com essa lesão agora a situação constrangedora. Constrangedora porque na é a primeira vez que isso acontece num elenco montado pelo Rodrigo Caetano. Ou você não se lembra da reintegração do Cesar Martins?

A análise no setor defensivo evidencia a necessidade do Flamengo em buscar zagueiro para o restante da temporada. E traz à tona o debate sobre o planejamento para um ano em que o time tem um calendário desgastante e a disputa da Libertadores.

Não é a primeira lesão do Rever no ano Rhodolfo está voltando de contusão e Juan está em recuperação. Ontem, o Réver realizou exames, que constataram uma luxação acromio clavicular, com lesões ligamentares, sem fratura

Sem Réver e Juan, além de Rhodolfo suspenso - expulso contra o Vasco -, o Flamengo hoje tem apenas Léo Duarte e Thuler para jogar contra o Atlético-MG, no próximo sábado, em Belo Horizonte. Contra o River Plate, no Monumental, Léo Duarte vai jogar ao lado de Rhodolfo.

A gente ainda vai sofrer um bocado por causa do (mau) planejamento feito pelo Rodrigo Caetano. É uma herança maldita que espero que seja minimizada com a vida de reforços.

Saudações!


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.