O pequeno grande gesto do Réver






O Rever chegou ao Flamengo e logo deu conta do recado. Jogador que foi campeão em outros clubes, tranquilo, soube com competência conquistar a confiança da torcida. Conseguiu trazer confiança para a zaga do time. Além disso, conquistou a braçadeira de capitão, que caiu bem demais nele.

A gente vinha sofrendo com os últimos capitão do Flamengo antes do Juan (que foi antes do Rever). Jogadores que achávamos que iriam ser grandes capitães não foram e não conseguiram entender o que esse posto significa, vide Léo Moura e Wallace.

Temos um capitão que é um dos principais jogadores do time. Porém, um gesto do Rever que já vi acontecer em mais de um jogo  acontece quando o Juan, capitão antes dele, entra em campo. Ele entrega a braçadeira para o Juan, no meio do jogo, deixando claro que o Juan é o capitão quando está em campo.

Sei bem que é um gesto pequeno e que poderia passar desapercebido.  Mas não dá para ignorar o grande gesto que é um jogador em campo passar a braçadeira para outro em campo. Quantos jogadores você já viu fazendo isso?

Saudações!




Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.