Guerrero: o piti não será perdoado!




http://og.infg.com.br/in/18672659-d98-993/FT1086A/420/guerrero1.jpg

Os pitis repetidos do Guerrero vem me irritando. Sinceramente, depois de um ano inteiro jogando um campeonato de uma forma, não entendo como o jogador ainda recebe, repetidamente, cartão amarelo por reclamação.

Já no ano passado, a CONAF deu uma determinação para os juízes para coibirem a reclamação em excesso. E isso foi obedecido muito bem. Sem nem dar advertência, eles punem o jogador que reclama exageradamente. Pode ser por falta não marcada, pênalti realizado, impedimento que resulta ou não em gol, falta em colega de equipe que não é punido como o jogador quer. Não interessa o motivo: teve piti, amarela o cara. Isso não está na regra mas é uma determinação. Determinação que teve reação imediata: o número de cartões amarelos do ano passado aumentou consideravelmente.

Você percebeu que, até agora, só falei do ano passado, né? Ou seja, para esse ano, os jogadores já deveriam estar habituados ou ensinados ou avisados de que a reclamação será amarelada e o piti não será perdoado.

Contra o Grêmio, o Guerrero levou mais um cartão amarelo por reclamação. Se o Flamengo tivesse comando, seja ele qual for, algo já tinha feito. Já poderiam ter descontado salário por indisciplina. Já poderiam ter colocado um psicólogo (DE VERDADE, DE CAMPO!) para canalizar essa reclamação. Sabe por que? Porque isso prejudica o rendimento do Guerrero em campo e arrebenta a relação de um ídolo com a torcida. Não dá para estar satisfeita com um atacante que tem o maior salário do elenco e que tem mais cartão amarelo do que gol na sua passagem para o Flamengo.

Você pode achar que ele é provocado, que a reclamação do jogo contra o Grêmio estava certa ou até mesmo que a ansiedade para melhorar o desempenho está atrapalhando-o. Mas não dá para defender um atacante que tem mais cartão amarelo do que gol.

Guerrero está longe de ser o único problema do Flamengo. Mas vamos começar, por ele, a elevar o nosso grau de exigência.

Saudações!

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.