A importância do carioca e a prepotência rubro negra




http://2.bp.blogspot.com/_Wc8vCFK8skM/TJ-fvM3gBmI/AAAAAAAABYU/5vkayPF5604/s400/Fla1x0Vasco_78_Rondinelli.jpg
E pensar que tudo começou num Carioca!


Não estou satisfeita com a eliminação prematura, para não falar embrionária, do Campeonato Carioca. Embora muita gente boa diga que "Carioca não vale nada. Eu quero é o Brasileiro e Libertadores", acho um desperdício jogar um Campeonato Carioca do jeito que o Flamengo jogou esse ano e no ano passado. Mas, pelo menos, no ano passado, chegamos as finais do turno. Pelo andar da carruagem e da prepotência de alguns, ano que vem nem nas finais de turno chegaremos. Duvida? Vai vendo e segue dando a importância que está se dando ao Carioca para ver se os caras que andam vestindo o Manto Sagrado não caem na almofada da acomodação. Porque é isso que está acontecendo.

Sei bem que esse Carioca é diferente do ano passado e será diferente do que virá. Não sou louca, nem insensível para perceber que estamos no início de um trabalho que dará bons frutos ao Flamengo, se Deus quiser! Mas ainda assim, a pouca importância que dão ao Campeonato Carioca me incomoda. E muito! Porque não é coisa desse ano. É coisa de anos anteriores.

Lembro muito bem quando em 2011, depois de ganhar um Carioca invicto e ir bem no Brasileiro, reclamava-se que o Flamengo não jogava como o Flamengo. Rolou muito deboche com essa pessoa que vos escreve porque comemorei Carioca como se fosse titulo do brasileiro e estava feliz o desempenho do Flamengo. Pelo menos, ali tínhamos um time campeão. Hoje, nem isso temos. Uma geração de rubro negros está deixando de lado a tradicional farra da gozação regional, a rivalidade dos domingos com o vizinho vascaíno por causa dessa besteira que o carioca não vale nada. Caíram na lábia da arco-iris recalcada que nem isso ganhava, ouviram tanto o "só ganham o carioca", que deixou o caminho aberto para os rivais regionais. Quem nunca ouviu "ganhar carioca é mole quero ver ganhar brasileiro"? É a história do chamar a gostosa de feia quando se tem uma horrorosa do lado.  A cada vez que leio um "cansei de ganhar carioca" ou "carioca é pouco, quero Libertadores", vejo que a prepotência rubro negra não nos levará a lugar nenhum.

Se o Flamengo em campo é título em disputa, por que fazer distinção de importância de campeonato? Zico, que foi o Zico, assim como a sua geração vitoriosa, que trouxe incontáveis alegrias à Nação, levava o Campeonato Carioca a sério, que audácia é essa, que prepotência é essa, que abuso é esse de achar que o Carioca não vale nada? Querem mudar a história do Flamengo para melhor tendo esse tipo de pensamento?  Se não ganham o mais fácil, se entram em campo de uma forma bisonha, lamentável, sem vontade e esdrúxula no Campeonato Carioca, que, teoricamente, é o mais fácil, vão ganhar o mais difícil? Alooow, em que mundo vocês vivem?

Ganhar ou perder o Carioca é do jogo. Perder um jogo com foi contra o Botafogo, na disputa, em campo, é parte do show.  Eu não gosto, você não gosta, mas faz parte. Mas perder como o Flamengo perdeu esse segundo turno, quase que colocando time reserva, usando como laboratório para um treinador que não diz a que veio é para se lamentar profundamente.  É quase para desistir da esperança que o treinador faça um bom trabalho.

E sabe qual é o pior? Parte da torcida não pode lamentar.  Se a torcida (ou parte dela, que tem todo o direito de ter essa opção. Só não pode reclamar depois!), que é patrimônio do clube, faz pouco caso do Carioca, por que os caras que lá estão se importarão? Não tem incentivo, não tem cobrança, não tem diálogo, não tem tesão, não tem, não tem, não terá  título!

E não, não estou dando muita importância ao Carioca. Só estou dando a importância que ele merece, como um título que a gente sempre disputava, quase sempre ganhava.  Agora, nem final de turno a gente disputa!

E se você me perguntar se é para isso tudo, já que só não ganhamos 2010, 2012 e estamos fora da final da 2013, leia o texto novamente porque você não entendeu nada do que escrevi.


OBS.: O último parágrafo do texto foi uma "homenagem" à prepotência rubro negra. Se você não captou o espirito do texto que não é perder o carioca e sim a forma como perdemos e que é uma parte da torcida (e ela tem todo o direito de ser assim, só não pode reclamar depois!) que incentiva isso, só lamento. E aí, é certo e legal ser prepotente?


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.