Só time de segunda desperdiça uma oportunidade dessa!






A comemoração do titulo já estava rolando e o jogo não tinha acabado. Jogadores do Vasco pulando no banco de reserva, torcida gritando olé, time do Flamengo parecendo entregue em campo e a torcida calada. O fim da freguesia iria ter fim naquela tarde chuvosa no Rio de Janeiro? Finalmente, tinha chegado a hora do vascaíno que tem menos de 25 anos comemorar um título em cima do maior rival?

O jogo foi muito ruim. Péssimo tecnicamente. Pobre taticamente. O Vasco não soube aproveitar a desorganização do Flamengo. Aliás, sinceramente, NÃO ACREDITO que o Jayme não organize esse time taticamente. Não acredito que, depois de um jogo contra o Léon, não tenha dito aos jogadores o que queria. Prefiro acreditar, sim, em desobidiência dos jogadores inclusive exemplificando o individualismo exagerado de chutar a bola de fora da area em vez de passar para  companheiro melhor colocado. Ontem, parecia que o gol marcado de fora da área valia dois gols.

Não sei se o Vasco terá, enquanto eu viver, uma oportunidade de ser campeão em cima do Flamengo como essa. Flamengo vinha de uma derrota dolorida, com seus torcedores entristecidos, numa desorganização em campo inacreditável e com um falta de vontade de ganhar o jogo tão grande que o goleiro dos caras só apareceu em bola fácil, não houve defesa difícil.

Com o regulamento embaixo do braço e um gol no último suspiro, aproveitando-se da saída do zagueiro vascaíno que cansou de fazer cera para retardar o jogo e de um erro do bandeirinha, o Flamengo sagrou-se pela 33ª vez Campeão Carioca e varreu, um pouco, a tristeza pela eliminação da Libertadores para debaixo do tapete. Flamengo fez um campeonato carioca inquestionável, sobrou em campo em muitos momentos, Enquanto o Vasco usava titulares e sofria para ganhar jogos, o Flamengo usava time C e ganhava jogos. Usava o time B e goleava.

Não foi dessa vez, vascaínos. Aquela coisa de encerrar o domingo com vitória sobre o maior rival só ano que vem. Aquela coisa de comemorar título em cima dele, acho que só na próxima encarnação. Difícil o Vasco ter outra chance como essa. Por saber disso, sou incapaz de criticar o torcedor que gritou olé. Ele, assim como eu, sabia que estava muito perto e que era uma oportunidade única. E, sabe como é, oportunidade única a gente não desperdiça. 

Saudações!


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.