Como foi a estreia do Flamengo da Libertadores de 1981

Resultado de imagem para flamengo atletico 1981 estreia 2x2

Dia de estreia do Flamengo na Libertadores é dia de ansiedade total. E é quase impossível para o rubro-negro não buscar comparação ao ano de 1981, que é o nosso único título.

Então, fui buscar como foi a estreia de 1981 do Flamengo na Libertadores. A estreia foi contra o Atlético-MG, no Mineirão, e terminou em empate por 2x2. Ao final das seis rodadas daquela etapa, os dois brasileiros terminaram empatados em pontos e, como não havia previsão de desempate pelo saldo de gols no regulamento e apenas o primeiro colocado passaria de fase, tiveram que disputar um jogo extra para decidir a classificação. Se lembra do jogo do Wright, que os atleticanos choram até hoje? Então... O jogo foi marcado para o Serra Dourada, em Goiânia, e ficou marcado por grande confusão que acabou gerando a expulsão de cinco atleticanos. Com isso, a partida foi encerrada ainda no primeiro tempo e o Flamengo seguiu adiante na competição.

Veja o video com lances do jogo:

Destaque RN: Cláudio Coutinho

Destaque RN: Cláudio Coutinho

Resultado de imagem para claudio coutinho

Cláudio Pecego de Moraes Coutinho (Dom Pedrito, 5 de janeiro de 1939 — Rio de Janeiro, 27 de novembro de 1981), foi um militar, preparador físico e treinador de futebol brasileiro, que comandou o Flamengo e a Seleção Brasileira na década de 1970.

Ao ler a história de Claudio Coutinho e tudo que falam dele, uma palavra o define bem: um visionário. Sem papas na língua, desde o ínico foi um ardoroso defensor da europeização dos métodos. Para ele, a seleção brasileira já não dependia mais de craques foras-de-série, mas sim de um esquema em grupo, com disciplina tática. Ele também inventou uma terminologia confusa para descrever seu novo estilo de trabalho, com palavras como o "overlapping", o "ponto futuro" (que descrevia o procedimento em que o jogador fazia a jogada com seu companheiro já se posicionando para receber a bola posteriormente) e a "polivalência" (em que cada jogador passaria a exercer mais de uma função em campo, conceito influenciado pelo Futebol Total holandês de 1974).

Perdeu a Copa de 1978 por um detalhe (Ah, o 6x0 em cima do Peru) e no ano seguinte a Copa do Mundo  voltaria em definitivo ao Flamengo e, pouco tempo depois, conseguiria "dar a volta por cima" na equipe ao ser Tricampeão Estadual em 1978-1979-1979 (Especial) e Campeão Brasileiro em 1980, e, de certa forma, ao ser o "patriarca" do supertime que seria Campeão Mundial Interclubes em 81, já sob o comando de Paulo César Carpegiani, pois Coutinho, magoado com a direção do clube, havia saído da Gávea rumo ao futebol norte-americano.
 Resultado de imagem para claudio coutinho

No rubro-negro, Coutinho obteve sucesso ao misturar seus avançados conhecimentos táticos com o talento individual abundante naquele fantástico time, conseguindo montar um dos maiores esquadrões da história do nosso futebol, um raro caso de uma equipe completa. Com isso, consagrou-se como um de nossos técnicos mais importantes.

No final da temporada de 1981, mesmo ano da consagração de boa parte de seu trabalho, estava em férias no Rio de Janeiro, antes de ingressar no futebol árabe. Exímio mergulhador, no dia 27 de novembro praticava um de seus hobbies, a pesca submarina nas Ilhas Cagarras, arquipélago próximo à Praia de Ipanema, quando morreu afogado, aos 42 anos.


Títulos com o Flamengo

  • Campeoanato Brasileiro de Futebol:1980
  • Campeonato Carioca de Futebol:1978:1979:1979
  • Taça Guanabara de Futebol:1978:1979:1980
  • Taça Rio de Futebol:1978
  • Torneio Cidade de Cuiabá:1976
  • Taça Prefeito do Distrito Federal:1976
  • Taça Geraldo Cleofas Dias Alves: 1976
  • Taça Duque de Caxias: 1976
  • Taça 40 Anos da Radio Nacional: 1976
  • Taça Luiz Aranha:1979
  • 1ºTurno do Campeonato Estadual: 1979
  • 2ºTurno do Campeonato Estadual: 1979
  • 3ºTurno do Campeonato Estadual: 1979
  • Troféu João Batista Figueiredo: 1979
  • Troféu Imprensa: 1979
  • Taça Innocêncio Pereira Leal:1979
  • Taça Jorge Frias de Paula:1979
  • Taça Organizações Globo:1979
  • Torneio Cidade Palma de Mallorca:1978
  • Troféu Ramón de Carranza:1979:1980
  • Troféu Santander:1980
  • Taça Anos de Ouro do Futebol Brasileiro: 1980
  • Troféu João Saldanha: 1980
  • Troféu Perugia: 1980
Com a ajuda do Wikipédia

Publicado e 08/05/12 e revisado em 26/02/18

Time feminino de Volei me traz boas lembranças!



Saiu a notícia que o Flamengo terá um time Feminino de Volei para disputar a Superliga B, campeonato que dá acesso à Superliga o maior campeonato de volei do país.

O torneio só será realizado no final do ano, mas a notícia já mexeu com o ânimo das atletas mais jovens. Jogadoras do time Juvenil, a última categoria da base, receberam uma dose extra de entusiasmo para os treinamentos e se esforçam ainda mais em busca de uma chance de atuar na elite do voleibol brasileiro. 

Da última vez que tivemos um time competitivo, tivemos alegrias inesquecíveis, como a conquista de Superliga em cima do Vasco, com Maracanãzinho lotado.



O time comandado por Virna e Leila mas que tinha outras boas jogadoras como a Valeskinha e Josiane fez muito rubro negro apaixonado por volei viver um sonho. Sim, falo por mim!











Já passou da hora do Flamengo fazer história de novo no Voleibol Feminino, hein?

Saudações!


Flamengo tem atuação ruim na segunda fase da LDB

Flamengo tem atuação ruim na segunda fase da LDB

A participação do Flamengo na Liga de Desenvolvimento de Basquete não foi das melhores.  Na segunda fase da Liga de Desenvolvimento de Basquete, jogando na categoria Sub-20, fomos até São Paulo e não conseguimos trazer nenhuma vitória.

Nossos adversários foram Paulistano, Minas Tênis Clube e São José Basketball. Apesar da luta, o basquete rubro-negro acabou derrotado nas partidas e se despediu da competição. 

Danilo Monteiro foi o destaque, com a média de 10.6 por jogo.

Ensina-me a ser como tu?


Tenho inveja de quem não está nem aí para uma derrota de 4x0 para um rival regional, num jogo que o 4x0 ficou barato. Confesso...

Eu queria ser como o povo que não vê nada demais em perder para um rival por 4x0 mesmo utilizando um time alternativo. Estava utilizando, por acaso, outra camisa?

Eu queria acreditar que um placar por 4x0 não exercerá nenhuma pressão sobre o time que entrará em campo para "o jogo que realmente importa".

Eu queria ter esse desprendimento da derrota, de escolher quando se perde e ficar calma porque "esse jogo a gente podia perder, já estamos classificados"

Eu queria não ter ficado de mau humor depois da derrota de ontem (ah, como eu queria!)

Eu queria não me incomodar com um lateral esquerdo nulo, com uma escalação medonha e com jogador sem comprometimento portando o Manto.

Eu queria que o Flamengo não mexesse tanto comigo.

Eu queria não ter achado o jogo contra o Fluminense um vexame e o resultado uma vergonha.

Eu queria mas, até agora, eu não consegui!

Se você conseguiu, Ensina-me a ser como tu?

Saudações!

Hexa de 2009 dentro de campo




O Hexa de 2009 é um título que a gente vai comemorar para sempre. Talvez por ter sido o último grande título, talvez porque foi comandando por um cara que saiu da base ou teve um técnico que foi campeão mundial.

Desta vez, as fotos abaixo foram tiradas dentro de campo, numa grande festa:


















Destaque RN: Leandro

Destaque RN: Leandro



José Leandro de Souza Ferreira (Cabo Frio, 17 de Março de 1959), foi um grande lateral-direito da história do clube considerado por muitos o melhor, e um símbolo de amor ao Flamengo. Este é Leandro, o Peixe-Frito, natural de Cabo Frio e cria das divisões de base da Gávea. Inteligente, técnico, habilidoso, defendia e atacava com a mesma eficiência. É mais um craque que se consagrou participando da geração de ouro do Flamengo, único clube que defendeu em quatorze anos de carreira.

http://ejesa.statig.com.br/bancodeimagens/5s/1u/sx/5s1usx0bpmau9pzetznw9l5v7.jpg

Chegou ao Fla em 1976 e já era torcedor de arquibancada do clube. A partir de 1979 começou a fazer história na lateral-direita rubro-negra. Nesse primeiro ano atuou em diversas posições, disputou vaga com Toninho Baiano, e atuou em 19 jogos, marcando um gol e ajudando o Flamengo a ser duas vezes campeão estadual. Em 1980 o jogador ainda não havia se firmado e disputou apenas 12 dos 70 jogos do Fla na temporada.

Eu vi o Leandro jogar pouco. Infelizmente. A todos que virão, dizem que ele foi o melhor lateral direito que já vestiu a número 2 do Flamengo.

Meu Tio me contou uma história do Leandro que expressa toda essa admiração que a galera tem por ele. Era a final do campeonato brasileiro de 1982 e o Leandro pedia a bola toda hora para o goleiro, que era o Raul. O Leandro pedia e ele não dava. Pedia e ele metia chutão pra frente.
Aí, depois de tanta insistência, o Raul já puto da vida resolveu dar a bola para o Leandro sair jogando. Jogou a bola quadra, ele matou no peito, deu um lençol no jogador do Gremio e saiu jogando com catiiiiiiguria. Depois, olhou para o Raul e falou: Eu jogo pra C....

Entendeu por que ele sempre será destaque pra qualquer rubro negro?

Publicado em 17/05/10 e revisado em 21/02/18

O título que foi o ensaio geral para a conquista do Penta

 Resultado de imagem para campeonato carioca 1991

Cada título que o Flamengo ganhou ao longo da sua história tem algo para contar, para acrescentar.  O título carioca de 1991, para mim, foi espeical, simplesmente porque, fissurada em futebol, não tinha como sacanear meus amigos de escola: o Flamengo não ganhava o Carioca desde 1986. Ou seja, foram 5 anos até poder comemorar esse titulo regional que, na época, tinha uma rivalidade imensa.

O título, vindo num jogo épico de um time que seria campeão brasileiro uns 7 meses depois, chegou no fim do ano. Portanto, esquece aquela história de gozação com os amiguinhos na escola. Esquece aquela coisa de torcer no Maracanã também. A final foi num dia de semana, a noite, contra o Fluminense.

A força do Flamengo se mostrou no segundo tempo. No fim do primeiro tempo, perdíamos por 1x0 e o título era dos caras. Porém, na volta do jogo, o Flamengo virou para 3 a 1. Fluminense descontou fazendo 3 a 2 e o Junior, o Maestro, fez o quarto e confirmou o título do Mengão. Nesse ano, o Flamengo conquistou o seu 23º título Carioca e ainda estava atrás do Fluminense, que tinha 27 títulos.

Assista os gol do último jogo:



Como já disse acima, o time que ganhou esse título foi campeão brasileiro no ano seguindo, guiado pelo maestro Junior.  Gaucho foi o artilheiro do campeonato e mais tarde, ajudaria o Flamengo a ganhar mais um título.

O time que entrou em campo para a final foi: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Wilson Gottardo e Piá; Uidemar, Júnior, Nélio (Marcelinho) e Zinho; Paulo Nunes e Gaúcho. Técnico: Carlinhos.

Timaço, né não?

Saudações!

Escrito em 28/07/15 e atualizado em 20/02/18

Trio de ouro do Fla Basquete


Outro dia, Olivinha completou 200 jogos pelo Flamengo no NBB. Depois foi o Marquinhos. Antes disso, Marcelinho completou 300 jogos. Vitorioso do jeito que é nos ultimos anos, o Fla Basquete deve muito a esse trio que faz rubro negros terem orgulho do nosso time.

A grande verdade é que Marquinhos, Marcelinho e Olivinha conquistaram todos os títulos possíveis dentro do Basquete com o Manto Sagrado. É uma história tão bonita e longa (a contar pela quantidade jogos num campeonato como o NBB) que é difícil falar do time atual, suas atuações, sem destacar pelo menos um deles em cada jogo.

Olivinha é o rei do duplo-duplo, Marcelinho dos três pontos e o Marquinhos já falou que está no melhor momento da carreira. Inclusive foi cestinha no último jogo, que foi o 200º.

O time vem tendo um bom desempenho dentro de quadra, inclusive vencendo  rivais por uma boa diferença de pontos. Vem mais um título aí? Tomara que o Marcelinho consiga encerrar a carreira fazendo o que sempre fez: encher  peito rubro-negro de orgulho.

Saudações!

Jogou como time grande e venceu!

Jogou como time grande e venceu!

Confesso que ainda tenho dúvidas sobre o sucesso do esquema que o Carpegiani está implantando no Flamengo, principalmente por causa da fragilidade dos laterais. Porém, não temos como negar que o Flamengo jogou a final da Taça Guanabara como time grande, sem ter aqueles apagões horrorosos de 2017 e 2016. Sei bem que tivemos dificuldade para conter alguns ataques do Boavista no primeiro tempo mas postura ao time não faltou.

Embora tenha jogado a final como time grande, não gostei do desempenho de alguns jogadores no jogo. Para mim, o Carpegiani tem que corrigir um buraco de marcação que fica entre o Cuellar e a linha de 4 homens a frente dele. Foi nesse espaço que o Boavista conseguiu jogar e ter alguns ataques no primeiro tempo. Tem que se corrigir também a ineficiência dos laterais do Flamengo. Há uma discrepância com o resto do time que está atrapalhando o rendimento do conjunto.

Por um outro lado, gosto muito da movimentação que o Diego, Everton Ribeiro e Paquetá estão tendo no ataque. Espero que o desempenho possa ser melhor com mais entrosamento e movimentação.

Quanto a conquista da Taça Guanabara, se você está na dúvida se é importante ou não, é só imaginar o que aconteceria se o Flamengo a perdesse. Ia provocar muito ou pouco estrago perder essa taça perto da estreia da Libertadores, num jogo sem torcida?

O Flamengo venceu por 2x0, gol contra do Kadu e gol do Vinicius Junior, num passe espetacular do Everton Ribeiro. Fizemos a nossa obrigação, trouxemos mais um caneco para a Gávea e o desempenho está melhorando. Com isso, já garantimos o time na final do Carioca e embolsamos R$ 1 milhão de prêmio.

A segunda-feira com vitória do Flamengo fica mais colorida, com um vermelho e um preto que me faz sorrir. É mesmo o meu maior prazer, vê-lo brilhar.

Saudações!

o Flamengo já garantiu vaga antecipadamente nas semifinais do Campeonato Carioca. O clube também adquiriu uma premiação de R$ 1 milhão pelo título.... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2018/02/18/carpegiani-mantem-cautela-apos-titulo-do-fla-temos-que-melhorar-bastante.htm?cmpid=copiaecola

É campeão! 9 imagens da final da Taça Guanabara 2018

É campeão! 9 imagens da final da Taça Guanabara 2018

Vinícius Júnior comemora o segundo gol do Flamengo Marcio Alves

O Flamengo venceu o Boa vista na final da Taça Guanabara. O Rubro-Negro venceu o Boavista por 2 a 0 em um jogo duro, no Kléber Andrade, em Cariacica, neste domingo, e conquistou o primeiro título do ano. O primeiro gol do time da Gávea foi contra, do Kadu, um ex-jogador do Vasco. Depois Vinicius Júnior fez o gol do título.

Veja 9 imagens da final.














Réver e Vinicíus Júnior comemoram o primeiro gol do Flamengo Marcio Alves

Flamengo vence o Boavista por 2 a 0 e conquista Taça Guanabara



O capitão Réver ergue a Taça Guanabara Marcio Alves / Agência O Globo

Melhores momentos Boavista 0 x 2 Flamengo - Final da Taça Guanabara 2018

Flamengo vence o Boavista e conquista a Taça Guanabara

O Flamengo ganhou do Boavista por 2x0 em Cariacica e conquistou a Taça Guanabara, primeiro turno do campeonato carioca.

Assista os melhores momentos do jogo:


10 imagens da torcida do Flamengo em Cariacica


O jogo da final da Taça Guanabara será no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica. Palco de vitórias e derrotas nos últimos anos, a opção pelo estádio se deu porque o Botafogo vetou o uso do Engenhão para a final. Sendo assim, o Boavista, mandante do jogo, preferiu fazer o jogo lá.

Segue abaixo 10 imagens da Nação fazendo a festa num estádio que sempre acolheu muito bem o time.





Flamengo garante vitória e liderança na Primeira Liga






O inesquecível "Bonde do Mengão Sem Freio"

https://flamidia.blob.core.windows.net/site/upload/noticias/201102271906284730_ampliada.jpg

Em 2011 eu achei que passaríamos do titulo de campeonato estadual. Achei que  Ronaldinho e Thiago Neves nos daria mais um título Brasileiro. O Bonde do Mengão sem Freio surgiu na comemoração da classificação para a final da Taça Guanabara de 2011. E o roteiro da história de 2011 é igual ao de 2018 eliminação do Botafogo e final contra o Boa Vista.

A música é simples e teve várias montagens em vídeos no Youtube. O refrão apenas diz ‘Tô sem freio/tô sem freio/ É o bonde do Mengão sem freio’.



A música foi um grande sucesso entre a mulambada e recentemente foi requentado num vídeo do Paquetá com 13 anos cantando o hit.



Estamos em outra final, espero que tenhamos um novo título em cima do Boavista.

Botafogo está certo em não ceder o Engenhão


Para mim, não deveria nem existir discussão sobre o ato de ceder ou não o Engenhão para a final do Carioca. Podemos até discutir o tamanho da vergonha dessa proibição mas o ato é indiscutível. Aliás, o que foi aquela nota oficiahahahahahahahahahahal?

Voltando... Todo torcedor de time que acompanha as notícias cotidianas briga e esbraveja quando um dirigente não age como a gente gostaria que fosse.  Esbravejei demais quando se tocou hino do Corinthians em Maracanã, quando Flamengo não age com reciprocidade com torcedores visitantes e até quando emprestou CT pro clube que "ganha" título sem entrar em campo. Vamos combinar que devem ter sido poucos botafoguenses que entraram numa de polêmica dentro de campo não se leva pra fora, zoação de futebol deve existir sempre e etc. Aposto que a grande maioria sofre de amnésia seletiva e esqueceu de dirigente sacaneando sub 20, jogador fora de campo zoando eliminação e perfil oficial de rede social parabenizando time adversário do Flamengo  final pelo título.  Time esse que tirou do mesmo Botafogo a chance de ir pra libertadores, fazendo-o jogar primeira fase da Copa do Brasil, competição que já foi eliminado. Sou capaz de apostar tambem que a cortina de fumaça usando o chororô do Vinicius Júnior não vai iludir tanto botafoguense. A revolta de camisas sendo queimadas e truculência com torcedores adversários voltarão a ser notícia e a gente vai ter a certeza que a diretoria do Botafogo acertou ao vetar o estádio. É preciso pão e circo para torcedor tao sofrido ficar feliz. 

A diretoria precisa dar motivos para orgulho aos seus torcedores. E esse veto, a gente querendo ou não,  trouxe isso. Botafoguense feliz no carnaval estava com discurso ensaiadinho pra sacanear mulambo sem estádio. Botafoguense iludido estava querendo um pedido de desculpas, endossado com nota oficial e tudo do clube. Já o orgulhoso, provavelmente o que riu quando o perfil oficial soltou uma mensagem dizendo que o Botafogo ganhou título internacional no Maracanã, bateu no peito e disse: no meu estádio, não serão campeões. Eita orgulho danado!

Os dirigentes do Botafogo estão certos. O torcedor dele precisa gritar "é campeão" num estádio que é dele. Eles não podem mais  deixar torcedor de outro time, seja de Flamengo ou de Boavista, fazer a festa onde seus torcedores não fazem. Já teve torcedor do Flamengo cantando Mengão sem freio, Fluminense comemorando titulo nacional... chega um momento que tem de haver um BASTA! 

Quanto as consequências, a gente já sabe o que vai acontecer. Se tem uma verdade que a vida esfrega é que alegria de pobre dura pouco (e a gente sabe o Botafogo anda sem grana).

A pergunta que fica é: alegria de botafoguense dura até o fim do carnaval? 

Saudações! 


Bela homenagem, Vinicius Júnior!


Será eterno, minha gente. Não adianta fugir, enganar, tentar mudar de nome, fazer graça em perfil de rede social. Basta vir uma derrota, um pouquinho de blábláblá a mais envolvendo o time da estrela solitária que o chororô aparece. 

Flamengo venceu o Botafogo pela semifinal da Taça Guanabara por 3x1, com gols de Everton, Henrique Dourado e Vinicius Júnior.  Time foi bem, embora o adversario nao tenha demonstrado grande resistência. 

Aliás, temos que falar do gol do Vinicius Júnior. Um golaaaaaaço do moleque que, ao homenagear o time do chororô com um gesto simbólico, despertou o blábláblá inacreditável de malas que comentam o futebol brasileiro. 

Eu não posso garantir que as vitórias do Flamengo em cima do Botafogo sejam eternas. Poucas coisas na vida são eternas. O chororô do Botafogo é uma dessas coisas e merece ser homenageado. 

Vamos para a final. Nosso adversário na final da.Taca Guanabara será o Boavista..

Vai pra cima deles, Mengooooo! 

A dificuldade do gol continua...


Um jogo antes da semifinal da Taça Guanabara, o técnico Carpegiani colocou os "titulares" em campo, mesmo sem o Rever. Com Rene na lateral esquerda, Paquetá como segundo homem de campo e Linconl no ataque, o Flamengo sofreu para vencer o Nova Iguaçu em Brasília. O gol da vitória, vindo de um chutaço despretensioso de Rhodolfo de muito longe, saiu praticamente no último lance do jogo.

Do jogo de hoje, alguns pontos para ser destacados: a gente precisa que Everton Ribeiro em em campo de vez no Flamengo, que Diego deixe de prender a bola, que Lincoln acerte o gol e que o Flamengo vá atrás de laterais para o time titular.

Além disso, o grande destaque para mim é a dificuldade que o Flamengo tem de fazer gol. O grande desafio do treinador (e porque não do time) é arrumar um jeito para que a bola vá para dentro gol. São tantas bolas cruzadas, por cima e por baixo, sem que ninguém conclua a jogada com sucesso que dá até nervoso. Eu espero que o Dourado resolva (ou ajude a resolver) esse problema. Aliás, será que ele terá condições de jogo no sábado?

Sábado é o dia da semifinal da Taça Guanabara será contra o Botafogo. O local ainda não foi decidido. Acredito que o time não será muito diferente desse que entrou em campo hoje. É pra entrar e ganhar!

Saudações!

Dourado tem tudo para dar certo no Mengão!



Tem tudo para dar certo. Artilheiro do Brasileirão em 2017, Henrique Dourado chega com status de titular e, por que não, solução para o ataque do Flamengo.

A menos de um mês para a estreia na Libertadores, o Flamengo ainda contrata.

O anúncio da contratação foi através do canal do clube no YouTube e com direito a narração do Luiz Roberto com o já famoso bordão "sabe de quem?".

Seja feliz no Flamengo, Dourado. Os últimos maiores titulos do Flamengi foram conquistados com um 9 goleador comandando o ataque.