Se o Flamengo não faturar com ingresso agora, quando será?

Se o Flamengo não faturar com ingresso agora, quando será?
http://www.simnoticias.com.br/2012/images/siteimagens/09-13/c48045c4-61cb-442f-8e43-bff574a09638_maraca.jpg

Chegou a hora do filé mignon. Sabe aquela hora legal, que todo mundo quer estar presente? Pois é...

O time do Flamengo suou, a torcida levou, São Judas cooperou e o Flamengo está numa fase decisiva de um campeonato. Não é a final, ainda. Mas é a semifinal, em casa e com vantagem no confronto. É uma excelente oportunidade do Flamengo faturar pelos seus próprios méritos. A procura, com esses motivos, aumentará.

O preço do ingresso a R$ 100,00 não é barato. É caro, boa parte da mulambada que frequentava/frequenta Maracanã vai penar para pagar e não acho errado as pessoas reclamarem. Porém, a pergunta que faço é: se o Flamengo não faturar agora com venda de ingressos, quando será?

De repente, 60%, 70% das pessoas que lêem sequer imaginavam o Flamengo numa situação dessas. Estamos a um passo da final de um Campeonato Nacional, com uma boa vantagem contra o Goiás, a torcida apoiando o time em jogos decisivos e o jogo de volta é na nossa casa. Além disso, é início de mês, a galera está com dinheiro. Se não for agora, quando será?

O ticket médio vai subir. Quem sabe o povo da "bola não entra por acaso" não dá uma molezinha nessa reta final de brasileiro? O mulambo que está no Maraca todo jogo merece. Mesmo com Sócio-Torcedor, quem não quer ver o Mengão por um preço legal?

Porém, na Copa do Brasil, é hora do Flamengo faturar. Quem for a esse jogo, estará fazendo parte do processo. Não sei se é justo ou não. Sei que é caro. Resta saber se você quer/pode pagar o preço de curtir o Flamengo num momento decisivo.

Saudações!

Pós-Jogo: Flamengo ainda me matará do coração

Pós-Jogo: Flamengo ainda me matará do coração


Microinfartos.... Foi essa a sensação que tive durante o segundo tempo contra o Goiás.  Marcação acertada, Flamengo cercando o adversário bem e ele jogando mal, vantagem no placar e o melhor jogador do Flamengo se machuca. Como se não bastasse isso, o técnico, com a substituição, engessa o time e faz o Flamengo levar pressão de um time que, até então, não tinha dito a que veio. Ah Flamengo... Aaaah Flamengo!

Jayme parece ter achado o lado esquerdo e ataque do Flamengo com Paulinho e André Santos na lateral. Mesmo num jogo como o de ontem, onde o lateral direito dos caras era um dos pontos fortes, André Santos não se apertou. Pelo contrário: no gol do Flamengo, fez uma boa jogada para a conclusão para o golaço do Paulinho, que vem jogando acima da média.

Ainda bem que o Flamengo marcou logo depois do gol dos caras, que saiu depois de uma saída de bola errada do Elias. O gol de falta do Chicão mostra a importância de se ter um bom cobrador de faltas no time. Na bola parada, foi lá e fez o gol da vitória.

Num campeonato como a Copa do Brasil, onde gol do adversário é vantagem para o desempate, os dois gols de ontem, se levados com seriedade, soa como música aos ouvidos. São importantíssimos para o segundo jogo do confronto, na próxima quarta-feira, no Maracanã. Jogo que a Nação deve lotar o estádio, fazer a festa e levar o time a mais uma final da Copa do Brasil.

Humildade máxima, respeito ao adversário e classificação na mão. É muito bom quando o Flamengão ganha e dá show!

Corta para a 17. 

Antes disso, Flamengo tem clássico regional pelo Brasileirão, contra o Fluminense, que está fazendo tudo para ter um relacionamento sério com a zona de rebaixamento. Como eu sou da paz e do amor, acho que o Mengão tem que colaborar para isso, fazendo seu dever de casa e atropelando os flores.

Vamos continuar a curtir o Flamengo com o que ele tem de melhor. Zoação aflorada, sorriso pós-vitória e já ansiosa para o jogo da próxima quarta. Isso é Flamengo e por isso que eu teria um desgosto profundo, se faltasse um Flamengo no mundo!

Saudações!

A demora do Jayme em fazer substituição também te irrita?

A demora do Jayme em fazer substituição também te irrita?
http://extra.globo.com/incoming/10496168-38a-509/w640h360-PROP/flamengo-jayme.jpg

Não há como negar: depois de alguns jogos, ele demora mesmo para substituir jogadores durante as partidas. Algumas vezes, "morre" com uma substituição por fazer. E quando tem jogadores com desempenho abaixo da média, a cobrança dos torcedores é maior. É a minha cobrança também. Às vezes, por mau desempenho desse ou daquele jogador, a impressão que tenho é que o Flamengo joga com um a menos.

É claro que essa falta de substituições tem razão de ser. Jayme, um cara experiente do futebol tanto dentro quanto fora de campo, que entende bem de formação de jogadores e clubes, tem as suas convicções e, cá entre nós, está acertando mais do que errando. Mas o que pretende Jayme com essa "teimosia"?

Parece bem claro que um dos principais acertos dele em detrimento aos treinadores passados está na manutenção de um time titular. Não há incerteza na escalação, muito menos reclamações de última hora. Se alguém ficar insatisfeito com o time que entrará em campo, já pode reclamar de véspera. Tanto que a mudança mais efetiva nesse tempo todo que ele fez foi colocar André Santos na lateral-esquerda e entrou em campo com o Luiz Antônio, que é  13º jogador desse time.

Provavelmente, Jayme procurar dar ao time que ele vê como titular do Flamengo o máximo de tempo que pode. Como pegou o campeonato numa fase em que praticamente não treinou a equipe, com jogos fim de semana e meio de semana, esse tempo que o time precisa para jogar junto e ter entrosamento é nos próprios jogos. E vem dando certo, o time do Flamengo cresceu de produção. A idéia dele parece ser substituir e mexer o mínimo possível no que ele considera o melhor time que o Flamengo pode colocar em campo dentro de um esquema que ele preconizou.

Isso tem suas vantagens e desvantagens. A principal vantagem é criar uma unidade de time, com entrosamento e os jogadores conhecerem sua função em campo. Com um time entrosado, é mais fácil as jogadas fluírem. A principal desvantagem é o cansaço. Com jogadores em campo quase que o tempo todo e com viagens, o cansaço aparece. Não foi a toa que a comissão técnica decidiu poupar jogadores antes do jogo decisivo das quartas de final da Copa do Brasil.

Até entendo a posição do Jayme, mas a demora nas substituições me irrita. Colocar o Rafinha (ou Nixon, ou Adryan!) faltando 5 minutos para acabar um jogo, para muitos pode ser um favor, mas para mim é um desperdício. Ou se acha que um garoto vai resolver um jogo em 5 minutos?

Jayme está muito bem no comando, comprovando que técnico o Flamengo também pode fazer em casa. O respeito que há nessa relação entre técnico e jogadores é bacana. E a gente viu em 2009 que quando um time abraça um técnico, o Flamengo fica muito mais forte.

Jayme terá mais um desafio nas semifinais da Copa do Brasil. Que tenha sabedoria para dosar esses fatores que coloquei aí em cima e que a vitória venha para o Mengão.

28 de outubro: a mulambada está em festa!

28 de outubro: a mulambada está em festa!
http://keepstrong.files.wordpress.com/2009/12/wall.jpg

"Eu teria, um desgosto profundo, se faltasse, um FLAMENGO no mundo."

Para expressar o que significa o Dia do Flamenguista, talvez, bastasse falar do que seria a minha vida sem o Flamengo.  Não seria a primeira vez e nem a última porque essa relação se renova. Mas tem algumas coisas que não mudam.

Com o CRF rodeado do vermelho e preto, me sinto especial. Além de estar sempre bem vestida, há uma energia que faz a mulambada se aproximar.

Com a esperança rubro-negra, aprendi a ter fé. É como se estivesse na minha alma Flamenga: pode estar tudo dando errado, mas aos 43 do segundo tempo, eu sorrirei. Como se fosse mágica, aquela que só o mágico acredita, o improvável acontecerá.

Ah, o improvável... Não conheço um mulambo que nunca olhou para o gramado, para televisão ou para tela do computador e pensou:  o Flamengo é demais. Flamengo é assim... Sabendo que é impossível, vai lá e faz.

Flamengo desperta o que há de melhor em mim. Desperta a paciência para entender que nem tudo é feito apenas de bons momentos, desperta meu orgulho de ter sido escolhida por essa time e, acima de tudo, desperta um amor que me ensinou que  a coisa mais bacana que existe é curtir o Flamengo e toda essa atmosfera que o rodeia.
Essa atmosfera engloba as zoações eternas, aquele ar de superioridade que temos, as vitórias inacreditáveis e as pessoas de bom gosto, de carater e inteligentes que ele colocou na minha vida. Sem elas, a minha caminhada por essa vida seria mais chata, como deve ser a vida da arcoirisada.
A Nação, a torcida que os jogadores parariam para ver o show na arquibancada, merece um dia só para ela. Merece ser reverenciada. Merece comemorar.

Você, que faz parte dela, comemore. Espalhe o vermelho e preto por aí.
FELIZ DIA DOS FLAMENGUISTAS!

Dica: Assista o documentário "Fla x Flu - 40 minutos antes do nada"

Dica: Assista o documentário "Fla x Flu - 40 minutos antes do nada"


Cineminha com o Mengão. Quem resiste? Entrou em cartaz em alguns cinemas do Rio de Janeiro o documentário que foi eleito o "melhor documentário de longa-metragem pelo júri popular" Fla x Flu - 40 minutos antes do nada.

Com depoimentos de Zico, Assis, Leandro, Junior, Romário, Pedro Bial, Tony Platão e torcedores apaixonados, o filme discute uma das maiores rivalidades do futebol brasileiro, quiçá mundial: Fla x Flu. Mais do que análises imparciais, o documentário aborda a paixão e o fanatismo pelos clubes cariocas.

É um apanhado histórico ou relembram algum momento histórico, este filme se propõe a discutir, debater e provocar a rivalidade que há mais de 100 anos existe no futebol carioca.2 Para isso, a película resgata imagens históricas do Canal 100 e da TV Globo em partidas históricas, desde o primeiro confronto, em 1912, até o que marcou o centenário, em 2012, e de depoimentos de personagens importantes que participaram do clássico, sejam jornalistas, jogadores ou torcedores.

Assiste ai a Nivinha falando sobre o documentário e o trailer:


Conheça a campanha de arrecadação para Esportes Olímpicos, o "Anjo da Guarda Rubro-Negro"

Conheça a campanha de arrecadação para Esportes Olímpicos, o "Anjo da Guarda Rubro-Negro"


O Flamengo lançou a campanha para arrecadação de verba para os Esportes Olímpicos. Através dela, qualquer rubro-negro pode destinar parte de seu imposto de renda devido a um dos projetos incentivados do Mais Querido. O projeto se chama "Anjo da Guarda Rubro-Negro".

O Anjo da Guarda Rubro-Negro se inicia com os quatro projetos olímpicos aprovados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Para contribuir, o torcedor deve acessar o portal online flamengo.com.br/anjodaguarda. Nesse site, a pessoa pode conhecer detalhadamente os projetos do Flamengo, simular o Imposto de Renda devido e gerar um boleto para a doação. Os flamenguistas podem doar até o próximo dia 27 de dezembro.

Apesar de Pessoas Jurídicas também poderem contribuir, o Anjo da Guarda Rubro-Negro é voltado para Pessoas Físicas. Essas podem destinar 6% de seu Imposto de Renda devido e obter 100% de renúncia fiscal sobre esse valor. Importante destacar que o torcedor pode doar qualquer quantia, mas a Lei garante restituição total somente em até 6% do Imposto de Renda devido.

Até novembro, a diretoria rubro-negra ainda espera ter aprovado o projeto de incentivo ao esporte que visa arrecadar verbas para a estrutura do futebol de base no Ninho do Urubu. Com a aprovação, os torcedores passarão a poder também contribuir com esse projeto no site do Anjo da Guarda Rubro-Negro.

Seguindo a linha adotada desde janeiro, a diretoria se compromete a prestar contas tanto ao Ministério do Esporte quanto aos torcedores do Flamengo. No site da campanha Anjo da Guarda Rubro-Negro, o flamenguista poderá acompanhar a evolução da arrecadação.

Com informações do site oficial do Flamengo

Videos de Flamengo x Botafogo - Copa do Brasil 2013

Videos de Flamengo x Botafogo - Copa do Brasil 2013


Primeiro Gol do Hernane:




Segundo Gol do Hernane




Terceiro Gol do Hernane




Gols do Flamengo sobre o Botafogo




Melhores momentos de Flamengo x Botafogo




Léo Moura sai ovacionado de campo




Paulinho fala sobre a atuação do Flamengo




Jayme fala da vitória e da torcida




Léo Moura dá chapéu no Lodeiro




Hernane fala sobre o três gols contra o Botafogo




Neto do Jayme se emociona em abraço com avô depois do jogo.




Jogo Completo

Brilho no olhar, por Ana Cecília Basto

Brilho no olhar, por Ana Cecília Basto
https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/1378041_609545399083830_581809793_n.jpg


O que foi o jogo de ontem? Já é o dia seguinte, mas continuo impactada pelo jogo de ontem.

Desde que o Flamengo voltou a sua casa, estava indo a todos os jogos.  Esta sequencia foi quebrada por uma gripe que me tirou de 2 outros confrontos.  E ontem, mais uma vez, não consegui ir.

Não, não era a gripe.  Era o nosso espetacular Sócio Torcedor, só que não, que não deixou que eu fosse.  Tentei inúmeras vezes comprar, mas dava sempre erro.   Como já tinha acontecido isto lá atrás e foram debitadas várias entradas no meu Cartão de Crédito, confusão que está me prejudicando até hoje, desisti de comprar.

Várias pessoas queridas, que fazem parte do grupo que sempre vou, insistiram que eu comprasse por outros meios, ou até fosse para Gávea para comprar.  Achei isto um absurdo, pois sou Sócia Torcedora e Sócia do Clube justamente para não ter que me sujeitar a este tipo de coisa.

Mas voltemos ao jogo...

Estar em casa não minimiza meu nervosismo.  Apesar do conforto e do meu inseparável radinho, ouvindo José Carlos Araújo, estava inquieta.  Três TVs ligadas, uma em cada ponto da casa, e uma só torcida a favor do Mengão!

Mas quando vi a nossa Torcida fazendo aquela festa linda, minha emoção me disse que estávamos no caminho certo e que não tinha acontecido à toa o fato de estar assistindo de casa.

Detalhes pequenos foram mostrando o que estaria por vir.

Reparem no VT do jogo, o olhar do Brocador ao sair do túnel!  Um brilho indescritível!  Ali eu vi que seria diferente.  Lembro que cheguei a ficar preocupada por temer dele estar emocionado demais, mas acho que passado um primeiro momento, ele percebeu o quanto poderia fazer feliz a nós todos.

Não foi só ele que ficou impactado.  Léo Moura estava numa felicidade só por estar ali, dividindo a comemoração do seu aniversário com todos nós.  André Santos, Felipe, Paulinho... todos ali extasiados.

Tem também o outro lado.  A cara do Seedorf estupefato por não acreditar num espetáculo daquele... Percebam que o Jefferson nem levantava o rosto para não se abalar.

Não foi só a postura do time, o jeito paizão do Jayme, a noite iluminada do Brocador... O fator fundamental para batermos o Foguinho foi a nossa Torcida! Os jogadores do Faísca ficaram super impactados!  Você via na cara de cada deles o apavoramento!!!!!

Parabéns a cada um de nós, pois estando lá ou não, estivemos em total sintonia com este time.

Falei que não iria ontem, mas que na final estaria para assistir ao Mengão ser Tri-campeão!!!

Obrigada FLAMENGO, pois o mundo seria sem sentido se você não existisse, seja pra nós Rubro-negros, seja para arcoirizada.

P.S.: Eu falava no Twitter que o Jayme deveria substituir o Paulinho, L.Moura e o Brocador antes do final do jogo para que eles fossem homenageados pela torcida. Ele me ouviu!

P.S.2: O que foi a torcida cantando parabéns pra vc para o L. Moura? Seu choro foi lindo!

P.S.3: Me senti no primeiro jogo da Final de 1992 contra o mesmo Faísca.

A partida inesquecível do Paulinho

A partida inesquecível do Paulinho
Paulonho Flamengo x Botafogo (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)

Cena 1: "Aonde o Flamengo arrumou esse peladeiro, meu Deus!"

Cena 2: "Toca a bola, cacete. Chuta direito essa bola. Vai se ferrar, fominha dos infernos."

Cena 3: "Caraaaaaaaaca, como tá jogando esse cara, que velocidade, melhor em campo."

Essas cenas se passaram comigo, pensando no Paulinho, em momentos diferentes. Aposto que a maioria dos mulambos passou isso também. Sabe aquela historia do "NUNCA FALEI MAL DO PAULINHO!"? Pois é, comigo não acontece!

Ele chegou no Flamengo vindo com outros jogadores e sou daquelas que achava melhor aproveitar os meninos da base, num ano que precisa-se economizar, como é o Flamengo em 2013.  Não levava fé, perguntei "Pra que Paulinho no Flamengo?" e o futebol, como se quisesse me dar uma lição para a vida, mostra que nem tudo é o que parece.

Paulinho, no jogo contra o Botafogo, fez um jogo para se colocar em DVD. Sabe as jogadas que se faz para mostrar que joga bem, que vale a pena o investimento? Ele fez, ontem, aos montes. Foi decisivo. Foi mortal. Foi inesquecível para o lateral do Botafogo. Serviu como lição para a blogueira que insiste em falar de jogadores e seu desempenho. E, o mais importante: fez sorrir milhões de rubro-negros, como eu, como você, que estão extasiados com a vitória!

Flamengo já fala em renovação de contrato, torcedor já o compara a Uri Geller e eu? Eu tô felizaça porque alegria assim só o Flamengo me proporciona!

Essa noite inesquecível de Paulinho com o Manto só poderia acabar com vitória. E com uma atuação irrepreensível.  Que venha outras. E que sejam inesquecíveis.

Noite de H3rnan3, noite de Flamengo!

Noite de H3rnan3, noite de Flamengo!
Hernane gol Flamengo jogo Botafogo Copa do Brasil (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)

Uma noite de Flamengo. Épica. Espetacular. Com vários destaques. Com várias histórias, mas um protagonista. Daquele tipo que, só de falar o nome, o rubro-negro já abre o sorrisão. E é aquele sorriso escancarado, seguido por uma gargalhada e, quase sempre, uma zoação na ponta da língua. Foi uma noite de Flamengo. E é muito bom fazer parte disso tudo.

Como é bom ver o vermelho e preto inundando o Maracanã, numa voz quase única, levando 11 jogadores ao show. A Nação mereceu. T´de parabéns, de novo. Abraçou esse time, como se falasse: eu vou apoiar, por isso eles vão se classificar. E apoiaram porque, esse time, esses 11 jogadores, resgataram o que há de mais bonito na história do Flamengo: o comprometimento. A classificação, a goleada, a festa e o orgulho de ser rubro-negro aumentado é consequência desse resgate do Flamengo.

Foi a noite do artilheiro do Brasil inspirado, do capitão homeageado, da Nação extasiada. Foi a noite do João, da Maria, da Ana, do José. Foi a noite dos que estavam no Maracanã ou lá no Norte do Brasil. Foi a noite do rubro-negro que fica acordado de madrugada para acompanhar o Flamengo por causa do fuso horário. Foi a noite de quem, de uma forma ou de outra, acredita que o vermelho e preto quando entra em campo com comprometimento, a consequência é a felicidade.

Foi a noite de reviver o chororô, de mulambo chorar de felicidade, de colocar a cachorrada no seu devido lugar e de coroar o artilheiro do Brasil. O caneludo, pereba, desacreditado e sei lá mais o que, além de ser artilheiro do milênio do Flamengo, agora é o cara que mais fez gol no Brasil em 2013. Com a trinca contra o Botafogo, H3rnan3 vai no caminho de se tornar o Brocador mais querido da Nação.

Uma noite de Flamengo, para rubro-negro nenhum colocar defeito!

A imoralidade de um ato

http://1.bp.blogspot.com/_4gh-TVaN5VU/R_wUOwJrjaI/AAAAAAAAAJg/bKmvi81zXLU/s320/xadrez.jpg

Para se falar de imoralidade, tem que se ter muito cuidado. Mais do que não ofender a uma pessoa ou um grupo de pessoas, falar de desonestidade, indecência e descaramento sem ter provas para comprovar tão ato é tão leviano quanto promover ou fazer a imoralidade.

Porém, essas palavras estão no nosso dia a dia, principalmente quando falamos de política. Ou você, se acompanhar o mínimo de noticiário, passa uma semana sem ouvir o termo "improbidade administrativa"? A improbidade administrativa acontece quando o agente administrativo não conduz sua ação para o bem comum. Entendeu por que a gente escuta o tempo todo?

O problema de quem comete erros administrando um bem comum, seja ele qual for,  e não é punido é a falta de credibilidade que esse bem comum passa para sociedade.  Se for uma instituição, a imagem da instituição sai arranhada. Se for de uma empresa, com certeza, perderá consumidores. E assim é a vida: fez algo errado e não puniu, as pessoas deixam de acreditar.

Esse é o meu sentimento com o Flamengo hoje, mesmo no dia de um jogo decisivo que, provavelmente, ganharemos. Um dia a gente perde, outro dia a gente ganha. Se ontem o Flamengo perdeu, hoje ele ganhará.

E assim segue a vida!

Saudações Rubro-Negras!

Gabriel não pode reclamar de falta de oportunidades

Gabriel não pode reclamar de falta de oportunidades
gabriel carlos cesar atletico-mg x flamengo (Foto: Dudu Macedo/Foto Arena/Agência Estado)

Gabriel chegou ao Flamengo como uma grande aposta. Destaque do Bahia no ano de 2012, ele demorou a estrear com o Dorival porque passou por um reforço muscular. Além disso, estamos quase no final do ano e ele não manteve a regularidade que se espera de um jogador profissional de futebol.

Não se pode reclamar de falta de oportunidade. Todos os técnicos que estiveram a frente do Flamengo nesse ano de 2013, colocaram Gabriel em campo. Para os defensores do garoto, é pouco e ele anda jogando na posição errada: o lugar dele é na direita e não na esquerda, como foi sempre escalado. Para os que o "atacam" , acham que é uma heresia ele portar o número 10 que foi do Zico e já demonstrou que não merece vestir o Manto.

Além disso, há o embrólio da negociação dele com o Bahia que está sendo investigado pelo Ministério Público (vale lembrar que o Bahia está sob investigação do MP).

Nos últimos jogos, Gabriel não vem rendendo o que se espera dele. Aliás, vem abaixo da media, há algum tempo. Tenho a impressão que está mais magro, mais franzino e isso pode prejudicar muito o seu futebol. Prejudica tanto que, logo que chegou, demorou um pouquinho para estrear para "ganhar mais corpo." Para o técnico da vez, o Jayme, mais do que físico, o problema é psicológico e Gabriel merece todo o apoio.  Não fala em recuperação, fala em evolução e em resgate. Jayme sabe da importância de colocá-lo aos poucos nos jogos. E aposta no seu futebol.

Pela grana que investiu e pelo possível futuro que o garoto, será que não vale a pena ter essa paciência sem esperar que ele seja "o" camisa 10, que vai dar alegrias a Nação no presente?

Embora já tenha lido que a volta dele ao Bahia é uma possibilidade, não sei se é o ideal. Acho que o Flamengo tem que ter mais paciência com jogadores que resolveu investir. Já não temos jogadores com identificação com o Manto e vez ou outra reclamamos disso. Ficar fazendo rotação de jogadores a cada ano não vai ajudar nessa criação de identidade. Mas entendo, perfeitamente, aqueles que acham que Gabriel não é jogador para o Flamengo. Ele, infelizmente, não vem jogando para tal.

O final do ano está chegando e o cansaço dos jogadores vai se acentuar. Provavelmente, veremos Gabriel mais em campo com o Manto. Vamos ver se ele consegue melhorar a sua atuação em campo.

Saudações Rubro-Negríssimas!


Ingressos para Flamengo x Botafogo - Copa do Brasil 2013

Ingressos para Flamengo x Botafogo - Copa do Brasil 2013
http://www.lancenet.com.br/minuto/Apresentacao-Flamengo-Botafogo_LANIMA20110617_0096_26.jpg

Flamengo e Botafogo será um jogão. Para adquirir seu ingresso, o torcedor do Flamengo tem que correr.

A venda pela Internet é através do site www.futebolcard.com. Os pontos físicos serão abertos somente no sábado.

Os sócios rubro-negros tem um ponto exclusivo de venda e troca na sede da Gávea. Para esta partida, o cartão-ingresso poderá ser carregado também com as entradas dos convidados, de acordo com o número permitido em cada plano. Os sócios-torcedores do programa "Sou Botafogo" têm direito a 50% de desconto na compra do ingresso.

Há meia-entrada para estudantes, professores da rede municipal e adultos entre 60 e 64 anos.

No dia da partida, os pontos de troca e venda funcionarão das 10h às 14h.

Confira os preços:

Superior Norte nível 2 - Flamengo
Torcedor comum: R$ 80
Sócios: R$ 40

Inferior Norte - Flamengo
Torcedor comum: R$ 80
Sócios: R$ 50

Superior Sul - Botafogo
R$ 80 (meia R$ 40)

Inferior Sul - Botafogo
R$ 80 (meia R$ 40)

Superior Leste - setor misto
Torcedor comum: R$ 100
Sócios: R$ 50

Inferior Leste - setor misto
Torcedor comum: R$ 140
Sócios: R$ 70

Maracanã Mais (com R$ 40 de taxa de serviço inclusa) - setor misto
Torcedor comum: R$ 200
Sócios: R$ 120

Pontos de troca e venda para os torcedores do Flamengo:

Maracanã (bilheteria 4)
Gávea
Engenhão (bilheteria Sul)

Pontos de venda e troca para sócios do Flamengo:

Maracanã (container ao lado do Portão E)
Gávea
Espaço Rubro-Negro
Fla Boutique
www.flamengo.com.br (até 22h do dia 22/10)

Pontos de troca e venda para os torcedores do Botafogo:

Maracanã (bilheteria 1) - a partir de segunda-feira
Engenhão (bilheteria Norte)
General Severiano

Para maiores detalhes, indico o blog Fim de Jogo que traz a ficha do jogo completa, inclusive com endereço dos pontos de venda. Se eu fosse você, curtia a página deles no Facebook

Basquete, Fut7 e Futebol Americano vencem no fim de semana

Basquete, Fut7 e Futebol Americano vencem no fim de semana
Iremos começar a falar, aos poucos, de outros esportes aqui no Primeiro Penta. Afinal de contas, o Flamengo não é só futebol e quanto mais notícias surgirem desses outros esportes, maior a torcida por eles.

E o final de semana também teve vitórias para o Flamengo, mesmo a derrota do futebol no Campeonato Brasileiro.

jogo Flamengo e Campo basquete (Foto: Ascom - ACF/Campos)

Na sexta-feira, o FlaBasquete precisou de apenas dez minutos para despachar a equipe de Campos pela primeira partida do terceiro turno do Campeonato Carioca, nesta sexta-feira, em Macaé. Nicolas Laprovittola foi o grande nome da quinta vitória por 105 a 74 (58 a 33)  na competição.

No sábado, o Flamengo teve de usar todas suas armas para derrotar a forte equipe de Macaé, por 80 a 74 (40 a 32), neste sábado, no Ginásio Juquinha, no Norte Fluminense, e chegar à sexta vitória consecutiva no Campeonato Carioca.

Rubro-Negro não deu chances ao Vasco (Foto: Eduardo Aires/JornalF7.com)

Ainda na noite de sábado, o time de futebol 7 goleou o Vasco pelo Campeonato Carioca. Com dois gols de Mikimba e dominando o duelo do início ao fim, o Rubro-Negro venceu o clássico por 4 a 1 e ficou muito perto da semifinal do estadual.

flamengo x vasco futebol americano (Foto: André Durão)

Já no domingo, deu Mengão no primeiro clássico entre Flamengo e Vasco no Futebol Americano. Num dia ensolado, na Ilha do Governador, a vitória por 14 a 12, o foi a primeira vitória no confronto entre Flamengo e Vasco na modalidade.

Parece mesmo que o Vencer, vencer, vencer está na veia de quem veste o rubro-negro.

Videos de Atlético-MG x Flamengo - Brasileirão 2013

Videos de Atlético-MG x Flamengo - Brasileirão 2013

Uma bomba de 113km por hora decidiu um clássico sempre cercado de rivalidade. Atlético-MG e Flamengo suaram a camisa, ainda que tenha faltado muita inspiração. Com tantos desfalques, os dois entraram com times praticamente mistos no estádio Independência. O elenco melhor fez o Galo cantar mais alto. Depois de um domínio absoluto sem gols na primeira etapa, o tiro certeiro de Lucas Cândido, no segundo tempo, brindou a equipe mineira com os três pontos que garantiram a vitória por 1 a 0 neste domingo.

Melhores Momentos:




Jayme de Almeida, técnico do Flamengo, exalta equilíbrio em campo




Bruninho, do Flamengo, desperdiça dois contra ataques na partida contra o Atlético MG




Atletas improvisados nas laterais do Flamengo mostram insegurança




Contra ataques perdidos pelo Flamengo na partida contra o Atlético MG




Siga o Flamengo Videos no Twitter @FlamengoVideos

Curta o Flamengo Videos no Facebook: fb/FlamengoVideos


Fotos de Atlético-MG x Flamengo - Brasileirão 2013

Fotos de Atlético-MG x Flamengo - Brasileirão 2013






jo wallace atletico-mg x flamengo (Foto: CRISTIANE MATTOS/FUTURA PRESS/Agência Estado)

http://cdn.foxsports.com.br/sites/foxsports-br/files/img/notes/materia/620x465/jayme-de-almeida-flamengo-vasco-640x480-Geraldo-Bubniak-Fotoarena.jpg

http://veja1.abrilm.com.br/assets/images/2013/10/181748/esporte-futebol-flamengo-atletico-mg-20131020-01-size-598.jpg?1382299377

http://s2.glbimg.com/jUorW_csi-oGPxhcU2Cv2fut8Fs=/92x0:1811x1080/620x390/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2013/10/20/galofla1.jpg

Uma bomba de 113km por hora decidiu um clássico sempre cercado de rivalidade. Atlético-MG e Flamengo suaram a camisa, ainda que tenha faltado muita inspiração. Com tantos desfalques, os dois entraram com times praticamente mistos no estádio Independência. O elenco melhor fez o Galo cantar mais alto. Depois de um domínio absoluto sem gols na primeira etapa, o tiro certeiro de Lucas Cândido, no segundo tempo, brindou a equipe mineira com os três pontos que garantiram a vitória por 1 a 0 neste domingo.

Siga o Flamengo Fotos no Twitter @FlamengoFotos

Curta o Flamengo Fotos no Facebook: fb/FlamengoFotos


Flamengo "queimou a gordurinha" que tinha no Brasileirão

Flamengo "queimou a gordurinha" que tinha no Brasileirão


Domingão é dia de churrasco. Se fosse dia de semana a noite, seria dia de canja, a vitória era nossa. Comilança à parte,  eram três pontos, teoricamente, fáceis. O nosso adversário estava sem 8 jogadores titulares, com um time cheio de jogadores novos. A comissão técnica do Flamengo, depois do jogo complicado contra o Bahia, resolveu poupar Léo Moura, Paulinho e Elias de jogo e guarda-los para o confronto da Copa do Brasil, contra o Botafogo.

Embora eu concorde em poupar jogadores, principalmente por causa do calendário apertado de 2013, graças à Copa das Confederações, consigo entender quem reclama que esse jogo era para não poupar e sim ganhar os três pontos, partir pra cima.

O Flamengo entrou hoje com  Felipe; Digão, Wallace, Gonzalez e Frauches; Amaral, Val, Luiz Antonio e Gabriel; Carlos Eduardo e Hernane. Impossível esperar que um time desentrosado, com  laterais que só produzem coisas que não seja a raiva do torcedor pela inoperância. Digão, Val, Gabriel e Cadu num time em campo é para testar amor rubro-negro.

Flamengo jogou com time reserva, perdeu com um gol inacreditável e improvável. Se for para reclamar, que falemos da idéia de poupar titulares.  Se for para culpar Luiz Antonio pela bola perdida no gol do Atlético, que discutamos o gol que o Hernane perdeu, minutos antes, na pequena área.  

Jogo que serviu para vermos que Digão não é mesmo lateral pro Flamengo, que Bruninho pode jogar mais do que vem jogando, que Gabriel tem que mudar de lado para ver se rende, que Wallace vem se transformando num bom jogador na temporada do Flamengo e para o Caduzin cavar o terceiro cartão amarelo e ficar no Rio de Janeiro quando todo mundo viajará para Fortaleza.  Para quem criticou Renato Abreu pela indisciplina por tirar camisa na comemoração de gol, Caduzin não está muito longe.

Passamos para a segunda folha da tabela e estamos em 11º na tabela. Não dá para bobear, nem respirar aliviado no Brasileirão. A "gordurinha" que se tinha foi queimada nesse jogo. Não há como não entrar mais 100% em todo jogo.

Nosso próximo compromisso é contra o Botafogo pela Copa do Brasil, jogo de volta. Precisamos da vitória. No domingo, temos a Portuguesa pelo Brasileiro, em Fortaleza.

Confesso que estou seca para pegar o povo mais chorão do planeta e colocá-los no seu devido lugar. Quer dizer, se eu encontrar algum torcedor deles para fazer isso.

Saudações.

Flamengo x Vasco se enfrentam no Futebol Americano

Flamengo x Vasco se enfrentam no Futebol Americano


Chegou a hora do Clássico dos Milhões!

Flamengo Futebol Americano x Vasco da Gama Patriotas jogarão valendo a liderança geral e a invencibilidade no Torneio Touchdown 2013. 
Os dois times chegam à última rodada como os únicos invictos dentre as 20 equipes (6-0). O vencedor será o #seed1 dos playoffs, que vai reunir as oito melhores equipes da fase regular.

Nos números, os eles são melhores. Sofreram 21 pontos, contra 29 do Flamengo, e marcaram 157 pontos contra 130 dos rubro-negros. Na última rodada, eles arrasaram o Brasília V8 por 43 x 6, e nós vencemos o Corinthians Steamrollers por 10 a 3.

O duelo está marcado para as 14h, no campo da Portuguesa, na Ilha do Governador, com ingressos a R$ 10.

Informações do GE e da página no Facebook

Chegou a hora do Flamengo poupar jogadores

Chegou a hora do Flamengo poupar jogadores


Pensando no jogo decisivo pela Copa do Brasil com o Botafogo na quarta-feira e no cansaço após jogos seguidos jogando duas vezes na semana, o técnico Jayme de Almeida decidiu poupar alguns jogadores para o jogo contra o Atlético-MG pelo Brasileirão 2013. Assim sendo, além de Chicão e André Santos, suspensos, e João Paulo, machucado, Léo Moura, Elias e Paulinho serão poupados e não entrarão em campo na 30ª rodada do Brasileiro.

Mesmo não tendo se livrado do fantasma do rebaixamento e o Jayme já deixou claro que é o principal objetivo, acredito que, aproveitando que o adversário vem com 8 desfalques e é freguês das antigas, é hora mesmo de poupar jogadores. A Copa das Confederações acabou apertando, ainda mais, o calendário nacional e há semanas que estamos tendo jogos em meio de semana e em fim de semana. Melhor poupar agora do que arriscar perder lá na frente por lesão.

Jayme anda utilizando sempre os mesmos jogadores (e isso acaba sendo mais um motivo para poupá-los agora), sem usar as substituições no jogo e deixando o time que ele considera titular o máximo em campo possível. Com isso, a quantidade de jogadores utilizados diminuiu. Porém, além de poupar jogadores tiitulares, o treinador acabou motivando os reservas para o jogo contra o Atlético: é uma boa chance de mostrar serviço. A provável escalação do Fla é: Felipe, Luiz Antonio, González, Wallace e Pablo; Amaral, Val, Gabriel e Carlos Eduardo; Rafinha e Hernane.

A delegação vai para Belo Horizonte, com chegada prevista por volta das 16h15m (horário de Brasília). O jogo contra o Atlético-MG, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, está marcado para as 16h de domingo, no Independência.

Confira os relacionados:

Goleiros: Felipe e Paulo Victor
Laterais: Digão e Pablo
Zagueiros: Wallace, González e Frauches
Volantes: Luiz Antonio, Amaral, Val, Léo Henrique e Recife
Meias: Carlos Eduardo, Gabriel e Fernando
Atacantes: Hernane, Marcelo Moreno, Rafinha, Nixon e Bruninho

Artilheiro do milênio ganha homenagem da adidas

Artilheiro do milênio ganha homenagem da adidas

Artilheiro do milênio do Flamengo.  É evidente, cada vez mais, o sucesso do Hernane no Flamengo. Com o gol contra o Bahia, o camisa 9 se transformou no goleador do Flamengo no milênio.

São 28 gols com a assinatura do Brocador, número idêntico ao de Edilson, artilheiro rubro-negro ao fim da temporada de 2001. Desde então, jogador algum havia alcançado a marca em um ano no Mengão.

Para comemorar essa grande marca, nossa patrocinadora, a adidas fez uma camisa de comemoração com o número 28.

Homenagem justíssima a um jogador que chegou desacreditado e vem fazendo a ttorcida rubro-negra comemorar.

Parabéns, Brocador!

Vesti rubro-negro, não tem pra ninguém!

Vesti rubro-negro, não tem pra ninguém!

Quando vi as primeiras imagens do manto 3 da adidas, foi a primeira coisa que me veio a cabeça. Sem fugir do que é nosso e como o preto e vermelho são as cores que habitam nosso imaginário vitorioso quando pensamos em Flamengo, nada mais bacana do que esse Manto ser rubro-negro.

Flamengo e adidas apresentaram nesta terça-feira, 15, o novo terceiro uniforme do clube. Peça principal, a nova camisa é preta e tem como destaque grafismos inspirados nos cenários da cidade do Rio de Janeiro. Nos ombros, as três listras estão em vermelho.



A equipe, que volta a ter um 3º uniforme, o primeiro confeccionado pela adidas nesse retorno ao clube, terá no peito imagens que remetem a pontos como o Pão de Açúcar, Corcovado e a Lagoa Rodrigo de Freitas. Nas costas da camisa o selo "Uma vez Flamengo, sempre Flamengo – 1895" continua presente. Para a adidas, a relação do clube com a cidade é algo que está no DNA do Flamengo e serviu de mote para criar uma nova camisa com a identidade carioca

O modelo conta com a tecnologia ClimaCool® da adidas, que considera como e onde o corpo produz mais calor e suor e coloca tecidos específicos nessas áreas para melhorar a ventilação. Assim, permite que o atleta permaneça com a temperatura ideal do seu corpo.

O novo uniforme do Flamengo vai estrear nos gramados na partida de amanhã, 16, contra o Bahia e estará à venda a partir do dia 21 de outubro nas lojas adidas, adidas e-com (www.adidas.com.br/flamengo), lojas oficiais do Flamengo e lojas de varejo esportivo. As camisas com tecnologia Climacool® custarão R$ 249,90 (adulto) e R$ 199,90 (infantil/feminina/kit infantil).

Mais detalhes do Manto 3 do Flamengo feito pela adidas http://bit.ly/1cS5NQA

* Informações cedidas pela assessoria da adidas.

Flamengo e Maracanã: na base do #AcreditaEmMim?

Flamengo e Maracanã: na base do #AcreditaEmMim?
http://imguol.com/c/esporte/2013/08/11/11ago2013-torcida-do-flamengo-vibra-com-gol-do-time-contra-o-fluminense-em-classico-no-maracana-1376263083343_956x500.jpg

Fui ao Maracanã uma vez depois da sua reinauguração. Ainda bem que, quando estive no Rio, a história de jogar em Brasília já tinha acabado. Comprei meia-entrada sem grandes dificuldades graças à generosidade da Nivinha, que me encontrou no meio da Tijuca e me levou para comprar antes do jogo.

A entrada foi tranquila, com muita gente orientando os acessos e o que eu consumi no jogo, no bar, mesmo comprando no intervalo (que é o momento mais cheio), não demorou muito. Eles só aceitam dinheiro. Nada de cartão e ticket. E só. Se você quiser comprovar que comeu um cachorro quente com um refrigerante, só se tirar foto. E a foto tem que ser bem tirada, para mostrar o cachorro quente e o Maracanã. Eles não emitem nota/cupom fiscal. É o Estado e o Flamengo deixando de saber quanto se fatura realmente... Ali, bem debaixo do nariz deles.

Vi algumas pessoas reclamando disso no Twitter e isso motivou esse relato. Assim como eu e algumas outras pessoas não tiveram cupom fiscal e levantaram a questão, inclusive enviando mensagens para o perfil oficial do Novo Maracanã (@Maracana_SA) e do Governo do Estado na referida Rede Social. E adivinha? Estão se fingindo de cegos ou de analfabetos.

Como o Flamengo é parte interessada no assunto, já que lucra com o que é vendido nos bares, levantei o questionamento para o perfil oficial do clube.



E adivinha de novo! Nenhuma resposta! Um torcedor palpitou como seria, respondendo a esse meu tweet:



Pode até ser uma boa saída esse cálculo mas não livra o Flamengo de estar sendo conivente com o novo Maracanã nessa coisa de não registrar o que se vende. Quando não se registra o que vende, quando não há emissão de notas/cupons fiscais sobre um determinado serviço/venda de produto, o Governo não tem como saber o que foi arrecadado ali. São 60 bares que vendem mercadorias, recebem dinheiro e, simplesmente, não há comprovação. O pagamento de imposto pode ser hipotético.

Flamengo, ao continuar com essa postura, não poderá reclamar dos "prejuizos" que anda tendo no Novo Maracanã. A não ser que esteja se habituando na prática do #AcreditaEmMim. Será?

Pós-Jogo: O Flamengo é inacreditável

Pós-Jogo: O Flamengo é inacreditável
http://old.gazetapress.com/v.php?1:544077:6


Era o domingo dos sonhos do Flamengo. Domingo, clássico, Maracana e mais 3 pontos na tabela. Pela frente, o Botafogo, buscando a vasco-liderança do campeonato. O jogo era nosso, mas a vitória foi deles.  Flamengo não soube aproveitar as chances que teve, não superou a nulidade do André Santos e do João Paulo e não somou mais três pontos da tabela. De uma só vez acabou com a invencibilidade do Jayme no comando da equipe e com um tabú que já durava 13 anos que o Botafogo não conseguia ganhar o Fla em Brasileirão.

Não consigo entender como o Luiz Antonio é não é titular num time que tem André Santos e Carlos Eduardo no meio de campo. Se eu fosse rigorosa demais, colocaria o Paulinho nessa lista, mas o Paulinho se esforça mais do que os outros, mesmo não o fazendo com muita inteligência.

Outra coisa que não consigo entender é como se deixa um lateral como o João Paulo sem reserva direto para disputa de posição. Lento, dispersivo, errando mais do que o aceitável, sem atacar e sem defender direito, o Botafogo jogou quase que o primeiro tempo no ataque no lado esquerdo da nossa defesa. Impressionante como nosso lateral sempre chegava atrasado nas jogadas para marcação.

Com Elias dispersivo, Paulinho numa noite ruim e com o juiz numa noite infeliz (para os dois times!), fica complicado mesmo ganhar. Embora Hernane tenha feito outro gol e continua a sua escalada rumo aos 30 gols, não se pode brincar com um jogo desses. E, no final, a impressão que eu fiquei foi essa: Flamengo achou que poderia fazer gol a hora que quisesse. Quando correu atrás, viu que não era bem assim. Jogamos mais, mas perdemos.

Nosso próximo adversário é o Bahia, no Maracanã. São três pontos que temos que ter para gente porque precisamos deles. Embora a torcida já tenha dado o seu recado, a diretoria aumentou o preço dos ingressos. Uma pena não entenderem que o entusiasmo desse time venha da arquivancada.

Não faltou vontade, não faltou torcida. Lindo demais a torcida cantando para o time, no final do jogo. Um resgate, uma satisfação. Mesmo. Lindo demais. Isso é ser Flamengo, é curtição para a vida. Hoje não saímos com a vitória. Mas vamos torcer para ela vir no próximo jogo?

Booooora pra cima deles, Mengoooo!!!!

O choro é livre, Sr. Empresário!


http://2.bp.blogspot.com/-bRxf1PbVjpQ/TWL6CjTBHEI/AAAAAAAAAE8/67iaBgvzmhc/s1600/choro1.jpg

Carlos Eduardo foi a grande aposta da diretoria do Flamengo para o ano de 2013.  E, nem de longe, Carlos Eduardo supriu as necessidades do Flamengo dentro de campo para justificar o seu salário. Mais do que irritar a torcida com a eterna dificuldade de entrar em forma e seu jeitão desligado, agora os dirigentes do Flamengo, em entrevistas diferentes falam do não rendimento do jogador.

Concordo que, pelo que ganha, ele tem que render muito mais. Um gol na partida de ida das quartas-de-final da Copa do Brasil e atuações boas que se conta numa mão estão muito aquém do que se paga/pagou. Mas, quando ele foi negociado com o Flamengo, enganou alguém? O empresário dele, que hoje reclama da falta de respeito do Flamengo que "fala" em devolvê-lo (mesmo não tendo ouvido/lido isso de ninguém, apenas do empresário!) antes do empréstimo acabar*, colocou uma faca no pescoço dos dirigentes para contratar o Carlos Eduardo? 

A verdade é que o Flamengo apostou uma ficha, num momento que não poderia fazer isso. Uma aposta, diga-se de passagem, alta demais e com muito mais chance de dar errado do que certo. O cara estava acima do peso, voltava de contusão, não tinha ritmo de jogo foi contratado para ser uma coisa que ele não é e parece que é baladeiro, o que prejudica todo o processo de entrar em forma e bla bla bla. 

Quanto ao empresário do Carlos Eduardo, o Jorge Machado, o choro é livre. Ele pode falar o que quiser sobre o assunto e se há mesmo essa história de devolução (eu não li nem ouvi de qualquer dirigente do Flamengo), foi muito bem cavado pelo seu cliente que, durante quase uma temporada, não conseguiu ter a forma de um jogador de futebol. Se o Flamengo jogar com o Manto branco, isso fica ainda mais evidenciado. Não tiro a razão do empresário de defender o seu jogador. Mas eu DU-VI-DO que exista algum outro clube otário como o Flamengo para pagar o que está pagando ao Carlos Eduardo, com esse futebol xifrim que o Carlos Eduardo anda apresentando.

Desculpa, mas se tem dirigente dizendo que a contratação do Carlos Eduardo foi errada, eles estão sendo legais. A contratação foi MUITO ERRADA! E o Flamengo está pagando caro demais por esse erro.


Pós-Jogo: Resultado horroroso e a linha do Equador

Pós-Jogo: Resultado horroroso e a linha do Equador
http://u.goal.com/325700/325765hp2.jpg

Sei muito bem as limitações do time do Flamengo. Sei que, de repente, não temos o time que sonhamos, nem um craque para chamar de nosso e nem esse grupo de jogadores desperta qualquer tipo de confiança, mesmo com um jogo estando 3x1 para a gente. Mas precisa dar esse choque de realidade todo o jogo? Precisa ter um pensamento de que o time é isso aí mesmo e por causa disso não podemos almejar coisa melhor no Brasileiro 2013 que não seja brigar por rebaixamento?

Sabe aquela história que o medo de perder tira a vontade de ganhar? Anda acontecendo com o Flamengo. Cheguei a conclusão depois da entrevista do Elias no final do jogo. E tem muita gente achando que ele tem razão quando falou que o empate contra o Vasco foi um bom resultado, já que nos afastamos da zona de rebaixamento. Não, gente! Ele não tem razão. O resultado de empate contra o Vasco foi péssimo. De novo, perdemos pontos para time que está na zona de rebaixamento e dessa vez com o mando nosso.

Mais uma vez, dominamos o primeiro tempo, tivemos chances e não matamos jogo. Hernane marcou mais um gol numa linda jogada do Paulinho. Carlos Eduardo não vinha mal, André Santos andando em campo e Elias mostrou que vem caindo de produção mesmo: não jogou bem na sua posição nem quando foi mais adiantado, depois da entrada do Luiz Antonio no meio de campo. Tomamos gol em mais uma falha do João Paulo na defesa, levamos pressão do Vasco, com jogadores que nem me lembro o nome. Tínhamos, de repente, uma excelente opção para mudar o panorama do jogo, mas o Rafinha que entrou faltando 4 minutos para acabar o jogo fez apenas uma boa jogada. Fico imaginando o que leva um técnico colocar em campo um jogador como o Rafinha (que precisa de jogadas, tempo, espaço em campo) faltando 4 minutos para acabar com o campo. Improvável que seja vontade de ganhar. Se fosse, teria colocado o menino (ou qualquer outro) com tempo para jogar. Substituições burocráticas, atuações para não se arriscar e jogadores querendo que o jogo acabasse porque não tinham mais pernas para correr. Não me estranha que esse empate tenha sido considerado um bom resultado. Lamentável.

Além disso tudo, perdemos a chance de encostar de vez no G-4. Talvez, a última grande chance de encostar no G4. Para quem acha o time do Flamengo muito ruim, se ele não tivesse dado mole contra o Inter lá e contra a Portuguesa em Brasília, estaríamos na parte de cima da tabela. Como é que pode achar que o Flamengo só pode lutar contra o rebaixamento num campeonato desse? 

Não consigo entender como se evoca o grande Flamengo de outrora se o discurso do torcedor é de time de segunda divisão, nem como não curtir o Flamengo em campo, mesmo com todos os perebas e jogadores em fase ruim que temos. Não consigo entender essa acomodação e esse conformismo de torcer para um time não cair. Deve ser mais fácil torcer para o Cadu não jogar nada e dizer que tinha razão quando o Pelaipe/Flamengo contratou um jogador que não jogava há dois anos. Deve ser mais legal criticar geral e debochar a situação o time que você torce. Deve ser tendência falar que o Flamengo está uma "merda" e que com esse time é o pior da história.

http://www.not1.com.br/wp-content/uploads/2011/11/foto-2.png

A realidade é que a relação do torcedor com o Flamengo tem uma linha paralela com o que anda acontecendo, tipo a linha do Equador. A grande maioria do torcedor rubro-negro está juntinho do trópico de Capricórnio.  Eu quero estar perto da Trópico de Câncer. Sei qual é a realidade do Flamengo e do seu time, não sou louca. Porém, eu PREFIRO acreditar que G-4 está logo ali. Esse tipo de coisa condiz mais com a minha história com o Flamengo do que ficar achando que fugir do rebaixamento é o que nos resta. É opção, é escolha. Faça a sua porque eu já fiz a minha.

Quinta-feira tem outro desafio pelo Campeonato Brasileiro, contra o Internacional. Para quem achou que o Elias tinha razão de empatar com um time que está na Zona do Rebaixamento é um bom resultado, vem aí uma sequencia "bacana", com jogos contra times que estão a nossa frente na tabela. Com esse pensamento, perder por pouco para esse times que enfrentaremos também será um bom resultado? A conferir.

Saudações Rubro-Negríssimas!

Pós-Jogo: Dá cá um abraço, Mengão!

Pós-Jogo: Dá cá um abraço, Mengão!
http://s2.glbimg.com/VG-IN2sQwP-veVVwthBzsDV0AcE=/0x0:950x597/620x390/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2013/10/01/jayme-flamengo-marcelotheobald-glo.jpg

Mais do que falar do jogo contra o Coritiba e fazer um post pós-jogo sobre a segunda vitória seguida do Flamengo no Brasileirão (pela primeira vez nessa edição!), para quem gosta de coincidências, o jogo de ontem foi emblemático. Em 2009, o Flamengo começou a "virada" do Hexa depois de quebrar um tabú na Vila Belmiro, quando um certo "interino" lutava para ser firmar como técnico. Sim, eu sei que o Jayme já é o técnico, mas não tem como não se lembrar 2009, com o time abraçando o interino e somando três pontos, mesmo não empolgando a torcida.

O Hepta é improvável esse ano, mas a forma como esse time abraçou o Jayme e vem jogando, se não bem, mas com mais eficiência, é para tranquilizar o mais corneteiro dos torcedores (embora isso seja praticamente impossível).

A tranquilidade e a simplicidade do Jayme anda me acalmando. Eu, que sou fã do Carlinhos e elogiava o Andrade que desmistificava aquela coisa que técnico a em campo tem que ficar a beira de um ataque de nervos, bato palmas.  Para quem cobra a alma do Flamengo nos times atuais que portam o Manto, não há como negar que a calma e o jeitão "observador" do Jayme, sem declarações que causem grandes manchetes, traz de volta a essência do que deu certo dentro do clube. Nada de técnicos com grife e  fala difícil. Ainda bem que hoje temos mais Carlinhos no comando do Flamengo e menos técnico de CBF.

O Flamengo não fez uma grande atuação contra Coritiba, mas não posso negar que estava com saudades de ver o Flamengo  colocando o outro time em crise. Adorei ver jogador adversário brigando com a torcida e perdendo a cabeça em campo (sendo expulso), com uma atuação do Flamengo. Sim, eu abri um sorrisão com a torcida adversária gritando OLÉÉÉÉÉÉÉÉ a favor do Flamengo.

André Santos como artilheiro, Amaral conseguindo equilibrar o sistema defensivo, Wallace fazendo o que zagueiro tem que fazer na área adversária e time jogando com equilíbrio. Aos poucos, degrau a degrau, como bem disse o Jayme, iremos evoluir.

Dá cá um abraço, Mengão! Dá cá um abraço porque no próximo jogo você tem essa mesma missão: vencer e afundar o adversário em crise.

A surrealidade do Estádio do Flamengo na Gávea

http://crflamengao.files.wordpress.com/2011/06/26948_news5.jpg

Fui a muitos jogos naquela arquibancada do Estádio da Gávea. Início da década de 90, jogo de campeonato às 15:30h porque só poderia jogar com iluminação natural e muita disposição. Contra times pequenos e vitória garantida, a diversão era certa. Com o tempo, esse hábito acabou porque não houveram mais jogos no Estádio.

http://1.bp.blogspot.com/-W84PrAhzi1g/Tbd-XEirAYI/AAAAAAAABdM/WfKcz1mLw6o/s400/001-FlaGavea-anos1940.jpg

O ideal seria que o Flamengo tivesse o Estádio da Gávea para 20 mil pessoas e mandasse os jogos de maior apelo no Maracanã. Porém, isso é surreal. Não vai acontecer. Para quem conhece aquela região, imagina um jogo do Flamengo, com torcedores ao redor, loucura de flanelinhas, estacionamento, ambulantes, numa quarta feira as 19h?  O morador da região, paga IPTU caro, vai querer que a sua tranqulidade do domingo a tarde seja interrompido pela inserção de 15, 20 mil pessoas circulando pela região para um jogo de futebol?

Pois bem, eu dei apenas dois exemplos do porque eu acho surreal essa história de se construir estádio na Gávea. Graças a esse "sonho", Flamengo tem uma dívida que não sabe nem quanto deve, onde credor é o Consórcio Plaza e está abocanhando penhoras das rendas do Flamengo.

Alimentar o sonho do rubro negro de ter um estádio usando a Gávea para isso, falando de dívida do Governo porque um dia o Flamengo cedeu parte no clube para a construção de vias que facilitaram o transito na região chega a ser quase  maldade. A quem interessa essa volta a mídia toda hora? A quem interessa ter essa possibilidade aberta para fechar negócios com o Flamengo?

Flamengo poderia conseguir toda a aprovação necessária para a construção desse estádio. Mesmo. Poderia passar por cima de associação de moradores, criar estratégias para o trânsito na região... Ele teria apenas uma possibilidade: o Flamengo ser forte politicamente.

O Flamengo é forte politicamente? O Flamengo tem força em esfera municipal, estadual e quiça federal para enfrentar uma batalha em prol disso?

Flamengo não consegue nem construir um Centro de Treinamento para o futebol, num terreno que já é dele e não tem nenhum problema de trânsito, moradores e etc. Já foram feitas duas campanhas (e eu colaborei com as duas!) para arrecadação de dinheiro para construção dele e nada desse centro de treinamento sair. Querem que eu acredite que será construído um estádio que tem motivos para nem se iniciar? Hum rum, sentá lá!

Não acredito e acho que, cada vez que esse assunto vem à tona, é alguém querendo aparecer.  Flamengo quer um estádio de porte médio? Reforma o da Portuguesa, na Ilha. Estuda o que dá para fazer na Rua Bariri. Faz uma proposta por Moça Bonita.  Mas pára de enganar a torcida com estádio VIP com cadeira de plumas na Gávea. Isso não faz parte da história do Flamengo.

Enquanto houver essa fixação ilusória pela Gávea, o Flamengo deixa de olhar pro horizonte e prestar atenção em oportunidades melhores.

Saudações!