Participação no Korneteiros para falar de Flamengo x Criciuma - Brasileirão 2013

Participação no Korneteiros para falar de Flamengo x Criciuma - Brasileirão 2013


Depois do jogo contra o Criciúma, pelo Campeonato Brasileiro de 2013, no qual o Flamengo venceu por 4x1, tive o prazer de participar do Livecast do Canal Mengão, o programa Korneteiros.com.

Para quem não conhece, o Canal Mengão é um site que dá a oportunidade de você assistir aos jogos do Mengo ao vivo com narração totalmente rubro-negra. Além disso, tem programas ao vivo, rádio com 24hs de Flamengo, documentários, jogos históricos, entrevistas e promoções.

Um desses programas ao vivo é o Korneteiros.com, que vai ao ar todo domingo às 21h e que eu participei. No programa, falamos da situação do Mengão no Brasileiro, atuação do time contra o Criciúma, da questão dos ingressos para a Nação, ações da diretoria e algumas coisitas mais. Você não pode perder.

Assiste aí!


Não esquece de se inscrever no Canal Mengão no Youtube para receber atualizações do trabalho deles.

Saudações!

Pós-Jogo: Estamos a 4 pontos do 6º colocado do Brasileirão.

Pós-Jogo: Estamos a 4 pontos do 6º colocado do Brasileirão.


http://eusouflamengo.com/wp-content/uploads/2013/09/torcida-flamengo-maraca-2-600x337.jpg

Estava tudo programado para ser uma grande festa. Torcida se mobilizando em Rede Social, diretoria ajudando abaixando o preços dos ingressos facilitando compra para sócio-torcedor levar convidado e time que está abaixo da gente na tabela como adversário.  E, tirando 25 minutos do jogo (5 do final do primeiro tempo e 25 minutos do inicio do segundo tempo), foi mesmo. Os quase 40 mil torcedores mereceram o jogo que assistiram, com direito a goleada e ao Flamengo apenas quatro pontos do sexto colocado. Sim, sou daquelas que coloca o Flamengo para cima.

O Flamengo começou o jogo aluciante, como foi contra o Atlético PR e Botafogo. Com dois gols parecidos, na briga, chorado, Hernane e Wallace logo abriram o placar para o Mengão. Vieram os pênaltis (um pro Flamengo e outros para o Criciuma) e Elias finalizou o placar, fazendo o quarto gol do Mengão!

Gosto da forma como o Flamengo vem entrando nos jogos e ele está fazendo a coisa certa pois resulta em gols. O que não acontecer é o time "amolecer", bobear e ficar tomando gol em falha de jogador, como foi o lance do penalti do Flamengo. João Paulo foi o pior disparado em campo. Luiz Antonio e Paulinho, no segundo tempo, tiveram que correr muito para cobrir o lateral quase ausente do Flamengo.

Mais três pontos, dentro de casa. Importantíssimo para tirar a desconfiança da torcida desse time. Não digo que não tem razão, mas enquanto houver impaciência em cima deles, mais nervosos eles ficarão. E já está comprovado que gente nervosa, em tensão, não responde como tem que responder. Precisamos desses jogadores jogando tudo que sabem se estar pressionados. 

Lindo mesmo, além da goleada (finalmente uma goleada!), foi a galera curtindo o Flamengo. A alegria de ir ao Maraca, levar família, amigos, se encontrar com a galera, tem que estar presente na vida do rubro negro. Com esse apoio, o fim de 2013 vai ser mais tranquilo do que muita gente acha.

Curta o Mengão. Afinal de contas, estamos pertinho do sexto colocado do campeonato. E ainda não jogamos com ele no segundo turno.

Saudações!

Pós-Jogo: O Flamengo e a minha relação atual com ele

Pós-Jogo: O Flamengo e a minha relação atual com ele

Flamengo empatou com a Botafogo pela Copa do Brasil. Embora esteja dentro de um avião, ameacei a segurança do vôo e liguei o rádio na hora que sabia que o jogo poderia ter acabado. Acabei não resistindo, claro.

Mas confesso que a minha relação com o Flamengo está diferente. Em outros tempos, a viagem teria sido adiada. Não tem a ver com falta de amor, nem com a fase do time, tem a ver com a minha fase de vida.   

É claro que não sou uma desinformada. Redes sociais, amigos e as centenas de emails que recebo diariamente sobre o Mengão acabam me aproximando do time/clube. Porém, a vontade de debater é quase zero. É tanta gente mal educada, mal informada, torcendo pro flamengo se ferrar para ter razão e que se reproduz como peste em forma de RTs, mentions e comentários que me pergunto: para que debater?

Não sei se minha paciência está curta mas sei que, numa  relação,  quando a pergunta "para que isso?" acontece, é chegada a hora de procurar novos caminhos. E é isso que estou fazendo. Algumas seções do blog acabaram, outras pausadas, justamente para acabar com a obrigatoriedade de escrever para abastecer essas seções.  

São 6 anos fazendo um blog praticamente sozinha e que me dá um orgulho tremendo. O Primeiro Penta é um marco na minha vida e que acabou me aproximando de pessoas essenciais, que só poderiam ser rubro negras. 

Isso não é uma despedida, longe disso. É apenas o pós-jogo de uma pessoa que não viu o jogo, mas passou um vôo pensando na sua relação com o Flamengo. 

Vamos rumo à classificação. Viu como dá para ganhar do Botafogo? 

Saudações!

O que o novo técnico do Flamengo precisa ter

O que o novo técnico do Flamengo precisa ter

http://www.flamengo.com.br/site/upload/noticias/20130922112259_907.jpg
Desde que o Mano Menezes pediu demissão de uma forma inacreditável e inesperada, algumas coisas rondam a minha cabeça para tentar definir quem seria o melhor treinador para o Flamengo. Mais do que um nome, venho pensando muito no estilo e no perfil desse novo treinador. E, confesso, não tem sido fácil. Mas alguns aspectos tem que ser levados em consideração.
Ninguém me tira da cabeça que a decisão do Mano de largar o Flamengo no meio do barco passa por Carlos Eduardo e André Santos. Não dá para não associar a  justificativa de falta de comprometimento com a festinha que Carlos Eduardo deu em sua casa que André Santos esteve presente. Se observarmos o rendimento dos dois em campo, com a dificuldade que os dois tem de correr um jogo inteiro, essa associação é quase que obrigatória. 

A saída do Dorival, para entrada do Jorginho parece ter sido erro do ano. Se a justificativa foi grana, o prejuizo que tiveram com Jorginho e o pagamento do salário do Mano não justificam a saída do Dorival. Além de perder tempo, os técnicos que entraram indicaram jogadores que não corresponderam e fizeram trabalhos que eles não devem colocar no curriculum. Ou seja, Flamengo tem no seu elenco jogadores indicados por três técnicos, além de jogadores da base.
Os "cabeças" do departamento de futebol parecem estar perdidos. Mais do que as contratações equivocadas que não renderam em campo o que desejaram, ter um vice presidente de futebol que joga a culpa de não ter jogador na torcida e que acha que Maracanã é campo neutro é tudo o que o Flamengo não precisa. Falta direcionamento para atitudes tomadas e a ausência de uma pessoa de frente no futebol gera a absurda impressão que não há comando. Ou vai dizer que você vê o Pelaipe como diretor desse time que entra em campo hoje. O Zinho era muito mais atuante do que o Pelaipe. Nem na época do Adriano, com a imprensa em cima, o Zinho se ausentava tanto assim (Pelo amor de Deus, não estou falando que o Zinho era perfeito. Estou apenas exemplificando a presença dele e comparando com a do Pelaipe).
Falei sobre o que acho que o novo técnico tem que ter o video pós-jogo da Nivinha.



Além de ter peito para barrar o comodismo de alguns jogadores que se fazem profissional, remendar um elenco formado por indicação de outros três colegas de profissão, direcionar e ter a paciência para ligar com um VP que parece não ter entendido o que é Flamengo com um diretor que parece que não se relaciona bem com seus comandados, o novo técnico do Flamengo tem que dar confiança para esses caras correrem atrás da bola e acertarem. Sem dar confiança para os jogadores que lá estão, não há técnico que dê certo no Flamengo.

Você pode não gostar do Jorginho, ter suas ressalvas como Mano por causa do trabalho que fez na seleção ou até mesmo com a forma que ele saiu do Flamengo, mas dizer que eles são os únicos culpados pela posição que o Flamengo ocupa no Brasileiro é querer tampar o sol com a peneira.
Nomes? Se fosse uns 6 anos anos atrás, apostaria no Joel Santana. Saberia lidar com a diretoria do futebol, colocaria os fora de forma para jogar (quem não se lembra do Torózinho?), trancaria o time com 4 volantes, ganharia os jogos por 1x0 e daria uma injeção de ânimo nos jogadores que se acham o cocô do cavalo do bandido. Como esse Joel não existe mais e o Abel, que seria o técnico mais adequado não quer trabalhar em 2013, deixa o Jaime. Nenhum técnico graúdo vai fazer esse elenco jogaor futebol enquanto eles não se sentirem valorizados por uma diretoria que só bate cabeça.
Saudações.

Lendas que o Flamenguista não pode acreditar

Lendas que o Flamenguista não pode acreditar


Há algumas coisas que são ditas que sempre tem alguém que  acredita. Não é a toa que as lendas surgem. Entende-se lenda como sendo uma narrativa fantasiosa transmitida pela tradição oral através dos tempos. De caráter fantástico e/ou fictício, as lendas combinam fatos reais e históricos com fatos irreais que são meramente produto da imaginação aventuresca humana.

A situação do Flamengo no campeonato brasileiro não está nada boa. Falta jogador, falta motivação para correr atrás de um resultado favorável mas algumas coisas que muitos rubro negros "adotaram" para o seu Flamengo atual que me dá uma certa vergonha e que acabaram se transformando em lenda.

1 - Cair é a melhor solução para se reestruturar o Flamengo.

Não será melhor para o Flamengo cair para a segunda divisão para se reestruturar. A segunda divisão do Flamengo é esse 2013 com o time que temos enquanto o tempo passa para termos dinheiro para fazer mais.

2 - Pra que CND? Ela entra em campo?

Não ache que essa draga que estamos passando em campo tem a ver com a CND. A posse da CND é uma obrigação. Ela não entra em campo, mas evita que credores bloqueiem o dinheiro que faz o Flamengo "andar".

3 - Flamengo só contrata técnico ruim.

O problema do Flamengo não são os técnicos. Não é possível que nenhum técnico disponível no mercado não consiga fazer um grupo de 30, 35 jogadores jogar futebol.

4 - Craque, o Flamengo faz em casa.

O Flamengo não faz mais craque em casa. Não tem estrutura, não tem direcionamento, não tem talentos. Meninos com mais talento procuram outros clubes para seguir carreira. Isso é claro, há alguns anos. Isso não significa que não fabrica bons jogadores na base. O torcedor precisa entender que não surgirá um novo Zico e não "comprar" essa idéia a cada jogador bom que se revela.  Não é porque ele não é um Zico que ele seja ruim.

5 - Quem é Flamengo, adere o Sócio-Torcedor

Não, gente. Adere ao sócio-torcedor quem vê alguma vantagem com isso. Ninguém é sócio de alguém se não tiver vantagens. Sério, vou ser ST pra pagar salário de Marcelo Moreno? Nem o jogador símbolo do programa souberam escolher, se reforçaram mal pra caramba e é o torcedor que tem que pagar a conta? De novo e para sempre?  Todo jogo maior é uma confusão danada, informações desencontradas, dificuldades aparecem e a culpa é do meu amor pelo Flamengo?

6 - Ingresso tem que ser caro para o Flamengo ter mais dinheiro.

Acho que essa lenda está sendo desmistificada jogo após jogo. E a torcida anda dando o seu recado direitinho. Pena que a direção do Flamengo, assim como para outras coisas, está cega, surda e muda. Uma coisa está clara: a torcida do Flamengo está deixando de ir aos jogos por causa do preço do ingresso. Acho mesmo que seria ideal o valor do ingresso ser R$ 100,00 e todo mundo pagar. Mas está em R$ 60,00 e não se coloca 20 mil no Maracanã. Além do rubro negro ter perdido o hábito de frequentar o Maracanã por causa das obras, o time não ajuda em campo. Será que o ingresso barato não colocaria mais gente no estádio e não geraria, pelo menos, mais $$$$ em serviços vendidos?

7 - Patrícia Amorim é a única culpada pelos males do Flamengo.

Não é a única. Embora tenha sido de uma incompetência imensa e deixado problemas inacreditáveis, ela herdou problemas de pessoas que hoje tem livre acesso ao Flamengo, apoiando inclusive quem lá está. Colocar tudo na conta dela é de um mau caratismo imenso. Para apontar o dedo para ela, tem que se apontar o dedo para todos os outros presidentes que fizeram a dívida de mais e R$ 700 milhões. Ou você tem a ilusão que só os problemas que a Patrícia e sua turma criaram é que estão sendo resolvidos?

8 - Contrata fulano, ele é rubro-negro

Até parece que só flamenguista pode jogar no Flamengo. Aí ficam numa de repatriar jogador que foi criado na base ou já declarou ser rubro negro para vir jogar no clube, mesmo estando em péssima fase. O Ibson já não jogava nada no Santos, mas foi contratado a peso de ouro com direito a camisa no estilo "o bom filho a casa torna". E toda vez que tem um cara que já passou pelo Flamengo, torcedor acha que tem que voltar para o Flamengo. O Juan, Renato Augusto, Julio Cesar não jogarão melhor no Flamengo ou toparão ganhar menos porque são rubro-negros. Os caras são profissionais. E não devem ser crucificados por isso!

9 - Flamengo vai ser rebaixado em 2013.

Flamengo só será rebaixado em 2013 se não houver raça e força para se superar. Pára de dar força a essa corrente escrota que vem desde 2010 que o Flamengo vai cair para a segunda divisão. Pára com essa babaquice de se comparar a time de segunda divisão e esse conformismo que não faz parte da SUA história com o Flamengo. Se VOCÊ, torcedor, desistir do Flamengo, achar que esse é o ano, será. Além das palavras terem poder, você cessará a força da superação do Flamengo. A raça do Flamengo vem da arquibancada, sempre foi assim e sempre será. Enquanto outros times tem como caracteristica ter atacante cabeceador e cruzamentos na área, outro se fecha todo e sai no contra ataque, o Flamengo tem a sua raça vindo da arquibancada. Vai largar o time de mão, mulambo? 

Você acredita no que quiser. Mas saiba que se você invocar um desses itens é como se você estivesse dizendo que acredita em saci-pererê, homem do saco, mula sem cabeça dentre outros.

Agora me conta: você já deu uma rasteira no saci-pererê?

Pós-Jogo: A bola insistiu em não entrar

Pós-Jogo: A bola insistiu em não entrar

http://acritica.uol.com.br/craque/Flamengo-oportunidades-engole-empate-Nautico_ACRIMA20130922_0009_15.jpg

Bendita bola que tantas vezes foi a favor do Flamengo. Ontem, contra o Naútico, precisávamos de uma bola. O goleiro tirou duas delas praticamente de dentro do gol e Elias perdeu um gol inacreditável. Sem o gol, somamos apenas um ponto contra o lanterna do Campeonato e não nos afastamos da parte debaixo da tabela.

O Flamengo melhorou. As chances foram criadas, há uma troca de passe perto da área do adversário e embora haja uma dificuldade na conclusão,  o volume de jogo aumentou. O técnico "interino" não inventou, colocou o time com posicionamento em campo que dava para detectar as funções dos jogadores e eles se esforçaram na maioria do tempo do jogo. Mas é nessa hora que há a imensa dificuldade que demonstra duas coisas sobre o nosso time: a fase técnica (que parece eterna) ruim e os "nervos em frangalhos".

A fase técnica ruim tem a ver com a qualidade dos jogadores. Há um questionamento sobre as contratações que foram realizadas e sobre jogadores que vieram da base. Além dessa qualidade ser discutível, é notório que falta em equilibrio para os jogadores que entram em campo. Embora a impaciência da torcida acelere esse processo e ajude os jogadores ficarem cada vez mais nervosos, é inacreditável que os jogadores parem de jogar num determinado período do jogo, como se desistissem do jogo.

É uma fase bem negra do Mengão no Campeonato. É aquela fase que a bola não entra, o passe errado no meio de campo acaba em gol da virada do adversário e que nosso melhor jogador perde gol feito no último lance do jogo.

Porém, não há como ter paciência com o time do Flamengo e com tudo que anda acontecendo. Não engoli ainda a demissão do Mano Menezes, nem a nebulosa explicação desse episódio que me lembra, MUITO, a do Ronaldinho, que a gente sabia que tinha algo no ar que não foi divulgado. Não consigo engolir a forma física de jogadores como Cadu e André Santos e que influi no rendimento deles dentro de campo. Enquanto os golaços que estamos fazendo fora de campo não forem para dentro de campo, essa insatisfação continuará. E com razão. A bola, definitivamente, não entra por acaso.

Esqueçamos um cadinho essa luta inglória pela sobrevivência no Brasileirão para enfrentar o Botafogo pela Copa do Brasil. Desejo que esse time "troque a chave" e que entre em campo com tudo. Podemos passar pelo Botafogo e temos capacidade para isso. Nesse confronto, que eles sempre tremem, sou mais o Mengão!  Vamos torcer para a bola entrar.

Saudações!

O vilão e seus motivos

O vilão e seus motivos
http://extra.globo.com/incoming/8688717-7b1-613/w640h360-PROP/mano-menezes-flamengo.jpg

Eu poderia "analisar" a demissão do Mano Menezes por vários aspectos, inclusive usando a mesma prerrogativa que usei quando Zico pediu demissão. Na ocasião, falei que ninguém abandona um barco sem um motivo. Zico não o fez e Mano também não o fez. Não faz parte da biografia de vencedor de segunda divisão do Mano ele abandonar um time em dificuldade. Desculpa quem o chama de covarde, mas  há mais coisa para se debater do que isso.

Ah, a culpa. Ser humano tem essa mania. Ontem já foi possível ler declaração do Pelaipe arrependido por ter colocando Cadu no Flamengo, logo após de um jogo horroroso no qual o jogador saiu MUITO vaiado. Torcedor está, até agora, mandando mensagem para o Mano Menezes em Rede Social, como se ele fosse ler alguma. E enquanto perde-se tempo tentando achar culpados, ele vai passando e os problemas não vão sendo solucionados.

O Mano fez um mal ao Flamengo que ainda não consigo mensurar. De repente, ele era o líder de uma companhia e uma das únicas pessoas que a maioria da torcida confiava. Ao deixar o time do Flamengo após uma derrota que faltou vergonha na cara de quem estava em campo, ele jogou os holofotes para uma coisa que está na cara e evidencia as péssimas atuações do time: a maioria dos jogadores que lá estão não tem a mínima condição de estar no Flamengo.

Se você é um dentista e não tem aqueles aparelhinhos barulhentos para mexer na boca do paciente, você começaria "um trabalho" na bola dele? Pois é, mesmo sem a matéria-prima ideal para executar o serviço oorreto, Mano aceitou o desafio de comandar o Flamengo com a promessa de reforços pontuais que enriqueceriam o elenco rubro-negro. Os reforços chegaram? Eu não considero um jogador que foi eleito a pior contratação do Arsenal um reforço.

Além dos reforços que não chegaram, está evidente (e já começa a pipocar noticias em sites esportivos) que há algo que não flui bem na diretoria do Flamengo. Mais que um VP de futebol que considera o Maracanã um campo neutro, um marketing que está mais preocupado em fazer propaganda de um tal de Fred Luz e qualificar torcedor por dinheiro dado ao clube, há um diretor de futebol que é limitado e não disse a que veio. Ou você já leu ou ouviu falar sobre algum projeto da base do Flamengo?  Você acha que o Mano não percebia isso?

Ainda sim, o Mano continuou. A forma como ele comemorou o gol do Luiz Antonio, não era coisa de um técnico que pediria demissão após o jogo se algo de muito sério tivesse acontecido. Acredito que a falta de reação do Flamengo não seja o principal motivo. Além de vergonha na cara, esse time precisa de pernas para correr e cabeça pra pensar. Além de preparo físico, precisa de preparo psicológico. Além de treinador, precisa URGENTEMENTE de uma injeção de ânimo que somente profissionais especializados podem dar.

Promessas não cumpridas, declarações infelizes, procedimentos inadequados com o torcedor fazem parte do Flamengo atual. Embora não seja culpa do Mano, não há como não concordar, mesmo que a primeira opinião, com quem o chama de covarde. Ao roer a corda, abandonando o barco e deixando o Flamengo de uma forma inesperada e inusitada, Mano Menezes se coloca na galeria de  vilões rubro-negros.

Galeria essa que, muito em breve, irá aumentar!

Pós-Jogo: Que aprendam a definição da palavra vergonha

Pós-Jogo: Que aprendam a definição da palavra vergonha


Tinha tudo para ser uma grande festa. Eu de volta ao Maracanã, Flamengo fazendo dois gols em pouco tempo, atropelando o adversário e torcida apoiando como sempre. Mas, como um trem descarrilhando, o Flamengo perdeu o rumo e sofreu uma derrota que pode ter consequências maiores do que a demissão do técnico Mano Menezes. 

Sabe o Carlos Eduardo? É muito pior ao vivo. 

Sabe a inoperância do Adryan? É muito pior quando ele não tem função em campo, como foi no jogo de hoje. 

Sabe as substituições erradas do Mano Menezes? Estamos livres delas. 

Sabe a torcida do Flamengo? Ela é demais mas não é idiota. E parece que a paciência acabou. Como um copo que transborda, hoje parece ter sido o limite. Mais do que xingar dirigente e jogador por jogador, vi na cara dos torcedores, aqueles que sentados permaneciam assistindo uma atuação pífia de um time desorientado ou os que se manifestavam com notas de dinheiro na mão ou xingando cada bola perdida, uma insatisfação que não é típico do Flamengo. 

Poderia citar e falar da atuação de jogadores, pegar um como exemplo ou destrinchar sobre o Mano Menezes (seria o tema do post antes de saber da demissão dele), avaliar a atuação de Pelaipe, Wallim e bla bla bla mas hoje não. Ainda me entristeço com a torcida cantando "time sem vergonha" da torcida do Flamengo e com esse tipo de derrota. 

Maracanã está um espetáculo. E merece um time do Flamengo que deixe de envergonhar os próprios jogadores. Por que se eles que entram em campo e tem vergonha da atuação deles, imagina o torcedor que paga ingresso e gasta tempo para vê-los?

Já passou da hora de aprednerem o que significa a palavra vergonha.

Lesões no Futebol: como elas atrapalham o time do Flamengo

http://3.bp.blogspot.com/-7yuMzjq0r5w/UiiYtT6ijBI/AAAAAAAAYuQ/02xg8-OKMyg/s1600/chicao_flamengo-chinelo_janirjunior.jpg

Nos últimos jogos, desfalques de jogadores importantes no elenco no Flamengo por causa de contusão vem prejudicando nosso rendimento em campo. Sim, Chicão, Léo Moura, Felipe, Cáceres fazem falta principalmente porque, sem eles, não se consegue repetir uma escalação para se formar um time.

Falar de lesão no futebol, ainda mais no futebol profissional, não é fácil. São estudos, metodologias e trabalhos preventivos para que as estrelas do espetáculo não se  machuquem. Porém, as lesões mais comuns surgem das faltas praticadas pelos adversários. A gravidade desses esbarrões é relativamente pequena, entretanto, as estatísticas mostram que de 10% a 23%*, no máximo, resultam em afastamentos de treinos ou jogos.  As entorses do tornozelo são as lesões mais comuns do futebol, representando 17% a 20%* do total. As lesões de joelho constituem em torno de 16%* de todas as lesões em homens. O problema destas últimas é que, quando ocorrem, exigem maiores períodos de ausência do que as demais e até cirurgias de reparação. Os goleiros são uma exceção, que penam mais com problemas nas mãos.

O joelho é o mais afetado porque, ao contrário do quadril, que é uma articulação profunda e muito estável por ser muito bem encaixada, o joelho é uma articulação plana e mais instável, além de superficial. Ele ainda está sujeito a grandes forças de rotação, principal mecanismo para a lesão dos meniscos e ligamentos cruzados. Sem se esquecer que os joelhos, como os tornozelos, não têm um envoltório muscular para protegê-los.

O preparo físico também interfere. O atleta que  dorme pouco, tem sono não repousante, não se alimenta bem ou mesmo que faz ou fez uso de anabolizantes são os mais propensos a terem problemas.  O aumento de peso também favorece os riscos de lesão, porque sobrecarrega as articulações, além de aumentar as chances de um problema cardiovascular.

O excesso de jogos e a falta de intervalo entre eles é apontado, atualmente, como o grande vilão das lesões que tiram os jogadores de 2,3 jogos seguidos. E, depois desses jogos fora, há uma dificuldade para recuperar o ritmo de jogo. O cara que inventar um software para minimizar essa falta de ritmo ficará milionário.

Jogadores que voltam de lesão sempre tem um inicio complicado e é isso que não queremos no Flamengo. Que eles consigam voltar de forma produtiva.

Saudações Rubro-Negríssimas.

* Com ajuda, nos dados, do Minha Vida.

Pós-Jogo: Estamos sem manchetes

Pós-Jogo: Estamos sem manchetes

http://media-cdn.incondicionais.com.br/media/galeria/149/3/4/9/4/n_flamengo_a_torcida-5554943.jpg

Enquanto o técnico do Flamengo insistir em esquemas de jogo que os jogadores não entendem, não treinam e não se esforçam para fazer dar certo, o Flamengo continuará na mesma zona. E, nos textos pós-jogos, irão mudar os personagens, mas a entonação será a mesma.

Mas sou torcedora e não desisto nunca. Enquanto houver o Manto sagrado em campo, minha energia será uma só: a da vitória. O meu sentimento, ao rolar a bola, será um só: o da curtição. Continua sendo o meu maior prazer vê-lo brilhar.

Saudações Rubro-Negríssimas e vamos para cima do Atlético Paranaense!

Pós-Jogo: Uma vitória, um alivio e a redenção de Renato Abreu

Pós-Jogo: Uma vitória, um alivio e a redenção de Renato Abreu

Ufa, ufa! Se fosse para descrever com uma palavra essa vitória para o Flamengo, seria essa. Num jogo que o Flamengo jogou para o gasto, porém dominando as ações do jogo, conseguimos os três pontos contra o time cansado do Santos, demos um salto no Brasileirão e, acreditem se quiser, quase fomos para a primeira folha da tabela.

Melhores Momentos: Flamengo 2 x 1 Santos - Brasileirão 2013

Há algumas coisas para se destacar nesse jogo e que poderiam, facilmente, ser temas para três posts diferentes. O jogo de ontem, mesmo morno, proporcionou isso, com fatos bacanas para serem falados.

Gostei do time do Flamengo, principalmente no primeiro tempo. Particularmente, eu gosto da atuação do Gabriel pela esquerda, embora ele seja "prejudicado" para quase nulidade do André Santos no ataque por aquele lado. (Como ele - o André - disse que precisa de tempo para de readaptar à lateral, vamos dar crédito ao rapaz. Ficar dando murro em ponta de faca não é a minha.) Se o Gabriel melhorasse aquele chute em direção ao gol e não cansasse no meio do segundo tempo, poderia ser bem mais útil. Acabou sendo substituído quase no final do jogo, só para receber as vaias da torcida, porque se fosse pelo que ele jogou contra o Santos, na metade do segundo tempo já dava para tirá-lo.

Carlos Eduardo Flamengo e Santos (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Outro que dava para tirá-lo na metade do segundo tempo foi o Caduzin, embora tenha feito outra partida boa. Não foi a sua primeira partida boa pelo Fla  e espero que não seja a última. Deu assistência para o gol do Hernane e se o Paulinho não fosse tão pereba, tinha dando assistência para ele também.  Vaos combinar que é um alívio esse menino jogar bem. Temos que "reaver" o investimento que foi feito nele e que a forma seja essa.

O time do Santos, cansado, não deu muito trabalho para a defesa do Flamengo. Paulo Victor quase não trabalhou. Tirando o penalti sofrido e um chute do Thiago Ribeiro aos 40 minutos do segundo tempo, o posicionamento dos sistema defensivo anulou bem o Santos. Claro que esse bom posicionamento não conta com os erros de passe do Cáceres no meio de campo, que atrasa e oferece ao adversário inicio de oportunidades de ataque que podem complicar esse próprio sistema defensivo.

Porém, o que vai ficar marcado nesse 2x1 contra o Santos foi o reencontro da torcida com o maior artilheiro do século XXI do Flamengo. Jogando pelo Santos, Renato Abreu, ex-jogador do clube e que saiu de uma forma peculiar, ouviu seu nome gritado pela torcida no fim do jogo e aproveitou o microfone para fazer o mimimi habitual que todos os ex-jogadores fazem contra qualquer ex-clube. Para quem gosta do Renato, deve ter sido difícil ver o Urubu Rei com outra camisa. Pelo menos, não mateve a maldição do Flamengo de levar gols de ex-jogadores.

Com a vitória, o Flamengo pulou para a 11ª posição da tabela e com uma próxima vitória, dá uma "respirada" melhor nesse Brasileirão equilibradíssimo. O jogo contra a Ponte será na casa deles, com ingresso a R$ 5. Imaginou o caldeirão que será?

Vamos pra cima deles, Mengooooo!

O recado da torcida do Flamengo para a Diretoria

O recado da torcida do Flamengo para a Diretoria
http://l2.yimg.com/bt/api/res/1.2/xf.k2thXyPqCCIVY162fNQ--/YXBwaWQ9eW5ld3M7cT04NTt3PTYwMA--/http://l.yimg.com/os/publish-images/sports/2013-04-04/86cb574a-47b4-4d19-bea7-c7d21cf60eae_Flamengo-I.jpg

Vamos direto ao assunto?

Flamengo está precisando da torcida. Mais do que precisar da grana dela, do dinheiro extra que pode entrar no clube além das receitas que já estão comprometidas com pagamentos diversos, precisa dela para empurrar um time que está capenga no Campeonato Brasileiro. Se com a torcida já não seria fácil esse time deixar de ser capenga e render o que pode, imagina sem a torcida?  Sim, eu acho que o time do Flamengo pode render mais do que está rendendo. É limitado, mas poderia estar em posição melhor na tabela.

Tem que haver uma cooperação mútua para que time e torcida possam se encontrar e um ajudar o outro: a torcida ajuda o time com o gogó porque é isso que ela sabe fazer lindamente e o time ajuda a torcida, honrando o Manto Sagrado. Essa reunião, encontro, união tem que acontecer o mais rápido possível. Time e torcida, torcida e time.

Está mais do que na hora da diretoria do Flamengo acordar para realidade e perceber que ninguém compra produto ruim por um preço caro. Ou normal. Ou você acha que é por acaso que os refrigerantes de "cola" são mais baratos que a Coca-Cola?  Ou você acha que uma garrafa de vinho pode custar R$ 500,00 e não R$ 50,00 a toa?

Com o time na beira do rebaixamento, será que o Flamengo pode manter o mesmo preço de ingresso que times que estão em melhor posição na tabela? E essa diretoria não pode reclamar do time, foi ela que o montou. Tirou os jogadores que achavam que não cabiam na nova filosofia do Flamengo, trouxe outros que achavam que cabia nessa nova filosofia e montou um elenco que temos hoje. Um elenco sem atrativo, sem identificação com a torcida e querendo ou não, isso pesa na hora de chamar o torcedor para arquibancada.

É óbvio que a diretoria não é a única culpada desse elenco. Isso até pode ser tema para outro post. Entendo que a dificuldade de hoje vem do passado maldito e que a diretoria vem fazendo um esforço para se elogiar. Muita gente só vai perceber a importância de 2013 lá em 2015. Mas não é por isso que eu tenho que me conformar com um ano ruim. Isso aqui é Flamengo.

A diretoria tem que se mexer. Um dia antes de um jogo importante para o Flamengo no Brasileiro, menos de 10% da capacidade do Maracanã foi vendida antecipadamente. Abaixem o ingresso, façam casadinha de jogos, melhorem a qualidade de venda do ingresso que é ridícula. Façam o torcedor comum se sentir importante, parte do processo. Não é só o sócio torcedor que é importante. Já basta dessa história de jogar a culpa em cima de torcedor que não tem um time melhor porque não se colabora com o Sócio Torcedor, de jogar a culpa para o torcedor porque ele não está indo ao estádio e blá blá blá. Não está indo porque não tem motivação. Serviço de ingresso ruim, preço ruim, horários para jogos horríveis, time instável.

Para finalizar esse post, vou contar a história de uma amiga rubro-negra, uma pessoa que ama o Flamengo, tenho certeza. Essa minha amiga é frequentadora de "arquibancada" de Maracanã (compra ingresso!), sócia do clube (está pagando o título e paga a mensalidade), é sócia-torcedora e compra produtos oficiais.  São quatro mensalidades que ela dá para o Flamengo, além dos "extras". Ela segue a cartilha do que essa diretoria preconiza como torcedor perfeito. Gasta com o Flamengo. E passou perrengue para trocar ingresso para o  jogo mais importante. do ano. No caminho certo, essa história toda não está.

Se a torcida não abraçar esse time, ele não engrenará. Se o Flamengo não colaborar com atrativos e qualidade no atendimento, o torcedor não abraçará o time. A torcida está dando o seu recado. Resta saber se a diretoria escutará ou nao.

Saudações.

OBS.: O texto não é único para a torcida do Flamengo do Rio de Janeiro. Seo Flamengo continuasse jogando em Brasilia (ou em qualquer outro lugar), acabaria acontecendo isso. Até porque o Flamengo tem uma torcida nacional. :)


Pós-Jogo: Um conformismo que incomoda

Pós-Jogo: Um conformismo que incomoda

Poucas vezes na vida vi um conformismo tão grande num resultado como nesse jogo contra o Cruzeiro. Tudo bem que o Flamengo jogava contra o líder do campeonato, mas precisava tanto? 

Rubro negros que falavam em milagre em vez de vitória, narrador do PFC que falava em empate no intervalo do jogo quando o jogo estava sendo disputado de forma igual e comentarista do mesmo canal falando que o Flamengo já deveria pensar no empate. Precisava de tanto?

Não, não precisava. Afinal de contas, o Flamengo eliminou esse mesmo time de um campeonato há menos de 15 dias. Qual é o drama se ganhasse de novo, se fizesse um jogo bacana? Cruzeiro virou o Barcelona da vez?

Flamengo fez um bom jogo. Com jogadores comprometidos, o goleiro Paulo Victor em boa tarde e Hernae lutando muito, fizemos um jogo de gual para igual, mesmo todo mundo cavando nossa derrota antecipadamente.

Continuo com a mesma idéia: enquanto o Flamengo jogar com um a menos, vai ficar dificil ter um desempenho paraganhar jogos de bons adversários. A nulidade de hoje foi o André Santos. Só mesmo o site oficial do Flamengo para colocá-lo como lateral esquerdo. Em campo, levou um baile e arrebentou a defesa do Flamento, tanto que o cruzamento o gol do cruzeiro veio do lado dele, de uma jogada de toque de bola no meio de campo, nada de contra-ataque.

A defesa não falhou tanto em escanteios e a proteção a zaga no meio de campo funcionou melhor que em jogos passados com Cáceres, Elias e Luiz Antonio.

Uma derrota é sempre uma derrota. Não posso negar que esse conformismo da torcida e dos próprios jogadores me incomoda e muito. Não dá para tolerar o Flamengo entrando em campo com essa energia de derrota.

Nosso próximo jogo é contra o Santos, no Maracanã. Estamos a três pontos do Z-4, com 22 pontos, na 15ª posição. Não é posição para i Flamengo. Quinta-feira é dia de vitória, mais do que nunca.

Vamos pra cima deles, Mengo!

Análise tática do Flamengo - Cruzeiro x Flamengo - Brasileirão 2013




Flamengo entrou em campo hoje com o esquema que eu considero o melhor para o elenco que tem.

A disposição da imagem acima da posição dos jogadores pode ser alterada com o Luiz Antonio e Elias, porque eles se movimentam muito e trocam de posição durante o jogo.

A defesa tem dois laterais e dois zagueiros sem improvisação, com Wallace e Samir bem postados e atentos a coberturas dos laterais, quando esses iam ao ataque. Quer dizer, é bondade chamar André Santos de lateral. Esse jogo mostrou quem André Santos na lateral esquerda é uma negação. Não se comporta como lateral, quando vai ao ataque demora uma eternidade para voltar e compromete a parte defensiva, muito bem postada graças a três volantes.

Esse meio de campo com três volantes com Cáceres, Luiz Antonio e Elias (esse disposto um poucomais a frente que o Luiz Antonio), fortalece a marcação, o que explica o Curzeiro ter dominado os primeiros minutos. Depois que eles encontraram o posicionamento em campo, o jogo equilibrou e o Flamengo marcou bem melhor. Prefiro esse esquema que o primeiro homem de meio de campo seja um marcador, tipo Cáceres, Amaral ou Diego Silva.

Na movimentação de ataque, com Rafinha pela direita e Gabriel pela esquerda cobrindo o avanço do lateral do adversário e ajudando a marcação. Gosto disso porque fortalece sistema defensivo. No ataque, eles deveriam criar jogadas pelas laterais do campo. Pena que isso só seja possivel pela direita já que o André Santos não ajuda o Gabriel em nada no ataque. Torcedor reclamar do sumiço do Gabriel quando quem deveria jogar com ele não aparece pra jogo chega até ser injusto.

E que espetáculo é ter um atacante que perturba a zaga adversária, como fez o Hernane hoje. Centralizado, facilita a busca dos outros jogadores que jogam pela lateral mais avançados, além de ajudar o sistema defensivo.

No segundo tempo, com as alterações realizadas e a entrada do Nixon, Carlos Eduardo e Bruninho o Flamengo não melhorou. As alterações não surtiram o efeito desejado. Pelo contrário, diminuíram o ímpeto do Flamengo, não dando volume de jogo ao ataque.

Até um próximo jogo.

Saudações.

10 motivos para o Hernane ser titular do Flamengo



Flamengão ganhou, finalmente, um jogo com gol daquele cara que está lá pra isso. É claro que eu não me importo de ganhar aos 43 minutos com gol de Elias e muito menos de penalti de um lateral-esquerdo. Porém, fazia tempo que o Flamengo não ganhava com gol de atacante. E, para isso acontecer, só com o Hernane em campo, já que Marcelo Moreno está há 9 jogos sem marcar e sofre, cada dia mais, com a bola que chega no seu pé.

Pensando nisso, elaborei uma listinha com 10 motivos para que o Hernane seja elevado ao posto de titular do Flamengo. E como a Nivinha disse no video pós-jogo, VALEU SELEÇÃO BOLIVIANA!



É caneludo, chuta errado, perde a bola, é fominha, mas não se esconde do jogo. Tenta. É brigador.

Discorda? Comenta aí!

Pós-Jogo: Caneludo e artilheiro faz a festa da mulambada!

Pós-Jogo: Caneludo e artilheiro faz a festa da mulambada!


Não foi uma atuação para encher os olhos do torcedor. Mas, te garanto que os pouco mais de 12 mil rubro negros que estiveram no Maracanã saíram felizes com o resultado do jogo do Flamengo contra o Vitória. Com dois gols de Hernane e uma atuação que, no segundo tempo, foi para administrar o placar conseguido no primeiro, o Flamengo somou mais três pontos no Brasileirão 2013.

No Flamengo, há uma relação, talvez única, de amor entre os caneleiros presumidos e o Manto número nove. Não sei se há outro clube por aí que eles façam a torcida comemorar tantos gols como no Flamengo e é isso que vem acontecendo com o Hernane. Atacante que só pode dar um toque na bola porque se der mais de dois complica, ele vem fazendo a alegria da galera com a incrivel marca de 20 gols no ano. Hernane fez a fesa dos mulambos no Maracanã!

E foi no ritmo dele que o Flamengo conseguiu a vitória ontem. Com Samir improvisado na lateral esquerda, já que João Paulo não jogou e Ramon foi negociado a tarde com a Turquia, Chicão saindo no intervalo do jogo com dores na coxa e André Santos mostrando que não dá para ser nem improvisado como lateral esquerdo, o Flamengo conseguiu os três pontos que o aproxima da parte de cima da tabela. Lugar esse que devemos sempre estar.

Acredito que o Mano tenha encontrado o esquema para o Flamengo jogar, mas não encontrou os jogadores. Ficou claro que, se ele for usar o Luiz Antonio como primeiro homem de meio de campo, só com um esquema com três zagueiros para "soltar" o Léo Moura e André Santos. Se voltar a usar os quatro zagueiros na defesa (2 zagueiros e 2 laterais), um meio de campo marcador, como Cáceres ou Amaral, se faz necessário. Além do mais, não se pode comparar o Vitória com times como Corinthians ou Cruzeiro que será inclusive, nosso próximo adversário no Brasileirão.

Aos pouco mais de 12 mil pessoas que foram ao Maracanã num dia que o Rio de Janeiro passou debaixo d´água: MEUS PARABÉNS! Não é fácil chegar no horário do jogo, naquela região do Rio de Janeiro num dia chuvoso. Não é fácil ter a disposição de apoiar o time depois de levar uma goleada como foi a do Corinthians.

UFA! Conseguimos os três pontos e o ambiente fica melhor para que se possa trabalhar com mais tranqulidade. Vamos seguindo o nosso caminho, sempre acreditando ser possível somar três pontos a cada partida.

Domingão tem mais. Como já falei aí acima, o jogo é contra o Cruzeiro, na casa deles. Ideal para somar mais três pontinhos. Afinal de contas, impossível não olhar para o azul e não ter boas lembranças. Hahahaha!

Saudações, Mulambos!

A maior briga que o Flamengo tem que ganhar em 2013


Está complicado unir o útil ao agradável. A vida seria mais fácil se o Flamengo conseguisse unir a grana que ganha em outras praças, como Brasilia, com o agradável da força da torcida no Maracanã.

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello saiu da reunião com o governador, Sérgio Cabral, confiante de que haverá mudanças na relação do clube com o consórcio Maracanã e já conseguiu a redução de custos para mandar suas partidas no estádio, a principio até o fim do ano.

Não li a carta completa que o Flamengo mandou para a Federação do Rio de Janeiro questionando o público presente na partida contra o Cruzeiro, além de denunciar a entrada de mais de uma pessoa no estádio com o mesmo ingresso.

Uma parte do documento diz:

"O consórcio tem anunciado que a capacidade do estádio é de cerca de 78 milpessoas. E, na partida em questão, foi anunciado que o público presente teria sido de, aproximadamente, 54 mil. Entretanto, foi possível constatar que o Estádio encontrava-se muito próximo de sua lotação, não sendo crível que lá estivesse presente um público que representasse apenas dois terços da capacidade."

Para se ter uma idéia da reclamação dos altos custos por parte do Flamengo, do lucro de R$ 2 milhões do jogo contra o Cruzeiro, o Flamengo ficou com o valor de de R$ 700 mil. Pelo acordo assinado em julho, o Flamengo divide com o concessionário a renda (com exceção dos camarotes) e as despesas das partidas. O rubro-negro fica com a metade do arrecadado com a venda de ingressos das arquibancadas.

O próprio presidente já revelou que o acordo não foi como o Flamengo imaginava e esse ajuste é necessário para que haja o interesse do clube de mandar seus jogos no Maracanã. Para mim, ficou claro que esse "erro" na presença de torcedores pode ter acelerado essa reclamação do Flamengo. 

Há, inclusive umas imagens que estão rolando pela internet, falando dessa diferença de divulgação de publico e que demosntra esse erro na publicação do publico.



O Flamengo precisa de dinheiro. E precisa da torcida do Maracanã, precisa da sua origem para resgatar um time que não se encontra. Já falei aqui que Brasilia se transforma em campo neutro contra alguns adversários, como foi o caso contra o São Paulo e Grêmio. Se fosse num outro momento, não teria a menor dúvida que seria melhor o Flamengo embolsar um prejuizo financeiro para ter a sua torcida no Maracanã ajudando a sair desse momento complicado.

Por outro lado, o Flamengo TEM QUE pagar de mensalidade R$ 7 milhões de impostos atrasados e PRECISA de qualquer dinheiro (mesmo que em campo neutro) para poder arcar com os compromissos que assumiu de forma correta, diga-se de passagem. Voltar ao calote institucionalizado como era no passado é um retrocesso inimaginável. Querer contratação de jogador usando o exemplo do passado que se conseguia ter bons jogadores sem dinheiro, transformou na draga que o Flamengo está hoje. Você acha que esses impostos atrasados pagos nessa mensalidade de R$ 7 milhões surgiram da onde? A forma como dezenas de jogadores que sempre ganharam mais no Flamengo que em qualquer outro clube deve ser esquecida?

Essa briga com o consórcio, para conseguir cada real para o Flamengo talvez seja a briga mais importante que o Flamengo tenha que ganhar em 2013.  Conseguir aproximar os ganhos que teríamos em Brasília, por exemplo, no Maracanã é o ponto de partida para a recuperação do time no Campeonato Brasileiro. Ou você não acredita que esse time do Flamengo tenha uma posição melhor na tabela jogando com sua torcida do lado? O caminho da Copa do Brasil pode ser facilitado. É sobreviência, assim como é cada vitória na tabela. 

Torço, muito, para que se tenha uma legitimidade na venda de ingressos e que o Flamengo consiga se acertar com esse Consórcio, que não sairá fácil do Maracanã, assim como eu acredito na força da torcida do Flamengo no Maracanã. É nisso que aposto, por isso acredito que jogar no Maracança ganhando dinheiro, hoje, é o maior desafio, é a maior briga que o Flamengo tem ganhar em 2013.

Vai pra cima deles, Mengão e brigue por cada real.

Flamengo, mostra a sua cara!

Flamengo, mostra a sua cara!

O time do Flamengo que entrou em campo contra o Corinthians está longe de ser o pior da história. Essa desculpa que o time é ruim técnicamente que aparece para justificar qualquer derrota (assim como a que o Manto joga sozinho a cada vitória) não me convence.

Mas tem algumas coisas que não combinam com o Flamengo e que estiveram em campo:

- É inadmissível o Flamengo ter um atacante inoperante, inofensivo e PEREBA como o Marcelo Moreno. Além de se posicionar mal, não consegue fazer o papel de pivô em campo.

- A falta de tesão que o André Santos, João Paulo, Rafinha e o próprio Moreno entraram em campo é de envergonhar torcedor de time de várzea. A falta de vontade é injustifucável para esses caras que ganham milhares de reais.

- Léo Moura deve ter perpetuado a linha imaginária para se fazer cruzamento inutil na área de ataque. Bolas e mais bolas são cruzadas sem que haja um aproveitamento. Óbvio, cruzamento da intermediária, pega defensor de frente e facilita o trabalho dos caras. Eu não acredito que não haja ensinamento em relação a isso.

Sabe nota azul e nota vermelha? Nessa atuação lixo, sabe qual foi único jogador que levou nota azul? O Wallace. Se metade dos jogadores tivessem a vontade que ele teve durante todo o jogo, o placar não seria goleada.

Enquanto jogadores do Flamengo continuarem com a atitude rídicula dentro de campo de não respeitar os torcedores e se afastar do que é o Flamengo, continuarão dando vexame. Flamengo não é a indisposição do André Santos, não é inoperância do Moreno, não é o Rafinha que não acorda para o jogo e muito menos um técnico que não enxerga que medalhão tem que ir pro banco para tomar vergonha na cara.

Quarta-feira tem mais um jogo no Brasileiro, contra o Vitória, no Maracanã. A diretoria fechou um setor do Maracanã em vez de oferecê-lo a um preço bacana para a torcida. Mas sou rubro negra e não desisto nunca: assim como eu peço para os jogadores se aproximarem do que é o Flamengo, torço para a diretoria também se aproximar disso.

Iremos jogar em casa na quarta! Vamos pra cima deles porque a cara do Flamengo não é a que entrou em campo contra o Corinthians!